Encontro será nesta quarta-feira (28.03), às 14h, na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta

O DETRA – Departamento de Trabalho e Renda da Secretaria de Desenvolvimento Econômico vai promover nessa quarta-feira (28.03), às 14h, na Casa dos Conselhos, mais um encontro com as pessoas que cadastraram seus currículos no Balcão de Empregos da Prefeitura. Dessa vez, a palestra abordará a importância da conclusão dos ensinos fundamental e médio.Os palestrantes serão Livia Mattos, da Cervejaria Cidade Imperial, Carla Alessandra, da Secretaria de Educação e Luciano Rosa, da Masterpro.

“Durante as palestras, os candidatos têm a oportunidade de tirar dúvidas sobre elaboração de currículo, como se comportar em uma entrevista e conhecer os processos seletivos de empresas da cidade. É importante a participação daqueles que estão em busca de recolocação. Nesse encontro a conclusão dos estudos será o foco”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Um dos tópicos do encontro será o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que terá quatro aplicações em 2018. O Encceja é direcionado aos jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada para cada nível de ensino. As inscrições para o Encceja poderão ser feitas de 16 a 27 de abril no site: https://www.encceja2018.pro.br/

Outro assunto será a EJA – Educação de Jovens e Adultos – da rede municipal de Educação. São oferecidos para as pessoas que desejam voltar a estudar, doze polos de ensino.

“Queremos mostrar a essas pessoas a importância da qualificação e de estudar. Conhecimento nunca é demais. Também colocamos a equipe do DETRA a disposição para tirar dúvidas sobre o Balcão e sobre os processos de seleção”, explicou o diretor do DETRA, Gil Magno.

Quem está em busca de recolocação, pode cadastrar o currículo no site do DETRA. O Balcão conta com mais de onze mil currículos cadastrados. Desde o início do ano, foram feitos 295 encaminhamentos para entrevista de empregos. Já em 2017, o Balcão teve 5.607 currículos cadastrados. Também em 2017, 387 vagas foram oferecidas e 1.177 candidatos foram encaminhados para entrevistas de emprego.

Os interessados em cadastrar os currículos no Balcão de Empregos da Prefeitura devem fazer a inscrição no site www.petropolis.rj.gov.br. Informações podem ser consultadas por intermédio do telefone (24) 2233-8113. O Balcão de Empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O DETRA fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846.

Aferição de pressão arterial, medição de glicose e atendimento itinerante do Detra

Nessa quarta-feira (24.05), o Departamento de Trabalho e Renda (Detra) da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, realizará, junto com o Centro de referência da Saúde do Trabalhador (Cerest), mais uma etapa da Ação de Saúde do Trabalhador Ambulante. Dessa vez, os 50 ambulantes e os ajudantes da Praça Clementina de Jesus, poderão realizar os exames de aferição de pressão arterial e medição de glicose.

O atendimento será feito por técnicos disponibilizados pelo Cerest. O Lions Clube de Petrópolis disponibilizará testes de acuidade visual com a tabela de Snellen. Caso sejam identificados pessoas com necessidade de correção visual, elas serão encaminhadas para consulta no Instituto de Olhos de Petrópolis, situado na Rua Engenheiro Miguel Detsi, 35, Centro. O custo da consulta será R$ 10.

De acordo com o Detra, o Lions Clube também vai oferecer óculos com preços acessíveis para os ambulantes que apresentarem receita. A ação será possível através de parceria com o Instituto Ver e Viver, entidade sem fins lucrativos.

“O Detra também vai instalar um posto itinerante na Praça Clementina de Jesus onde os trabalhadores do comércio ambulante poderão tirar dúvidas, inclusive sobre o licenciamento do ano de 2017. A nossa intenção é realizar outras ações ao longo do ano”, disse o diretor do Detra, Gil Magno.

Aferição de pressão arterial e medição de glicose           

Uma parceria entre o Departamento de Trabalho e Renda (Detra) da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o Centro de Referência da Saúde do Trabalhador (Cerest) levou atendimento de saúde a ambulantes que trabalham na Rua Epitácio Pessoa. Nesta terça-feira, 34 pessoas que atuam nas barracas participaram da “Ação de Saúde do Trabalhador Ambulante” com aferição de pressão arterial e medição de glicose.

 “O departamento está preocupado com a saúde do trabalhador. Por isso essas parcerias estão sendo firmadas, com o Cerest e também com a Secretaria de Saúde. Queremos levá-los para os postos de saúde e eles precisam desse encaminhamento. Além disso, percebemos que as barracas estão mofadas, o que causa impacto na saúde deles. Também estamos trabalhando na construção de um novo modelo”, disse o diretor do departamento de Trabalho e Renda, Gil Magno.

“O Cerest tem essa preocupação de chegar ao trabalhador e orientá-lo com relação ao atendimento médico necessário. Esse é um público que tem dificuldade em procurar assistência porque precisa ficar nas barracas para não perder vendas. Hoje identificamos alguns casos de hipertensão e esses trabalhadores foram orientados sobre a importância do tratamento e da consulta com um profissional especializado”, contou Pedro Alves, funcionário da Secretaria de Estado de Saúde e apoiador do Cerest.

Os ambulantes ficaram felizes com o atendimento. “Tenho dificuldade em fazer exames porque não posso deixar a barraca de lado, mas essa orientação me animou a correr e cuidar melhor da minha saúde”, contou Marcelo Moura, ambulante há 20 anos.

Atendimento na Praça Clementina de Jesus

No próximo dia 24 de maio, a ação será levada à Praça Clementina de Jesus, a partir das 9h. A expectativa é de que aproximadamente 50 pessoas sejam atendidas. Além da aferição de pressão arterial e medição de glicose, os ambulantes serão orientados sobre exames oftalmológicos. Nesse dia, o DETRA vai instalar um posto itinerante na Praça.

“Além dos exames, através de uma parceria com clinicas e fábricas de lentes, óculos serão disponibilizados com baixo custo. O departamento vai tirar dúvidas sobre licenciamento ano 2017 e falar sobre os cursos que estamos planejando, juntamente com a Secretaria de Saúde, sobre higiene nas barracas e condicionamento de produtos, por exemplo. Estamos programando com o Cerest e outras ações ocorrerão ao longo do ano, inclusive na Rua Teresa”, explicou Gil Magno.

Os 40 ambulantes do comércio de rua que estavam ocupando o estacionamento da CPTrans na Rua do Imperador voltaram para a Praça Clementina de Jesus nessa sexta-feira (18.08). O local, que foi liberado pela Defesa Civil, havia sido interditado após o incêndio no supermercado Extra, ocorrido no mês passado. Para receber os ambulantes, o Departamento de Trabalho e Renda da Secretaria de Desenvolvimento Econômico providenciou a limpeza dos bueiros e a troca das tampas das caixas de energia. O próximo passo será a recolocação do portal lateral na Praça.

 “Tivemos uma reunião com os ambulantes e explicamos que o local já poderia ser ocupado pelas barracas. Durante todo o dia a equipe do Detra acompanhou a montagem das barracas na Praça e continuará à disposição para ajudá-los no que for necessário”, explica o diretor do Detra, Gil Magno.

“É muito bom poder voltar. Estamos nos readaptando a uma nova realidade. Agradecemos ao poder público pelo amparo imediato que recebemos logo após a interdição da Praça”, disse João Firmino, presidente da Associação dos Ambulantes.

Os vendedores ficaram felizes em poder voltar para o local de origem. “Estamos voltando para a casa. O espaço está sendo reorganizado e com o tempo tudo vai ficar certo. Foi ótimo poder voltar às atividades logo após o incêndio, mas, é ainda melhor voltar à Praça”, disse Ciro Roberto Justen, proprietário de uma barraca há 14 anos.

“Graças à Deus deu tudo certo e estamos de volta. Gostamos daqui porque é um local onde passam muitas pessoas diariamente e nossos clientes estão habituados a nos ver aqui”, contou Vanessa Garcia, que trabalha há 18 anos na Praça Clementina.

 Marco Aurélio Diniz tem 42 anos e sempre atuou na barraca da família, tradicional na Praça Clementina de Jesus. Segundo ele, muitas pessoas, ao transitarem pelo local, param para ver os produtos e acabam comprando. “O local é bom porque muitas pessoas passam por aqui. Nem sempre elas têm a intenção de comprar, mas, elas ficam curiosas, olham as bancas e acabam consumindo. É um lugar de passagem”.

Os comerciantes que atuam na Praça também ficaram felizes com a volta dos ambulantes. “Com eles, aumenta o número de pessoas passando por essa região e a gente espera que isso também nos auxilie no aumento das vendas”, explicou Paulo Cordeiro, proprietário do Mercado de Carnes Vitrine, há 36 anos.

Na Praça Clementina de Jesus, os ambulantes voltam a atuar de segunda a sábado, das 8h às 20h.

Visitantes e petropolitanos poderão prestigiar o trabalho dos artesãos da Economia Solidária na Praça Visconde de Mauá durante a Serra Serata. Até domingo (1°/10), ficarão no local barracas com vendas de alimentos e artesanato. O funcionamento começa por volta das 10h e vai até o fim da tarde. Nas barracas estão sendo vendidas almofadas, jogos educativos, peças de tricô e crochê, panos de pratos, peças feitas com pedras brasileiras, mandalas e bolsas.

“Essa é uma iniciativa que colabora com a intenção do Departamento de Trabalho e Renda de gerar renda para esse público específico. O espaço contempla os artesãos da economia solidária e as pessoas atuantes no comércio de rua. Esperamos que o público visitante do Serra Serata prestigie o artesanato local”, disse o diretor do Detra, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Gil Magno.

Em uma das barracas, há casas de bonecas, casinhas de passarinho feitas com cabaça, porta chaves, bancos infantis e espelho em moldura de madeira. Os trabalhos são da artesã Sinara Marques. “Faço esse tipo de trabalho há dez anos. As crianças gostam muito das casas e eu amo meu trabalho. É bom poder mostrar as peças para os turistas. Estamos torcendo para que o movimento seja proveitoso para todos nós”, afirma.

Chinelos feitos a partir de retalhos de tapete de vinil são outro destaque da feira. O material sustentável é antiderrapante. “São feitos a partir de um material que iria para o lixo. É macio, antiderrapante e ficam muito bonitos”, explica a artesã Carol Nicodemos.

A Prefeitura em parceria com a Ampla está promovendo o Projeto Itinearte: Arte, Gestão e Empreendedorismo, curso de artesanato que tem como foco a geração de renda. Setenta e seis artesãos participam do projeto. Eles serão capacitados em gestão cultural, para que se tornem empreendedores formais no mundo da cultura, além de aprenderem técnicas de desenho, escultura e pintura. A capacitação dura cinco dias e está sendo realizada na Casa do Trabalhador, na Rua Dom Pedro.

“Com essa ação, estamos fomentando a economia, visando o artesanato como fonte de trabalho e renda. Temos também a intenção de encaminhar os artesãos participantes que ainda não formalizaram seu negócio, a serem microempreendedores individuais”, explica a secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Fernanda Ferreira.

Regina Maria Caricc é artesã há 40 anos e está participando das palestras. “Ao artesanato é uma paixão e também fonte de renda. Paguei a faculdade do meu filho com o que ganho desse ofício. Ganho mais com meus produtos do que com minha pensão do INSS”, conta.

O Intinearte, desenvolvido pela Ampla, está presente em oito municípios do estado do Rio de Janeiro oferecendo cursos voltados para o aprimoramento artístico-cultural e criativo de alunos de escolas estaduais/municipais, agentes culturais e artesãos.

Documento de reconhecimento profissional foi entregue a 154 artesãos

 Credenciamento garantido a eventos direcionados a artesanato em todo o país, 154 artesãos de Petrópolis receberam a Carteira Nacional do Artesão. A parceria que garantiu reconhecimento aos profissionais é uma iniciativa da prefeitura e governo do estado. As carteiras foram entregues nesta segunda-feira (16.10), em cerimônia na Casa dos Conselhos Augusto Zanatta. Petrópolis foi a 14ª cidade a receber a carteira do governo federal que identifica o artífice como profissional. Durante o evento, foi assinado um termo de cooperação entre a Secretaria de Estado de Turismo e a Prefeitura de Petrópolis que prevê a criação de uma comissão que vai estudar formas de incentivo para o setor.

A Carteira Nacional do Artesão é concedida apenas para aqueles já cadastrados no Programa de Artesanato do Estado do Rio de Janeiro, que é coordenado pela Secretaria de Estado de Turismo e TurisRio. A Carteira possibilita a participação em feiras do PAB – Programa de Artesanato Brasileiro e do Programa Estadual, capacitações, auxílio para divulgar trabalhos, acesso a microcréditos e exposição das obras no Espaço TurisArte, em Botafogo.

Há dois anos, o Programa de Artesanato do Estado, coordenado pela subsecretária adjunta de Turismo, Nea Mariozz, se reestruturou e começou a percorrer o estado, cadastrando esses profissionais. Até o final do ano, o Programa realizará a entrega em mais de 20 municípios já cadastrados na ação.

Segundo NeaMariozz, só no Rio de Janeiro são cerca de dez mil artesãos. Em Petrópolis, mais de 200 já entraram em contato com a Secretaria querendo se cadastrar. “O cadastramento está sendo feito em etapas. Estamos percorrendo todos os municípios. Cada município trabalha da melhor forma para incentivar os artesãos. Em algumas cidades, eles conseguem desconto em papelaria e farmácias com o documento. Alguns artesãos já esperam por essa carteira há trinta anos, por isso é um momento muito especial. Temos que incentivar esse setor que recebe tão bem os turistas vendendo os produtos fabricados no nosso estado. Esperamos que o município faça a sua parte e continue incentivando os artesãos”, disse Nea.

O diretor do Departamento de Trabalho e Renda da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Gil Magno, disse que em Petrópolis, são cerca de três mil pessoas que se dedicam ao artesanato. “Isso incluindo todas as artes. Os que participam de feiras nos pontos e festas locais são 300. Essa valorização é importante porque mostra que os artesãos têm influencia na geração de renda e movimentação financeira na nossa cidade”, explica Gil.

Também participaram da cerimônia a secretária de Assistência Social, Denise Quintella e o secretário de Turismo, Marcelo Valente. 

Artesãos animados com a possibilidade de

participar de feiras em outras cidades

Américo da Silva Brandão vende canecas personalizadas feitas com latinhas de cerveja. “Além de ficar bonito, não quebra. Participo da Bauer e adoro o que eu faço. Estou feliz hoje em receber essa carteirinha e já estou sonhando em colocar meu trabalho no carro e participar de feiras em São Paulo. É um sonho que está sendo realizado”.

Antonia Maria Francisca atua há 18 anos como artesã. “A carteira é importante porque possibilita a participação em feiras. Estávamos há dois anos esperando por esse documento por isso a felicidade é enorme”. Antonia fabrica roupas para bonecas e as vende na Praça Dom Pedro. “Meu produto é 100% artesanal, faço tudo sozinha e é um prazer ter clientes fiéis que valorizam o meu trabalho”.

De acordo com o IBGE, atualmente, mais de 8,5 milhões de brasileiros têm o artesanato como renda familiar, representando a atividade econômica em 78,6% dos municípios do país. O objetivo da Setur-RJ é oferecer auxílio aos profissionais e ajudar no desenvolvimento do segmento, considerado um produto de grande importância dentro do setor turístico.

Inscrições para processo de seleção devem ser feitas na internet

Uma boa notícia para Petrópolis: a rede de atacado de autosserviço Assaí Atacadista já abriu as inscrições para o processo seletivo que vai escolher 262 pessoas para trabalharem na nova loja da rede, no Roseiral. Todo o processo de seleção será feito exclusivamente pela internet e as inscrições devem ser feitas no link: https://expansaoassaipetropolis.gupy.io/. Os candidatos deverão colocar um e-mail e contato telefônico para que a empresa os acione.

A rede Assaí Atacadista faz parte do GPA, maior grupo de varejo da América do Sul, tem 169 lojas pelo Brasil e em expansão, emprega mais de 44 mil colaboradores.

Para o Diretor de Trabalho e Renda da Prefeitura, Bruno do Nascimento, a parceria com os departamentos de recrutamento e seleção das redes de supermercados que estão sendo instaladas na cidade tem dado bons resultados nos últimos anos com centenas de pessoas contratadas.

‘Essa parceria com a Rede Assaí reforça a capacidade da Prefeitura em ser um intermediário importante auxiliando as empresas a contratar e ajudando os profissionais a conseguirem uma oportunidade de emprego. A Prefeitura é um parceiro que está disponível para quem está precisando de um profissional. O Balcão de Empregos tem mais de 20 mil currículos cadastrados de profissionais nas mais diferentes áreas e deve ser utilizado pelo conjunto das empresas em nossa cidade”.

Importante salientar que a única forma de inscrição no processo será pelo link da empresa até 31 de agosto. Caso o candidato seja aprovado, a empresa entrará em contato por meio de e-mail.  

Confira as vagas: 

Chefe de recebimento de notas fiscais - 1 vaga - Ensino médio completo - experiência comprovada

Auxiliar de recebimento de notas fiscais - 3 vagas - Ensino médio completo - Experiência com lançamentos, emissão de notas, entrada e saída de notas e faturamento

Administrativo - 1 vaga - Ensino superior completo - Experiência em gestão de empresas de serviços terceirizados, contratos de prestação de serviços, gestão de custos e orçamentos.

Cartazista - 1 vaga - Ensino médio completo - Experiência na função

Chefe de depósito - 1 vaga - Ensino médio completo - Experiência comprovada

Operador de empilhadeira - 6 vagas - Ensino médio completo - curso de empilhadeira atualizado e CNH

Conferente de carga e descarga - 4 vagas - Ensino médio - Experiência comprovada

Auxiliar de depósito - 12 vagas - Ensino médio completo - Não exigida experiência anterior

Chefe de cafeteria - 1 vaga - Ensino médio - Experiência comprovada

Atendente de cafeteria - 5 vagas - Ensino médio completo - Experiência

Operador de caixa - 72 vagas - Ensino médio - Desejável experiência com atendimento ao público

Empacotador - 20 vagas - Ensino médio completo ou cursando - Maior de 18 anos

Chefe de frente de caixa - 2 vagas - Ensino médio completo - Experiência comprovada

Fiscal de caixa - 7 vagas - Ensino médio completo - Experiência

Fiscal de atendimento ao cliente - 4 vagas -Ensino médio - Experiência

Chefe de manutenção - 1 vaga - curso técnico em eletrotécnica e edificações

Auxiliar de manutenção - 1 vaga - Ensino médio - Experiência

Repositor de mercadorias - 68 - Ensino médio completo - Não exigida experiência anterior

Repositor pleno de mercadorias - 4 vagas - Ensino médio completo - Exigida experiência anterior

Chefe de seção de mercearia - 4 vagas - Ensino médio completo - Experiência

Chefe de seção de hortifruti - 1 vaga - Ensino médio completo - Experiência

Chefe de seção de perecíveis - 2 vagas - Ensino médio - Experiência

Fiscal de prevenção de perdas - 18 vagas - Ensino médio completo - Experiência

Chefe de seção prevenção de perdas - 1 vaga - Ensino médio - Experiência comprovada

Nutricionista - 1 vaga - Ensino superior - Experiência

Cozinheiro - 1 vaga - Ensino médio - Experiência

Auxiliar de cozinha - 4 vagas - Ensino médio

Chefe de seção RH - 1 vaga - Ensino superior completo em administração de empresas, gestão de RH e psicologia

Auxiliar de RH - 1 vaga - Ensino médio completo - Experiência

Assistente de TI - 1 vaga - Ensino superior cursando ou ensino técnico - Experiência

Auxiliar Controle de Qualidade - 1 vaga - Ensino superior cursando a partir do 3°ano de Nutrição, Veterinária, Engenharia de alimentos ou curso Técnico em nutrição, Técnico em alimentos completo.

Chefe de venda de cartão - 1 vaga - Ensino médio, desejável ensino superior cursando - Experiência

Atendente de vendas de cartão - 6 vagas - Ensino médio completo - Experiência

Operador de televendas (vendedor de atacado) - 2 vagas - Ensino médio completo - Experiência.

O prefeito Rubens Bomtempo promoveu uma audiência pública na Estrada da Saudade na noite da última terça-feira (11/06) para discutir com os moradores a execução das obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), que terá início ainda este mês na região. Estão previstos mais de R$ 23 milhões em investimentos que vão garantir infraestrutura, segurança e qualidade de vida a quem vive no bairro.

“O convênio estava praticamente perdido, mas conseguimos resgatá-lo. Fiz questão de trazer esse projeto para a discussão com todos os moradores. É o maior conjunto de obras da história da nossa cidade e todos precisam estar envolvidos”, afirmou Bomtempo.

O vereador da região, Luizinho Sorriso, destacou o compromisso do governo com as comunidades: “Esse é um dos dias mais felizes da minha vida. Rubens Bomtempo é um homem público comprometido com as principais reivindicações da população. Parabenizo o esforço que toda equipe fez para resgatar este projeto. É um sonho que se torna realidade”, disse.

Todas as intervenções que estão no projeto têm como base as reivindicações da população no Programa Orçamento Participativo, do primeiro mandato de Bomtempo, e também no Plano Municipal de Redução de Risco.

Durante o encontro com os moradores, Bomtempo apresentou algumas das principais obras que serão realizadas na região. No Monte Florido, na Rua Arno Félix dos Santos, a quadra será coberta, garantindo mais lazer para a comunidade. A ampliação do viradouro e uma série de melhorias no acesso, como a colocação de baias para facilitar as manobras, correção das curvas e sinalização também estão previstas, assim como a construção de um Centro de Referência Comunitária.

No final da Rua Augusto da Silva será construído um viradouro para o ônibus. Na Rua João Ventura Torres haverá melhorias no sistema de drenagem, pavimentação em concreto nos trechos de mais difícil acesso, baias e sinalização. No Themístocles e no Fragoso, as obras contemplam a ampliação do viradouro do ônibus, melhorias no entorno além da estabilização da encosta para a segurança da área. No Boa Vista, além da cobertura da quadra e de melhorias de infraestrutura, será construído um Centro de Educação Infantil.

O Programa Minha Casa, Minha Vida chegará ao bairro na Rua da Chácara, com a construção de 170 unidades habitacionais.  previsão é a de que mais de três mil moradias também sejam beneficiadas com a regularização fundiária.

Bomtempo destacou que as audiências públicas vão continuar acontecendo e que para manter a proximidade com os moradores serão instalados Centros de Referência Comunitária: “Essa é uma obra humana e de engenharia. É um grande projeto de urbanização integrada que vai precisar muito do diálogo, comprometimento e efetiva participação de todas as partes envolvidas. Solicitei à empreiteira responsável que dê preferência à mão de obra local, contratando moradores da própria região. Essa medida vai ao encontro do compromisso em garantir o envolvimento da comunidade”.

“Hoje temos um prefeito que não fica dentro do gabinete. Ele corre a cidade e tenta melhorar a vida das pessoas. Essas realizações são muito boas e representam a vitória de todos os moradores da Estrada da Saudade”, disse o morador do Boa Vista, Luiz Fernando Ribeiro de Souza.

O presidente da Associação de Moradores do Boa Vista, Marco Aurélio Isaías acredita que o PAC vai fortalecer a comunidade: “Vamos ter mais segurança e dignidade com todas essas melhorias. É a certeza da presença do poder público no nosso bairro”.

Cadastro dos currículos é gratuito

Em 2019, o Balcão de Empregos da prefeitura teve 619 vagas cadastradas. O serviço é oferecido para a população de forma gratuita: os interessados em uma recolocação no mercado de trabalho podem cadastrar seus currículos e as empresas as vagas disponíveis. O link está disponível no site da prefeitura: www.petropolis.rj.gov.br

Em todo o ano, aproximadamente 1.800 pessoas foram encaminhadas para entrevistas ou processos seletivos através do Balcão de Empregos da prefeitura. 

O Balcão de Empregos é administrado pelo Detra – Departamento de Trabalho e Renda; Ele faz a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Rua Aureliano Coutinho, 203, no Centro. Os candidatos devem cadastrar os seus currículos na prefeitura no site www.petropolis.rj.gov.br. Mais informações podem ser consultadas pelos telefones 2249-4337 / 2246-9019 / 2246-8942 e 2246-9009.

Pagina 6 de 37