Com o olhar voltado para o conforto e a segurança de 214 alunos do 1º período da educação infantil até o 9º ano do ensino fundamental II da Escola Municipal Luiz Carlos Soares, localizada no Morin, o governo municipal, por meio da Secretaria de Educação, autorizou o processo licitatório para a reforma do prédio que abriga a unidade de ensino.

O colégio irá ganhar uma reforma no telhado, parte elétrica e hidráulica, além de pintura interna e externa. Em 2018 a unidade foi beneficiada com uma intervenção, com a construção de um muro na parte de trás da unidade, colocação de telas no muro e adaptações no refeitório.

O processo licitatório para iniciar a obra já está em andamento.

A Escola Municipal Luiz Carlos Soares também possui o regime de ensino integral para cerca de 95 alunos do 1º ao 5º ano.

O Governo Municipal anunciou nesta quarta-feira (3) uma importante conquista para a cidade: as obras para a restauração do Theatro Dom Pedro, paralisadas desde 2020, serão retomadas no dia 17 de março, mês do 178º aniversário de Petrópolis. O reinicio dos trabalhos foi garantido pela empresa contratada pelo serviço em reunião pela manhã, após a Prefeitura vencer todos os entraves que levaram à paralisação dos trabalhos, em 2020. A previsão é que as obras sejam concluídas no primeiro quadrimestre de 2022.

Com uma arquitetura no estilo art-decó, de origem francesa, um tipo de decoração baseada em artes plásticas, a reforma tem caráter de restauração. Toda a estrutura do teatro receberá reparos, desde a fachada até a recuperação do sistema de ar condicionado e instalação de elevadores proporcionando acessibilidade para o público.

O Theatro D. Pedro foi inaugurado em 2 de janeiro de 1933. No ano de 1998 o prédio foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural. Em 2003 recebeu uma restauração completa e agora novamente terá uma reforma de grande porte. O investimento é de R$ 1.686.063,43 oriundos do Ministério do Turismo com contrapartida de R$ 103.734,18 da Prefeitura de Petrópolis.

A prefeitura deu início a construção do muro de contenção na Rua Nalzira dos Santos, no Vale do Carangola, ontem (22/02). A obra tem prazo de entrega de 90 dias e vai custar cerca de R$ 306 mil. O investimento permite a liberação da servidão que atende aos moradores da rua, interditada desde 2018 após um deslizamento de terra. Além disso, a intervenção é necessária para que a prefeitura faça a reforma da quadra esportiva do local. O Governo Municipal acompanhou o andamento da obra hoje (23).

Após o término do muro, será dado andamento na obra da quadra, com a troca do piso, iluminação e cobertura, que é um pedido antigo dos moradores do Vale do Carangola.

Segundo o engenheiro da empresa responsável, Luciano Carvalho, a obra vai permitir também a liberação da servidão. "Essa obra vai garantir que não ocorra mais nenhum deslizamento nesse trecho, trazendo segurança para os moradores da servidão e também para quem usa a quadra para lazer", disse.

Integrante da associação de moradores do Vale do Carangola, Jésus da Silva Vicente, explica que a comunidade esperar pela reforma da quadra esportiva há mais de 12 anos. “É uma alegria muito grande ver o início dessa obra. Além de atender os moradores da servidão, também será muito bom para os jovens, que vão poder usar a quadra reforma. Esse é um espaço importante para o bairro, tira os jovens das ruas.

O Governo Municipal esteve também no Posto de Saúde da Família (PSF) e na Academia da Saúde do Vale do Carangola, ouvindo a demanda da população que reside no bairro. A ideia do governo municipal é retomar com as aulas de judô oferecida na academia.

Equipes da Prefeitura trabalharam nesta semana no asfaltamento de importantes vias de Petrópolis: as ruas Carlos Gomes, no Centro, e Getúlio Vargas, no Quitandinha. Nesta quinta-feira (27/01) terá início a recuperação da Rua Caldas Viana, paralela ao terminal rodoviário do Centro.

Na noite da última quarta-feira a Rua Carlos Gomes foi revitalizada com nova pavimentação. Um trecho de aproximadamente 500 metros ganhou capeamento de asfalto quente. Na manhã desta quarta-feira (28/01), foi a vez da rua Getúlio Vargas, no Quitandinha ganhar o restante da pavimentação que começou em dezembro de 2020, mas não chegou a ser concluída. Foram 300 metros de asfalto aplicados no local. A soma de ambas as ruas totaliza 800 metros de asfalto que fazem parte do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) da Caixa Econômica Federal conseguido pelo município.

Hoje também tem início o recapeamento da Rua Caldas Viana no Centro, esta por meio de uma emenda parlamentar do Governo Federal. A via que é paralela ao terminal rodoviário também será totalmente recuperada.

Além dessas três vias, outras também irão receber o serviço de asfaltamento: as ruas Alberto Torres, Floriano Peixoto e Av. Koeler.

Vale destacar que o serviço de tapa buraco também segue sendo realizado, com mais de 300 toneladas de asfalto aplicadas em trechos do centro e de todos os distritos.


A Rua Carlos Gomes, no Bingen recebe, nesta quarta-feira (27/01), obras de recapeamento. Outras vias também tiveram serviços realizados pela Manutenção Viária. Desde o dia 5 de janeiro, mais de 300 toneladas de asfalto foram aplicadas em 31 ruas do município e existe previsão da troca completa da pavimentação de mais quatro vias da cidade a partir de fevereiro.

Na Rua Carlos Gomes, são 500 metros de obras. Os trabalhos terão início na noite desta quarta-feira (27/01). O serviço está previsto para começar às 20h. O horário foi escolhido para que o impacto no trânsito seja mínimo. O recapeamento acontece através do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA), da Caixa Econômica Federal.
Além do recapeamento, o departamento de Manutenção Viária também trabalha na recuperação de ruas com o serviço de “tapa buracos”.

Na sequência da Rua Carlos Gomes, o serviço de recapeamento será concluído na Rua Getúlio Vargas no Quitandinha, concluindo o trecho de asfaltamento iniciado no ano passado ainda dentro do programa de financiamento da Caixa. Por intermédio de outros convênios ainda estão previstos para ter início a partir de fevereiro o recapeamento das ruas Caldas Viana, Alberto Torres, Floriano Peixoto e Avenida Koeler, todas no Centro.

Nesta terça-feira o serviço de manutenção viária foi realizado na Estrada do Paraíso no Sargento Boening e nas ruas Visconde de Itaboraí e Gonçalves Dias no Valparaíso.
Desde o dia 5 de janeiro, foram aplicadas na cidade cerca de 300 toneladas de asfalto quente, que possui uma qualidade maior do que a massa fria. Ao todo 31 ruas em todos os distritos foram atendidas.

A população pode solicitar o reparo em ruas pelos telefones da Manutenção Viária (2246-8620 e 2246-8621).

O Departamento de Iluminação Pública, ligado à Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP), deu início nesta segunda-feira (25/01) à instalação de luminárias de LED na Mosela e no Quarteirão Brasileiro. O trabalho está sendo realizado nas ruas Bataillard e Prof. Stroeller, onde serão colocadas 159 luminárias em substituição às lâmpadas de vapor de sódio. A previsão é que o serviço seja realizado em até sete dias, dependendo das condições climáticas.

Neste ano, a instalação de LED já foi realizada na Castelânea (ruas Sargento Boening, Prof. Cardoso Fontes, Carmem Marcolino e Estrada do Paraíso) e no Alto da Serra (ruas E, Alfredo Schilick, Gustavo Sampaio e Santo Antônio). Ao todo, nestes dois bairros, foram colocadas 119 luminárias. A próxima etapa está prevista para acontecer em Itaipava, com a previsão de 112 luzes instaladas.

Além da luminosidade, o LED também traz uma questão relacionada à segurança e sustentabilidade. A ideia usar ainda a presença da CPTrans, para organizar o trânsito nos locais onde é feita a troca das luminárias.

O serviço realizado é fruto de um planejamento feito pelo Departamento de Iluminação Pública, que levou em consideração os índices de iluminação estabelecidos pela ABNT para cada tipo de rua atendida. Lâmpadas comuns com potências 70 a 250 watts estão sendo substituídas por luminárias de 50 a 180 watts – ou seja, reduzem o gasto de energia. Além disso, esses equipamentos têm maior durabilidade, demandando menos manutenções.

É importante ressaltar que, após a troca para o LED, são retirados os braços de sustentação e reatores. Esses equipamentos, quando ainda podem ser reaproveitados, passam por reciclagem e limpeza. Eles são usados em outros locais que já têm rede elétrica e precisavam apenas do ponto de luz.

As obras de recapeamento no trecho da Estrada União e Indústria entre Pedro do Rio e Posse, a RJ-134, são estratégicas para beneficiar o setor agrícola e o turismo da região. O investimento do governo do Estado é de mais de R$ 21 milhões, com melhorias em 14,4 quilômetros de extensão.

A previsão de conclusão das obras é de seis meses. Durante os trabalhos, os trechos estão utilizando o sistema de pare e siga. Segundo o secretário de Estado de Cidades, as intervenções na RJ-134 atenderão todos os 75 km da estrada. 

Também estiveram presentes no lançamento das obras na RJ-134 outros secretários de Estado, deputados estaduais e federais, além de vereadores e secretários municipais.

A Prefeitura de Petrópolis deu início nesta semana aos trabalhos de recuperação de estradas vicinais na região do Brejal, na Posse. As intervenções são emergenciais

Na última sexta-feira (08/01), o governo municipal se reuniu com representantes do Comitê de Estradas do Brejal. Em pauta estavam melhorias reivindicadas pelos moradores da localidade nas estradas vicinais, que são importantes para escoamento de mercadorias dos produtores rurais.
Desde segunda-feira (11/01) caminhões carregados de brita corrida estão despejando o material na principal via da região, a Arnaldo Dyckerhoff. Nesta quarta-feira (13/01) a secretaria de Obras colocou novamente em condições de uso a patrol (máquina niveladora de solo), para espalhar e nivelar a brita na estrada. Esse serviço está previsto para começar já nesta quinta-feira (14/01).
Vale destacar que a manutenção tem caráter emergencial e visa melhorar tráfego na estrada até que possa ser feita uma intervenção maior, que não pode ser realizada durante o período de chuvas. A manutenção completa das estradas vicinais deverá ser feita durante o período de estiagem.

App vai facilitar a comunicação da população ao solicitar reparos em luminárias de postes

O Departamento de Iluminação Pública de Petrópolis (DILP) atualizou o aplicativo de serviços de reparos disponível para a população (Petrópolis Iluminação Pública). A plataforma está mais intuitiva, de fácil compreensão e oferece mais agilidade na comunicação e no atendimento ao chamado.

O novo aplicativo para solicitar reparos na iluminação pública está disponível desde a última quinta-feira (07/01) para Android e IOS. A plataforma visa agilizar o atendimento na prestação do serviço e facilitar a forma de a população pedir os consertos necessários. Para pedir o reparo, o solicitante precisa ter em mãos a identificação numérica da luminária, que se encontra no braço de sustentação e geralmente na cora amarela. Esse número permite que as equipes do DILP compareçam diretamente no equipamento que necessita de atenção.   

O usuário pode ainda acompanhar suas solicitações através de um número de protocolo e receber em seu smartphone uma mensagem de texto avisando quando o serviço for concluído.

É importante frisar que cada luminária de poste possui uma identificação. Esse número é necessário para a abertura dos chamados e fundamental para a equipe técnica encontrar mais rapidamente o local da ocorrência.

Além do aplicativo também estão disponíveis outros canais de atendimento à população, pelo telefone 0800-024-1000 e por preenchimento de formulário no portal da Prefeitura (https://www.petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/cidadao/informacoes/iluminacao-publica.html).

Vale destacar que o DILP atende somente questões referentes à iluminação (Reparo em lâmpadas e luminárias), problemas na rede são de responsabilidade da Enel e devem ser comunicados à distribuidora de energia.

As obras de melhorias no trecho da Posse da Estrada União e Indústria continuam a todo vapor. A região está recebendo uma grande intervenção do DER - Departamento de Estradas de Rodagem, que seguirá até Pedro do Rio. São 14,4 quilômetros que vão receber serviços como drenagem, pavimentação e sinalização vertical e horizontal. O trabalho foi possível graças à articulação do prefeito Bernardo Rossi com o governo do estado. O valor do investimento é de R$ 21.780.882,09 e a obra tem previsão de término em oito meses.

Esta semana, a obra está concentrada no trecho que fica em frente ao mercado Bramil. A pista está com o sistema pare e siga. O DER trabalha no manilhamento da vida e as próximas etapas serão meio fio e asfaltamento de todo o trecho.

As obras começaram no dia 25 de novembro. As intervenções vão complementar as obras que já vêm sendo feitas na Estrada União e Indústria, entre a Avenida Barão do Rio Branco e Pedro do Rio e que também foram possíveis graças ao empenho do governo municipal junto ao Dnit - Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Um investimento de R$ 40 milhões, no trecho de 25 quilômetros. Esse grande projeto contempla, além da troca total do asfalto, também obras de drenagem, de contenção, sinalização, entre outras.

Pagina 9 de 87