Com o objetivo de conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, os aposentados e pensionistas do Inpas participaram nesta quarta-feira (31.10) da palestra com a psicóloga da Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO), Aline Barbosa. Junto a palestrante, o grupo pode conhecer uma convidada especial: uma Vitoriosa – como são as mulheres que lutam ou venceram o câncer com histórias de superação e transformação – Neiva Pereira da Silva.

O atendimento psicológico é um dos segmentos de suporte que a APPO oferece em parceria com a Prefeitura de Petrópolis. Hoje a associação possui uma sala no Hospital Alcides Carneiro dando apoio aos pacientes e familiares junto com assistentes sociais, psicólogos além de terapias holísticas.

O município oferece mutirões, realiza campanhas além de ter parceria e aderir totalmente ao Outubro Rosa. Intensificou as ações neste período conscientizando a população do diagnóstico precoce. A cidade está nesta luta contra o câncer.

A psicóloga Aline Barbosa destacou a importância da palestra. “Estamos aproveitando a mobilização do Outubro Rosa para mostrar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce. Distribuímos folhetos informativos durante a palestra e apresentamos o trabalho da APPO. Ainda existem casos de diagnóstico da doença avançada e queremos que esses números acabem. Através de reuniões assim podemos conscientizar e mostrar que o câncer diagnosticado no início pode sim ter cura”, contou.

Segundo Aline, o suporte é oferecido não só ao paciente como à família. Várias pessoas de outras cidades também são assistidas no município. É o caso da vitoriosa Neiva que vem de Nova Friburgo para fazer o tratamento em Petrópolis. “O meu depoimento hoje é para ajudar o paciente e a família do paciente. Quando estamos doentes a família fica doente junto. A doença diagnosticada no início não é sentença de morte. Tem tratamento e cura. Tenho muita fé e já estou acabando o meu tratamento de radioterapia”, contou Neiva Pereira da Silva.

“As palestras do Inpas sempre têm temas muito relevantes. As mulheres às vezes ficam com medo do resultado do exame. A palestra foi muito esclarecedora e precisamos nos cuidar e ir sempre ao médico para manter a prevenção” contou a aposentada Elisabete Bitencourt de Oliveira.

O Inpas disponibiliza o espaço todo mês para que os aposentados e pensionistas possam discutir diversos assuntos. O “Café com Sabedoria” acontece com o objetivo que disponibilizar mais conhecimento sobre um determinado assunto. Os associados têm a oportunidade de participar das palestras sempre com temas diferenciados e depois ainda tomar um café no Inpas.

Medidas fazem parte das ações contra a proliferação do coronavírus

Por determinação do prefeito  o município vai antecipar e o Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município, o Inpas, vai pagar 25% do 13º salário de aposentados e pensionistas. A medida faz parte do plano de ações do instituto contra a proliferação do coronavírus, que inclui, também, a distribuição de 3.500 kits com luvas, máscaras, álcool gel, lenço de papel e antisséptico, além de cartilhas de prevenção.  O material é exclusivamente para aposentados do Inpas.

Atualmente, estão suspensos – até o dia 31 de março – os atendimentos presenciais aos segurados, na sede do instituto, na Alencar Lima. As palestras do projeto “Café com Sabedoria” e a prova de vida estão adiadas temporariamente. Os kits serão entregues através dos Correios.

Desde a semana passada, o município vem intensificando as ações de combate à proliferação do coronavírus em Petrópolis. As medidas abrangem transportes públicos, comércio, hospitais, academias, entre outros.

Adequação à legislação federal permitirá que quem ingressar no sistema público a partir de agora possa optar pela complementação, visando a aposentadoria

Servidores municipais, tanto do quadro permanente do Executivo quanto do Legislativo, que ingressarem no poder público a partir de agora terão à disposição um Regime de Previdência Complementar. O novo dispositivo está previsto em projeto de lei que já foi encaminhado pelo governo municipal à Câmara, garantindo a adequação do município à legislação federal, que permite a quem receber acima do teto previdenciário - R$ 6.433,57 - a possibilidade de ter uma complementação visando a aposentadoria.

“A criação do regime de aposentadoria complementar dos servidores públicos é medida obrigatória para todos os regimes próprios de previdência. Estamos nos adequando à legislação federal e assegurando aos servidores o que lhes é garantido por lei: a possibilidade de optar pelo regime complementar, assegurando uma aposentadoria acima do teto previdenciário. É algo necessário, do ponto de vista legal, e sustentável, na medida em que faz com que aqueles que quiserem receber mais, contribuam mais”, diz o presidente do Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público de Petrópolis (Inpas), frisando que a adesão ao regime complementar é facultativa.

Ele lembra que a legislação federal, já em vigor, impede benefícios de aposentadoria e de pensão que excedam o limite máximo dos benefícios fixados pelo Regime Geral de Previdência Social – RGPS. Com isso, quem ingressar a partir de agora deverá observar as novas regras. “Foram muitas as mudanças trazidas pela Reforma da Previdência. Estamos fazendo todas as adequações necessárias, garantindo o funcionamento do Inpas dentro das novas regras”, diz.

Regimes próprios de previdência que não se adequam ficam sujeitos às sanções previstas na Constituição Federal, como a vedação para transferências voluntárias de recursos pela União, proibição para concessão de avais, garantias e subvenções em geral pela União, suspensão de empréstimos e de financiamentos por instituições financeiras federais.

Aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS) irão receber, nesta sexta-feira (30.08) uma palestra sobre Mobilidade Urbana na Terceira Idade. O tema será abordado pelo diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha, e pelo diretor técnico e operacional da companhia, Luciano Moreira. O encontro será realizado no auditório do INPAS, localizado no número 35 da Rua Alencar Lima – Edifício Cinda, sala 311.

O município iniciou, de forma inédita, o processo de desenvolvimento para a coleta de dados através de plataforma on-line, ou seja, sem a necessidade presencial do usuário. O objetivo é atualizar os dados cadastrais funcionais e financeiros dos servidores públicos efetivos ativos, aposentados e seus dependentes e pensionistas. Nesta segunda-feira (06.01), a primeira fase do sistema foi apresentada para representantes das secretarias do município. A equipe está nos últimos ajustes e adequação de todo o sistema do portal de coleta – base de dados, e de acompanhamento. Um modelo de dados foi criado em formato de formulário eletrônico para iniciar a captação das informações que serão realizadas pelo site do INPAS e da Prefeitura, e também poderá ser feito pelo celular tanto nas plataformas IOS quanto Android.

Todo o Censo Previdenciário é uma realização do Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS), com recursos próprios sem nenhum custo para o município. A ação de recolhimento dos dados é obrigatória e tem a previsão de início em fevereiro de 2020.

Petrópolis, a um passo à frente na questão da reforma da previdência com alterações que vão garantir aposentadorias e pensões pelo Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (Inpas), participou de debate sobre o tema na manhã desta segunda-feira (22), na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), em Petrópolis. O encontro foi conduzido pelo gerente de Estudos Econômicos da entidade, Guilherme Mercês, e contou com a participação do secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Marcelo Fiorini; do ex-ministro de Cidades, Marcio Fortes, e empresários.

Durante a reunião, Fiorini destacou a importância de evitar um colapso nas contas públicas e enfatizou que o município já tomou medidas para evitar tais reflexos na gestão financeira da cidade.

“É preciso garantir que as próximas gerações tenham a aposentadoria. Nós já começamos este processo, realizando a segregação de massas, que vai garantir que o déficit atuarial do Inpas, projetado em R$ 2 bilhões nos próximos anos seja revertido. O município está preocupado com isto. Este método é fundamental para garantir que o servidor público tenha assegurado, no futuro, sua aposentadoria”, disse o secretário.

A segregação de massa consiste na divisão dos servidores em dois grupos: o financeiro e o previdenciário. O primeiro deles, formado por todos os servidores ativos admitidos até 31 de dezembro de 2013, aposentados e pensionistas. Como esse plano não tem propósito de acumulação de recursos, a prefeitura continuará fazendo aportes mensais ao Inpas para poder quitar a folha. Com o passar dos anos, a tendência é que esse plano seja extinto, vigorando, apenas, o plano previdenciário.

O plano previdenciário será formado por todos os servidores admitidos a partir de 1ª de janeiro de 2014. Ele será gerenciado sob a proteção de um regime financeiro de capitalização, que terá o propósito de acumulação de recursos. Significa que, a longo prazo, o regime irá ter reservas que garantirá a cobertura dos compromissos futuros dos benefícios, sem precisar dos aportes do governo.

“O município emprega, atualmente, mais de R$ 2 milhões por mês na previdência para cobrir o déficit mensal do Inpas, valor que poderia ter sido direcionado para outras questões, como obras e infraestrutura”, completou Fiorini.

O debate também buscou esclarecer sobre o tema que é amplamente discutido nas redes sociais. Com relação à idade média para obtenção da aposentadoria, por exemplo, o gerente de Estudos Econômicos da Firjan explicou que haverá tempo suficiente para o contribuinte aproveitá-la.

“Quem chega aos 60 anos de idade tem expectativa de viver 80 anos ou mais, mesmo nas regiões mais pobres do país. É muito importante que os municípios abram as portas para este debate e entenda a importância da Reforma para a garantia de equilíbrio na economia”, disse Guilherme Mercês.

O início da discussão sobre Reforma da Previdência na Câmara de Deputados deverá ser até a primeira semana de fevereiro, quando o congresso retorna do recesso, e a votação está prevista para após o carnaval.

Começou nesta segunda-feira (10.02) o Censo Previdenciário do município que está sendo realizado pelo Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS). Mais de 834 servidores já iniciaram os cadastros no formulário eletrônico por meio do site inpas.rj.gov.br/censo e do site da Prefeitura. A ação de recolhimento dos dados é obrigatória e vai até o dia 10 de maio.

O objetivo é atualizar os dados cadastrais funcionais e financeiros dos servidores públicos efetivos ativos, aposentados e seus dependentes e pensionistas. Todo o processo acontece em um formato inédito - a coleta dos dados acontece por intermédio da plataforma on-line, ou seja, sem a necessidade presencial do usuário, além da disponibilidade do cadastro pelo celular pelas nas plataformas IOS e Android.

Vale ressaltar que a participação dos servidores é obrigatória, até os afastados ou licenciados, por qualquer motivo, licença sem vencimentos, férias e servidores cedidos. Aquele que não atender o prazo estabelecido, sem justificativa terá seu pagamento bloqueado a partir do mês da conclusão do levantamento dos dados, ficando assim o seu restabelecimento condicionado à realização de seu recenseamento.

A informatização da atualização dos dados irá permitir uma celeridade processual de forma mais segura e eficaz. Com este levantamento, o município poderá qualificar seus planejamentos administrativos e financeiros e até mesmo identificar se há alguma distorção dentro do regime.

Com o objetivo de atualizar os dados cadastrais funcionais e financeiros dos servidores públicos efetivos ativos, aposentados e seus dependentes e pensionistas, o município iniciou este mês, de forma inédita, o processo de desenvolvimento para a coleta dos dados através da plataforma on-line, ou seja, sem a necessidade presencial do usuário. Todo o Censo Previdenciário é uma realização do Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS), com recursos próprios sem nenhum custo para o município. A ação de recolhimento dos dados é obrigatória e tem a previsão de início em fevereiro de 2020.

Com o levantamento, o município poderá qualificar seus planejamentos administrativos e financeiros e até mesmo identificar se há alguma distorção dentro do regime.

O projeto está na primeira fase, onde os técnicos estão finalizando todo o sistema do portal de coleta – base de dados, e de acompanhamento. Um modelo de dados foi criado em formato de formulário eletrônico para iniciar a captação das informações que serão realizadas pelo site do INPAS e da Prefeitura, e também poderá ser feito pelo celular tanto nas plataformas IOS quanto Android. A informatização da atualização dos dados irá permitir uma celeridade processual de forma mais segura e eficaz.

A etapa seguinte consiste na coleta dos dados, com previsão de início em fevereiro de 2020, e que a conclusão do processo dure em média de 90 dias. A terceira e última etapa será de validação das informações coletadas e importação, quando a equipe técnica verifica a qualidade em geral dos dados coletados.  

A participação dos servidores é obrigatória, até os afastados ou licenciados, por qualquer motivo, licença sem vencimentos, férias e servidores cedidos. Aquele que não atender o prazo estabelecido, sem justificativa terá seu pagamento bloqueado a partir do mês da conclusão do levantamento dos dados, ficando assim o seu restabelecimento condicionado à realização de seu recenseamento.

Os servidores aposentados e pensionistas da Prefeitura ganharam um novo canal de comunicação e acesso a informações: o site do Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (Inpas) foi totalmente reformulado. Em um ambiente mais organizado, que facilita a navegação, o usuário tem à disposição serviços como o extrato previdenciário e a emissão de contracheque, entre outros. A nova plataforma utilizada, baseada no sistema Wordpress, oferece maior segurança para o cidadão.

A última reformulação do site do Inpas havia sido realizada há oito anos. Agora, as notícias estão categorizadas por assunto. Também foram inseridas notícias sobre as atividades do Projeto Conviver e do Projeto de Educação Continuada. A legislação previdenciária também está disponível, bem como informações sobre o recadastramento anual, declaração de rendimentos e extrato previdenciário. A transparência é outro destaque do ambiente virtual: um link para consulta à Lei de Acesso à Informação tem destaque, bem como o e-mail para entrar em contato direto com a presidência do Inpas.

“O objetivo deste novo espaço foi oferecer maior segurança e conforto para os servidores públicos aposentados e pensionistas. Quisemos tornar o site o mais transparente possível, prestando um serviço público e democratizando o acesso à informação. Além disso, os usuários do sistema terão mais segurança, já que tem uma proteção maior contra o vazamento de dados, por exemplo”, disse Curvelo.

Consultas podem ser feitas pelo celular – Outro benefício para os segurados é a consulta às informações pelo aplicativo do Inpas. Os mesmos serviços disponíveis no site podem ser consultados também pelo celular. “Cada vez mais pessoas utilizam a internet por meio do celular. Por isso, disponibilizamos todos os dados também por meio desta plataforma”, afirmou o presidente do Instituto.

Está marcada para esta sexta-feira (31.08) uma palestra com a gerente geral do Banco Santander, Alexandra Weinem, para esclarecer sobre o novo contrato da prefeitura com o banco. Na ocasião, aposentados e pensionistas poderão tirar todas as dúvidas sobre esta mudança, que acontece em meados de setembro. O encontro acontece às 10h, no Projeto Conviver - INPAS, na Rua Dr. Alencar Lima, 35, sala 205 – Centro.

Os participantes terão a oportunidade de conhecer todos os serviços que o banco oferece, além dos benefícios que os aposentados poderão adquirir. Serão abordadas questões como a isenção de pacotes, créditos consignados, atendimentos diferenciados entre outros. Vale lembrar que se caso o servidor não quiser ter uma conta no Santander, ele tem o direito de fazer a portabilidade para outra instituição financeira.

“Achei este convite do Inpas um diferencial de serviço. Eles poderão ouvir e esclarecer as dúvidas de forma antecipada. Vamos realizar as ações de esclarecimento com as pessoas em cada secretaria. Os aposentados e pensionistas terão esta palestra especialmente para eles”, contou a gerente Alexandra Weinem.

O evento faz parte da programação do Café com Sabedoria, do projeto Conviver, oferecido pelo Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS), que leva mensalmente palestras sobre os mais variados assuntos inerentes ao dia a dia dos aposentados e pensionistas.

São cerca de 12 mil contas salário de servidores ativos, aposentados e pensionistas da administração direta e indireta do município – Secretaria de Saúde, Comdep, CPTrans e INPAS, que serão administradas pelo banco Santander nos próximos 5 anos. A instituição foi vencedora do processo de licitação e o contrato foi assinado em junho. O Santander assumirá a gestão das contas a partir de setembro.

Pagina 5 de 8