Mais de 60 aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS) participaram nesta quinta-feira (23.02) da palestra da vereadora Gilda Beatriz sobre “A terceira idade nos dias de hoje”. O encontro faz parte das atividades promovidas para socialização dos servidores e acontecem uma vez ao mês, no dia do pagamento, junto com um café da manhã.

Durante a palestra, a vereadora lembrou a importância de se continuar ativo após a aposentadoria e destacou o trabalho do prefeito Bernardo Rossi em busca de políticas públicas voltadas a terceira idade. “Ele tem vontade e quer melhorar a nossa cidade para todos. Então, estamos apoiando porque vemos a garra para mudar”, destacou.

A palestra foi aberta pelo diretor-presidente do INPAS, Fernando Fortes, que destacou a importância da participação dos idosos no grupo. Para ele, esse tipo de ação é fundamental para garantir uma melhor qualidade de vida a quem tanto já contribuiu para o crescimento de Petrópolis. “Espero ver esse projeto crescendo e se desenvolvendo cada vez mais. É uma alegria tê-los aqui”, declarou.

O “Café com Sabedoria” é uma das ações desenvolvidas pelo Instituto para melhorar a qualidade de vida dos servidores. Também são oferecidas aulas de pintura, dança de salão, oficina da memória, terapia floral, aula de biscuit, de tricô, massoterapia, drenagem linfática, alongamento, massagem e hidroginástica. Tudo isso a preços populares: as aulas de pintura, por exemplo, saem a R$ 30 quatro vezes ao mês; a massoterapia custa R$ 20 a sessão e as de dança de salão também custam R$ 30 mensais. Os valores, muito abaixo da tabela de mercado, são destinados, apenas, para arcar com os custos dos professores e são pagos diretamente a cada um deles. Ao INPAS cabe, apenas, firmar as parcerias.

Aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (Inpas) irão receber uma palestra sobre as novas políticas públicas dentro do aspecto social, nesta sexta-feira (29.09), às 10h. O encontro será na Casa Cláudio de Souza, localizada na Praça da Liberdade, no Centro. O assunto será abordado pelo presidente da Câmara, o vereador Paulo Igor.

A palestra acontece como parte da programação do Projeto Conviver, desenvolvido pelo instituto com o intuito de ampliar a oferta de atividades voltadas aos aposentados e pensionista. Dentro deste programa também há ação de dança de salão, oficina da memória, terapia floral, aula de biscuit, de tricot, massoterapia, drenagem linfática, alongamento, massagem e hidroginástica.

“Os temas das palestras trazem reflexões importantes de aspectos muito presentes no dia a dia dos idosos. Ficamos felizes em dar a oportunidade dos idosos tirarem dúvidas e ter um ambiente tranquilo e apropriado onde se sintam à vontade para a troca de informações”, destaca o diretor-presidente do INPAS, Fernando Fortes.

No encontro desta sexta-feira, o vereador Paulo Igor vai falar sobre os programas sociais conquistados como o Luz para Todos – que garante a usuários inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico); o projeto de lei que permite aos servidores públicos o desconto na folha de pagamento para empréstimos, financiamento, entre outros.

“Será uma ótima oportunidade de poder apresentar um pouco do trabalho que venho realizado na Câmara e explicar alguns projetos de lei, que possuem esse viés direcionado as questões sociais e de defesa dos idosos. Essa ação que vem sendo realizada pelo Inpas, com a promoção de palestras, é um dos diferenciais dessa gestão que está em sintonia com as necessidades dos aposentados e pensionistas do município”, destaca Paulo Igor.

O kit é composto por máscara, álcool em gel, lenço, sabonete e uma cartilha de orientação

Prefeito Bernardo Rossi vistoriou o material hoje (29)

O Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município (Inpas) começa a distribuir material de higiene para aposentados e pensionistas nesta quinta-feira (30.04). O kit é composto por máscara, álcool em gel, lenço, luva, sabonete e uma cartilha de prevenção ao coronavírus. A medida faz parte do plano de ações do instituto contra a proliferação da doença. Outra ação, que é o pagamento de 25% do 13º salário, será realizada pela prefeitura nos próximos dias. O prefeito Bernardo Rossi vistoriou os kits nesta quarta (29), antes da entrega.

O material distribuído é exclusivamente para os aposentados e pensionistas do Inpas. As pessoas irão receber em casa os kits. Segundo a prefeitura, os idosos estão entre os grupos que mais causam preocupação com a pandemia e são pessoas que estão mais vulneráveis. Por isso, a ação foi realizada. 

Atualmente, estão suspensos – até o dia 30 de abril – os atendimentos presenciais aos segurados, na sede do instituto, na Rua Alencar Lima. As palestras do projeto “Café com Sabedoria” e a prova de vida estão adiadas temporariamente.

O Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS) está disponibilizando em seu site (inpas.rj.gov.br) um simulador para que servidores ativos, inativos e pensionistas calculem o impacto da nova alíquota previdenciária proposta pelo município para adequação à Reforma da Previdência à sua remuneração. A ideia é mostrar ao servidor, na prática, o que vai mudar com a aprovação do projeto de lei apresentado pela Prefeitura à Câmara Municipal.

As mudanças na alíquota são obrigatórias, necessárias para que o município se adeque à Legislação Federal. A proposta da Prefeitura é utilizar a chamada alíquota progressiva, que mantém exatamente como é atualmente a contribuição de quem recebe até 2 mil, além da isenção da contribuição para mais de 90% dos inativos e pensionistas, que recebem até R$ 6.433,00. Para os demais, a proposta é utilizar uma alíquota progressiva para cada fração do salário, fazendo com que quem ganha menos tenha dedução menor e quem ganha mais tenha dedução maior.

Sem a aprovação da lei, o Inpas fica impedido de receber recursos de compensação previdenciária, entre outras sanções não apenas ao instituto como também à administração municipal, colocando em risco todo o sistema previdenciário municipal. Além disso, por lei, o município pode ser obrigado a aplicar compulsoriamente a alíquota de 14% para todos os servidores ativos, inativos e pensionistas, o que terá impacto maior para os servidores, em comparação com a proposta feita pelo município.

O projeto

O projeto com as propostas de adequações já foi apresentado a Câmara Municipal e representantes de sindicatos da categoria. As medidas são necessárias para atender a legislação federal que exige mudanças nos sistemas previdenciários para garantir sua sobrevivência no futuro. A Emenda Constitucional 103/2019 (Reforma da Previdência), impede que os municípios tenham alíquota menor do que aplicada aos servidores do Governo Federal, que hoje é de 14% - atualmente, a contribuição em Petrópolis é de 11%. A lei, no entanto, traz a possibilidade de, ao invés da opção pela alíquota única de 14%, os municípios adotarem a “alíquota progressiva”, levando em conta a faixa salarial.

Com déficit atuarial de R$ 2 bilhões, a Prefeitura propõe manter a isenção dos mais de 90% dos aposentados e pensionistas que, hoje, não pagam contribuição previdenciária. Significa que, dos 3.490 servidores inativos e pensionistas, 3.146 não serão atingidos pelas mudanças. Já entre os servidores ativos, 1.489, que recebem até R$ 2 mil, continuarão pagando alíquota de 11%.

Para os demais, incluindo inativos e pensionistas que recebem mais de R$ 6.433,00 e servidores ativos que recebem mais de R$ 2 mil, a alíquota progressiva incidirá sobre cada faixa salarial: 11% sobre valores até R$ 2 mil; 12% sobre R$ 2.000,01 a R$ 3.000,00; 14% de R$ 3.000,01 a R$ 6.000,00; 16% de R$ 6.000,01 a R$ 12.000,00 e 18% a partir de R$ 12.000,01.

“Uma pessoa que tem salário de R$ 6 mil, por exemplo, pagará 11% sobre R$ 2 mil (R$ 220), 12% sobre os R$ 1 mil referentes à diferença entre R$ 2 e 3 mil (R$ 120) e 14% sobre os R$ 3 mil, da diferença entre R$ 3 mil e 6 mil (R$ 420). O desconto, então, será de R$ 760”, explica o presidente do Inpas, lembrando que, se Petrópolis optasse pela alíquota única de 14% (outra opção prevista na legislação federal) o desconto seria maior, de R$ 840.

O presidente recorda que a proposta municipal também prevê aumento da contribuição patronal, progressiva. "A mudança da alíquota é uma obrigação legal que já deveria estar em vigor. Fizemos todos os levantamentos e estamos propondo as mudanças necessárias, garantindo, adequação à legislação federal", lembra.

Para que as mudanças entrem em vigor, ainda é preciso que o projeto de lei seja aprovado na Câmara Municipal. Caso o projeto seja rejeitado e o município não consiga se adequar à legislação, o INPAS fica impedido de receber compensações previdenciárias, entre outras sanções.

Certificação é exigida para municípios com regimes próprios de previdência

Documento atesta que Petrópolis segue normas de boa gestão

Petrópolis conquistou mais uma vez o Certificado de Regularização Previdenciária (CRP) – documento que atesta à Secretaria de Previdência que o município segue às normas de boa gestão no pagamento dos benefícios previdenciários aos seus segurados. Ele é conquistado com o abastecimento bimestral de informações de diferentes tipos no sistema CADPREV e sua regularidade garante ao INPAS o recebimento de transferências voluntárias da União, celebração de acordos, contratos e convênios, concessão de empréstimos e financiamentos, entre outros benefícios.

O CRP é válido por seis meses – quando o abastecimento das informações aliado à sua regularidade é avaliado. O INPAS deve informar por meio do CADPREV aspectos como o acesso dos segurados às informações do regime, o caráter contributivo, as aplicações financeiras, atendimento às auditorias, seu equilíbrio financeiro e atuarial, adoção do plano de contas e dos procedimentos contábeis aplicados ao setor público, entre outros aspectos. São quase 30 pontos avaliados e que devem estar em dia para que o Ministério da Economia conceda a certificação.

Na prática, ao deixar de cumprir com essas obrigações, o INPAS fica limitado. Já com a certificação, é possível obter a concessão de avais e subvenções em geral de órgãos ou entidades da administração direta e indireta da União; liberação de recursos de empréstimos e financiamentos por instituições financeiras federais e o pagamento dos valores referentes à compensação previdenciária pelo Regime Geral de Previdência Social.

O Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS) oferece nesta quinta-feira (31.10), às 9h30, no Palácio de Cristal, a edição especial do Café com Sabedoria, em homenagem aos aposentados pelo Dia do Servidor Público.  A atividade faz parte do Projeto Conviver, que tem o objetivo de realizar um momento de descontração entre os aposentados e pensionistas, sempre oferecendo uma palestra de conscientização sobre temas variados.

A edição do “Café com Sabedoria”, realizado especialmente para os aposentados e pensionistas do INPAS, deste mês traz a palestra com o tema: “Eu e a Comunidade”, ministrado pela coordenadora do Programa Petrópolis da Paz, Elsie-Elen Carvalho. O encontro acontece nesta sexta-feira (31.05) às 10h na sede do INPAS, na Rua Alencar Lima, 35 – 1º andar – Centro.

O tema deste mês irá abordar as questões comportamentais do indivíduo em comunidade. Será destaque, o modo com que as pessoas da terceira idade se comportam em sociedade, e como são vistas por outras pessoas. A palestrante Elsie-Elen, também irá apresentar o Programa Petrópolis da Paz, e a relevância da Câmara Pública para a resolução de conflitos também em comunidade.

“Comentarei sobre o Indivíduo e suas crenças, a família como primeira comunidade, que é formadora da personalidade e finalmente a sociedade como um todo. Como nos comportamos em relação à terceira idade e a valorização da experiência adquirida ao longo da vida”, destacou a palestrante, destacando que está muito feliz com o convite. “É uma oportunidade de trocar ideias e apresentar a Câmara Pública, onde as pessoas têm a oportunidade de solucionar seus conflitos. Queremos implementar a cultura de paz”, contou.

As palestras que acontecem mensalmente, tem o objetivo de conscientizar e auxiliar os idosos, sobre diversos assuntos. Além das informações oferecidas pelos palestrantes, a reunião é uma oportunidade de confraternização entre eles, é o espaço de reencontrar pessoas que trabalharam juntos por muitos anos.

 

O Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS) promove na segunda-feira (30.09) mais uma palestra para os aposentados e pensionistas. Desta vez, o tema debatido será “O uso racional de medicamentos na melhor idade”, a partir das 10h, no Auditório do Inpas, localizado à Rua Alencar Lima, 35, na sala 311. O tema será abordado pela farmacêutica e professora da Universidade Estácio de Sá, Luciana Rodrigues Lessa.

Presidente da Câmara falou aos inativos do Inpas como parte do Projeto Conviver

O Instituto de Previdência e Assistência Social dos Servidores do Município de Petrópolis (Inpas) realizou nesta sexta-feira (29.09), às 10h, uma palestra sobre os programas sociais conquistados na Câmara de Vereadores. O encontro esclareceu dúvidas e explicou aos inativos do Inpas como funcionam os projetos de lei e como eles podem participar da política municipal. A palestra, que teve a participação de 50 pessoas, foi ministrada pelo vereador Paulo Igor, presidente da Câmara, e ocorreu na Casa Cláudio de Souza, na Praça da Liberdade.

“A palestra de hoje foi uma oportunidade de apresentar um pouco dos projetos que estamos levando para a Câmara, e explicar como funciona o trabalho do vereador e suas obrigações com a população, principalmente com relação aos idosos e à questão social. Nossa intenção é mostrar que as portas da Câmara estão sempre abertas, e que queremos a presença de todos”, destaca o vereador.

Participante da palestra, o morador da Vila Rica, Altamiro Antônio Maurício, de 67 anos, aprovou o assunto abordado neste mês. “Me interessei pelo tema de hoje porque temos que pensar em todos, e para que isso aconteça, precisamos saber qual o cenário em que estamos inseridos. O primeiro passo é uma política limpa, para que possamos ver a realidade, e o que está sendo feito pelo prefeito e pelos vereadores para melhorar nossas vidas e nossa cidade. Mesmo idosos, temos que estar sempre antenados, e essas reuniões são importantes exatamente por isso”, disse.

“O tópico abordado hoje é muito relevante, pois os inativos precisam saber quais são os seus direitos e como podem correr atrás deles. Além disso, também explicamos como funciona o consignado e quais as novas políticas acerca disso. Ter o presidente da Câmara como palestrante é muito importante para esse tema pois é exatamente por ele que passam os projetos que beneficiam nossos idosos”, aponta o diretor-presidente do Inpas, Fernando Fortes.

Realizadas mensalmente, as palestras que fazem parte do Projeto Conviver visam melhorar a qualidade de vida dos servidores e deixá-los informados sobre o que acontece em Petrópolis. O projeto conta também com aulas de pintura, dança de salão, oficina da memória, terapia floral, aula de biscuit, tricô, massoterapia, drenagem linfática, alongamento, massagem e hidroginástica.

Presente em todas as reuniões, a aposentada Dagmar de Oliveira, moradora de Corrêas, apoia a iniciativa. “Gosto das reuniões porque assim ficamos sabendo nossos direitos e o que está sendo feito para nos ajudar, por isso venho em todas. O tema de hoje é muito bom para nos orientarmos dentro da política, porque muitas vezes as pessoas reclamam, mas não sabem o que está acontecendo e como funciona”.

Aposentados e pensionistas do INPAS poderão contar, no “Café com Sabedoria” deste mês, com um tema de interesse de todos os idosos. O encontro, que acontece nesta quinta-feira (28.02), às 10h, na Casa Cláudio de Souza – em frente à Praça da Liberdade, recebe uma palestra da fisioterapeuta Mylena Mansur para falar dos cuidados e tratamento da fratura do fêmur na melhor idade.

Durante a palestra, a fisioterapeuta irá apresentar uma série de cuidados não só dos idosos, mas também de seus familiares para a prevenção de fraturas. Segundo Mylena, é importante seguir as recomendações médicas e, até mesmo por segurança, fazer uma mudança de moradia. Para evitar um acidente, é preciso ter cuidado para subir e descer escadas, trocar móveis e utensílios domésticos e panos e tapetes no chão podem ser perigosos, pois, escorregam. É essencial ainda que a pessoa cuide da parte psicológica. O contato com animais de estimação pode ajudar.

“As fraturas mais prevalentes em idosos ocorrem na região do quadril, coluna vertebral, punho e na região do úmero. Quanto à gravidade, sem dúvida são as fraturas do fêmur. O objetivo da palestra é orientar os idosos em relação aos cuidados que devem ter com as quedas. Minha expectativa é poder contribuir na conscientização e promoção da qualidade de vida da população idosa”, frisou a fisioterapeuta Mylena Mansur.

A prática de exercícios atua como prevenção, além da atenção em relação ao cálcio, com a osteoporose, que é responsável pelo enfraquecimento dos ossos deixando o idoso vulnerável à queda. A diminuição da massa muscular também é muito comum neste período da vida, o que reduz a força no membro inferior podendo ser outro fator de risco a fraturas.

No encontro serão apresentadas dicas de como evitar fraturas, como manter-se no peso ideal, praticar atividade física, nutrientes em dia (cálcio e vitamina D), evitar tabaco e bebidas alcoólicas, fazer um checkup ósseo e adaptações em casa.

O instituto disponibiliza o espaço todo mês para que os aposentados e pensionistas possam discutir diversos assuntos. O ‘Café com Sabedoria’ acontece com o objetivo de disponibilizar mais conhecimento sobre um determinado assunto. Os associados têm a oportunidade de participar das palestras sempre com temas diferenciados e depois ainda tomar um café no Inpas.

Pagina 4 de 8