Este é o 20º núcleo do programa esportivo e vai atender cerca de 80 pessoas

O governo municipal lançou nesta quarta-feira (08/09) o 20º núcleo do Agita Petrópolis: no Itamarati. As aulas acontecem na Paróquia São José do Itamarati, as quartas e sextas-feiras, em três horários – a primeira turma começando às 8h. Os interessados em participar podem entrar em contato com a secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL) pelo telefone (24) 2233-1218. Até o momento, cerca de 80 pessoas já se inscreveram na atividade.

No primeiro dia de aula, o governo municipal agradeceu o apoio do Monsenhor José Maria Pereira e do Padre Ian Lemos, que disponibilizaram o espaço para a realização das atividades do Agita Petrópolis. O programa tem como objetivo promover saúde e qualidade de vida.

“O esporte deve fazer parte da rotina da população de maneira regular. Esporte promove saúde, bem-estar, além de prevenir doenças. Agradeço ao Monsenhor José Maria e o Padre Ian pela parceria e apoio. Estamos ampliando cada vez mais o Agita Petrópolis”, contou o governo municipal.

“Mente sã, corpo são. Essa frase resume esse lançamento. Eu fico muito feliz em trazer essa parceria com a prefeitura para a Paróquia. O esporte proporciona coisas muito boas para o dia a dia e as pessoas estão precisando disso", disse o Monsenhor José Maria. "Em meio à pandemia, o esporte passa a ser um grande aliado, promovendo saúde e bem-estar", reforçou o secretário da SEPJIL.

O Agita Petrópolis também acontece no Alto da Serra, Bataillard, Benfica (dois núcleos), Cascatinha, Caxambu, Centro, Contorno, Madame Machado, Oswaldo Cruz, Pedro do Rio, Posse, Quitandinha, São Sebastião, Vale do Cuiabá, Vicenzo Rivetti, Vila Rica. Os interessados em participar podem entrar em contato com a SEPJIL para se cadastrar.

Também como forma de prevenção ao coronavírus, são usados tapetes sanitizantes, termômetros e também é disponibilizado o álcool em gel para os alunos em cada núcleo. "Ainda é fundamental que a população mantenha os cuidados, respeitando as regras sanitárias e o uso de máscara, por exemplo. Precisamos praticar esporte, mas de forma segura, respeitando os protocolos determinados", completou o secretário da SEPJIL.


Programa também oferece suporte para pacientes com síndrome pós-Covid

Promover saúde através da atividade física de forma gratuita à população. Esse é o objetivo da Academia da Saúde, programa que está presente em quatro locais da cidade de Petrópolis: Parque Cremerie, Parque de Itaipava, Castelo São Manoel e Vale do Carangola. As atividades oferecidas nestes locais são gratuitas e abertas ao público. A Academia da Saúde oferece atividades como fisioterapia, ginástica, alongamento, yoga, meditação, caminhada, hidroginástica, bio pilates e terapias alternativas como acupuntura, shiatsu e fitoterapia. A ação é oferecida pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Saúde.

“Esporte e saúde estão diretamente ligados. As Academias da Saúde têm profissionais capacitados para entender a individualidade de cada paciente e orientá-los da forma correta, minimizando os riscos de futuras lesões e garantindo melhor qualidade de vida", lembrou o governo interino, lembrando que as Academias da Saúde possuem o selo “Academia segura”, que atesta o cumprimento das medidas de prevenção ao novo coronavírus. Além da Academia da Saúde, o município também mantém o programa Agita Petrópolis e o Festival das Comunidades

O programa trabalha com o intuito de inserir as atividades físicas dentro do sistema público de saúde. Com infraestrutura de qualidade, abordagem multidisciplinar e seguindo os protocolos atuais, os exercícios são indicados para portadores de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) oriundas de perfis sedentários, obesos, com hipertensão arterial e diabetes tipo I e II.

O coordenador do programa ressalta que, além da indicação para portadores de DCNT, os professores constatam pacientes em situações ainda mais graves. “Durante as atividades, às vezes, nos deparamos com realidades ainda mais complexas, como populações que apresentam fibromialgia, depressão e transtornos alimentares. O trabalho da Academia da Saúde prioriza a prevenção e promoção da saúde através dos exercícios físicos. Além disso, trabalhamos com terapias integrativas não convencionais como massoterapia, atividades com florais, entre outras práticas”.

A Academia da Saúde também está recebendo pacientes com síndrome após infecção pela Covid-19. A fisioterapeuta Patricia Ferreira atua no Parque Cremerie. Ela conta como é o trabalho com as pessoas com sequelas da doença. "Recebemos os pacientes encaminhados por médicos das unidades de saúde ou após a internação hospitalar pela doença.

Realizamos o diagnóstico deles, determinamos quais são os atendimentos que essa pessoa precisa e monitoramos durante as aulas. Constatamos pessoas com perda de memória, cansaço, falta de ar, dificuldade de realização de movimentos, entre outras sequelas”.

Pessoas com alguma complicação decorrente do novo coronavírus podem procurar uma das mais de 40 unidades de saúde da atenção básica do município. O secretário de Saúde frisa que as pessoas devem estar atentas a possíveis sintomas após a doença. “Se você teve alguma sequela do coronavírus, por mais que seja leve, ou suspeita de algo no seu corpo após a infecção da doença, procure a unidade de saúde mais próxima informando que teve a Covid-19 para que a rede possa fazer os encaminhamentos necessários”.

Para informações de dias e horários das aulas, o telefone para contato é (24) 2233-8852. A Academia da Saúde do Castelo São Manoel fica próximo ao Posto de Saúde do bairro, assim como a do Vale do Carangola, localizado junto à unidade de Saúde da área. As atividades nos Parques Municipais de Itaipava e do Cremerie são realizadas no interior dos parques.

As aulas do Agita Petrópolis no Itamarati – 20º núcleo do programa esportivo – começam na próxima quarta-feira (08/09), às 8h, na Paróquia São José do Itamarati. Além desse horário, serão disponibilizadas outras duas turmas para que não ocorra aglomeração de pessoas durante a atividade – respeitando os protocolos contra a Covid-19. Os interessados em participar podem entrar em contato com a secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL) pelo telefone (24) 2233-1218.

No mês passado, o governo interino já havia anunciado a ampliação do programa para a Fazenda Inglesa e Vila São José. Com mais esses três núcleos, o Agita Petrópolis passa a estar em 19 locais, atendendo cerca de 550 pessoas com ginástica, alongamento, dança, funcional e outras atividades. O programa tem como objetivo promover saúde e qualidade de vida.

“Dentro do Agita Petrópolis, garantimos a presença de profissionais para que a atividade seja realizada de forma segura, acompanhada. Queremos a população da nossa cidade ativa, praticando esportes, cuidando da saúde física e mental”, completou o governo interino.

O Agita Petrópolis também acontece no Alto da Serra, Bataillard, Benfica (dois núcleos), Cascatinha, Caxambu, Centro, Contorno, Madame Machado, Oswaldo Cruz, Pedro do Rio, Posse, Quitandinha, São Sebastião, Vale do Cuiabá, Vicenzo Rivetti, Vila Rica. Os interessados em participar podem entrar em contato com a SEPJIL para se cadastrar.

“Vamos continuar ampliando o Agita Petrópolis, abrindo espaço para que mais pessoas participem, mas sempre de maneira segura. Em meio à pandemia, o esporte passa a ser um aliado no dia a dia das pessoas, promovendo saúde e bem-estar", disse o secretário da SEPJIL.

Também como forma de prevenção ao coronavírus, são usados tapetes sanitizantes, termômetros e também é disponibilizado o álcool em gel para os alunos em cada núcleo. Nesse momento é fundamental que a população mantenha os cuidados, respeitando as regras sanitárias e o uso de máscara, por exemplo. Precisamos praticar esporte, mas de forma segura, respeitando os protocolos determinados por decreto", completou.

Curso sobre movimento Paralímpico será ofertado para professores

No momento em que o Brasil se destaca a cada dia nos Jogos Paralímpicos em Tóquio, com a participação de 260 atletas e mais de 50 medalhas conquistadas, e após ser escolhida para ser uma das cidades que sediarão a terceira edição do Festival Paralímpico Loterias Caixa 2021, Petrópolis dá mais um passo à frente: o governo interino assinou nessa quinta-feira (02/09) um acordo de cooperação técnica com Comitê Paralímpico Brasileiro para a promoção do intercâmbio de experiências e tecnologias. A primeira ação será a realização do curso “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte”, que será oferecido de forma gratuita, na modalidade à distância. A assinatura contou com a participação do coordenador do Programa de Educação Paralímpica do Comitê Paralímpico Brasileiro, David Farias Costa, e do coordenador da Bocha Paralímpica e Futebol PC da Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE) e professor da Academia Paralímpica do Comitê Paralímpico Brasileiro, Alexsandro Alonso de Faria Lautherbach. O momento solene ocorreu na EM Professora Maria Campos, no Centro.

“É uma alegria, justamente nesse momento em que o Brasil está mostrando para o mundo inteiro o potencial dos nossos atletas em Tóquio, assinar esse acordo e proporcionar aos professores a oportunidade de atualizar seus conhecimentos com a chancela do Comitê. Desta forma, conseguiremos ter mais crianças atendidas com profissionais especialistas. Temos muitos talentos, estimulamos nossos alunos a praticar o esporte, mostramos que não há limitação e que podemos, juntos, aprender cada vez mais”, afirmou o governo interino.

Na ocasião, David Farias Costa agradeceu o governo interino pela parceria e pelo convite aos demais municípios. “O esporte é incrível e na vida temos que retribuir e ter gratidão por tudo o que o esporte nos proporciona e é isto que vamos fazer. O Programa de Educação Paralímpica tem o objetivo de contribuir para que as atividades se tornem verdadeiramente acessíveis para todas as pessoas. O que Petrópolis está fazendo pode e deve servir de exemplo para outros municípios. Além de dividir o seu conhecimento, o município está convidando as cidades a fortalecer o vínculo com o comitê e isso é incrível”.

A secretária de Educação agradeceu o apoio do Comitê nas ações que vêm sendo realizadas pelo Departamento de Educação Especial com relação ao esporte. “A parceria é essencial para o fortalecimento desse trabalho. Contamos sempre com a colaboração do comitê no fomento de cursos e, agora, com o acordo de cooperação técnica, tenho certeza que teremos cada vez mais chances de formações para nossos servidores. Nossa parceria com o comitê começou há alguns anos com o projeto de natação para alunos que participam das atividades na sala de recursos da Escola Monsenhor João de Deus Rodrigues e, desde então, só temos a agradecer por essa parceria. Convidamos os municípios vizinhos a também aderir a essa corrente para que outros profissionais também possam se especializar a fortalecer o movimento paralímpico”.

O governo lembrou, ainda, que Petrópolis tem mais um motivo para comemorar: na última semana, o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), por meio do departamento Desporto Escolar, divulgou os nomes dos municípios que sediarão a terceira edição do Festival Paralímpico Loterias Caixa e Petrópolis foi um dos três municípios do Estado selecionados.

”O objetivo da ação é o de promover a experimentação esportiva a crianças com e sem deficiência. O evento será realizado no dia 4 de dezembro, em 70 cidades brasileiras. Mais um indicador que Petrópolis está no caminho certo, promovendo e fomentando o esporte”, destacou.

Também estiveram presentes o secretário de Educação, Cultura, Esportes e Eventos de Areal, José Roberto Zimbrão Ribeiro, a secretária de Educação e Cultura de Comendador Levy Gasparian, Vanessa Souza, além de representantes dos municípios de São José do Vale do Rio Preto, Paty de Alferes e Teresópolis.

Sobre o curso:

O curso “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte” foi elaborado em parceria com a Universidade Federal de Uberlândia e chancelado pelo MEC e visa capacitar profissionais que atuem direta ou indiretamente na Rede Pública ou Privada de Ensino e tornar a atividade física e esportiva cada vez mais acessível às pessoas com deficiência. O curso, em formato EAD será apenas uma das ações planejadas através do termo de cooperação. Informações adicionais serão divulgadas após pela Secretaria de Educação para os profissionais da rede.


Curso: “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte”

Fomentar o desporto paralímpico na gestão pública municipal. Com esse objetivo, o governo interino assina no próximo dia 2 de setembro, um acordo de cooperação técnica com Comitê Paralímpico Brasileiro para a promoção do intercâmbio de experiências e tecnologias. Uma das ações será o curso “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte”, gratuito, na modalidade a distância. A assinatura do acordo de cooperação contará com a participação de municípios convidados, que também terão a oportunidade de expressar a sua intenção de estreitar a relação com o Comitê e, também, proporcionar cursos e ações em suas cidades. O evento está sendo organizado pela Secretaria de Educação, através do Departamento de Educação Especial.

“É mais uma ação da prefeitura que busca mostrar que não há limitação quando falamos em esporte. Na última semana tivemos a confirmação de que Petrópolis, pela primeira vez, será sede do Festival Paralímpico Loterias Caixa, também através do Comitê Paralímpico e, agora, assinaremos um termo de cooperação onde mostramos o interesse de Petrópolis em ofertar aos professores mais uma oportunidade de capacitação nessa área”, afirma o governo interino.

Também participarão do encontro representantes das cidades de São José do Vale do Rio Preto, Areal, Teresópolis, Paraíba do Sul, Levy Gasparian e Paty do Alferes.

“Convidamos as cidades para que elas também possam ter a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o Movimento Paralímpico, as ações do Comitê e o trabalho que Petrópolis desenvolve, sobretudo na rede municipal, como por exemplo, o projeto Petrópolis Olímpica, que oferta curso para servidores”, completa o governo interino.

O curso “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte” foi elaborado em parceria com a Universidade Federal de Uberlândia e chancelado pelo MEC e visa capacitar profissionais que atuem direta ou indiretamente na Rede Pública ou Privada de Ensino e tornar a atividade física e esportiva cada vez mais acessível às pessoas com deficiência. O curso, em formato EAD será apenas uma das ações planejadas através do termo de cooperação. Informações adicionais serão divulgadas após assinatura do termo, pela Secretaria de Educação.

“O Comitê auxilia nesses termos municípios que demonstram interesse em capacitar os professores e instituem ações verdadeiramente inclusivas. Felizmente, na nossa rede, temos um suporte importante com professores dedicados, Centros de Referência e instituições de ensino que abraçam a causa, então, tenho certeza que o curso será muito bem recebido”, disse a secretária de Educação.

Petrópolis sediará Festival Paralímpico Loterias Caixa 2021

Vale destacar que, na última semana, o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), por meio do departamento Desporto Escolar, divulgou os nomes dos municípios que sediarão a terceira edição do Festival Paralímpico Loterias Caixa e Petrópolis foi um dos três municípios do Estado selecionados. O objetivo da ação é o de promover a experimentação esportiva a crianças com e sem deficiência. O evento será realizado no dia 4 de dezembro, das 8h30 às 12h, em 70 cidades brasileiras.

O Festival é destinado a crianças de 8 a 17 anos, com e sem deficiência. Assim como em 2019, a programação oferecerá três modalidades por sede e terá duração de 3h30 - das 8h30 às 12h. A intenção é mobilizar pessoas com deficiência em todo o território brasileiro por meio das atividades físicas. A inscrição para participação no festival também foi feita pela Secretaria de Educação, através do Departamento de Educação Especial.


O dia do profissional de Educação Física – comemorado hoje (01/09) – foi marcado por uma série de homenagens em Petrópolis. Logo cedo, na Casa de Petrópolis – Instituto de Cultura, a prefeitura organizou um café da manhã para os profissionais e estudantes da área, seguido por uma roda de conversa com o tema "A importância da psicologia do esporte no cotidiano da prática de atividade física". À noite, o Palácio Sérgio Fadel – sede do governo municipal – foi iluminado com a cor verde, que representa a profissão.

O bate-papo contou com a presença do governo interino, de Gustavo Leal, auxiliar técnico da seleção brasileira medalha de ouro no futebol nas Olimpíadas de Tóquio 2020, e de o treinador da seleção brasileira adulta de basquete 3x3. A mediadora foi a professora doutora, que faz parte do quadro de servidores do município e atua na secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL).

“É com muito orgulho que falo da minha profissão. É um prazer imenso estar aqui. A política um dia vai passar, mas professor de Educação Física eu vou continuar sendo para o resto da minha vida. O esporte é uma ferramenta de transformação na vida das pessoas, além de promover saúde e qualidade de vida. No nosso dia, os parabéns são para todos nós”, disse o governo interino, que ainda entregou uma medalha em homenagem a Gustavo Leal.

“Fiquei muito orgulhoso em representar a minha cidade e o nosso país nas Olimpíadas e extremamente feliz pelo convite para participar dessa roda de conversa. A psicologia é um assunto bastante em alta, por tudo que aconteceu ao longo dos jogos Olímpicos. Acredito que todos que puderam participar saíram daqui com um pouco mais de conhecimento”, disse Gustavo.

Representando o Conselho Regional de Educação Física (CREF1), o professor André Fernandes ressaltou a importância do profissional da área em meio à pandemia. Ele lembrou ainda que a profissão foi regulamentada há 23 anos e de lá para cá os avanços são diversos.

“Cada vez mais o esporte é um aliado da saúde das pessoas. Não apenas física, mas também mental, proporcionando um sentimento bom em meio a essa turbulência que vivemos. Não à toa, em meio a estrutura da prefeitura, são profissionais de educação física atuando também na saúde, educação, não apenas no esporte”, ressaltou André.

A prefeitura, através da SEPJIL, oferece uma série de atividades físicas gratuitas para a população. O Agita Petrópolis, por exemplo, está em 19 bairros oferecendo ginástica, dança, hit, entre outras atividades. Além disso, o governo municipal promove também o Festival das Comunidades, programa itinerante realizado nas quadras comunitárias.

“São mais de 600 pessoas atendidas mensalmente com atividades físicas gratuitas. É um número muito bom, mas estamos trabalhando para melhorar ainda mais. O profissional de Educação Física é indispensável para alcançarmos a qualidade de vida tão desejada por todos e a prefeitura trabalha neste sentido”, destacou o secretário da SEPJIL.

O Centro Esportivo da Escola Municipal Fábrica do Saber, na Estrada da Saudade, retomou parte das atividades na última semana – respeitando os protocolos de saúde, como o uso de máscara e o número limitado de alunos por horário. Já estão funcionando a hidroginástica, a natação e o projeto Renascer, que atende idosos acima de 60 anos com lazer, esporte e recreação. Ao todo, cerca de 350 pessoas da comunidade estão sendo atendidas, somando todas as atividades.

O governo interino esteve no local, na manhã desta terça-feira (31/08), acompanhado do secretário de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL). “A prática esportiva deve fazer parte da rotina da população. Espaços como o Centro Esportivo, aqui na Fábrica do Saber, contribuem bastante neste sentido. Estamos retornando aos poucos com as atividades, de acordo com o andamento da vacinação”, disse o governo interino.

Com duas piscinas, duas quadras poliesportivas, sala de ginástica e outras salas disponíveis para realização de aulas variadas, o Centro Esportivo da Fábrica do Saber é considerado um dos melhores equipamentos do município. “Em meio à pandemia, o esporte também têm salvado vidas. É a promoção da saúde física e mental das pessoas. Precisamos ressaltar a importância do esporte na vida das pessoas neste momento”, destacou o secretário SEPJIL.

O coordenador do espaço e funcionário há quase 20 anos da Fábrica do Saber, explicou que todos os protocolos de saúde estão sendo cumpridos. “Estamos limitando o número de alunos por turma. Existe um controle grande relacionado a isso. Além disso, exigimos o uso de máscara nas dependências do Centro Esportivo. Esperamos que isso passe logo para que a gente possa oferecer ainda mais atividades”, completou.

As atividades oferecidas acontecem de segunda a sexta-feira e, excepcionalmente, aos fins de semana. As inscrições devem ser feitas diretamente no espaço. Para mais informações, o telefone da SEPJIL é o 2233-1218.

Município será um dos três do Estado do Rio a ter a programação

O governo interino anunciou, nesta quarta-feira (25), que Petrópolis vai sediar o Festival Paralímpico Loterias Caixa 2021. A informação foi confirmada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), por meio do departamento Desporto Escolar. No Estado do Rio, serão quatro sedes, em três municípios. A terceira edição do Festival Paralímpico Loterias Caixa tem como objetivo promover a experimentação esportiva a crianças com e sem deficiência. O evento será realizado no dia 4 de dezembro, das 8h30 às 12h, em 70 espaços pelo Brasil.

“É uma conquista importante para a cidade. É a primeira vez que a cidade é selecionada. Não há limitação no esporte: as atividades mudam vidas e transformam realidades. Esta notícia, justamente durante as Paraolimpíadas em Tóquio, onde o Brasil já está marcando presença com medalhas, incentiva ainda mais os nossos futuros atletas”, afirmou o governo interino.

O Festival é destinado a crianças de 8 a 17 anos, com e sem deficiência. Assim como em 2019, a programação oferecerá três modalidades por sede e terá duração de 3h30 - das 8h30 às 12h. A intenção é mobilizar pessoas com deficiência em todo o território brasileiro por meio das atividades físicas.

A inscrição para participação no festival foi feita pela Secretaria de Educação, através do Departamento de Educação Especial. “Vamos fazer uma campanha para que os alunos da rede participem conosco desse momento. É uma vitória”, comentou a secretária de Educação.

A primeira edição do Festival, em 2018, foi realizada em 48 cidades. Em 2019, o evento teve 70 sedes. Não houve edição em 2020. Vale salientar que, no Rio de Janeiro, também foram selecionadas as seguintes sedes: Volta Redonda, Engenheiro Paulo de Frontin (Rio) e Clube Regatas do Vasco (Rio).


A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Turismo, trabalha para inserir Petrópolis de forma mais efetiva no calendário nacional do antigomobilismo. Em reunião realizada na manhã desta terça-feira (24/8), na Secretaria de Turismo, o secretário recebeu o presidente do Veteran Car Club do Brasil com o objetivo de alinhar ações futuras, incluindo, no pós-pandemia, eventos ligados aos passeios e exposições de carros antigos no calendário turístico da cidade.

O dirigente manifestou o interesse do clube, o mais antigo clube de carros antigos do país, de promover mais ações na cidade imperial. A Turispetro agora vai avaliar o calendário e estuda modelos de ações que possam ser adaptadas aos dias atuais, como um "passeio de época" em parceria com o clube, que serviria de prévia para um evento no próximo ano, após a pandemia.

O Veteran Car Club do Brasil nasceu do sonho de alguns apaixonados pelo automóvel antigo. Entre os principais objetivos do clube, que possui cerca de 200 associados ativos, está os de restauração, manutenção e a preservação da memória automobilística nacional.

As duas contam com o apoio da prefeitura, através da SEPJIL

O título de campeãs brasileiras de jiu-jitsu da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ). Esse é o objetivo em comum de duas petropolitanas: Thauany Xavier Corrêa (faixa preta) e Maynne Freitas Corrêa (faixa marrom), atletas da equipe Gracie Barra núcleo Itaipava. A competição será disputada na Vila Militar, em Deodoro, entre os dias 25 de setembro e 4 de outubro. Elas contam com o apoio da prefeitura de Petrópolis, através da secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL).

Na manhã de hoje (25/08), as atletas estiveram reunidas com o secretário da SEPJIL apresentando um pouco da trajetória delas até aqui. A dupla já representou o país em competições da modalidade nos Estados Unidos, por exemplo, e estão em busca de mais títulos para Petrópolis.

"O esporte trouxe para a gente experiências que vão além do tatame. Hoje, passamos metade do nosso ano nos Estados Unidos, participando de competições em alto nível. Para a gente é motivo de orgulho e satisfação representar o nosso país, e dentro do Campeonato Brasileiro, representar a nossa cidade", disse Thauany.

Ela já conquistou resultados expressivos no jiu-jitsu, como o primeiro lugar no brasileiro de equipes da CBJJ e o campeã absoluto American National IBJJF, em 2019. Também foi vice-campeã do Sul-americano CBJJ em 2021, na faixa preta. Por outro lado, na faixa marrom, Maynne venceu o Rio Winter e o Rio Open da CBJJ e o Grand Slam de Abu Dhabi da UAEJJF.

"Eu procurei o jiu-jitsu por causa da Thauany, que começou quatro anos antes de mim. Na época, não imaginava chegar tão longe. Hoje nós duas vivemos do esporte, somos instrutoras também, é uma grande satisfação para a gente estar aqui", disse Maynne.

Parceira das meninas nessa competição, a prefeitura planeja a realização do Agita Lutas até o fim do ano. A proposta do governo interino é reunir atletas de diversas artes marciais em uma apresentação visando incentivar a prática esportiva entre as crianças e adolescentes


Pagina 6 de 115