A Prefeitura vai reabrir neste sábado, dia 1º de maio, os parques municipais. Assim, estarão liberados à visitação pública o Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, em Itaipava, o Parque Cremerie e o Parque Natural Municipal Padre Quinha, na Avenida Ipiranga. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), que é gerido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal, já estava aberto desde a semana passada.

A aberturas dos parques públicos e privados havia sido facultada por meio do decreto 074/2021, publicado na segunda-feira (19/4). Entretanto, o governo anunciou que os parques, os atrativos e os centros culturais administrados pelo poder público permaneceriam fechados, buscando preservar a capacidade de atendimento do serviço de saúde no município.

Mesmo com a aberturas dos espaços, a Prefeitura alerta para a obediência as normas sanitárias, com a restrição de circulação de pessoas sem o uso de máscaras, o distanciamento necessário de 1,5 metro entre elas, além da vedação a qualquer tipo de aglomeração.

Horários dos parques e endereços

Parque Natural Municipal Padre Quinha - Aberto de terça a domingo e feriados, das 8h30 às 17h30. Avenida Ipiranga 853, Centro.

Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes (Itaipava) - Aberto de quarta a domingo e feriados, das 7h às 18h. Estrada União e Indústria 10.000, Itaipava.

Parque Crémerie – Rua Luis de Camões s/nº, Independência – Aberto de terça a domingo, das 8h às 16h30.

A atividade física está presente na vida de Rafael dos Santos Coutinho desde a infância, quando jogou futsal até seus 14 anos nas categorias de base do Petropolitano Foot-ball Club. Quase uma década depois, aos 23, Rafael concluiu o curso de bacharel em Educação Física, escolhido por conta da relação desenvolvida com o esporte ainda quando criança. Agora professor formado, ele participa do Conselho Municipal de Esporte e Lazer (CMEL) e usou como tema do seu trabalho de conclusão de curso o programa Agita Petrópolis, primeiro programa de estímulo à prática de atividades físicas próprio do município, criado em 2017.

“Eu comecei a estagiar na faculdade trabalhando justamente com idosos, em uma faixa etária que sofre com doenças crônicas, como o diabetes e a hipertensão. Conheci o Agita Petrópolis dentro do CMEL e a decisão de estudar o programa veio para analisar o perfil dos participantes", explicou Rafael. "O Agita cumpre exatamente com o seu papel, que é proporcionar atividade física orientada e supervisionada por profissionais para pessoas de mais idade e com pouco poder aquisitivo", destacou.

Rafael conta que o esporte proporciona diversos benefícios para o corpo. Em meio à pandemia da Covid-19, a prática de atividades físicas pode fortalecer a saúde mental, combatendo os sentimentos de ansiedade e depressão, melhorando o foco e fortalecer a autoestima, principalmente para os idosos. No Agita Petrópolis são mais de dois mil petropolitanos atendidos em 15 bairros.

"O esporte promove saúde e bem-estar, benefícios não apenas para o corpo, mas também para a mente. Nesse momento de pandemia nós percebemos o quanto é importante nos cuidarmos, com a prática esportiva, alimentação, enfim, levarmos uma vida saudável. Comprovamos que o Agita Petrópolis muda a realidade dos beneficiados", ressaltou Rafael.

O Agita Petrópolis acontece no Carangola, Cascatinha, Posse, Bataillard, Vale do Cuiabá, Madame Machado, Vila Rica, Oswaldo Cruz, Contorno, Alto da Serra, Pedro do Rio, Caxambu, Centro, Quitandinha e São Sebastião. Existem vagas para novos alunos em todos os bairros.

Por enquanto, em virtude da pandemia do coronavírus, permanecem sendo realizadas atividades do Agita Petrópolis apenas para o público adulto. Cabe ressaltar que os locais em que acontecem as aulas são usados tapetes sanitizantes, termômetros e também é disponibilizado o álcool em gel para os alunos.

Segundo o secretário de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer, a ideia é ampliar o Agita Petrópolis para mais locais ao longo desse ano. Podem participar adultos e idosos. Os interessados devem entrar em contato pelo telefone (24) 2233-1218. “Os exercícios físicos auxiliam na promoção da saúde e ajudam no controle de diversas doenças. Nosso objetivo é ampliar o programa, democratizando o acesso a prática de esportes", concluiu o Secretário.

Promoção da saúde e de bem-estar. Esses são os objetivos do Motiv@ção, evento esportivo on-line criado pelo governo municipal e que será transmitido no Youtube da Prefeitura de Petrópolis no dia 01 de maio. De 9h até 10h30, os professores do programa Agita Petrópolis darão aulas de alongamento, dança, funcional e relaxamento. Em meio à pandemia da Covid-19, a ideia é que as pessoas utilizem os espaços de suas casas para realizarem as atividades.

Além disso, dentro dessa programação, será realizado o Desafio Motiv@ção 5 km. A intenção é incentivar a corrida sem caráter competitivo, sendo apenas participativa e filantrópica. Para isso, a prefeitura vai disponibilizar 200 vagas e os atletas devem comprovar que realizaram a quilometragem da prova. Os interessados podem se inscrever em um link que estará disponível no Instagram da prefeitura no domingo (25/04) a partir de 9h.

"Vamos abrir as inscrições no domingo e os participantes devem realizar a prova entre os dias 1 e 9 de maio. Pode correr ou caminhar em casa no quintal, na esteira, ou mesmo na rua, mas a gente pede que seja de maneira isolada, sem aglomeração, e com todos os cuidados preventivos", explica o secretário de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer.

Estimular a prática esportiva entre jovens, além de combater a evasão escolar, a criminalidade e o uso de entorpecentes. Esses são os objetivos do projeto Skate Escola, uma parceria da prefeitura com o Governo Federal e que vai beneficiar até 150 crianças e adolescentes de Petrópolis. O município vai contar com dois núcleos - um na Praça Duque de Caxias e outro no Parque Municipal, em Itaipava. O governo municipal aguarda a União para efetivar o programa, que terá 16 meses de duração: quatro de implementação e 12 de atividades.

O projeto será realizado no contraturno das aulas escolares, após a liberação das atividades em função da pandemia. A dinâmica prevê a formação de quatro turmas por trimestre com o número máximo de 15 alunos. Os meninos e meninas serão divididos por faixa etária e os materiais, como equipamento de proteção e skate, serão fornecidos. Um professor de educação física, um instrutor de skate e um coordenador técnico serão os supervisores do programa.

Além da prefeitura e do governo federal, outro elo do projeto é a Confederação Brasileira de Skate (CBSK). A CBSK trabalhará na coordenação junto com as cidades e no treinamento de instrutores que darão as aulas.

Petrópolis pode voltar a ter um núcleo do projeto Viva Vôlei da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). O Governo Municipal recebeu, nesta sexta-feira (12/03), o ex-jogador Marcelinho Elgarten, que vai intermediar a vinda do programa para o município junto a Confederação. O Viva Vôlei é um projeto de iniciação ao voleibol cuja diretriz é educar e socializar meninos e meninas de sete a 14 anos através do esporte.

Ao Marcelinho visitou o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, que fica no bairro Caxambu. Segundo ele, o programa contribui no desenvolvimento físico, social e emocional das crianças e adolescentes.

"A ideia é ocupar as crianças e tirar os jovens das ruas através do esporte. Existe a chance de encontrarmos novos talentos, mas o mais importante é formarmos cidadãos. Fico feliz em ser o padrinho dessa proposta que vai beneficiar diversas crianças de Petrópolis", destacou Marcelinho.

O VivaVôlei está presente em todas as regiões do Brasil. Atualmente, são mais de 70 núcleos em atividade, atendendo à cerca de vinte e cinco mil crianças e adolescentes de comunidades carentes em 17 estados brasileiros, gerando cerca de trezentos e cinquenta empregos diretos e indiretos.

A prefeitura promove no próximo domingo (07/03) um dia de atividades físicas ao ar livre em homenagem ao Dia Mundial das Mulheres (08). São aulas de alongamento, hiit, step, dança e funcional, de 8h às 11h30, no Parque Natural, na Av. Ipiranga. A programação terá público limitado, limpeza dos equipamentos utilizados ao término de cada aula, além de respeitar os decretos municipais de prevenção ao coronavírus, como o distanciamento social e o uso de álcool em gel.

São parceiros da prefeitura no Agita Petrópolis em homenagem às mulheres a Universidade Cruzeiro do Sul e a Academia 2B Boutique.

A realização do evento marca o retorno da competição ao Brasil após 17 anos

Petrópolis vai sediar uma etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike em abril de 2022. A prova será realizada em uma fazenda no Vale do Cuiabá. Nesta terça-feira (23/02), o prefeito interino Hingo Hammes recebeu o embaixador da competição no país, o ciclista petropolitano Henrique Avancini, primeiro brasileiro a conquistar uma etapa do torneio. Também participaram do encontro secretários municipais, empresários do ramo de hotelaria, guias turísticos e os organizadores da prova. A expectativa é que mais cinco mil pessoas visitem a cidade por conta da Copa do Mundo.

A realização do evento em Petrópolis marca o retorno da competição ao Brasil após 17 anos. A última realização no país foi em 2004. Essa competição é considerada, ao lado da Tour de France, o principal evento ciclístico mundial. "Estou muito feliz. Essa é uma competição grandiosa, da qual participam os principais ciclistas do planeta. Meu papel como atleta é difundir o esporte, além de divulgar a cidade que eu tanto amo. É uma satisfação enorme e uma grande alegria participar desse momento", disse Henrique Avancini.

Segundo a Turispetro, o evento deve movimentar toda a cadeia de turismo na cidade, com aproveitamento da maior parte dos seis mil leitos existentes no município. 

O mercado brasileiro de ciclismo vem crescendo de forma estável já há alguns anos. Segundo a Abraciclo, o crescimento da produção no Brasil em 2020 foi de 12,8%, com um total de 750 mil bicicletas fabricadas. Um dos motivos desse aumento é a bike entrando no dia a dia do brasileiro durante a pandemia, como explica Rogério Bernardes, organizador do evento.

“Essa conquista representa muito não só para nós e para o Henrique, mas para o ciclismo brasileiro, que será mais uma vez o centro do mapa mundial do esporte em 2022. Vamos fazer o melhor trabalho possível para que a Copa do Mundo não saia nunca mais do Brasil. E tenho certeza que a torcida brasileira vai eletrizar e fazer história”, contou Rogério.


"Para quem sabe como a quadra era, isso aqui agora é o nosso Maracanã", disse Sidnei Furtado, emocionado, na entrega da reforma da quadra da Comunidade do Alemão neste sábado (20/02). Conhecido como "Tide", ele é o responsável por um projeto esportivo que atende 46 crianças do bairro e da região no entorno. O espaço ganhou alambrado, cobertura, refletores e traves.

A reforma da quadra era um antigo sonho de toda a comunidade. A obra contou com instalação de um telhado de estrutura metálica, as grades laterais foram substituídas. No entorno foi realizado um calçamento para que os utilizadores tenham conforto ao seguir para o interior da quadra, anteriormente o local era envolto por terra batida. Além disso, o equipamento esportivo ganhou iluminação totalmente nova, desde a fiação até os refletores.

"Na minha época, se a bola fosse para fora do gol, iria parar longe, no meio mato. Agora... É até difícil falar. Isso aqui está lindo", conta o presidente da Associação de Moradores da Comunidade do Alemão, Davi Araújo.

A quadra da Comunidade do Alemão foi 100% reformada, a única característica mantida foi o solo de pó de pedra, um pedido dos moradores que preferem esse tipo de piso.

Não é segredo que o esporte proporciona benefícios para o corpo. Além disso, a prática de atividades físicas também é excelente para a saúde mental, pois pode combater os sentimentos de ansiedade e depressão, melhorar o foco e fortalecer a autoestima, principalmente para os idosos. Em meio a pandemia, o Agita Petrópolis se tornou um grande aliado dos mais de 2,5 mil petropolitanos que participam regularmente das aulas de ginástica, dança e alongamento em 13 bairros.

Há quase dois anos no programa, a dona de casa Michele Pereira Gomes de Oliveira, de 41 anos, perdeu peso, ganhou força e ganhou mais qualidade no sono. Mas os benefícios vão além disso. "Eu adoro participar do Agita.
É muito divertido. Às vezes a gente chega aqui um pouco desanimada, mas depois da aula é só alegria. Ainda mais nessa pandemia, não é? Quanto mais coisa a gente faz, melhor é", disse ela, que é aluna do núcleo do Centro.

"O mais importante é a segurança. As turmas são pequenas, existe o distanciamento, além da exigência da máscara e o álcool em gel. Com segurança, podemos participar das aulas e se exercitar. Me livrei das dores da época em que eu era sedentária. Me sinto mais leve, mais saudável, muito mais feliz", concluiu Michele.

Heloísa Helena, aluna do núcleo em Cascatinha, também ressaltou os benefícios para a saúde mental. "Estou muito feliz pelo retorno das aulas. Além dos benefícios para a minha saúde, também reencontro minhas amigas, fizemos uma turma muito legal aqui, uma sempre ajuda a outra", contou.

As atividades do programa voltaram na última semana em Cascatinha, Posse, Bataillard, Vale do Cuiabá, Madame Machado, Vila Rica, Alto da Serra, Caxambu, Centro, Quitandinha e São Sebastião. Os núcleos do Contorno e do Oswaldo Cruz estão sendo reorganizados e o retorno do Agita Petrópolis deve acontecer até o fim do mês. Os interessados em participar podem ligar para o (24) 2233-1218 para outras informações.

As aulas do Agita Petrópolis retornaram nesta segunda-feira (08/02) em Cascatinha, Posse, Bataillard, Vale do Cuiabá, Madame Machado e no Vila Rica. Ao longo desta semana, voltam as atividades no Alto da Serra, Caxambu, Centro, Quitandinha e São Sebastião. Os núcleos do Contorno e do Oswaldo Cruz estão sendo reorganizados e o regresso do programa deve acontecer até o fim do mês. A novidade será a instalação de um núcleo no Vicenzo Rivetti em março.

O Agita Petrópolis é um marco, um divisor de águas do esporte em Petrópolis e possibilita, de forma democrática, levar atividade física de forma gratuita para toda a cidade.

Por enquanto, em virtude da pandemia do coronavírus, permanecem sendo realizadas atividades do Agita Petrópolis apenas para o público adulto. Cabe ressaltar que os locais em que acontecem as aulas são usados tapetes sanitizantes, termômetros e também é disponibilizado o álcool em gel para os alunos. Em Cascatinha, por exemplo, os alunos comemoraram o retorno das atividades.

"Estou muito feliz pelo retorno das aulas. Além dos benefícios para a minha saúde, também reencontro minhas amigas, fizemos uma turma muito legal aqui", disse a aluna Heloísa Helena. "É uma alegria enorme retornar no Agita. Melhorei das dores na coluna e nas pernas, me sinto mais animada para o dia a dia. É ótimo para todos aqui", garantiu Claudia Salgueiro.

Os interessados em participar do Agita Petrópolis podem ligar para o (24) 2233-1218 para outras informações. Segundo o Instituto Municipal de Cultura e Esportes, a ideia é ampliar o Agita Petrópolis para mais locais ao longo desse ano.

Pagina 11 de 116