Crianças da Associação Espaço Educativo São Charbel tiveram uma aula diferente na última sexta-feira (08): os alunos acompanharam o trabalho dos agentes de endemia no Caxambu, bairro em que a creche é localizada. Durante a ação, os estudantes acompanharam a rotina de vistorias no combate e prevenção ao mosquito aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chykungunia.

Participaram das atividades os alunos do 5° ao 9° ano, com idades entre 8 e 14 anos. Durante a ação, realizada seguindo os protocolos de segurança para prevenção à covid-19, eles assistiram de perto as tarefas executadas pelos agentes de combate a endemias em vistorias de domicílios, com transmissão de informações sobre os cuidados necessários para garantir a não proliferação do vetor, destruição de criadouros e aplicação de larvicidas quando necessário.

A Diretora há 35 anos da Associação Espaço Educativo São Charbel conta como surgiu a ideia de levar as crianças para uma vistoria. “Temos uma parceria com os agentes de endemia da região do Caxambu, em que damos um suporte com um trabalho deles aqui no bairro. Através desse contato, tivemos a ideia de fazer uma atividade educativa diferente com as crianças da creche. Os agentes aceitaram prontamente e as crianças gostaram demais”, contou.

O professor de Educação Física da creche foi o responsável por acompanhar as crianças na vistoria. Ele conta que o fator socioeducativo foi o ponto principal da atividade: “Eles andaram pela comunidade, viram a realidade de perto, identificaram possíveis focos dos mosquitos, coletaram amostras, escutaram os agentes conversando com os moradores, ouviram as orientações transmitidas, fizeram perguntas. Foi muito proveitoso. Já fizemos passeios recreativos para o Parque Municipal, caminhadas, levamos a criançada para poços, mas, para mim, se não foi a melhor, foi uma dos melhores atividades, pelo fator socioeducativo. Eles não vão esquecer desse dia nunca mais”.

Ele conta que o conhecimento adquirido pelos alunos foi transmitidos aos outros, que não acompanharam as visitas. “Após o acompanhamento, fizemos uma roda de conversa na creche em que os alunos que participaram da vistoria compartilharam as instruções e conhecimentos adquiridos com aqueles que não estavam presentes. Fizeram perguntas entre si e ainda relataram a experiência de duas caixas d'água que eles viraram para identificar focos do mosquito”.

O professor ainda relata outra situação curiosa com uma criança que acompanhou o trabalho dos agentes. “Na parte da tarde estávamos fazendo atividades de futebol e a bola caiu em um local fora da quadra. Fui buscar a bola com um aluno e nesse caminho tinha um pote cheio de água. Ele já virou pra mim chamando para ver se tinha algum foco de mosquito ali. Olhamos, não tinha e viramos o pote para baixo. Mas é esse tipo de lição que fica. Ele vai levar para dentro da casa esse conhecimento e contar para os pais também, e assim por diante”.

Bons resultados dos agentes de endemia

Os agentes são ligados à Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Saúde. No mês de setembro, eles atingiram uma marca importante no fechamento dos trabalhos: mais de 450 mil visitas a domicílio foram realizadas em 2021 pelos profissionais. Por mês, são feitas cerca de 45 mil visitas periódicas. Todos os agentes estão vacinados com as duas doses contra Covid-19.

De acordo com o último Levantamento de Índice Rápido ao Aedes Aegypti (LIRA), Petrópolis tem atualmente o menor índice de risco de infestação de Aedes Aegypti dos últimos quatro anos. A pesquisa realizada entre os dias 02 e 06 de agosto, classifica a cidade para as doenças transmitidas pelo mosquito como dengue, chikungunya e zika. Com 0,10%, a cidade está classificada com baixo risco de infecção predial.

O Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (COMUPA) e a Prefeitura, por meio da Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea), vão promover, entre os dias 25, 26 e 27 de novembro, a 1ª Conferência Municipal de Proteção e Defesa dos Animais. O objetivo é discutir propostas para a elaboração do Plano Municipal, com políticas públicas voltadas à causa. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo site oficial da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) até o dia 10 de novembro.

“A realização desse debate é muito importante para fomentar as discussões entre a sociedade civil e o conselho, buscando propostas que possam contribuir para o bem-estar e a proteção dos animais”, afirmou o governo interino.

A coordenadora de Bem-estar Animal destacou que a importância desta primeira edição. “A conferência está sendo feita virtualmente de forma a estimular a participação de todos, já que estamos ainda em pandemia. É uma forma de garantir o acesso às informações sobre temas que dizem respeito à causa. É muito importante que haja esse debate”, afirma a coordenadora.

O evento será presidido pelo presidente do COMUPA, e dividido em três encontros. Serão organizadas palestras temáticas e mesas de discussão para a formulação das propostas com foco em temas como a castração para controle da população de cães e gatos e a educação de crianças para o combate aos maus-tratos.

“A conferência tem uma importância muito grande para o município e tenho certeza de que essa primeira edição será um sucesso. Estamos prontos para receber a população de Petrópolis nesse debate” disse o presidente.

Ao todo, segundo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, serão cinco núcleos no município

O governo municipal participou na manhã desta quarta-feira (06/10) de um workshop de prevenção e enfrentamento à violência contra a mulher. A iniciativa faz parte do projeto Empoderadas, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e foi trazida para Petrópolis pelo governo estadual, com o apoio da Prefeitura. O governo anunciou que, até o fim do mês, um núcleo do programa será aberto no Centro de Referência de Assistência Social da Rua Dom Pedro. Ao todo, serão cinco polos na cidade.

"Parcerias para fortalecer políticas públicas são essenciais para que possamos obter resultados melhores e mais eficazes na ponta. Temos que discutir, conscientizar, provocar reflexão. Ainda em outubro, vamos abrir o núcleo do Empoderadas no CRAS Centro, na Rua Dom Pedro. Agradeço ao secretário Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos por trazer esse importante programa para a cidade e ao governador Cláudio Castro por todo apoio a Petrópolis", disse o governo interino.

O secretário Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos informou que foi percebido um aumento de violência doméstica em 2021 no Estado do Rio de Janeiro. O objetivo do Empoderadas é que as mulheres vítimas sejam acolhidas, mas também tenham instrumentos de autodefesa, para que possam se defender em situações de perigo. Por isso, são ensinadas técnicas de luta. “Em parcerias como essa, quem sai ganhando é a população. Nesse caso são as mulheres, em um movimento extremamente importante”, explicou.

A coordenadora do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (Cram) também esteve presente no evento. “O aumento de casos de violência do ano passado para cá foi de cerca de 700%. Essa alta também ocorreu porque ampliamos nossa rede de atendimento. Ficamos felizes com todo evento que venha para Petrópolis para beneficiar essas mulheres. É muito bom ter a parceria do governo do Estado atuando também nessa luta. Quanto mais apoio para acabarmos com essa violência, melhor”, disse.

O secretário municipal de Assistência Social comemorou a parceria e a implementação do programa. "O programa Empoderadas chega com a missão de atender as mulheres vítimas de violência física, mental e patrimonial. O programa vem na contramão da violência, onde todo trabalho realizado é construído dentro das diretrizes do atendimento multidisciplinar com equipe especializada. Nossa cidade possui um território extenso dividido entre a área rural e urbana com características específicas, onde iremos chegar com nosso trabalho através dos núcleos que serão inaugurados nos próximos meses", disse, lembrando que o governo interino recebeu do Estado a confirmação da chegada de outros programas ao município, incluindo o Centro de Cidadania LGBTQIA.

O workshop foi conduzido pela coordenadora do projeto, a lutadora de jiu-jitsu e MMA. O evento contou ainda com a presença da subsecretária estadual de política públicas para mulheres, da secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública, da coordenadora do gabinete de Cidadania e da Superintendente Estadual de Enfrentamento à Violência contra a Mulher.

Parceria com a Guarda Civil Municipal

Durante o evento, o governo municipal também lembrou que uma parceria com o governo estadual possibilitará o treinamento da Guarda Civil Municipal para atender a ocorrências relacionadas à Lei Maria da Penha. “Essa legislação foi uma grande conquista em prol das mulheres vítimas de agressão, mas ainda é preciso mais. Projetos como esse trazem mais empoderamento e coragem para todas nós, mulheres”, disse a secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública.

A Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea) adiou a campanha de adoção de animais que seria realizada neste sábado (2/10) na Posse. O evento, que estimula a posse responsável, foi remarcado para o dia 16/10.

Foram feitas orientações à população sobre a prevenção ao suicídio

Em decorrência ao Setembro Amarelo, mês escolhido para campanha nacional de prevenção ao suicídio, a Coordenadoria Especial de Articulação Institucional, através da Coordenadoria da Juventude, promoveu nesta terça-feira (28), na Praça Dom Pedro II, uma ação de conscientização sobre o tema. Uma equipe da coordenadoria esteve no local ao lado da coordenadora Especial de Articulação Institucional, da coordenadora do Gabinete da Cidadania e integrantes do Conselho Municipal da Juventude para orientar, esclarecer e divulgar informações à população sobre o tema.

“A pandemia afetou a vida de cada pessoa de maneira diferente. Vemos que, entre os jovens, este impacto foi enorme. Buscamos levar a informação para eles e mostrar que não estão sozinhos”, disse o governo interino, lembrando que a abordagem utilizou como base os dados do Juventude em Dados, pesquisa realizada pela coordenadoria.

“Devemos valorizar a vida, nosso maior bem. Nossa ideia é, por meio do panfleto, trazer esclarecimentos sobre a prevenção do suicídio. Infelizmente, em nossa pesquisa, identificamos que existem muitos tabus e mitos em relação ao tema. Queremos difundir fatos e mostrar como podemos auxiliar e perceber sintomas nas pessoas próximas a nós. Tenho certeza que vamos alertar muita gente a olhar com uma visão diferente nesta questão”, garantiu a coordenadora de Políticas Públicas para Juventude.

Em pesquisa realizada durante o projeto Juventude em Dados, a Coordenadoria da Juventude identificou que 57% dos entrevistados sofrem ou já sofreram depressão. A iniciativa, que consistiu em uma pesquisa formada por perguntas objetivas para traçar o perfil social do jovem petropolitano, concluiu que a doença é motivadora do surgimento de outras patologias, além de causar sintomas de tristeza, pessimismo, baixa auto-estima e, até em casos mais graves, desenvolvendo o risco de suicídio.

"Diante da pesquisa realizada pela Coordenadoria da Juventude, conseguimos alcançar um diagnóstico das reais necessidades do jovem. Compreendemos que mais da metade da juventude entrevistada, já sofreu ou sofre de depressão. Por isso, estamos intensificando as ações de prevenção. Para que eles saibam que existe um espaço em que podem ser ouvidos, quais os sinais para identificar os problemas e como podemos auxiliar", disse Fernanda, que completou dizendo que essa ação é uma força conjunta da sociedade civil com o governo municipal.

O vice-presidente do Conselho Municipal da Juventude, Willian Vieira, lamenta a perda dos jovens por suicídio: “O índice de pessoas com depressão tem crescido por fatores como o bullying ou até problemas pessoais. Essa ação da prefeitura é de suma importância para valorizarmos nossa sociedade civil e para potencializarmos esse combate. Queremos mostrar que independente do momento em que você está passando, há um suporte do poder público para te ajudar a enfrentar essa batalha".

Cobea já viabilizou 92 adoções de cães e gatos no município neste ano

A 1ª edição da Primavera de Adoção, realizada pela Prefeitura por meio da Coordenadoria de Bem-Estar Animal, promoveu o acolhimento de cinco animais no último sábado (25), na Praça Dom Pedro II. A iniciativa contou com a parceria das entidades Dog’s Heaven, Irmão Animal, GAPA Itaipava e Alma Peluda, que ficaram responsáveis por disponibilizar cães e gatos castrados, vacinados e vermifugados no evento. A etapa faz parte das campanhas quinzenais realizadas pela Prefeitura de Petrópolis, através da Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea). Ao todo,12 eventos já foram realizados, com 92 pets adotados.

“A cada edição vemos a população mais consciente. Estamos gerando adoções responsáveis. Os novos tutores são sempre orientados pelos profissionais da unidade sobre a importância da posse consciente e das condições e tempo para cuidar do animal", detalhou o governo interino, lembrando que o município busca permitir acolhimentos para pessoas que comprovem capacidade de possibilitar um lar em situação adequada para os bichinhos viverem.

Além das instituições citadas, a iniciativa também contou com apoio do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (COMUPA), Rospauth, Escola de Tosa Cintia Lima, Universidade Estácio de Sá e Vigilância Ambiental. Já a próxima edição da etapa será no próximo sábado (02), das 10h às 15h. Pela primeira vez, a Campanha de Adoção vai para os distritos e a Posse vai ser a estreante com a ação. Vale destacar que, em caso de chuvas, uma nova data poderá ser agendada.

“O sucesso das etapas realizadas no Centro nos fez enxergar a possibilidade de levar a campanha também para os distritos. Acreditamos que é uma forma de atingir um novo público e gerar novos lares para cães e gatos. O apoio das ONG’s tem sido de grande importância para conseguirmos atuar de forma mais eficiente”, afirmou a coordenadora de Bem-estar Animal.

Em caso de dúvidas, a Coordenadoria disponibiliza contatos por e-mail e telefone para esclarecimento da população.
Telefone: (24) 2291-1505
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Doações podem ser entregues aos vigias na entrada da unidade das 7h às 20h

O setor de pediatria do Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira, no Centro da cidade, deu início nesta semana a uma ação solidária para arrecadar brinquedos para o Dia das Crianças. As doações podem ser entregues aos vigias na entrada do Centro de Saúde, das 7h às 20h. Os brinquedos, que podem ser novos ou usados (desde que em boas condições), serão doados para as crianças atendidas na unidade.

“Nossa intenção é tornar o dia dessas crianças marcante. Vamos mobilizar os esforços dentro do próprio Centro de Saúde e distribuir os brinquedos para a criançada atendida na pediatria da unidade. Campanhas de arrecadação como essa mobilizam os petropolitanos e despertam o espírito solidário das pessoas, tornando o Dia das Crianças mais feliz”, destaca o secretário de Saúde.

A diretora do Centro de Saúde faz o convite para quem puder realizar doações: “Todos os brinquedos doados serão bem-vindos. As crianças ficarão super felizes. Agradecemos imensamente quem puder participar. Quem tiver um brinquedo que seu filho já não brinca mais, que está parado no canto, doe ele para a gente. Esse brinquedo fará a diferença na vida de outra criança”.

O Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira fica na Rua Santos Dumont, 100, no Centro da cidade.


A aplicação da vacina será realizada em oito bairros da cidade

A Prefeitura de Petrópolis realiza neste sábado (25), a quinta etapa da campanha de vacinação antirrábica animal da cidade. A aplicação da vacina será realizada em oito bairros da cidade, em locais fixos e postos volantes. Até o momento foram vacinados 9.716 cães e 2.816 gatos, totalizando 12.532 animais imunizados contra a raiva em 2021. A campanha é realizada por meio da Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância de Saúde.

“Nogueira, Corrêas, Samambaia, Jardim Salvador, Retiro, Carangola, Centro e Bingen serão os locais em que estaremos presentes neste sábado. A campanha vai alcançar todas as regiões da cidade, seguindo o calendário de aplicação da vacina”, disse o governo interino.

A Coordenadoria de Vigilância Ambiental de Petrópolis ressalta que, para a vacinação, os cães e gatos devem ter a partir de quatro meses de idade. Animais conduzidos por crianças, prostrados, com diarréia ou vômito não serão vacinados. A responsabilidade de deslocamento do animal é do tutor. É obrigatório o transporte de gatos em bolsas pet ou caixas. Os cães devem estar com coleira e guia, e os animais bravos usando também focinheira.

Além disso, a Coordenadoria orienta que tutores ou responsáveis com mais de cinco animais na mesma residência com dificuldade de mobilidade, compareçam ao ponto de vacinação com antecedência para que seja avaliada a possibilidade da vacinação dos animais em domicílio. “É necessária a apresentação de documento de identidade com foto, CPF e comprovante de residência. Após às 14h, a nossa equipe não conseguirá realizar a vacinação em domicílio. Por isso pedimos que as pessoas compareçam com antecedência”, ressalta a coordenadora da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde.

O secretário de Saúde ressalta que, as orientações devem ser seguidas antes e durante a vacinação: “Vamos atender todas as comunidades com a vacinação. Vacinar os animais contra a raiva é a única forma de prevenir a doença e manter os pets saudáveis. Pedimos que a população esteja atenta às recomendações e chegue com antecedência aos pontos de vacinação”.

A campanha de vacinação antirrábica terá continuidade no dia 16 de outubro. A aplicação da vacina no Centro, Coronel Veiga, Quitandinha, Valparaíso, Castelânea e Meio da Serra. Em 27 de novembro, a campanha será finalizada atendendo os moradores da Estrada da Saudade, Cascatinha, Itamarati, Alto da Serra, Morin e Caxambu.

A primeira etapa da campanha foi realizada na região da Posse, Brejal, Córrego Grande, Taquaril, Pedro do Rio, Vila Rica e Secretário. A segunda fase ocorreu nos bairros do Independência, Bingen e Quitandinha. No Vale das Videiras ocorreu a terceira etapa. A quarta edição aconteceu em Araras, Itaipava e no Vale do Carangola.

Locais e horário de vacinação antirrábica animal:

E.M Magdalena Tagliaferro – Castelo São Manoel – 9h às 17h
E.M.Nilton Santiago – Nogueira – 9h às 17h
PSF Águas Lindas – 9h30 às 12h30
Estrada da Mineira –13h30 às 17h
E.M. Josemar Contage –Corrêas – 9h às 17h
E.M. Odete Y. Monteiro – Bonfim – 9h às 17
E. M. Marieta Gonçalves – Bairro da Glória – 9h às 17h
Capela Ascensão do Senhor Humberto Rovigatti – 9h às 12h
E.P. Loteamento Samambaia –13h às 17h
E.M. Cirilo Callaon – Jardim Salvador – 9h às 17h
E. M. São Geraldo – Carangola – 9h às 17h
E.M. Carlos Demiá – Retiro – 9h às 17h
E.M. Liceu Carlos Chagas – Centro – 9h às 17h
E.M Salvador Kling – Mosela – 9h às 17h
E.M. Bataillard – 9h às 17h
Quarteirão Brasileiro – 9h30 às 12h
Associação de Moradores Pedras Brancas – 13h às 17h
Associação de Moradores Alberto de Oliveira – 9h30 às 12h
Ponto final do Batista da Costa – 13h30 às 17h
Pátio da Secretaria de Obras – Bingen – 9h às 17h


A iniciativa é a continuação da campanha de adoção que a coordenadoria realiza desde fevereiro deste ano

A prefeitura de Petrópolis, através da Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea), vai realizar no próximo sábado (25) a 1ª edição da Primavera de Adoção. A campanha, que começou em fevereiro deste ano, já está na 12ª etapa e, agora, pela primeira vez, vai ser realizada com tema sazonal. Com o lema “quem adota, colhe amor”, a ação vai acontecer na Praça Dom Pedro II, de 10h às 15h. As ONG’s Dog’s Heaven, Irmão Animal, GAPA Itaipava e Alma Peluda ficarão responsáveis por disponibilizar os animais para adoção. Os interessados em ganhar um novo amigo precisam atender os pré-requisitos exigidos pela Coordenadoria para garantir que os animais estarão seguros de seus direitos básicos. Além disso, é necessário a apresentação dos documentos pessoais, CPF e carteira de identidade, comprovante de residência fixa e ser maior de 18 anos.

Além das instituições parceiras, uma equipe da Vigilância Ambiental também estará no local orientando a população sobre os cuidados com animais peçonhentos. “Estamos conseguindo trazer conscientização e orientação durante as etapas. Nosso objetivo tem sido gerar posses responsáveis aos nossos bichinhos. Até o momento, 87 animais já foram acolhidos. Vamos continuar propagando essa ideia, sempre contando com o apoio de toda a nossa população”, afirmou o governo municipal.

Nesta etapa, o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (COMUPA) e a Universidade Estácio de Sá estarão como apoiadores da campanha. A loja Rospauth e a Escola de Tosa Cintia Lima também serão parceiros do evento e irão viabilizar benefícios aos novos tutores e aos pets que forem acolhidos. Uma das novidades deste fim de semana vai ficar por conta da nova coordenadora de Bem-estar Animal, que vai estar em sua primeira campanha à frente da pasta.

“Estou muito feliz de poder dar continuidade ao trabalho que começou no início deste ano. Uma das novidades que já acertamos para as próximas etapas das campanhas é que as levaremos também para os distritos. Na 13ª edição, agendada para o dia 02 de outubro, a Posse vai receber as nossas barracas. A intenção é, por meio dessas ações, ampliar a nossa atuação e gerar oportunidade de outros bichinhos ganharem novos lares”, disse a coordenadora.

Vale destacar que todos os animais que estarão presentes no evento já estão castrados, vacinados e vermifugados. Em caso de chuvas, a campanha poderá ganhar uma nova data de realização. Para esclarecimento de qualquer dúvida referente à iniciativa, a Coordenadoria disponibiliza contatos por e-mail e telefone.

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ;

Telefone: (24) 2291-1505.


Posse será o primeiro local a receber a ação

O governo municipal anunciou a ampliação da campanha de adoção de animais promovida pela Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea) para os distritos. A iniciativa, que já promoveu 87 acolhimentos responsáveis em 11 edições feitas no Centro de Petrópolis, é realizada a cada duas semanas e, agora, ganha novas edições em outros pontos visando alcançar novos tutores. A primeira etapa fora do Centro já tem data e local agendado: será no dia 2 de outubro, na Posse. Um calendário da ação nos bairros já está sendo montado e, em breve, será divulgado pela prefeitura.

“Com o sucesso das etapas realizadas no Centro, enxergamos a possibilidade de levar a ação também para os distritos. Acreditamos que é uma oportunidade para alcançarmos mais pessoas e garantir novos lares para cães e gatos na cidade. Por meio do incentivo à posse responsável, estamos conseguindo orientar e conscientizar a população”, disse o governo interino.

A coordenadora de Bem-estar Animal afirmou que, além da ampliação da campanha, a Cobea está alinhando os trabalhos com a Vigilância Ambiental para o planejamento de ações da causa animal no município. O controle populacional de cães e gatos no município e a realização de postos itinerantes de vacinação antirrábica são temas que estão em pauta.

“Temos uma união de esforços para atender as demandas da causa animal da cidade de forma eficiente. Vamos ampliar a campanha de adoção, que já é um sucesso no Centro, agora também para os distritos. Queremos também buscar uma interação entre os técnicos da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde para complementar os serviços e fazer o melhor em prol dos animais”, completou a coordenadora.

Pagina 5 de 30