O encontro é aberto à sociedade civil organizada

Com o objetivo de combater a intolerância étnica, religiosa e de gênero, realizando a integração e reconhecimento da população com promoção da igualdade racial, o Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial de Petrópolis (COMPIR), promove uma reunião nesta quarta-feira (13.06) às 16h, na Casa dos Conselhos e Comissões, situada à Avenida Koeler, nº 260, Centro.

Na ocasião serão explanados temas como a ‘Captação de Recursos – Lei Rouanet”, com o chefe de Representação Regional dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo do Ministério da Cultura, Mateus Quintal, para a capacitação dos conselheiros do COMPIR e de todos os presentes em relação à forma legal de elaboração, encaminhamento, execução de Projetos Sociais, através do Ministério da Cultura.

Também serão discutidos, os atos racistas que aconteceram durante os Jogos Jurídicos Estaduais no início do mês. Condenando o episódio, os órgãos pediram punição dos autores e se solidarizaram com o estudante da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) atingido por uma casca de banana durante uma partida com os alunos da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. A vítima registrou a ocorrência nesta segunda-feira (04.05) na 105ª Delegacia de Polícia, onde o caso está sendo investigado.

“A reunião é de suma importância para um posicionamento e encaminhamento do COMPIR aos órgãos competentes, perante aos acontecimentos recentes em nosso município de discriminação étnica; que ferem as Leis, os princípios morais e éticos, a cidadania, a integridade e dignidade do ser humano”, disse a presidente do COMPIR, Edna Queiroga.

As reuniões do Conselho acontecem toda segunda quarta-feira do mês às 16h na Casas dos Conselhos, na Av. Koeler, 260 – Centro e são abertas para a sociedade civil.

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos de Pessoa com Deficiência promove ações também nos distritos

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos de Pessoa com Deficiência (CMDDPD) promove no dia 23 de junho, na Praça de Corrêas, a terceira edição do “Conselho Itinerante”. A data foi definida na manhã desta sexta-feira (08.06), durante uma reunião na Casa dos Conselhos. Na ocasião estiveram presentes representantes do CMDDPD, Secretaria de Saúde, Secretaria do Meio Ambiente, CPTrans, Pestalozzi e parceiros.

Nesta terceira edição, o evento está marcado de 9 às 15h, com várias ações programadas para a população.  O Cartão Para Todos, plano de saúde, vai disponibilizar profissionais para aferir pressão e fazer testes de glicemia e o Instituto Mix de Profissões estará oferecendo o serviço de barbearia, além de sorteios de brindes.

O principal objetivo do projeto “Conselho Itinerante”, é mostrar o trabalho realizado pelo grupo durante as reuniões, que acontecem mensalmente, para população. Durante os encontros os conselheiros junto à sociedade civil, discutem questões sobre inclusão social, viabilidade, acessibilidade e a defesa do direito de pessoa com deficiência.

“O Conselho Itinerante dá oportunidade para a população conhecer mais de perto todas as ideias que debatemos em nossas reuniões. Assim, as pessoas começam a ter conscientização dos direitos das pessoas com deficiência. Levar nosso trabalho para rua é aproximar as pessoas das questões”, aponta o presidente do Conselho, Luis Felipe da Cruz.

O presidente do Conselho ainda destacou a importância de a ação chegar até os distritos da cidade. “Queremos chegar até a Posse. É muito importante que os direitos de pessoas com deficiência sejam discutidos por todos os grupos em vários locais. Conseguir levar as ações para os distritos, significa alcançar mais pessoas”, disse Luis Felipe.

As reuniões do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência são realizadas sempre nas segundas sextas-feiras de cada mês, na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta, na Avenida Koeler, 260, no Centro e é aberta ao público.

No encontro será discutida participação da juventude nos assuntos da política pública

Com o objetivo de incentivar uma maior participação da juventude nos assuntos da política pública garantindo a efetivação da democracia, o Conselho Municipal de Juventude (CMJ) realizará uma reunião, com o tema “Construindo a política que a juventude quer e necessita!”, na Sala de Comissões da Câmara de Vereadores, dia 18, às 16h30. Um dos assuntos em pauta é a formatação da Semana da Juventude.

O encontro contará com a presença dos conselheiros representantes do poder público e da sociedade civil organizada e a reunião será aberta para toda juventude petropolitana.

"Essa reunião é muito importante, pois demonstra a participação e a construção da política pública de juventude através das discussões entre o poder público e a sociedade civil organizada. Este é um espaço democrático, aonde todo e qualquer jovem de nossa cidade tem direito de participar," pontua a presidente do Conselho Municipal de Juventude, Carem Carolina.

O trabalho do CMJ é criar, organizar e participar de forma ativa da política da cidade, com a participação da juventude. As reuniões e os espaços do Conselho possibilitam que o jovem tenha voz de forma democrática.

O CMJ em parceria com a Coordenadoria da Juventude, está participando da organização da Semana da Juventude. O Conselho está analisando os encaminhamentos de políticas públicas aprovadas na III Conferência Municipal de Juventude, para que os projetos possam ser colocados em prática nos seus variados níveis.

Os órgãos se manifestaram sobre o episódio ocorrido com estudante petropolitano durante os Jogos Jurídicos

O Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir) e o Gabinete da Cidadania, da Prefeitura, se manifestaram contra os atos racistas que aconteceram durante os Jogos Jurídicos Estaduais na última semana. Condenando o episódio, os órgãos pedem punição dos autores e se solidarizam com o estudante da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) atingido por uma casca de banana durante uma partida com os alunos da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. A vítima registrou a ocorrência nesta segunda-feira (04.05) na 105ª Delegacia de Polícia. O caso vai ser pauta na próxima reunião ordinária do Compir, dia 13 de junho. Notas de solidariedade também foram encaminhadas pelos órgãos à reitoria da UCP.

A Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial (COPIR) foi restabelecida ano passado e integrada com o Compir atua em ações com a sociedade civil. O Conselho funciona há nove anos com o objetivo de combater a intolerância étnica, religiosa e de gênero, realizando a integração e reconhecimento da população com promoção da igualdade racial. São 18 conselheiros que atuam nas reuniões – que são abertas para sociedade civil, e juntos delegam e deliberam as ações através de votações.

 “O Conselho sente indignação aos agressores. Isso é inadmissível em pleno século XXI, presenciar ações de discriminações em um meio acadêmico. O Conselho está aberto como apoio para as vítimas em questão”, pontuou a presidente do COMPIR, Edna Queiroga.

A coordenadora do Gabinete de Cidadania, Ana Maria Rattes, em nome do prefeito Bernardo Rossi, repudiou a agressão racista e ressaltou a importância do papel do Conselho na sociedade civil, principalmente nessas situações como aconteceu com o universitário. “O Conselho é o órgão que tem como especificidade a formação da cultura anti-racismo na cidade. Eles possuem essa responsabilidade de mudança”, disse a coordenadora.

As reuniões do Conselho acontecem toda segunda quarta-feira do mês às 16h na Casas dos Conselhos, na Av. Koeler, 260 – Centro e são abertas para a sociedade civil.

Pagina 30 de 30