Mais de 30 animais poderão ser adotados

A prefeitura de Petrópolis, por meio da Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea), promove neste sábado (8) a quarta etapa da Campanha de Adoção. Com os lemas “Não compre, adote” e “Adotar é tudo de bom”, a ação vai acontecer na Praça Dom Pedro, de 10h às 15h, com o objetivo de estimular a posse responsável.

Serão mais de 30 animais, entre cães e gatos, disponíveis para receber um novo lar. Seis barracas estarão destinadas às três ONG’s participantes. São elas: Dog’s Heaven (@dogsheaven), Proteção Cão Amor (@protecaocaoamor) e GAPA Itaipava (@gapaitaipva.ong). A loja de ração Rospauth também estará no local e será uma das apoiadoras do evento.

Desde a primeira etapa, que aconteceu na segunda semana de fevereiro, 22 “pets” – 18 cães e quatro gatos - foram acolhidos por novas famílias. Todos os animais (filhotes e adultos) levados pelos protetores ou pela Coordenadoria à feira estão vacinados, vermifugados e castrados.

O processo de adoção é simples e rápido. O interessado precisa apenas apresentar seus documentos de identidade e CPF, comprovante de residência, além de ser maior de 18 anos. Qualquer representante, seja individual ou empresa, que deseje incentivar de alguma forma a campanha, bem como, os interessados em adotar algum animal, podem esclarecer todas as suas dúvidas diretamente com a Coordenadoria através do telefone: (24) 2291-1505; ou pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .


Número equivale a acolhimentos presenciais de realizados em um mês

O Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM) está oferecendo mais um canal para o acolhimento de mulheres vítimas de violência doméstica. Agora, o primeiro contato pode ser feito por telefone, pelos aplicativos de mensagens ou ligações.

A modalidade havia sido implantada para funcionar apenas durante o período das medidas mais restritivas decretadas por conta da pandemia, mas os resultados mostraram a necessidade de torna-la permanente. Isso porque, em apenas dez dias, foram iniciados 60 atendimentos.

O CRAM fica na Rua Santos Dumont, 100, anexo ao Centro de Saúde. Os atendimentos presenciais acontecem de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h. Já o número do celular é o (24) 98839-7387, que funciona 24 horas.

A Prefeitura, por meio da Coordenadoria de Bem Estar Animal (Cobea), está oferecendo mais um canal de comunicação com a população. A partir deste sábado (20), pedidos de fiscalizações e denúncias relacionadas a casos de maus tratos aos animais poderão ser feitas através do WhatsApp.

O atendimento funcionará de segunda a sábado, das 9h às 17h. A disponibilização desse canal vai garantir o acesso mais fácil da população, que poderá relatar casos de maus tratos e abusos contra os animais. 

A intenção da Coordenadoria de Bem Estar Animal é garantir ampliação das políticas públicas voltadas para a causa animal.

Para as denúncias, a população deve cadastrar o número (24) 98839-7243. Porém, os contatos também podem ser feitos pelo telefone (24) 2291-1505 ou através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

A Casa do Trabalhador passou a oferecer, por meio da Fundação Leão XIII, o Vale Social que garante a gratuidade nos transportes públicos municipais e intermunicipais para portadores de deficiência e doenças crônicas. Para ter acesso ao benefício, o usuário precisa solicitar o formulário destinado ao Vale Social e entregar o mesmo ao médico responsável para que seja atestado a condição da deficiência ou da doença crônica. O documento deve ser devolvido na unidade da Fundação Leão XIII para viabilização do benefício. O número de viagens liberadas que o beneficiário poderá utilizar será definido com base na perícia médica entregue.

"Muitos pacientes crônicos que buscam tratamento em outros municípios são obrigados a abandoná-lo por falta de condições financeiras. O objetivo do Vale Social é evitar que isso aconteça, possibilitando o deslocamento dessas pessoas de forma gratuita", explicou Leonardo Sindorf, coordenador da Casa do Trabalhador.

A Casa do Trabalhador funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Quem busca tirar a 1ª via da Carteira de Trabalho deve comparecer ao local com a carteira de identidade, CPF, certidão de nascimento ou casamento e o comprovante de residência com o CEP. Quem deseja a 2ª via do documento, além dos documentos citados, é pedido CTPS anterior ou o n° de série da mesma. Além disso, quem passa pela porta do local, tem acesso as vagas disponíveis no Balcão de Empregos no dia. Outras informações podem ser consultadas pelo telefone 2246-8942.

Profissionais de saúde estiveram, hoje, na Praça da Inconfidência, oferecendo atendimento médico multidisciplinar a população em situação de rua. Por meio do programa “Consultório na Rua”, instituído em Petrópolis pela Política Nacional de Atenção Básica, 18 pessoas foram recebidas no equipamento montado na manhã desta quarta-feira (17).

Entre as queixas apresentadas pelos moradores em situação de rua estão pressão alta, dores pelo corpo, mal-estar e sobretudo problemas existenciais e psiquiátricos. “Nossas ações variam de acordo com o número de pessoas. Por mês, são atendidos entre 350 a 400, mas a quantidade aumenta quando se aproximam datas festivas. É um programa que começou em Petrópolis em 2015 e tem conseguido bons resultados junto à comunidade”, disse José Carlos Sant’Anna, coordenador do projeto.

A estratégia “Consultório na Rua” visa garantir o acesso da população em situação de rua aos serviços de saúde, ofertando atenção integral para esse grupo populacional, o qual se encontra em condições de vulnerabilidade e com os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados.

Desde o início da pandemia do coronavírus, o “Consultório na Rua” precisou se reinventar. Mudanças nas formas de abordagens foram necessárias, porém, houve maior proximidade com outros equipamentos como a Casa da Cidadania, Oficina de Cinema, Centro Pop e inclui também as comunidades terapêuticas. “ Todo o esforço é para amenizar o impacto que a Covid trouxe para todo mundo, principalmente para essas pessoas”, concluiu o coordenador.

Paralelo ao atendimento, existe a preocupação de levantar o máximo possível de informações sobre os pacientes e, de acordo com a assistente social Jéssica Marcolino, é importante ressaltar que o trabalho em parceria com outros equipamentos da saúde e a Secretaria de Assistência social fortalece o acesso dos mais necessitados aos serviços médicos.

As atividades do “Consultório na Rua” acontecem de forma itinerante e, quando necessário, desenvolver ações em parceria com o Centro Pop e Unidades Básicas de Saúde.

Objetivo é promover a reinserção desse público na sociedade

Com objetivo de promover a reinserção de pessoas em situação de rua na sociedade, a Secretaria de Assistência Social oferece o programa “Segunda sem Lei – SOS Alegria” dentro do Centro POP. As atividades acontecem as segundas-feiras e usam a música como um catalizador para o resgate da autoestima dessa parcela da população.

O projeto foi criado em 2019 pela psicóloga Wallyce Leoni. Ela afirma que as atividades têm um efeito positivo na vida dos participantes. “Quando começamos, muitas pessoas em situação de rua chegavam aqui tristes, sem muita esperança. Resolvemos montar um projeto baseado na música e o samba de roda foi o estilo escolhido. Por meio da música essas pessoas começaram a entender que são capazes de melhorar suas vidas. Aqui damos esse suporte psicossocial para que o indivíduo consiga se reintegrar à sociedade”, explicou Wallyce.

Um dos primeiros a participar do projeto, o petropolitano Gilson Nascimento, o “Leleco Simpatia”, é o exemplo de que a roda de samba promovida no Centro Pop tem sido uma iniciativa assertiva. Descontraído, Gilson – que é músico - não perde uma atividade sequer e diz que é um dos maiores prazeres que tem atualmente. Ele espera que outras pessoas tenham a mesma chance de integrar o projeto, que reúne indivíduos em situação semelhante à sua.

“Eu amo o samba desde criança e venho ao Centro Pop desde que tudo começou. Aqui me descontraio, me sinto feliz com a música e tenho todo o apoio do pessoal. Tudo que preciso está aqui”, disse Gilson, que revelou ter um sonho: ganhar uma bateria para formar uma pequena oficina de samba.

Empresa abraça o projeto

“Segunda sem Lei – SOS Alegria” é uma iniciativa que ganhou o apoio recente da Werner. A empresa doou tecidos para a confecção de camisas alusivas ao projeto. A vestimenta reforça a confiança que é depositada na equipe do Centro Pop. A assistente social, Amanda Ventura, lembrou que a maioria dos que frequentam o espaço recebem, ainda, palestras e momentos de reflexão sobre a questão das drogas e o sexo - uma oportunidade de diálogo que procura resgatar essa parcela da população para uma vida social equilibrada.

A unidade do Centro Pop é destinada ao atendimento de pessoas em situação de rua, em razão da condição de extrema pobreza e inexistência de moradia convencional regular, cujos vínculos familiares estão fragilizados ou rompidos. O local oferece café da manhã, encaminhamento para o almoço no Restaurante Popular, lanches, atendimentos psicossociais, banho, lavanderia, espaço para a guarda de pertences, embarques interestaduais além das atividades semanais, como por exemplo, rodas de conversas, oficinas de música e de profissionalização.

O espaço funciona de segunda à sexta-feira, de 08h até às 17h. Nos feriados e fins de semana, de 09h às 15h. Além disso, também realiza abordagens por toda cidade de 9h às 21h.


Nestes tempos de pandemia do coronavírus e de isolamento social, algumas pessoas ficam mais solitárias em casa, sem receber visitas ou poder visitar amigos e familiares. Com isso, muitos procuram adotar um animal de estimação para ter uma companhia. A Prefeitura de Petrópolis, através do Cobea, incentivou neste sábado (13) a adoção responsável de cães no município na Praça Dom Pedro, Centro. 

Ficaram disponíveis para adoção responsável em média 10 a 12 cães filhotes e adultos de instituições parceiras da Prefeitura, que estão em tratamento. Durante todo o dia, quatro deles encontraram um novo lar. Os interessados na adoção foram ao local, eles são entrevistados e os profissionais da unidade conversaram sobre a importância da adoção responsável. As pessoas tiveram orientação sobre as condições e tempo para cuidar do animal.

O casal João Pedro Cruz de Oliveira e Jaqueline Bastos Corrêa da Silva, são moradores do bairro Quitandinha e levaram para casa o Falcon, de oito anos, após realizarem uma pesquisa no Instagram do Cobea. A princípio, a ideia deles era adotar um filhote, mas quando se depararam com Falcon, foi amor a primeira vista. “Tínhamos a pretensão de ficar com filhote, mas nos indagamos do porquê de não conseguir um cão mais velho. Amamos logo de cara o Falcon e decidimos ficar com ele”, disse João Pedro.  

Para o coordenador do Cobea, a campanha proporciona um lar para eles e isso é muito importante, mas ressalta que o objetivo também é conscientizar as pessoas sobre ter cuidados para os bichos de quatro patas.  

Esta é a quarta campanha realizada pelo Cobea e parceiros desde o início do ano. Ao todo, 22 pets foram adotados por petropolitanos. Quando uma pessoa opta pela adoção de um cão ou gato, consciente de que será o responsável pelo animal em todas as etapas de sua vida, promovendo a guarda responsável, que é o conjunto de regras básicas que deve ser seguido pela família que decide ter um animal de estimação a fim de garantir a saúde física e mental, a segurança e o bem estar do novo membro da família. Isso inclui alimentação adequada, água, higiene, vacinação, evitar fugas, cuidados médico-veterinários, atenção e muito carinho.

Palestras e um curso de design de sobrancelhas marcaram as celebrações pelo Dia Internacional da Mulher, no Centro de Referência em Atendimento à Mulher – CRAM, na tarde desta quarta-feira (10). Dez mulheres usuárias do espaço participaram do evento, denominado “Seja Protagonista da Sua História”.

De acordo com a coordenadora do CRAM, a maioria das mulheres em situação de violência doméstica não denunciam seus companheiros porque dependem financeiramente do agressor. "Também existem os relacionamentos em que a mulher é impedida de estudar e trabalhar, justamente para que continue submissa. Por isso, o evento teve como foco a independência financeira”, frisa.

As palestras seguiram os temas relacionados ao empreendedorismo feminino, formas de ingressar no mercado de trabalho formal, elaboração de currículos e divulgação do balcão de empregos da Prefeitura. Já o workshop de design de sobrancelhas se estenderá até a próxima quinta-feira e, além do certificado, as inscritas também vão ganhar kits com os materiais necessários para começar a trabalhar.

Mulheres da localidade de Santa Rosa - nas margens da pista de subida da Rodovia BR-040 - receberam, na segunda-feira (08/03), uma ação conjunta organizada pela Prefeitura e sociedade civil. Atendimento do Ônibus Lilás, aferição de pressão, teste de glicemia, medição de temperatura e saturação de oxigênio, foram alguns dos serviços oferecidos as moradoras da comunidade.

A ação conjunta envolveu a Secretaria de Saúde, Coordenadoria Especial de Articulação Institucional, com o Centro de Referência em Atendimento a Mulher - CRAM e Gabinete da Cidadania e o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

Para a presidente do Comdim, Ângela Alcântara, o evento obteve resultados positivos. "Cumprimos o nosso objetivo que era o de levar políticas públicas para aquelas mulheres, como a de garantia de direitos, com foco na prevenção à violência doméstica e familiar. Essa parceria entre a gestão municipal e o Comdim é fundamental para que consigamos estar presentes nas comunidades com estas ações", disse Ângela Alcântara, presidente do Comdim.

O Ônibus Lilás, por exemplo, retomou as atividades em fevereiro e já percorreu comunidades do Vila Rica, Secretário e Posse. As próximas contempladas serão Brejal, Madame Machado, Araras e Caxambu. Na segunda-feira, Dia Internacional da Mulher, beneficiou as mulheres de Santa Rosa.

Esta foi a primeira vez que o equipamento esteve na comunidade. Com a equipe completa, composta por psicóloga, assistente social e advogada, cerca de 20 mulheres foram atendidas. 
O deputado estadual Sérgio Fernandes, um dos autores do projeto “Disque Maria da Penha” em tramitação na Alerj, participou do evento, com o intuito de fortalecer as ações.

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o governo interino realizou na tarde desta segunda-feira (08) homenagem as servidoras, funcionárias do gabinete e de secretárias instaladas na Avenida Koeler. Respeitando as normas da Vigilância Sanitária, como distanciamento social e uso de máscaras, elas foram presenteadas com a apresentação do Trio Pop Music. O evento aconteceu às 15h, na Casa dos Conselhos, e todas foram presenteadas com flores.

Pagina 12 de 30