Proposta foi apresentada em reunião com o setor nesta terça-feira (31)

O Sebrae em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo (Turispetro), vai ofertar 50 vagas em cursos de capacitação para artesãos do município. A proposta foi apresentada nesta terça-feira (31) em reunião com o setor no Teatro Afonso Arinos, no Centro de Cultura Raul de Leoni. Durante o encontro, os profissionais também puderam expor suas demandas e dar sugestões sobre como se dará a efetivação do curso.

“O diálogo com diversos setores tem sido importante para conseguirmos ações conjuntas que melhorem a vida de todos os petropolitanos. Com o apoio do Sebrae, acreditamos que será possível auxiliar e muito o trabalho dos nossos artesãos”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

“Essa parceria com o Sebrae é importantíssima para os nossos artesãos. Os temas apresentados para as palestras de capacitação visam atender às demandas dos profissionais da cidade e, com esse alinhamento que tivemos com eles, creio que teremos os melhores resultados”, afirmou a secretária da Turispetro, Silvia Guedon.

A capacitação será realizada em duas trilhas. Na Trilha Museu Imperial, as palestras serão voltadas principalmente para o empreendedorismo feminino. Já a Trilha Palácio de Cristal, terá foco em marketing digital e divulgação dos produtos. Na reunião, a coordenadora da Região Serrana II do Sebrae, Claudia Pacheco, destacou a parceria com a Turispetro, principalmente após as chuvas.

“A gente não vinha com nenhum projeto local especificamente para esse setor. Depois das chuvas, olhando as áreas de economia criativa, pensamos em que tipo de ação, em parceria com o município, poderíamos promover para melhorar a ampliação de mercado, qualidade do produto e gerar renda para esse público que a gente sabe que precisa muito”, explicou.

A artesã Fátima Mendonça participou da reunião e elogiou a iniciativa. “É muito importante ter essa abertura e transparência que tivemos hoje com a reunião. Depois da pandemia e das chuvas, é necessário uma ação como essa de capacitação. Também fizemos um curso de atendimento em relação ao turismo e foi ótimo”, disse.

A reunião desta terça-feira contou com o apoio e presença da presidenta do Instituto Municipal de Cultura, Diana Iliescu. Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico também participaram.

Os alunos da Escola Municipal de Educação Especial Santos Dumont estão participando de uma iniciativa pioneira na rede pública de Petrópolis: uma oficina de robótica. Usando legos e tabletes os estudantes surdos e com outras deficiências desenvolvem a motricidade, a lateralidade e podem ampliar suas habilidades funcionais. O projeto é desenvolvido com verba do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE).

“Proporcionar a esses alunos atividades que vão garantir a inclusão é o nosso principal objetivo. Temos várias escolas com Salas de Recursos e unidades com Educação Especial que promovem projetos e realizam atividades diferenciadas para garantir o desenvolvimento desses alunos”, ressaltou o prefeito Rubens Bomtempo.

O investimento da escola foi de cerca de R$10 mil na compra dos equipamentos do projeto que começou há um mês e já mostra resultados positivos. “Queremos transformar nossa escola em um centro especializado na metodologia assistiva que contribui para ampliar as habilidades funcionais das pessoas com deficiência e promover assim, a independência e inclusão”, comentou a diretora da unidade, Aline Maria Santiago Nicolay. “O projeto foi pensado pela professora Mirian Carla Neiva Borges da Silva e pela nossa orientadora pedagógica Viviane Portela Tavares e estamos muito contentes com o progresso dos alunos”, frisou a diretora

A secretária de Educação Adriana de Paula ressalta que projetos como esse mostram o investimento nas práticas pedagógicas dentro das unidades da rede municipal de ensino da cidade. “Escolas são pessoas e os projetos desenvolvidos dentro dos espaços escolares reforçam isso. Nossas escolas são vivas e depois de dois anos com aulas remotas nosso principal objetivo é cuidar dos nossos alunos”, disse a secretária.

A professora de matemática e robótica Mirian Carla Neiva Borges da Silva é quem ministra as aulas. “Eles estão agora com esse primeiro contato com essa linguagem de programação, conhecendo todo o material. Os alunos estão adorando e se divertindo muito com esse mundo da tecnologia que é um importante mecanismo para implantarmos essa metodologia assistiva na escola”, disse a professora.

A Escola Municipal de Educação Especial Santos Dumont existe há mais de 30 anos e há cerca de 21 anos funciona em um prédio na Rua Montecaseros, no Centro da Cidade. Atualmente a unidade conta com 24 alunos, com idades entre cinco e 46 anos. Mas há vagas para 10 estudantes. “Estamos reformando a escola onde vamos criar uma nova sala de recursos e uma sala de cinema. Estamos com vários projetos que visam a garantia da qualidade de ensino e o desenvolvimento das habilidades funcionais dos nossos alunos que resultem em uma verdadeira inclusão social”, concluiu a diretora.

Segurança, mobilidade, iluminação pública e ordenamento do espaço público foram elencados como prioridades

O governo municipal realizou, nesta segunda-feira (30/5), um encontro com comerciantes do Itamarati. Os lojistas apresentaram várias demandas. Melhoria na iluminação pública e no estacionamento, recuperação de abrigos e instalação de pontos de ônibus e a segurança pública foram elencados como prioridades no local.

De acordo com o prefeito Rubens Bomtempo, a ideia é que esses encontros com os lojistas do Itamarati aconteçam de forma periódica. “Estamos atuando junto aos comerciantes com o objetivo de fortificar o comércio dos bairros. A cada encontro vamos estabelecer as prioridades e planejar metas para atender as demandas. Dessa forma vamos fortalecer o comércio local e promover as melhorias necessárias no bairro”, disse.

Morador do Itamarati desde 1986, Eduardo Passos de Almeida, destacou a importância do encontro para o desenvolvimento do bairro. “Foi uma reunião muito boa e construtiva, conseguimos pontuar muitas coisas importantes que estão acontecendo no Itamarati”, disse.

A comerciante Marlene Haubrick destacou a segurança do bairro como uma das principais demandas. “A reunião foi muito produtiva, as principais demandas foram atendidas. A segurança é uma das nossas principais prioridades hoje. Agora, vamos caminhar passo a passo", disse.