Serão 566 votantes, sendo 55 candidatos ao Comutran

A Conferência Municipal de Trânsito e Transporte deste ano será realizada neste sábado (21), no Centro de Cultura Raul de Leoni , no Centro. Lá, serão eleitos os membros da sociedade civil no Conselho Municipal de Trânsito e Transportes (Comutran). Para votar e ser votado, a população se inscreveu na CPTrans (presencialmente e pela internet), batendo recorde na história da conferência: serão 566 votantes, sendo 55 candidatos.

O tema da conferência será "Avanços da Tecnologia na Mobilidade Urbana”. O evento será uma oportunidade para poder público, sociedade civil organizada, pesquisadores da área de transportes e população de um modo geral discutirem a cidade: a atual situação da mobilidade urbana de Petrópolis, políticas públicas para o setor e os rumos que a cidade tomará nos próximos anos.

"É um momento importante para a cidade. A conferência e o Comutran são espaços de participação popular e de pensar a mobilidade urbana de Petrópolis. Essa alta participação nas inscrições indica uma vontade que a sociedade tem em participar da formulação de políticas públicas, o que demonstra um amadurecimento da sociedade", disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Serão eleitos os 11 representantes da sociedade civil no Comutran para mandatos de um ano. Puderam ser candidatos ou eleitores as entidades com sede em Petrópolis e qualquer cidadão morador da cidade que já tenha completado 16 anos.

"Temos em mãos uma excelente oportunidade de reunirmos a sociedade para debater como a tecnologia pode impactar positivamente a mobilidade urbana de Petrópolis. Ficamos muito felizes com o engajamento da população e participação recorde", disse o diretor-presidente da CPTrans, Jamil Sabrá.

Serviço

Conferência Municipal de Trânsito e Transporte
Tema: Avanços da Tecnologia na Mobilidade Urbana
Local: Centro de Cultura Raul de Leoni (Praça Visconde de Mauá, 305, Centro)
Quando: 21 de maio (sábado) das 9h às 13h

Prefeitura quer incentivar novos eventos, como festival de vedanta e autoconhecimento

Ao participar da abertura do 1º Festival Indiano de Vedanta e Autoconhecimento, em Itaipava, o governo municipal manifestou nesta quinta-feira (19) a disposição da Prefeitura de apoiar a realização de novos eventos dedicados à cultura da Índia, como forma de fortalecer a condição de Petrópolis como destino do turismo espiritual e cultural.

O festival, aberto no início da tarde no Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, prossegue até o domingo, com mil participantes inscritos e público previsto de oito mil pessoas, nos quatro dias, pelo Instituto Vishva Vidya. O festival, de acordo com os organizadores, deve injetar R$ 2 milhões na economia da cidade, por conta da hospedagem, alimentação e lazer dos inscritos e demais visitantes.

“Que este evento seja o início de uma caminhada de conexão entre Petrópolis e a cultura indiana”, disse o prefeito na cerimônia de abertura, depois de ter conversado com o cônsul-geral da Índia, Amir Kumar Mishra. Eles trataram de ideias como a realização, em Petrópolis, de exposição sobre Mahatma Gandhi, o líder da independência indiana, e de festivais de ioga e de cinema daquele país.

O cônsul indiano também defendeu futuras parcerias com a Prefeitura. “Brasil e Índia têm ótimas relações diplomáticas e econômicas; precisamos avançar nas relações envolvendo as pessoas, para sermos ainda mais fortes”, disse Mishra. Ele disse estar “lisonjeado” por ver a cultura indiana no centro de um grande evento em Petrópolis após o arrefecimento da pandemia de Covid-19.

O Instituto Vishva Vidya concedeu ao prefeito uma placa de agradecimento pelo apoio da Prefeitura à realização do festival. Rubens Bomtempo esteve na abertura do evento acompanhado pela secretária de Turismo, Silvia Guedon, e a presidente do Instituto Municipal de Cultura (IMC), Diana Iliescu.

A Prefeitura acolheu 24 pessoas em situação de rua no primeiro dia da Operação Inverno. Da tarde de quarta-feira (18) até a madrugada de quarta para quinta-feira (19), uma equipe da Secretaria de Assistência Social percorreu a cidade (do Centro até a Posse), buscando convencer essas pessoas a dormirem no Centro Pop (na Rua Dr. Sá Earp, 39, Centro), onde têm cama, cobertores, alimentação e banho.

"A Operação Inverno têm relação com a essência do poder público, que é a preocupação com o outro, com os que mais precisam. Nestes dias tão frios, a nossa preocupação com as pessoas em situação de rua aumenta. Então o trabalho é para garantir um amparo a essas pessoas, para que elas possam dormir com dignidade", disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Na abordagem, a equipe da Secretaria de Assistência Social busca convencer essas pessoas a irem para o Centro Pop. Elas não são obrigadas a irem para lá. É um trabalho de conversa e esclarecimentos. Muitas das pessoas abordadas não são de Petrópolis, outras possuem problemas mentais ou com álcool e drogas.

O secretário de Assistência Social, Fernando Araújo, acompanhou a equipe durante a madrugada.

"É um trabalho que será mantido nos próximos meses. Um trabalho feito com muito respeito àquelas pessoas que estão em uma situação muito difícil da vida delas. A abordagem da Operação Inverno é para garantir o pernoite em uma situação melhor. Ou seja, no curto prazo. Mas, fora isso, a nossa equipe de assistentes sociais segue atuando para encaminhar essa população para atendimentos de saúde e para o retorno, se possível, ao núcleo familiar", disse o secretário.

Com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal contra a Influenza e Sarampo, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, manterá três postos de vacinação abertos aos sábados. As unidades básicas de Saúde de Itaipava, Itamarati e o Centro de Saúde Coletiva, estarão funcionando das 8h30 às 16h30, para atender idosos acima de 60 anos, trabalhadores da saúde, crianças de seis meses a menores de cinco anos, entre outros públicos prioritários.

“A intenção é facilitar o acesso de todo público alvo que muitas vezes não consegue chegar aos locais de vacinação durante a semana. A imunização é essencial, principalmente pela proximidade do inverno, quando os casos de síndromes gripais são mais frequentes. O engajamento de todos, pais e responsáveis e todas as pessoas incluídas nos grupos prioritários, é fundamental para evitar a propagação das doenças”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

O secretário de Saúde Marcus Curvelo, explica que a intenção é realizar uma melhor abordagem visando abranger ainda mais a cobertura vacinal no município. “Além disso, estaremos favorecendo pacientes que porventura tenham dificuldades de acessar os polos durante a semana, buscamos facilitar a assistência e atendimento à população”.

Para o sarampo, o público alvo são os trabalhadores da saúde e crianças de 6 meses a 4 anos 11 meses e 29 dias. Neste momento, contra a influenza, estão sendo imunizados idosos acima de 60 anos, crianças de seis meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas, professores, profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento. Profissionais de Saúde também estão recebendo a vacina, assim como as pessoas com deficiência, caminhoneiros, rodoviários, população indígena e população privada de liberdade, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e condições clínicas especiais.

A Prefeitura, por meio da Companhia Petropolitana de Trânsito (CPTrans), liberou o acesso à Rua Washington Luiz para todos os veículos a partir desta quinta-feira (19), anteriormente a liberação era apenas para moradores, ônibus e táxis. A medida visa dar maior fluidez ao trânsito, já que esta é uma das principais vias de acesso ao Centro da cidade.

As equipes de tráfego da Companhia de Trânsito continuam o acompanhamento das ruas Monsenhor Bacelar e Nelson de Sá Earp, que tiveram alterações devido à interdição da Washington Luiz. Até o momento, as ruas permanecem em mão dupla. Também não haverá mudanças no itinerário dos ônibus que utilizam as vias.

“Durante o dia vamos acompanhar como ficará o trânsito na cidade a partir dessas mudanças, além do tempo de trajeto dos ônibus. Com isso, vamos ajustando o que for necessário e informando a população”, afirmou o presidente da CPTrans, Jamil Sabrá Neto.

Documento será enviado ao Comitê Cientifico

Equipes das secretarias de Educação e Saúde iniciaram a revisão do “Guia de Retorno às aulas presenciais”. O documento, que agora irá se chamar “Protocolo de Prevenção à covid-19 e Influenza”, após ser aprovado pelo Comitê Científico será encaminhado para as escolas do município. A revisão tem como objetivo adequar o documento ao momento atual da pandemia do coronavírus e da Influenza na cidade.

“Estamos vivendo um novo momento da pandemia e por isso é importante estarmos sempre revisando e atualizando os protocolos sanitários para garantir a segurança de toda a comunidade escolar. Não apenas o vírus da covid-19 continua circulando na nossa cidade, mas também o da Infuenza, com isso as medidas devem ser para os dois casos. Além dos protocolos que devem ser seguidos é importante continuarmos avançando na vacinação tanto contra a covid quanto da Influenza”, alertou o prefeito Rubens Bomtempo.

Após a conclusão da revisão do documento ele será encaminhado para o Comitê Científico, o que deve acontecer na próxima semana. “A recomendação do uso das máscaras nas escolas, aliada a vacinação e outras medidas de segurança sanitária, são formas de frearmos a transmissão desses vírus. Boa parte dos casos suspeitos de covid nas escolas dão negativo, mas é importante estabelecermos normas e regras para que haja segurança dentro dos espaços escolares”, disse a secretária de Educação Adriana de Paula.

Depois que o documento passar pela aprovação do Comitê Científico será realizado um encontro com as diretoras da rede municipal para que os novos protocolos sejam apresentados. “Recomendação do uso de máscaras e higienização das mãos já são algumas das medidas que vamos continuar adotando nas escolas durante as aulas presenciais. Com o avanço da vacinação houve uma queda acentuada nos casos de covid e agora estamos em novo momento da pandemia. As atualizações nos protocolos deverão acontecer sempre que necessário”, concluiu a superintendente de Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Claudia Respeita.

A Prefeitura está reorganizando a vacinação contra covid-19 no município. Isso porque, a partir desta sexta-feira (20), atendendo a orientação do Ministério da Saúde, pessoas acima de 60 anos começam a receber a quarta dose do imunizante (segundo reforço) contra a covid-19. É necessário ter completado o intervalo de quatro meses da aplicação do primeiro reforço.

Podem ser utilizadas vacinas da Pfizer, Astrazeneca ou Janssenn, conforme o envio das doses pela Secretaria de Estado de Saúde. “É fundamental destacar que as vacinas são seguras e a forma mais eficaz de prevenção e de deter o agravamento da doença. Além disso, é importante que as medidas sanitárias, como uso de álcool em gel, sejam mantidas”, frisa o prefeito Rubens Bomtempo.

Segundo o secretário de Saúde, Marcus Curvelo, as salas de imunização já estão preparadas e são abastecidas diariamente para receber o público. “Já está provado que com a vacinação é possível controlar a pandemia. Nos últimos 30 dias, por exemplo, não tivemos óbitos confirmados por covid-19. Neste momento, apenas um caso suspeito está sendo analisado”, destaca o secretário.

Todos que estiverem aptos a tomar o segundo reforço, deverão procurar uma das salas de vacinação disponibilizadas pelo município. É essencial que a pessoa leve o cartão de vacina, assim como o CPF e o cartão SUS. Não é necessário agendamento.

Pontos de vacinação:

- CENTRO DE SAÚDE (CENTRO)
Segunda a sexta-feira 8h30 às 19h00
Sábado 08h30 às 16h30

- UBS MORIN
Segunda a sexta-feira de 8h30 às 16h30

- UBS ITAIPAVA
Segunda a sexta-feira de 8h30 às 19h
Sábado 8h30 às 16h30

- UBS QUITANDINHA
Segunda a Sexta feira, de 8h30 às 19h

- UBS ITAMARATI
Segunda a Sexta feira de 8h30 às 19h
Aos Sábados 8h30 às 16h30

- ESF POSSE
Segunda a Sexta de 7h30 às 16h30

- ESF MENINO JESUS DE PRAGA
Segunda a Sexta de 8h às 16h