A Secretaria de Defesa Civil mantém a cidade em Estágio Operacional de Atenção, tendo em vista a permanência da previsão de chuva para os próximos dias. Por conta de um canal de umidade sobre a Região Sudeste, as condições de tempo se mantêm instáveis. Com nebulosidade elevada, pode haver registro de chuva de intensidade fraca a moderada a qualquer momento do dia. Nessas condições, a Prefeitura segue com as equipes de sobreaviso para o suporte a possíveis ocorrências por conta da chuva. Desde segunda-feira (7), os agentes da Defesa Civil já atenderam 60 chamados.

A maior parte das ocorrências foi por deslizamentos ou solicitações de avaliação de riscos estruturais ou geológicos em residências ou vias. Por conta da chuva constante dos últimos dias, a Defesa Civil emitiu na noite desta terça-feira (8), o boletim de risco geológico que informou a possibilidade de ocorrências de deslizamentos nas regiões do primeiro e segundo distrito. De acordo com serviço de monitoramento meteorológico da Defesa Civil, a instabilidade no tempo pode se estender até sexta-feira (11). Neste período, o município apresenta declínio na temperatura, que pode variar entre 15°C a 21°C.

A Defesa Civil orienta que a população fique atenta aos avisos e alertas que podem ser atualizados no período. Em caso de emergência, as equipes devem ser acionadas pelo 199.

Quarta, 09 Fevereiro 2022 10:18

08.02.2022 – Boletim Covid-19: vacinação

Nesta terça-feira (08), as equipes da Secretaria de Saúde aplicaram 1.936 doses da vacina contra a covid-19. Foram 1.103 doses de reforço, 130 aplicações de segunda dose, 701 de primeira e duas doses adicionais para imunossuprimidos.

No total, a cidade conta com 251.791 vacinados com a primeira dose, 227.196 com a segunda dose e 100.862 com a dose de reforço (terceira aplicação para o público em geral e quarta para imunossuprimidos). A dose única chegou a 6.805 pessoas desde o início da campanha de vacinação e a dose adicional a 1.307 imunossuprimidos.

Detalhamento dos números de terça-feira

Na terça-feira, 144 idosos foram vacinados, sendo 143 com a dose de reforço e um com a segunda dose. Dentre as pessoas com comorbidades, nove receberam o reforço.

As equipes também aplicaram a primeira dose em 16 adolescentes e a segunda em 40 indivíduos de 12 a 17 anos. Também foram vacinadas 673 crianças de 5 a 11 anos com a primeira aplicação.

Ainda foram vacinados 947 adultos com o reforço, 89 com a segunda dose e 12 com a primeira dose. Quatro trabalhadores da saúde receberam a dose de reforço.

O acompanhamento da situação da covid-19 na cidade e o cadastro para a vacinação estão disponíveis no site da Prefeitura: https://petropolis.rj.gov.br/pmp/

Um total de 77% dos mais de 23,4 mil adolescentes com idade entre 12 e 17 anos, já recebeu a primeira dose da vacina contra covid-19, em Petrópolis. A expectativa é de que para a aplicação da segunda dose, que atinge a marca dos 68,1%, a adesão siga o mesmo ritmo. Nesse momento, a Secretaria de Saúde está realizando uma busca ativa para identificar a parcela desse público que ainda não compareceu aos postos de imunização para receber a primeira dose.

A Prefeitura iniciou a imunização para essa faixa etária em setembro e até o último sábado, quando foi realizada a última atualização pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, um total de 18.241 adolescentes haviam recebido a primeira dose da vacina. Destes, 15.974 já retornaram para a segunda aplicação. Ou seja, mais de 7,4 mil ainda não recebeu nenhuma delas.

“A imunização é o meio mais seguro de proteção contra a covid e é fundamental para prevenir óbitos por uma doença que já existe vacina. Só a vacinação em massa se mostrou eficaz na contenção dessa pandemia. A adesão dos adolescentes, assim como de todo o público vacinável, é imprescindível, inclusive, para aqueles que, até agora, não entraram no Plano Nacional de Imunização, como os menores de cinco anos”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

A busca ativa já está sendo realizada através das agentes comunitárias de saúde dos 47 PSFs que funcionam no município. Também será desenvolvida nas escolas, após a retomada das aulas. “Reforçamos a importância da vacinação, pois aqueles que não forem imunizados estão expostos ao vírus. Os efeitos positivos desse importante ato, já podem ser vistos de forma bem ampla, basta observar a redução dos casos graves, principalmente no número de mortes”, disse o secretário de Saúde Marcus Curvelo, frisando a necessidade de manutenção de todos os protocolos, como uso de máscaras e álcool em gel.

Petrópolis terminou a terça-feira (08) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados para o tratamento da covid-19 no sistema público de saúde em 52,46%. Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 55,36%. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, 81 pacientes permanecem internados, sendo 43 em leitos clínicos e 38 em leitos de UTI.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 239.101 testes, dos quais 56.842 tiveram resultados positivos e 181.050 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.599 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.

Equipe da Comdep atua com 30 trabalhadores no espaço, em Itaipava, para reparos urgentes

Em mais um encontro do Comitê Gestor do Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes os representantes discutiram o uso do espaço, localizado em Itaipava. A secretária de Turismo, Silvia Guedon, conduziu a reunião, na qual foram abordados a elaboração do regimento interno do Parque, maneiras criativas de tornar o espaço autossuficiente e principalmente os reparos de infraestrutura mais urgentes.

“Temos um equipamento público importante nas mãos, mas que está precisando de atenção e ressignificação”, pontua Silvia.

O grupo se encontra a cada 15 dias e já na primeira reunião, o Comitê decidiu por fazer um levantamento sobre as ações mais urgentes. A Comdep montou uma frente com 30 trabalhadores para realizar reparos em um dos banheiros, manutenção em geral com corte de grama e pintura, desobstruindo galerias de águas pluviais, troca de caixas d’agua e retirada de entulho.

“Todo o secretariado tem muita experiência para atuar rapidamente e buscar soluções para os problemas que já encontramos aqui. Organizados vamos conseguir resgatar muitos locais que estavam se deteriorando”, destacou Rafael Simão, coordenador Especial de Articulação Institucional.

Autossuficiência e projetos de melhoria estão entre as pautas apresentadas pelo grupo

O Comitê Gestor é composto por representantes de diversas secretarias municipais, poder legislativo, sociedade civil organizada e conselhos municipais. Os integrantes vêm se articulando para trazer soluções para problemas antigos do Parque, como melhora na dragagem do terreno e ideias criativas para tornar o espaço autossuficiente. “Precisamos pensar em como ter uma equipe fixa no Parque para manter tudo sempre em ordem. E esses reparos precisam de uma fonte de recursos. Estamos buscando respaldo jurídico e administrativo para tornar as ideias possíveis”, explica Silvia.

Além disso, a equipe sinalizou a importância da elaboração de um regimento interno para nortear os diversos usos do espaço. “Ter um documento oficial nos dá condições de cobrar ações dos contratantes que trazem eventos para a cidade e também garante que a exploração do espaço não cause danos e prejuízos ao município. Um local com tantas possibilidades precisa de normas para oferecer o melhor aos petropolitanos e visitantes”, enfatizou o coordenador de Articulação Institucional.

Avanço da vacinação permitiu medida, editada em decreto municipal

Decreto publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (7) autoriza a volta às aulas presenciais para todos os alunos das rede particular de ensino a partir desta terça-feira (8). A medida foi deliberada na reunião do Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19, nesta segunda-feira (7). Além dos integrantes do comitê, médicos pediatras com especialização em infectologia e imunologia foram convidados para analisar o quadro epidemiológico e orientar o Comitê. A decisão leva em conta o avanço da vacinação das crianças na última semana. O decreto também confirma a volta às aulas na rede pública a partir do dia 14.

“Trouxemos a discussão para o Comitê Cientifico, que conta com especialistas que estão na linha de frente do combate à pandemia. Volto a dizer: aqui não tem espaço para negacionismo. É com base na ciência que as decisões são tomadas. Desde o dia 17 de janeiro, quando iniciamos a vacinação de crianças de 5 a 11 anos, cerca de 35% de crianças já foi imunizada. Na última semana, inclusive, houve um aumento neste índice”, frisa o prefeito Rubens Bomtempo.

O decreto segue as diretrizes do Conselho Nacional de Educação (CNE) e nota técnica do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Estados e da União (CNPG) ao exigir o cartão de vacinação, como preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), mas deixa claro: nenhuma criança será impedida de assistir às aulas.

“A comprovação da vacinação é uma conquista histórica, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente, que já existe há décadas, para a proteção da saúde das nossas crianças, e isso se reforça com relação à covid. A responsabilidade é de todos”, destacou a secretária de Educação, Adriana de Paula.

A medida foi avalizada pelos pediatras convidados, como o Dr. Samuel Kierszenbaum. “Todos temos a certeza de que a vacinação das crianças é essencial. É preciso a união de todos os profissionais de saúde, principalmente médicos pediatras, para a conscientização dos pais e para mostrar que a vacina é segura”, disse.

Também pediatra, Dr. Roberto Audyr destacou a necessidade de se aprofundar o diálogo com toda a sociedade para esclarecer as dúvidas para combater, sobretudo, a desinformação. “Vacinar é imprescindível para proteger as crianças. Por isso, combater as fake news é fundamental”, afirmou.

A importância da vacinação e a potencialização de todos os protocolos – como o uso de máscaras e álcool em gel – também estiveram na pauta, bem como o avanço da campanha de sensibilização sobre a importância da vacina e de cuidados como o uso de máscaras, álcool em gel e o ato de lavar as mãos, além do distanciamento social. As ações contam, inclusive, com intervenções artísticas, que chamam a atenção do público em pontos de grande movimento no Centro e nos bairros.

“Simples atos como esse são essenciais para que a curva de contaminação permaneça em queda. É importante que adultos e crianças continuem se vacinando, usando álcool em gel, lavando suas mãos e não dispensando as máscaras, pois só assim iremos acabar com essa pandemia”, destaca o secretário de Saúde Marcus Curvelo.

Reunião aborda volta às aulas na rede pública

Durante reunião com o juiz da Vara da Infância e da Juventude, José Cláudio Fernandes, integrantes do Ministério Público e da Defensoria Pública, o prefeito Rubens Bomtempo apresentou o novo decreto que dirimiu as dúvidas levantadas na ação civil pública.

Juiz, MP e Defensoria foram enfáticos no sentido de que o município deve iniciar as aulas presenciais na rede pública no dia 14, sendo somente permitido o ensino híbrido nas escolas que apresentam problemas estruturais que não geram segurança sanitária.

Será realizada outra audiência na próxima sexta-feira, com a presença da secretária de Educação, Adriana de Paula, que apresentará o plano de ação para o funcionamento das escolas que não apresentam estrutura para iniciar as aulas 100% presenciais.