Quinta, 03 Fevereiro 2022 10:58

02.02.2022 – Boletim Covid-19: vacinação

Nesta quarta-feira (02), as equipes da Secretaria de Saúde aplicaram 2.230 doses da vacina contra a covid-19. Foram 1.530 doses de reforço, 152 aplicações de segunda dose, 546 primeiras doses e duas doses adicionais para imunossuprimidos.

No total, a cidade conta com 248.029 vacinados com a primeira dose, 226.403 com a segunda dose e 93.916 com a dose de reforço (terceira aplicação para o público em geral e quarta para imunossuprimidos). A dose única chegou a 6.805 pessoas desde o início da campanha de vacinação e a dose adicional a 1.297 imunossuprimidos.

Detalhamento dos números de quarta-feira

Na quarta-feira, 275 idosos foram vacinados, sendo 269 com a dose de reforço, três com a segunda dose e três com a primeira. O reforço também foi aplicado em duas pessoas com comorbidade.

A segunda dose foi aplicada em duas gestantes e a dose de reforço chegou a cinco trabalhadores da saúde.

As equipes também aplicaram a primeira dose em 25 adolescentes e a segunda em 66 indivíduos de 12 a 18 anos. Uma primeira aplicação também foi feita em 500 crianças de 5 a 11 anos.

Por faixa etária, foram 1.254 adultos vacinados com o reforço, 81 com a segunda dose e 18 com a primeira dose.

O acompanhamento da situação da covid-19 na cidade e o cadastro para a vacinação estão disponíveis no site da Prefeitura: https://petropolis.rj.gov.br/pmp/

Em pauta, o calendário letivo, o Plano de Retorno e o combate à pandemia

A secretária de Educação, Adriana de Paula, se reuniu com os diretores das escolas municipais e dos centros de educação infantil (CEI) para debater a volta às aulas. No encontro, foram discutidos: calendário letivo, atualização do Plano de Retorno pela Comissão de Volta às Aulas, o combate à pandemia da covid-19, as orientações do Comitê Científico, entre outros temas.

O encontro foi realizado no auditório da FMP/Fase na manhã de quarta-feira (2), sendo que parte dos diretores participou de modo remoto, via internet. A secretária Adriana de Paula apresentou a nova equipe da pasta (diretores e gerentes da Secretaria de Educação) e falou sobre a atualização do Plano de Retorno, que consta de orientações do que fazer se uma criança estiver com algum sintoma, como será a abordagem às crianças na entrada da escola, quais orientações aos pais etc.

“Esse documento, de 2020, e que está no site da Prefeitura, atendia a realidade daquele momento. Agora, em fevereiro de 2022, estamos em outro momento da pandemia”, disse a secretária.

Nesta semana, os integrantes da Comissão de Volta às Aulas apontarão sugestões de alteração para o plano, para que a atualização do documento seja concluída já na semana que vem, até o dia 11.

As aulas na rede municipal de educação terão início no dia 14 de fevereiro. Essa data foi proposta pela Prefeitura, avalizada pelo Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19 e aprovada, na última segunda-feira (31), pelo Conselho Municipal de Educação (Comed). O adiamento em uma semana (do dia 7 para o dia 14) se deu para que a vacinação de crianças de 5 a 11 anos possa avançar antes das aulas e também para que a rede possa fazer os últimos ajustes para receber os alunos.

Campanha contra a covid-19

No encontro com os diretores das escolas, o coordenador de Comunicação Social da Prefeitura, Philippe Fernandes, fez uma apresentação sobre a campanha promovida pela Prefeitura para sensibilizar a população com relação à covid-19. Iniciada nesta semana, a campanha estará por toda a cidade e em várias frentes: outdoor, busdoor (cartaz no vidro traseiro do ônibus), abrigo de ônibus, panfletos, publicações nas redes sociais, anúncios em jornais e televisão, entre outros espaços.

O mote da campanha é: “Eu quero sair da pandemia”. Em seguida, na mesma publicação, há uma orientação do que fazer, portanto, para ajudar a cidade a superar a pandemia o quanto antes: vacinar-se, manter o distanciamento social, evitar aglomerações, usar máscara e usar álcool em gel.

“O objetivo é sensibilizar a população para que a cidade possa sair da pandemia o quanto antes”, disse o coordenador Philippe Fernandes.

Petrópolis terminou a quarta-feira (02) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados para o tratamento da covid-19 no sistema público de saúde em 42,62%. Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 42,86%. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, 89 pacientes permanecem internados, sendo 48 em leitos clínicos e 41 em leitos de UTI.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 233.344 testes, dos quais 54.368 tiveram resultados positivos e 176.881 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.587 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.

Óbitos registrados:

Mulher, 66 anos, moradora no Bairro Castrioto. Internada em 18.01.2022 na UPA Centro. Óbito registrado em 26.01.2022 na UPA Centro. Paciente com doença cardiovascular crônica, imunosupressao e pneumonia crônica.

Mulher, 50 anos, moradora no Independência. Internada em 19.01.2022 na UPA Centro e transferida para o HNSA. Óbito em 27.01.2022 no HNSA. Paciente com pneumopatia crônica.

Mulher, 5 anos, moradora em Itaipava. Internada em 27.01.2022 no HAC. Óbito registrado em 31.01.2022. Paciente sem comorbidades.

Homem, 76 anos, morador no Centro. Internado em 07.10.2021 no HAC. Óbito registrado em 27.01.2022 no HAC. Paciente com doença cardiovascular crônica.

Homem, 69 anos, morador em Araras. Internado em 27.01.2022 no HST. Óbito registrado em 27.01.2022 no HST. Paciente com doença cardiovascular crônica.

Intervenções foram possíveis através de parceria entre MPF, Prefeitura e a empresa ANURB

As obras de melhoria da estrada que dá acesso ao Quilombo do Tapera devem ser entregues ainda nesta semana. As intervenções no local foram possíveis devido a uma ação conjunta entre a Prefeitura, o Ministério Público Federal e a empresa ANURB, por acordo judicial para a conversão de valores definidos em sentença em ações de melhoria para a comunidade local, que beneficiarão a 18 famílias que residem na localidade.

Ao todo, foram cerca de 500 metros de asfalto, roçada de vegetação nas vias de acesso, limpeza de canaletas e melhorias do sistema de drenagem. Os locais escolhidos foram apontados pelos próprios moradores como mais críticos. A Secretaria de Obras disponibilizou parte do material e de canaletas para as melhorias no escoamento de águas pluviais. Já a ANURB, contratou a Agromax e Serpav para a realização dos serviços.

“O quilombo é importantíssimo para a nossa história e cultura. Essas ações são fundamentais para garantir que os moradores tenham condições de ir e vir, além de beneficiar projetos que eles estão elaborando para o desenvolvimento do local. A integração entre o poder público, o MPF e o setor privado também foi fundamental”, disse o vice-prefeito e secretário de Obras, Paulo Mustrangi.

Em dezembro, Mustrangi esteve no Quilombo da Tapera, juntamente com o procurador da República, Charles Stevan da Mota, o líder comunitário quilombola Adão Cassiano, técnicos da Secretaria de Obras e representante da ANURB. A comitiva, à época, definiu o que seria feito no local. A empresa elaborou o projeto e a Prefeitura ficou com parte da supervisão das obras.

O MPF acompanha a comunidade há mais de 10 anos. “Essas intervenções atenderam a uma boa parte da estrada, que eram os trechos mais críticos”, disse o procurador Charles Stevan da Mota, ressaltando que os moradores terão um acesso melhor, principalmente para as crianças quando forem à escola.

“Essa melhoria é muito boa para nós da comunidade, não só para o dia a dia, mas também nos ajuda a receber nossos visitantes e aí, poderemos trabalhar. Temos um sonho de trabalhar com turismo de base comunitária e o acesso é essencial para recebermos visitantes”, afirmou Cassiano.