Nesta segunda-feira (14), as equipes da Secretaria de Saúde aplicaram 2.053 doses da vacina contra a covid-19. Foram 1.161 doses de reforço, 152 aplicações de segunda dose, 739 de primeira e uma dose adicional para imunossuprimidos.

No total, a cidade conta com 255.152 vacinados com a primeira dose, 227.793 com a segunda dose e 106.948 com a dose de reforço (terceira aplicação para o público em geral e quarta para imunossuprimidos). A dose única chegou a 6.805 pessoas desde o início da campanha de vacinação e a dose adicional a 1.312 imunossuprimidos.

Detalhamento dos números de segunda-feira

Na segunda-feira, 139 idosos foram vacinados, sendo 135 com a dose de reforço, um com a primeira dose e outros três com a segunda. Dentre as pessoas com comorbidades, cinco receberam o reforço.

As equipes também aplicaram a primeira dose em 17 adolescentes e a segunda em 57 indivíduos de 12 a 17 anos. Também foram vacinadas 715 crianças de 5 a 11 anos com a primeira aplicação.

Ainda foram vacinados 1.017 adultos com o reforço, 92 com a segunda dose e seis com a primeira dose. Quatro trabalhadores da saúde receberam a dose de reforço.

O acompanhamento da situação da covid-19 na cidade e o cadastro para a vacinação estão disponíveis no site da Prefeitura: https://petropolis.rj.gov.br/pmp/

Os alunos retornaram às salas de aula nesta segunda-feira, dia 14, primeiro dia do ano letivo da rede municipal de ensino de Petrópolis. Todas as unidades escolares do município estão seguindo os protocolos de segurança neste momento de pandemia, como o uso de máscaras durante todo o tempo (cobrindo a boca e nariz), a higienização das mãos (com álcool gel ou 70%, além de sabonetes e pias), a aferição da temperatura e o distanciamento.

“Depois de quase dois anos nossos alunos retornaram às salas de aula com toda a segurança”, comentou o prefeito Rubens Bomtempo. “Em muitas escolas quase 100% dos alunos retornaram nesta segunda-feira, isso mostra que tanto os pais quanto os estudantes estão se sentindo seguros para voltarem às salas de aula. Só com o avanço da vacinação está sendo possível voltarmos aos poucos à normalidade. Vacinas salvam vidas e os números mostram isso”, acrescentou.

Na Escola Municipal Salvador Kling, na Mosela, 95% dos alunos compareceram neste primeiro dia de aula. “Eles chegaram aqui muito felizes e alegres de estarem retornando para a escola. Dava para ver nos rostinhos deles que estavam contentes de rever os amigos, poder voltar a estudar em uma escola”, disse a diretora da unidade Marcela Cardozo. “Eu estava muito ansiosa para voltar. Já estava com muita saudade”, comentou a adolescente Yasmin Prata Oliveira, de 12 anos, aluna do sétimo ano do Ensino Fundamental. Depois de dois anos, foi a primeira vez que a menina retornou à escola. “Estudar presencialmente é bem melhor”, disse. Victor Hugo Gomes da Silva Araújo, de 14 anos, contou que também ficou os últimos dois anos estudando em casa. “É bem melhor estudar na sala de aula”, frisou.

Equipes da Secretaria de Educação acompanharam a volta às aulas em algumas escolas. Cada unidade visitada recebeu kits de álcool 70% e uma muda de ipê. Os alunos Yasmim e Victor Hugo plantaram a árvore no jardim em frente a escola. “Nestas duas primeiras semanas de retorno presencial vamos visitar todas as 187 escolas da rede municipal. Conversar com as equipes e com os alunos ouvindo as demandas e sugestões”, disse a secretária de Educação, Adriana De Paula. “Todas as escolas da rede vão receber esses kits com álcool 70% e a muda de ipê, além de material com informações sobre a prevenção à covid”.

Todas as escolas da rede municipal de Petrópolis estão seguindo os protocolos aprovados pelo Comitê Científico e a Comissão de Volta às Aulas. De todas as unidades da rede, apenas a Escola Municipal Celina Schechner, em Itaipava, iniciou o ano letivo de forma remota. O colégio está passando por reformas e a previsão é que dentro de 30 dias um novo prédio seja alugado para receber os estudantes até que as obras estejam concluídas. Neste período, os alunos irão ganhar o Cartão Imperial, com crédito de R$70 para complementar a alimentação.

Os descontos em juros e encargos moratórios chegam a 100%

Os contribuintes que estão em dívida com o município têm mais uma oportunidade para regularizar a sua situação. Até o dia 8 de março, é possível parcelar o total da dívida em até 10 vezes e ter uma redução de 100% nos juros e nos encargos moratórios. Também é possível parcelar em mais vezes (em até 24 meses), porém com um desconto menor. Para aproveitar essa oportunidade, o contribuinte deverá procurar o setor de Dívida Ativa, na Avenida Koeler, 260, Centro, das 9h às 17h.

A lei municipal 8.171/21, atualizada pela lei 8.194/21, instituiu os benefícios do parcelamento e dos descontos. A lei entrou em vigor no dia 8 de fevereiro e é válida por 30 dias. Fazem parte desses benefícios os débitos inscritos em dívida ativa, tanto de pessoas físicas quanto de pessoas jurídicas.

“O contribuinte deve aproveitar essa oportunidade para ficar em dia com o município, tendo descontos nos juros e nos encargos moratórios. É necessário para a cidade e é bom para aquele que, por motivos variados, não conseguiu pagar os seus impostos”, disse o secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa.

Desconto nos juros e nos encargos moratórios

As opções de parcelamento, com os descontos nos juros e nos encargos moratórios, são:

• Cota única ou o parcelamento em até 10 vezes – desconto de 100%
• Parcelamento de 11 a 15 vezes – desconto de 80%
• Parcelamento de 16 a 18 vezes – desconto de 70%
• Parcelamento de 19 a 20 vezes – desconto de 60%
• Parcelamento de 21 a 24 vezes – desconto de 50%

Perda do benefício

O contribuinte deve ficar atento. Para não perder os benefícios do parcelamento e dos descontos, ele deve pagar integralmente todas as parcelas nos prazos devidos. Os descontos incidem sobre os juros e os encargos moratórios, havendo somente a atualização monetária e honorários.

“Com os recursos dos impostos e taxas municipais, a Prefeitura investe em saúde, educação, na conservação e na limpeza das vias públicas, entre outras áreas. Não é justo que uma minoria que não paga os seus impostos usufrua desses investimentos da mesma forma que a maioria que paga os seus impostos em dia. Por isso, vamos acompanhar, monitorar e gerenciar a dívida ativa do município de perto, trazendo os devedores para a regularidade”, disse Patuléa.

O processo de planejamento da Bauernfest, a tradicional Festa do Colono Alemão, foi pauta da primeira reunião entre as gestoras do turismo e da cultura do município e representantes do segmento germânico. Considerado o maior evento de Petrópolis, a 33ª edição está prevista para acontecer no mês de junho, de forma presencial – desde que as condições sanitárias permitam a realização do evento.

Durante o encontro, que aconteceu nesta semana, na Casa dos Conselhos, foram discutidos temas como a organização, a estrutura da festa, e a importância da preservação da memória histórica através das manifestações culturais apresentadas na Bauernfest.

“A tradição germânica é uma marca da cidade, um diferencial que atrai e encanta os nossos turistas e moradores, fomentando o setor turístico, que é fundamental para o desenvolvimento da cidade”, destaca a secretária de Turismo, Silvia Guedon.

A festa, inspirada pela influência germânica, prevista para acontecer de forma presencial no mês de junho de 2022, traz em sua programação a apresentação de grupos de danças folclóricas, atividades culturais, corais, bandas tradicionais, comidas e bebidas típicas, que resgatam as tradições dos colonizadores.

"É muito importante garantirmos os pagamentos de artistas e fornecedores da festa, para que a Bauern seja boa para todos que participam.” disse a secretária de Cultura, Diana Iliescu.
A tradição e o resgate da cultura germânica são pontos importantes defendidos pelo Clube 29 de Junho. “Estamos juntos com a Prefeitura para garantir que seja mantida a tradição desta cultura”, frisou a presidente do Clube, Marco Antônio Kling.

A reunião teve a presença da diretora-presidente do Instituto Municipal de Cultura (IMC), Diana Iliescu e equipe; da diretora-presidente da Turispetro, Silvia Guedon e equipe; do presidente do Clube 29 de junho, Marco Antônio Kling; Flávio Fiuza, do Instituto Bingen e Marcos Carneiro, presidente da AGFAP.

Prefeitura, agora, aguarda remanejamento da fiação das empresas de internet, telefonia e TV a cabo

O projeto de construção da rotatória na entrada do Carangola continua avançando. Os novos postes foram instalados neste domingo (13) pela Enel Distribuição Rio e a Prefeitura aguarda, agora, o remanejamento das instalações das empresas de telefonia e TV a cabo para dar início às obras.

“Acompanhamos a reposição da rede para liberar o espaço para construção da baia e devolver a pracinha para região. Esse é um trabalho que vai qualificar a União e Indústria”, esclareceu o prefeito Rubens Bomtempo.

Sobre o novo projeto

Com a construção da nova entrada do Carangola, o ponto do ônibus será instalado ali, junto à pracinha central. Além disso, o acesso ao Carangola para quem sair dos distritos em direção ao bairro será alargado. As obras no local preveem o remanejamento de dois postes (com a migração das redes elétricas e de telefonia para as novas estruturas); o recuo do ponto do ônibus que sai dos distritos em direção ao Centro; o alargamento do acesso ao Carangola para quem sai dos distritos; a devolução da pracinha central à população (com asfaltamento e acessibilidade para pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida); e a mudança do ponto dos ônibus que descem o Carangola em direção ao Centro (que ficará mais acima, antes da entrada de acesso ao Construmil).

Petrópolis terminou a segunda-feira (14) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados para o tratamento da covid-19 no sistema público de saúde em 24,59%. Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 39,29%. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, 53 pacientes permanecem internados, sendo 23 em leitos clínicos e 30 em leitos de UTI.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 245.607 testes, dos quais 59.564 tiveram resultados positivos e 184.592 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.605 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.