A equipe da assistência social da Prefeitura teve uma vitória importante na noite de quinta-feira (3).

O CDDH (Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis), uma das principais instituições da cidade em defesa dos mais pobres, publicou uma nota, elogiando o trabalho da Secretaria de Assistência Social junto à população em situação de rua.

“É um reconhecimento que muito nos emociona. Porque sabemos da importância e da seriedade do CDDH, da história do Leonardo Boff, da competência de toda a equipe daquela instituição. São profissionais com uma história na luta pela população em situação de rua. Assim como nós também. E essa nota do CDDH nos dá ainda mais ânimo para continuarmos fazendo pelos que mais precisam”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Em setembro, a Prefeitura realizou 450 abordagens a 145 pessoas em situação de rua. Na abordagem, as equipes buscam convencer essas pessoas a ir para as unidades de abrigamento do município. Elas não são obrigadas a ir para lá. É um trabalho de conversa e esclarecimento. No Centro POP, foram 331 atendimentos técnicos a essas pessoas, por psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, educadores sociais. Na unidade, foram registradas 1.739 entradas no mês (entradas para atendimento técnico, para alimentação, para banho etc.).

O secretário de Assistência Social, Fernando Araújo, que foi citado na nota do CDDH, destacou o trabalho da Rede POP Rua – frente que reúne, além do poder público, a sociedade civil organizada e outras instituições que atua na área.

“Como disse o CDDH, a população em situação de rua de fato é uma prioridade desta gestão da Prefeitura. E fazemos esse trabalho junto com outras instituições da sociedade, como o próprio CDDH. Ouvindo quem sempre atuou na área, porque assim vamos mais longe”, disse o secretário Fernando Araújo.

Nota do CDDH (na íntegra)

Gratidão

O Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis é uma instituição de responsabilidade social que tem autonomia para cobrar políticas públicas, criticar a sua ausência e problemas sociais, mas também tem o dever de parabenizar o trabalho bem feito, humanizado, acolhedor e com a proposta do cuidado integral.

Hoje, não encontramos tantas pessoas nas ruas.

Com a chuva e com o frio, nos aquece o coração saber que muitos estão acolhidos no Núcleo de Integração Social que está em funcionamento no Retiro e no Centro POP. Os que, por acaso, encontramos pelas ruas falam com carinho do espaço, da equipe, do trabalho.

Nunca foi por conta de regras, nunca foi porque não prestam e querem usar drogas. O trabalho bem feito de hoje prova que faltava vontade e conhecimento.

Parabéns a toda a equipe da Assistência que atua para reduzir o sofrimento das pessoas em situação de rua e para a reintegração destas.

Centro POP, abordagem, NIS e principalmente secretário Fernando Araújo. Nesta gestão, POP Rua é prioridade.