Público será atendido, a partir desta quarta-feira (02) na Casa de Educação Visconde de Mauá

A Prefeitura de Petrópolis está reforçando a chamada para que profissionais da Educação que têm a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca marcada para o mês de setembro recebam, antecipadamente, o imunizante. A antecipação da dose segue orientação do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde, que autorizou a redução de 12 para 8 semanas do intervalo entre a aplicação da 1ª e da 2ª dose da AstraZeneca. Até o momento, dos 2.881 profissionais aptos a terem a vacina antecipada, 1.405 compareceram aos postos de vacinação e concluíram o ciclo de imunização. A partir desta quinta-feira (2/9), a antecipação da 2ª dose para este público será feita exclusivamente na Casa da Educação Visconde de Mauá, no Centro. Não é preciso agendar – basta apresentar comprovante de que atua na rede (declaração ou contracheque, por exemplo), documento pessoal e cartão de vacina. O posto funciona das 9h às 16h.

A redução do intervalo entre 1ª e 2ª doses da AstraZeneca foi anunciada após deliberação do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), junto com a Câmara Técnica Assessora de Imunização Covid-19 (CETAI). Em Petrópolis, esta antecipação começou por profissionais da rede municipal de Educação, permitindo que os quase 2.900 profissionais da Educação que tomaram a vacina Oxford/AstraZeneca possam completar o ciclo de imunização antes do retorno das aulas presenciais, garantindo mais segurança às equipes, conforme pleito que vinha sendo apresentado desde o início do planejamento para o retorno.

A intenção é que, após os profissionais da rede municipal de Educação, os demais profissionais de redes pública e privada também tenham a 2ª dose antecipada. O calendário para este grupo será divulgado posteriormente, sempre de acordo com a disponibilidade de doses, assim como para o público em geral. A previsão é que o Ministério passe a organizar a distribuição de doses seguindo os novos critérios a partir da segunda quinzena de setembro.

Neste momento, a orientação é que todos os profissionais da Educação da rede municipal que tomaram a Oxford/AstraZeneca na cidade verifiquem, em seus cartões de vacinação, a data prevista para aplicação da segunda dose. Se o retorno estiver marcado para qualquer dia do mês de setembro, eles devem comparecer à Casa da Educação, que funciona de segunda a sexta-feira.

Profissionais da Educação vacinados em mutirão de 12 de junho devem receber a segunda dose na Casa da Educação

A Secretaria de Saúde irá concentrar também na Casa da Educação Visconde de Mauá a aplicação de segunda dose da vacina contra a covid-19 aos profissionais de Educação vacinados durante o mutirão de vacinação em 12 junho, no Centro de Saúde Coletiva, no Centro e na UBS do Quitandinha. A aplicação da segunda dose para este grupo será nos dias 3 e 8 de setembro. Dentre 5.247 profissionais de Educação existentes na cidade - conforme estimativa do Ministério da Saúde - 4.776 receberam a primeira dose, 33 receberam a dose única do imunizante e 1.498 concluíram o esquema de vacinação recebendo a segunda dose.

O mutirão de vacinação dos profissionais da Educação foi realizado no sábado (12/06) para acelerar a imunização deste grupo. Foram vacinados 642 profissionais que trabalham nos ensinos médio e superior em estabelecimentos públicos e privados da cidade, receberam a primeira dose da vacina

“Fundamental que estes profissionais retornem para concluir o esquema de vacinação. A Divisão de Imunização fez todo um planejamento para a aplicação da segunda doses para este grupo. É fundamental que eles se dirijam a Casa da Educação para receber a segunda dose nas datas especificadas. A vacina é o instrumento mais importante que temos no momento para vencer a pandemia. Contamos com a colaboração dos profissionais de Educação para alcançarmos este objetivo”, destaca o secretário de Saúde.

Dentro da nova Lei de Incentivos Fiscais, o empresário terá a oportunidade de encontrar mais uma contrapartida para angariar o benefício. Empresas poderão adotar uma praça ou um jardim na cidade e ficarão responsáveis pelo espaço ao longo da duração do incentivo fiscal, que pode ser de um a 15 anos. O governo municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, realizou um levantamento que o município possui em torno de 40 praças, com total de 42 mil metros quadrados. Cerca de seis empresas já demonstraram interesse e estão em conversação para adotar algum espaço público.

“Esse será mais um modelo para beneficiar os empresários da cidade. A legislação foi adaptada, com uma flexibilização para que todos os interessados possam fazer parte desta ação em prol do município. Além do incentivo fiscal, o empresário vai ajudar o poder público a manter esses espaços, tornando os mesmos em atrativos para os moradores e turistas que visitarem Petrópolis”, destaca o governo interino.

Na segunda-feira (30.08), o secretário de Desenvolvimento Econômico e o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica participaram de uma Audiência Pública na Câmara de Vereadores e puderam apresentar o projeto para os parlamentares. Soares expôs os critérios e os objetivos da lei, que segundo ele, “vai ser uma maneira de viabilizar a participação da sociedade e do empresariado no auxílio ao poder público para manter equipamentos públicos. Tornamos a lei mais atrativa e mais fácil de ser aderida pelo empresariado, dentro da nova Lei de Incentivos Fiscais”.

O Desenvolvimento Econômico também salientou que o governo fez contato com o botânico da Fiocruz, para que ele indicasse quais as melhores flores, as mais adequadas para o clima petropolitano. Foi feita uma lista de sugestões para quando o empresário adotar um espaço, possa utilizar as indicações feitas pela fundação.

“Para a questão das placas indicativas, o pessoal do curso de Arquitetura e Urbanismo da Estácio de Sá, por meio LAB's Arqlab e LABin, nos ofereceu gratuitamente, o design dos modelos que serão instalados nos locais adotados pelos empresários. O detalhe é que esse modelo já foi aprovado pelo IPHAN e pelo INEPAC. As placas e o pedestal serão confeccionados em aço, por ter boa durabilidade e vamos contactar empresas petropolitanas interessadas em confeccionar esse material. O empresário que adotar um espaço não vai precisar se preocupar com esse trâmite. Nós vamos indicar esses fornecedores”, aponta o secretário.

O secretário também detalhou que cotou com seis empresas de jardinagem de Petrópolis os custos para a reforma e manutenção de algumas praças e jardins da cidade. “Colocamos uns cinco espaços como exemplo e pedimos para as empresas nos enviarem os orçamentos com os custos para o plantio de flores e plantas e a manutenção periódica destes espaços. O empresário já terá a indicação desses orçamentos, não precisando se preocupar em achar uma empresa que faça o serviço”, aponta o secretário.

Dentro dessa ação, o secretário explicou que “o município vai oferecer também uma contrapartida, desconto em impostos, para cada caso. Será feita uma conta, de acordo com o tamanho do espaço adotado, para que o empresário que queira participar do sistema de adoção, tenha esse benefício”.

O coordenador de Planejamento explanou sobre os critérios técnicos para o sistema de adoção das praças e jardins da cidade. “Alguns critérios técnicos, como a questão de acessibilidade, algo fundamental, devem fazer parte desse processo de adoção. O projeto deve seguir as adequações e normas, que foram facilitadas para que um maior número de empresários possa participar”, finaliza.

O Conselho Municipal de Assistência Social de Petrópolis – CMAS, composto pela sociedade civil e governo Municipal, realizou a eleição e posse da nova diretoria da entidade. Rosangela Stumpf, do projeto Sadias, representando a sociedade civil, foi eleita a nova presidente do conselho.

A votação, para o biênio 2021/2023, ocorreu durante reunião realizada na manhã desta quarta-feira (01), de forma online, e também elegeu seus novos conselheiros, como a Associação Casa da Cidadania, Ong Raízes do Ofício, Comunidade Jesus Menino, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE e Centro de Defesa dos Direitos Humanos - CDDH.

“Os conselhos municipais são ferramentas importantes para as discussões e debates voltados para a criação de políticas sólidas para toda a sociedade, principalmente, na área da assistência social. Neste momento, a presidência está com a sociedade civil e temos a certeza que será bem conduzida”, disse o governo interino.

Ao assumir a presidência, Rosângela Stumpf, disse que pretende ampliar o próximo edital do CMAS, para os termos de parceria firmado com as instituições. O objetivo é garantir o acesso das entidades. “Além disso, vamos dar continuidade ao trabalho democrático que já vinha sendo realizado, inclusive pelo atual governo. Queremos discutir no conselho, de fato, as políticas públicas de assistência social”, frisa, lembrando a importância de uma assistente social à frente da Secretaria de Assistência Social, como vem se dando atualmente.

“A posse dos novos Conselheiros hoje teve como destaque o processo democrático na condução do pleito. A sociedade civil assume a presidência, como previsto no regimento, com o compromisso de seguir avançando no fortalecimento da política de assistência no município”, ressaltou a secretária de assistência social.

Além de Rosângela Stumpf, a mesa diretora para o biênio 2021/2023 será composta por Simone de Almeida, como vice-presidente, representando a Secretaria de Assistência Social, Carlos Jorge Guimarães, como primeiro secretário, representando a Associação Casa da Cidadania e Katia Paim, como segunda secretária, representando a Secretaria de Saúde.

Curso: “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte”

Fomentar o desporto paralímpico na gestão pública municipal. Com esse objetivo, o governo interino assina no próximo dia 2 de setembro, um acordo de cooperação técnica com Comitê Paralímpico Brasileiro para a promoção do intercâmbio de experiências e tecnologias. Uma das ações será o curso “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte”, gratuito, na modalidade a distância. A assinatura do acordo de cooperação contará com a participação de municípios convidados, que também terão a oportunidade de expressar a sua intenção de estreitar a relação com o Comitê e, também, proporcionar cursos e ações em suas cidades. O evento está sendo organizado pela Secretaria de Educação, através do Departamento de Educação Especial.

“É mais uma ação da prefeitura que busca mostrar que não há limitação quando falamos em esporte. Na última semana tivemos a confirmação de que Petrópolis, pela primeira vez, será sede do Festival Paralímpico Loterias Caixa, também através do Comitê Paralímpico e, agora, assinaremos um termo de cooperação onde mostramos o interesse de Petrópolis em ofertar aos professores mais uma oportunidade de capacitação nessa área”, afirma o governo interino.

Também participarão do encontro representantes das cidades de São José do Vale do Rio Preto, Areal, Teresópolis, Paraíba do Sul, Levy Gasparian e Paty do Alferes.

“Convidamos as cidades para que elas também possam ter a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o Movimento Paralímpico, as ações do Comitê e o trabalho que Petrópolis desenvolve, sobretudo na rede municipal, como por exemplo, o projeto Petrópolis Olímpica, que oferta curso para servidores”, completa o governo interino.

O curso “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte” foi elaborado em parceria com a Universidade Federal de Uberlândia e chancelado pelo MEC e visa capacitar profissionais que atuem direta ou indiretamente na Rede Pública ou Privada de Ensino e tornar a atividade física e esportiva cada vez mais acessível às pessoas com deficiência. O curso, em formato EAD será apenas uma das ações planejadas através do termo de cooperação. Informações adicionais serão divulgadas após assinatura do termo, pela Secretaria de Educação.

“O Comitê auxilia nesses termos municípios que demonstram interesse em capacitar os professores e instituem ações verdadeiramente inclusivas. Felizmente, na nossa rede, temos um suporte importante com professores dedicados, Centros de Referência e instituições de ensino que abraçam a causa, então, tenho certeza que o curso será muito bem recebido”, disse a secretária de Educação.

Petrópolis sediará Festival Paralímpico Loterias Caixa 2021

Vale destacar que, na última semana, o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), por meio do departamento Desporto Escolar, divulgou os nomes dos municípios que sediarão a terceira edição do Festival Paralímpico Loterias Caixa e Petrópolis foi um dos três municípios do Estado selecionados. O objetivo da ação é o de promover a experimentação esportiva a crianças com e sem deficiência. O evento será realizado no dia 4 de dezembro, das 8h30 às 12h, em 70 cidades brasileiras.

O Festival é destinado a crianças de 8 a 17 anos, com e sem deficiência. Assim como em 2019, a programação oferecerá três modalidades por sede e terá duração de 3h30 - das 8h30 às 12h. A intenção é mobilizar pessoas com deficiência em todo o território brasileiro por meio das atividades físicas. A inscrição para participação no festival também foi feita pela Secretaria de Educação, através do Departamento de Educação Especial.


A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, nesta quarta (01/09), em 41,67% em leitos clínicos e 57,35% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 118 pacientes internados, sendo 72 em UTIs e 46 em leitos clínicos. Seis óbitos foram confirmados e inseridos na base estatística.

Até agora foram realizados no município 190,141 testes para Covid-19, com 46.493 resultados positivos e 142.806 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.454 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Óbitos registrados:

Mulher, 93 anos, moradora no Cascatinha. Internada em 13.08.2021 na UPA Centro. Óbito em 17.08.2021 na UPA Centro. Paciente com doença cardiovascular crônica e diabetes.

Mulher, 79 anos, moradora no Centro. Internada em 06.08.2021 no HSM e transferido para o HCC. Óbito registrado em 20.08.2021 no HCC. Paciente com doença cardiovascular crônica e doença neurológica crônica.

Mulher, 61 anos, moradora na Posse. Óbito registrado em 20.08.2021. Paciente com hipertensão arterial.

Mulher, 79 anos, moradora no Quitandinha. Internada em 12.08.2021 no HST. Óbito registrado em 30.08.2021 no HST. Paciente com hipertensão arterial e diabetes.

Homem, 60 anos, moradora no Quarteirão Brasileiro. Internado em 21.08.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HNSA. Óbito registrado em 01.09.2021 no HNSA. Paciente com doença cardiovascular crônica.

Homem, 73 anos, morador no Siméria. Internado em 09.08.2021 no HAC e transferido para o HNSA. Paciente com hipertensão arterial e diabetes.

O dia do profissional de Educação Física – comemorado hoje (01/09) – foi marcado por uma série de homenagens em Petrópolis. Logo cedo, na Casa de Petrópolis – Instituto de Cultura, a prefeitura organizou um café da manhã para os profissionais e estudantes da área, seguido por uma roda de conversa com o tema "A importância da psicologia do esporte no cotidiano da prática de atividade física". À noite, o Palácio Sérgio Fadel – sede do governo municipal – foi iluminado com a cor verde, que representa a profissão.

O bate-papo contou com a presença do governo interino, de Gustavo Leal, auxiliar técnico da seleção brasileira medalha de ouro no futebol nas Olimpíadas de Tóquio 2020, e de o treinador da seleção brasileira adulta de basquete 3x3. A mediadora foi a professora doutora, que faz parte do quadro de servidores do município e atua na secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL).

“É com muito orgulho que falo da minha profissão. É um prazer imenso estar aqui. A política um dia vai passar, mas professor de Educação Física eu vou continuar sendo para o resto da minha vida. O esporte é uma ferramenta de transformação na vida das pessoas, além de promover saúde e qualidade de vida. No nosso dia, os parabéns são para todos nós”, disse o governo interino, que ainda entregou uma medalha em homenagem a Gustavo Leal.

“Fiquei muito orgulhoso em representar a minha cidade e o nosso país nas Olimpíadas e extremamente feliz pelo convite para participar dessa roda de conversa. A psicologia é um assunto bastante em alta, por tudo que aconteceu ao longo dos jogos Olímpicos. Acredito que todos que puderam participar saíram daqui com um pouco mais de conhecimento”, disse Gustavo.

Representando o Conselho Regional de Educação Física (CREF1), o professor André Fernandes ressaltou a importância do profissional da área em meio à pandemia. Ele lembrou ainda que a profissão foi regulamentada há 23 anos e de lá para cá os avanços são diversos.

“Cada vez mais o esporte é um aliado da saúde das pessoas. Não apenas física, mas também mental, proporcionando um sentimento bom em meio a essa turbulência que vivemos. Não à toa, em meio a estrutura da prefeitura, são profissionais de educação física atuando também na saúde, educação, não apenas no esporte”, ressaltou André.

A prefeitura, através da SEPJIL, oferece uma série de atividades físicas gratuitas para a população. O Agita Petrópolis, por exemplo, está em 19 bairros oferecendo ginástica, dança, hit, entre outras atividades. Além disso, o governo municipal promove também o Festival das Comunidades, programa itinerante realizado nas quadras comunitárias.

“São mais de 600 pessoas atendidas mensalmente com atividades físicas gratuitas. É um número muito bom, mas estamos trabalhando para melhorar ainda mais. O profissional de Educação Física é indispensável para alcançarmos a qualidade de vida tão desejada por todos e a prefeitura trabalha neste sentido”, destacou o secretário da SEPJIL.

Vacina será aplicada em idosos, com mais de 70 anos, que vivem nas 18 Instituições de Longa Permanência para Idosos (INPI)

A Secretaria de Saúde iniciou nesta quarta-feira (1/9) a aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em idosos maiores de 70 anos que vivem em Instituição de Longa Permanência para Idosos (INPI) na cidade. A aplicação de mais uma dose neste grupo segue a orientação do Ministério da Saúde, uma vez que o grupo apresenta maior vulnerabilidade à doença. Pela manhã, o governo interino e o secretário de Saúde acompanharam o trabalho das equipes da Divisão de Imunização da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica na Casa de Repouso Reviver. No local, 32 idosos que concluíram o esquema de imunização com a vacina do Instituto Butantã, receberam a dose de reforço com o imunizante do laboratório Pfizer. A intercambialidade de vacinas, com a aplicação de um imunizante diferente no reforço, segue as diretrizes do Ministério da Saúde.

“É uma etapa nova e muito importante que estamos começando hoje dentro da campanha de imunização contra a covid-19. Seguimos trabalhando em diferentes frentes para acelerar a vacinação para todos os grupos, para que possamos o mais breve possível estar com toda população, apta a receber a vacina, imunizada”, destaca o governo interino, lembrando que o município conta com o envio de mais lotes de vacinas pelo Ministério de Saúde.

“Estamos felizes por receber o prefeito e o secretário de Saúde para acompanhar a vacinação dos nossos idosos. Desde o início da pandemia adotamos protocolos diferenciados para evitar o risco de contaminação e nenhum deles pegou Covid. A vacinação foi fundamental para isso”, destaca a responsável pela Casa de Repouso Reviver.

“A aplicação desta dose de reforço traz ainda mais segurança para os nossos idosos. Tomamos todas as providências para evitar o risco e felizmente nenhum deles contraiu a Covid. Sabemos que os idosos são mais vulneráveis a esta doença, por isso este reforço nos tranquiliza muito”, complementa a responsável técnica pela instituição, que é fisioterapeuta e também psicóloga.

De acordo com a orientação do Ministério da Saúde a dose de reforço deve ser aplicada em pessoas com mais de 70 anos que receberam a segunda dose há mais de seis meses. Assim como foi feito no início da campanha de imunização, em janeiro, o reforço começa a ser aplicado em idosos institucionalizados. Equipes da Divisão de Imunização irão retornar as 18 INPI.

“A dose de reforço vem para dar mais proteção aos idosos. Estamos começando este trabalho pelas instituições, mas a previsão - com a chegada de doses específicas para este público, prevista para a terceira semana de setembro - é de ampliarmos para os demais idosos com mais de 70 anos”, explica o secretário de Saúde, destacando que todo um planejamento foi feito para o retorno às instituições. “A Divisão de Imunização verificou as datas e os tipos de vacinas que os idosos institucionalizados receberam e o retorno está sendo agendado considerando o prazo de seis meses necessário a partir da segunda dose”, pontua.

O secretário destaca que é importante que os idosos ou as pessoas responsáveis pelo cuidado daqueles que têm alguma dificuldade, estejam atentos, verifiquem o cartão de vacinação e não deixem de se vacinar.

“A vacina é o melhor instrumento para superarmos a pandemia, pois evita que os casos se agravem e os pacientes precisem ser hospitalizados. Esta questão é ainda mais importante quando falamos dos idosos. É fundamental que eles não deixem de concluir o esquema de vacinação com a segunda dose e também que quando chegar a hora, tomem a dose de reforço”, orienta o secretário de Saúde.

No site da Turispetro, interessado pode tirar dúvidas sobre as vantagens do cadastro e o caminho para a formalização

A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Turismo, com o apoio da Petrópolis Convention & Visitors Bureau (PC&VB) e da Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro (Setur-RJ) e da TurisRio, acaba de lançar a campanha "CADASTUR é legal, fácil e gratuito", que tem por objetivo incentivar a inclusão de empresas e profissionais do setor que atuam na cidade no Cadastro Nacional de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), um banco de dados do Ministério do Turismo (MTur).

Para facilitar a vida dos profissionais do setor, a Turispetro criou um link no seu site (www.petropolis.rj.gov.br/turispetro/cadastur), no qual explica com detalhes o que é o cadastro, como fazê-lo e tira as principais dúvidas dos profissionais do turismo, com respostas para perguntas como a obrigatoriedade do cadastro, seu objetivos e vantagens, prazo de validade, entre outras, lembrando que tanto o cadastro inicial quanto a renovação são totalmente gratuitos.

"O Cadastur é o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo, e garante diversas vantagens e oportunidades aos seus cadastrados, sendo ainda uma importante fonte de consulta para o turista", ressalta o governo interino. O programa é executado pelo MTur, em parceria com os órgãos oficias de turismo nos estados e municípios das 27 unidades da federação.

Para o secretário de Turismo, o cadastro é um sinal de credibilidade, qualidade e segurança na prestação do serviço da atividade turística. "Entre os benefícios para a empresa cadastrada estão o acesso a linhas de financiamento voltadas para o turismo, participação de eventos, feiras e ações do Ministério do Turismo e Embratur, além dos programas de qualificação", afirma ele, convidando o setor a aderir a campanha "CADASTUR é legal, fácil e gratuito", ajudando assim a cidade a crescer na avaliação da categorização no Mapa do Turismo Brasileiro.

"Todas as ações que organizem o turismo são importantes em Petrópolis onde o setor é fundamental para a economia. O Cadastur dá segurança ao próprio profissional e empresa e os valoriza ainda mais como prestadores do atendimento ao turista. Petrópolis é referência no setor mesmo diante da pandemia muito em função do profissionalismo de todo o trade. Ter esse reconhecimento é um patrimônio para o setor que deve sempre buscar mais aprimoramento lançando mão de todas as ferramentas possíveis", destaca o presidente do PC&VB.

De acordo com a Lei nº 11.771, de 17 de setembro de 2008, o cadastro é obrigatório para os seguintes estabelecimentos e profissionais: acampamentos turísticos; agências de turismo; meios de hospedagem; organizadoras de eventos; parques temáticos; e transportadoras turísticas. O cadastro também é obrigatório para exercer a profissão de Guia de Turismo, de acordo com a Lei nº 8.623, de 28 de janeiro de 1993.

Para a diretora de Turismo e Eventos da Turispetro, é importante que restaurantes, cafeterias, bares e similares também se cadastrem, apesar da não obrigatoriedade, "pois além da gastronomia ser um importante diferencial da oferta turística em Petrópolis, a Secretaria de Turismo já inscreveu o nosso destino no Programa Nacional de Valorização e Desenvolvimento do Turismo Gastronômico, que está sendo estruturado pelo Ministério do Turismo".

Outra vantagem para os que desejam se inscrever no Cadastur surgiu em julho deste ano, quando o Ministério do Turismo incluiu no sistema a possibilidade do inscrito inserir seus perfis oficiais nas redes sociais, como Instagram, Facebook, Twitter, YouTube, WhatsApp e LinkedIn, junto às suas informações no sistema. O objetivo é barrar a criação de perfis falsos nas redes sociais em nome de empresas do setor de turismo para enganar e prejudicar consumidores.

Para mais informações, o interessado por ligar para o Disque de Turismo de Petrópolis, pelo 0800-024-1516 (de segunda a sábado e feriados, das 9h às 17h; e domingos, das 9h às 14h), (24) 2222-6852 ou pelos e-mails: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .


No Estado, Petrópolis ficou em 3º lugar, tendo à frente apenas o Rio de Janeiro e Niterói

Petrópolis ficou em 32º na edição 2021 do Ranking Connected Smart Cities, estudo desenvolvido pela Urban Systems para o evento homônimo, idealizado pela Necta e Urban Systems, publicado na edição desta quarta-feira (01.09) no caderno Mobilidade do jornal O Estado de São Paulo. No Estado, Petrópolis ficou em 3º lugar, tendo à frente apenas o Rio de Janeiro e Niterói. A cidade obteve nota 33,404.

“Ver Petrópolis em destaque em pesquisas e rankings que analisam o setor financeiro e de investimentos nos municípios brasileiros reforça o crescimento e o desenvolvimento do município. Temos trabalhado de forma a estimular ainda mais este crescimento, incentivando a desburocratização. Além disso, nossa nova lei de incentivo fiscal traz ainda mais oportunidades”, explica o governo interino.

Outros números de destaque no estudo mostram Petrópolis em 10º lugar entre todas as cidades analisadas nos eixos Inovação e Saúde. O município também ficou em 11º entre as cidades de 100 mil e 500 mil habitantes e em 17º entre todas da Região Sudeste. O estudo é desenvolvido desde 2015, criando uma plataforma de discussão e negócios sobre Cidades Inteligentes.

Neste ano para a formação do ranking são avaliados 75 indicadores dentro de 10 eixos temáticos: Mobilidade e Acessibilidade, Urbanismo, Meio Ambiente, Tecnologia e Inovação, Economia, Educação, Saúde, Segurança, Empreendedorismo e Governança.

O ranking avaliou 677 cidades do país, sendo 49 com mais de 500 mil habitantes, 277 com população entre 100 mil e 500 mil pessoas e 351 com população estimada entre 50 mil e 100 mil. A elaboração do ranking é feita por meio de análise de publicações nacionais e internacionais e indicadores sobre a temática de cidades inteligentes, sustentáveis, conectadas e assuntos correlatos

“O município tem uma vocação muito ampla. Vamos tornar a cidade cada vez mais inteligente e sustentável ao longo dos processos, porque estamos investindo em várias ações importantes. Acredito que a cidade será referência e excelência nesse quesito, será um modelo de smart city.”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico.

Hospital é o primeiro da rede pública de Petrópolis a receber o serviço

Com o objetivo de evitar a desnutrição, fraqueza muscular e infecção hospitalar dos pacientes, a Prefeitura de Petrópolis implementou no Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE), o serviço de suporte nutricional com equipe multidisciplinar. O acompanhamento consiste no planejamento alimentar individualizado para cada paciente internado no hospital. Além de nutricionistas, o grupo de trabalho inclui médico, farmacêutico, fonoaudiólogo e enfermeiro especialistas na área.

Um levantamento da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (Braspen) apontou que quatro a cada dez pacientes internados em hospitais públicos no Brasil estão desnutridos. Mesmo com os avanços da terapia nutricional e metabólica nas últimas décadas, a desnutrição continua sendo comum em pacientes hospitalizados, variando entre 30% e 65% nos diferentes estudos, podendo estar presente no momento da entrada no hospital ou no decorrer da internação.

A médica nutróloga, Lara Miloski, é a coordenadora da equipe no HMNSE. Ela explica como é o trabalho e os benefícios do acompanhamento: “A presença da equipe no hospital reduz a chance do paciente vir a óbito. Permite uma melhor avaliação, proporcionando uma alimentação adequada com nutrientes específicos (carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas e oligoelementos). Além disso, também permite a diminuição de custos, tempo de internação e reinternações, dias de uso de antibióticos e a possibilidade do paciente contrair uma infecção hospitalar. São vários os benefícios, além de permitir maior rotatividade dos leitos”.

Na última terça-feira (31) foi comemorado o Dia do Nutricionista. O secretário de Saúde ressalta a importância do profissional dentro do hospital: “Pacientes com infecções graves, traumatismos ou em pós-operatório de grandes cirurgias são particularmente vulneráveis a desenvolver desnutrição. O nutricionista é fundamental para reversão desse quadro, fortalecendo o sistema imunológico do paciente através da alimentação”. Ele lembra ainda que o trabalho foi iniciado no mês de janeiro: “Começamos a montagem da equipe no início do ano e fomos adaptando o trabalho até a evolução que apresentamos hoje. A chegada da doutora Lara foi essencial nesse processo também”.

A doutora Lara também conta como a nutrição auxilia no tratamento de pacientes internados com Covid-19: “O tratamento de primeira escolha, caso o paciente tenha condições é pela via oral. Ele é feito para o paciente que não está entubado. Pelo procedimento, ele consegue ter o nutriente necessário para ajudar o sistema imunológico a combater o vírus no corpo. Temos relatos de pacientes que dizem se não fosse o suplemento, não sabem o que teria acontecido, já que não conseguiam se alimentar e nem tinham vontade de comer”, disse ela, lembrando que se os pacientes são incapazes de realizar a nutrição pela via oral, são utilizadas a nutrição enteral e parenteral.

A Terapia Nutricional Oral (TNO) pode reduzir em até 37% o risco de morte entre os doentes. Ela é composta por suplementações que podem ser líquidas prontas para beber, pastas ou em pó que podem ser preparados como bebidas ou adicionados a bebidas e alimentos, indicadas aos pacientes que estão com necessidades nutricionais. Na dieta enteral, o paciente ingere alimentos por meio de uma sonda que pode ser um tubo ou uma sonda flexível. Já a dieta parenteral é inserida na pessoa por via endovenosa, ou seja, diretamente pela veia.

“Estamos acompanhando a evolução do trabalho de forma muito positiva no Nelson de Sá Earp e temos a intenção de implementá-lo no Hospital Alcides Carneiro (HAC). Parabenizo toda a equipe”, disse o governo interino, lembrando que o trabalho auxilia na educação continuada, com a participação na formação dos residentes e internos, estudantes de medicina, nutrição e enfermagem.

Reforma da cozinha e refeitório do HMNSE

O governo interino entregou em julho a reforma na cozinha e refeitório do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp. O espaço, onde por mês são preparadas 8.400 refeições, não recebia melhorias significativas há mais de 10 anos. De acordo com o diretor médico do HMNSE, as obras fazem parte do projeto de melhoria da alimentação dos pacientes.

“A obra permitiu que todo espaço fosse revitalizado, o que melhorou muito na qualidade da alimentação que oferecemos no hospital. Por dia, são preparadas 250 refeições servidas no almoço e 80 no jantar. Nos fins de semana são preparados 150 almoços e 80 jantares por dia”, disse o diretor médico do HMNSE, lembrando que quinzenalmente a equipe de suporte nutricional se reúne para debate e acompanhamento do trabalho.


O governo interino recebeu nesta quarta-feira (01.09) a visita do Bispo Diocesano de Petrópolis e Grão-chanceler da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), Dom Gregório Paixão. Na pauta do encontro, a renovação da parceria entre a prefeitura e a instituição de ensino para a realização de mais uma edição do Vestibular Social, que garante bolsas integrais de estudo para alunos da rede pública de ensino.

“Esta é uma parceria importante, que garante a estudantes petropolitanos a oportunidade de ingressar em uma universidade renomada como é a UCP. Agradeço ao Dom Gregório por essa parceria, que é de suma importância para os alunos da rede pública”, afirma o governo interino.

Para Dom Gregório, a parceria tem uma importância social, pois estimula e oferece a chance para que alunos possam ter uma formação de qualidade. “Satisfeito com a sinalização positiva por parte do governo municipal na continuidade da parceria com a UCP. Serão mais alunos que sairão do ensino médio e ingressarão no ensino superior, projetando uma carreira, auxiliando a sociedade. O estudo é de inestimável valor para esses estudantes”, aponta Dom Gregório.

O governo interino homenageou os pracinhas petropolitanos que lutaram pelo Brasil na guerra, em ato solene na Praça dos Expedicionários na manhã desta quarta-feira (01/09). No local foi depositada uma coroa de flores junto ao monumento alusivo aos soldados nascidos no município. Além disso, o governo interino entregou uma miniatura do 32° Batalhão de Infantaria Leve (BIL) ao Tenente Alcindo Resende Papoula, ex-combatente do Exército Brasileiro, atualmente com 99 anos.

"Esse é um ato singelo, mas com grande significado. É muito importante homenagear aqueles que defenderam nosso país", destacou o governo interino. Também participaram da homenagem o superintendente geral da Guarda Civil Municipal, José Augusto Carvalho, o Tenente Edivandro Cabral, Chefe da Seção Técnica do Destacamento do Controle do Espaço Aéreo do Pico do Couto (DTCEA-PCO), além de representantes do 32° BIL.