As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na terça-feira (06/07) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 1.375 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 1.236 receberam a primeira dose e 139 receberam a segunda dose. Até o momento 121.590 pessoas receberam a primeira dose, 40.967 receberam a segunda dose e 2.357 receberam a dose única do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização foram vacinados 13 idosos, sendo oito com a primeira dose e cinco com a segunda.

A vacina foi aplicada ainda em 1.053 pessoas com idade entre 47 e 59 anos sem comorbidades, sendo 1.052 com a primeira dose e uma com a segunda. Também receberam o imunizante 48 pessoas com comorbidades, sendo 45 com a primeira dose e três com a segunda. Foram vacinadas ainda 21 gestantes, sendo 17 com a primeira dose e quatro com a segunda . Também receberam a vacina 34 puérperas e lactantes, sendo 33 com a primeira dose e uma com a segunda.

Equipes vacinaram também 177 profissionais de Saúde, sendo 52 com a primeira dose, 125 com a segunda, além de 19 profissionais de educação que receberam a primeira dose, e ainda nove trabalhadores de transportes coletivos e caminhoneiros.

A campanha de imunização contra a covid-19 segue nesta quarta (07/07), com a vacinação de pessoas acima de 45 anos sem comorbidades e pessoas de grupos prioritários elencados pelo Ministério da Saúde. O cadastro deve ser preenchido no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). A vacinação contra a covid-19 acontece em 10 pontos distribuídos nos cinco distritos.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde, um assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. Há, ainda, informações sobre a vacinação contra a gripe. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Podem se cadastrar para a vacinação neste momento:

- Pessoas com mais de 45 anos sem comorbidades

- Gestante, puérperas e lactantes (mães de bebês com até 12 meses) com e sem comorbidades acima de 18 anos. *Importante destacar que gestantes e puérperas devem apresentar laudo indicando que estão aptas a receber a vacina e lactantes devem apresentar declaração ou laudo que comprove que estão amamentando. A vacinação de gestantes, puérperas e lactantes maiores de 18 anos continuará sendo feita com a aplicação das vacinas CoronaVac ou Pfizer. As doses dos imunizantes destinadas a este público estão sendo aplicadas em dois pontos da cidade: no campus da UCP Benjamin Constant (Centro) e no Parque Municipal, em Itaipava.

- Profissionais de Transporte Coletivo Rodoviário, motoristas de transporte escolar cadastrados junto a CPTrans e caminhoneiros (carteiras de habilitação C ou E) – maiores de 18 anos.

- Profissionais da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, ensino superior e ensino profissionalizante

- Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

- Pessoas com comorbidades e deficientes maiores de 18 anos

- Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

- Pessoas com autismo maiores de 18 anos

- Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)

A companhia reforçou as ações no local, com mais controladores coordenando o sistema “siga e pare”. O objetivo é minimizar os congestionamentos.

Com a chegada das obras feitas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT, na Estrada União e Indústria, à rotatória do “Trevo de Bonsucesso”, em Itaipava, a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes - CPTrans reforçou o efetivo de controladores e agentes de trânsito na região. A ação, realizada nesta terça-feira (6), terá continuidade. O objetivo é minimizar os transtornos provocados pelos trabalhos. A orientação é que os motoristas tentem evitar o trecho nos próximos dias.

“É uma etapa sensível da intervenção, tendo em vista que, agora, a obra está sobre o trecho da ponte e amanhã chega à rotatória que dá acesso à BR-040. Isso pode gerar mais congestionamentos neste trecho nos próximos dias. Por isso, é fundamental que os motoristas evitem esta área, optando, por exemplo, pela BR-040”, ressalta o diretor-presidente da CPTrans, que na manhã e tarde de hoje (6) coordenou as ações de organização do tráfego no trecho.

Desde o mês passado, quando a obra alcançou o trecho de Bonsucesso, a CPTrans vem direcionando o tráfego dos veículos, que seguem em direção ao distrito de Itaipava, pelo acesso à Nogueira, onde os motoristas (de veículos leves) devem seguir pela Avenida Leopoldina e Vila Epitácio e retornar para a Estrada União e Indústria. “Veículos pesados, como ônibus e caminhões, apenas, estão autorizados a trafegar pela União e Indústria até o trecho”, lembra o diretor-presidente.

Os motoristas que seguem direção ao centro, hoje, encontraram um sistema de siga e pare, organizado a partir da rotatória de acesso à BR-040, que amanhã também recebe o trabalho de raspagem e criação de estrias longitudinais para o novo asfalto.


Capina, pintura de postes, remoção de barracas inutilizadas, revitalização da demarcação das vagas de vans de turismo, são algumas das ações que estão em andamento na Rua Teresa, dentro do mutirão de serviços do Programa Acelera Petrópolis. A via também será uma das primeiras a ser beneficiada com pavimentação asfáltica. Um estudo para a instalação de um pórtico na entrada do pólo de moda também está sendo iniciado.

“Além de ser reconhecida nacionalmente, é um dos principais geradores de emprego e renda da nossa cidade, ou seja, é fundamental para o desenvolvimento econômico do município. Vamos seguir em frente com o Acelera Petrópolis, garantindo mais melhorias”, disse o governo interino.

O local ainda vai receber a revitalização dos abrigos de ônibus. Outras ações, principalmente de orientação e fiscalização sobre estacionamento irregular nas vagas destinadas as vans, continuam em andamento. Ainda para atender o pedido dos empresários, a Comdep está buscando alternativas para substituição das lixeiras de poste, já que os modelos atuais estariam sendo danificados no momento da coleta, pois a abertura é muito estreita.

O mutirão de serviços reúne todas as secretarias do Governo e, simultaneamente, está em andamento nas comunidades do Carangola, Retiro, Jardim Salvador, Roseiral. O Acelera Petrópolis nasceu com o objetivo de levar mais dignidade e qualidade de vida para os moradores das comunidade. Na primeira edição do programa, foram atendidas as comunidades do Independência, São Sebastião, Siméria, Quitandinha, Taquara, Bairro Mauá, Cremerie, Dr. Thouzet, e Valparaíso.

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde nesta terça (06/07), está em 47,14% em leitos clínicos e 36,96% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 128 pacientes internados, sendo 58 em UTIs e 70 em leitos clínicos. Cinco óbitos foram confirmados e inseridos na base de dados do município nesta terça.

Até agora foram realizados no município 173.033 testes para covid-19, com 42.058 resultados positivos e 129.959 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.311 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Óbitos:

1 – Mulher, 41 anos, moradora do Quitandinha. Internada no SMH no dia 13 de junho. Óbito registrado em 25 de junho no SMH. Paciente com obesidade.

2 – Homem, 68 anos, morador da Castelânea. Internado em 30 de abril no HST. Óbito registrado em 30 de junho no HST. Paciente com hipertensão arterial.

3 – Mulher, 67 anos, moradora da Coronel Veiga. Internada em 19 de junho na UPA Cascatinha. Transferida em 20 de junho para o HNSA. Óbito registrado em 3 de julho no HNSA. Paciente com hipertensão arterial e câncer de mama.

4 – Homem, 75 anos, morador do Centro. Internado em 26 de junho no Hospital Unimed. Óbito registrado em 3 de julho no Hospital Unimed. Paciente com hipertensão arterial, diabetes e câncer de próstata.

5 – Mulher, 88 anos, moradora do Centro. Internada em 2 de julho na UPA Cascatinha e transferida para o HMNSE em 3 de julho. Óbito registrado em 5 de julho no HMNSE. Paciente com Alzheimer.

Cadastramento começou nesta terça-feira (6), para vacinação a partir desta quarta (7)

A Prefeitura de Petrópolis amplia nesta terça-feira (6) o cadastro para vacinação contra a covid-19: pessoas a partir dos 45 anos podem se cadastrar no site www.petropolis.rj.gov.br, com aplicação da vacina a partir desta quarta-feira (7). A ampliação foi possível com a chegada de um novo lote de vacinas, que estão sendo entregues pelo Governo do Estado hoje. Pessoas que fazem parte dos grupos prioritários (como trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, da educação e da saúde, além de idosos e pessoas com comorbidades, gestantes, puérperas e lactantes) e que ainda não agendaram a vacinação continuam podendo se cadastrar, a qualquer momento, também no site da Prefeitura.

O governo interino lembrou que a ampliação da vacinação vem sendo feita com a chegada de novas remessas da vacina. “Seguindo o Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19, estamos trabalhando, agora, para ampliar a vacinação por faixa etária. Nossa meta é chegar, até o fim de agosto, a toda a população com mais de 18 anos, abrindo as vagas e anunciando as novas etapas conforme o recebimento das novas doses da vacina”, detalhou.

O secretário municipal de Saúde frisou que a nova ampliação foi possível com a chegada de uma nova remessa de vacinas. “São mais de 7 mil doses para 1ª dose. Assim pudemos abrir novas vagas para cadastramento e ampliar o público. Seguimos avançando no trabalho com responsabilidade e planejamento, garantindo que todos os que agendarem a vacina encontrarão as doses no posto para o qual se cadastrou. Além disso, também garantimos que a segunda dose da vacina recebida pelo município será utilizada especificamente para este fim. Isso é uma segurança para quem tomou a primeira dose aqui, já que não terá problemas para completar o ciclo de imunização”, enfatizou.

Até o momento Petrópolis tem 120.354 pessoas que receberam a primeira dose, 40.828 que receberam a segunda dose e 2.357 vacinadas com a dose única do imunizante. A vacinação segue sendo feita em 10 pontos distribuídos nos cinco distritos da cidade.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde, um assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. Há, ainda, informações sobre a vacinação contra a gripe. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Podem se cadastrar para a vacinação neste momento:

- Pessoas com mais de 45 anos sem comorbidades

- Gestante, puérperas e lactantes (mães de bebês com até 12 meses) com e sem comorbidades acima de 18 anos. *Importante destacar que gestantes e puérperas devem apresentar laudo indicando que estão aptas a receber a vacina e lactantes devem apresentar declaração ou laudo que comprove que estão amamentando. A vacinação de gestantes, puérperas e lactantes maiores de 18 anos continuará sendo feita com a aplicação das vacinas CoronaVac ou Pfizer. As doses dos imunizantes destinadas a este público estão sendo aplicadas em dois pontos da cidade: no campus da UCP Benjamin Constant (Centro) e no Parque Municipal, em Itaipava.

- Profissionais de Transporte Coletivo Rodoviário, motoristas de transporte escolar cadastrados junto a CPTrans e caminhoneiros (carteiras de habilitação C ou E) – maiores de 18 anos.

- Profissionais da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, ensino superior e ensino profissionalizante

- Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

- Pessoas com comorbidades e deficientes maiores de 18 anos

- Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

- Pessoas com autismo maiores de 18 anos

- Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)