As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na segunda (19/07) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 2.930 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 1.011 receberam a primeira dose e 1.919 receberam a segunda dose. Até o momento 135.701 pessoas receberam a primeira dose, 46.722 receberam a segunda dose e 6.726 receberam a dose única do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização foram vacinados 1.309 idosos, sendo três com a primeira dose e 1.306 com a segunda dose. A primeira dose da vacina foi aplicada em 1.247 pessoas com idade entre 40 e 59 anos sem comorbidades, sendo 990 com a primeira dose e 257 com a segunda dose.

Também receberam a segunda dose do imunizante 138 pessoas com comorbidades. Receberam a vacina ainda duas puérperas, sendo uma com a primeira dose e uma com a segunda. Equipes vacinaram também 234 profissionais, de Saúde, sendo 17 com a primeira dose e 217 com a segunda.

A campanha de imunização contra a covid-19 segue nesta terça (20/07), com a vacinação de pessoas acima de 40 anos sem comorbidades e pessoas de grupos prioritários elencados pelo Ministério da Saúde. O cadastro deve ser preenchido no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). A vacinação contra a covid-19 acontece em pontos distribuídos nos cinco distritos.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

A prefeitura de Petrópolis realizou entre os dias 12 e 17 de julho a castração de 1.166 animais. A ação que ocorreu por meio da Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Saúde, em parceria com a Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea), atendeu moradores da região do Bingen, na Escola Santa Maria Goretti. Foram operados em média 194 animais por dia, por uma empresa contratada pela Prefeitura que estava com equipes e um castramóvel no local.

O governo interino destacou a importância da ação. “Esta grande quantidade de castrações em poucos dias contribui para o controle da população de animais. Foram atendidos animais que pertencem aos moradores dos bairros Castrioto, Dias de Oliveira, Duarte da Silveira, Manoel Torres, Capela, entre outras localidades. Agradeço o trabalho em parceria da Secretaria de Saúde, da Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância em Saúde e da Coordenadoria de Bem-Estar Animal”.

Foram castrados 648 cães – 427 machos e 221 fêmeas – e 518 gatos – 279 machos e 239 fêmeas. Para serem operados, os pets foram previamente inscritos nas unidades de saúde da família da região. Entidades protetoras da causa animal tiveram um percentual de cirurgias garantidas, por meio da Cobea.

Outros 34 animais que estavam cadastrados para o procedimento não puderam ser castrados, conforme explica o secretário de Saúde. “A meta era realizarmos a operação de 1.200 animais. Porém 34 pets foram impedidos de ser castrados pela sua condição física, ao passarem pela equipe de triagem. Animais idosos, acima do peso ou desnutridos não puderam ser operados, por correrem riscos com o procedimento anestésico” disse.

A região do Bingen foi selecionada por fatores socioeconômicos, como o aumento no número de animais com doenças transmissíveis, em uma região que ainda não havia sido contemplada dentro do Projeto de controle populacional de cães e gatos com Unidade Móvel. Outro fator de avaliação foi pela região apresentar alto quantitativo de animais vacinados contra raiva.

A coordenadora da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, agradeceu o empenho de toda equipe: “Estamos felizes com o trabalho realizado. Agradeço a todo grupo de trabalho, desde a triagem, pesagem, cirurgia e pós-operatório, e também a equipe do Dr. Ricardo.

O presidente do Conselho Municipal de Proteção aos Animais (COMUPA) elogiou o trabalho realizado. "O COMUPA tem atuado de forma conjunta com a prefeitura. Estivemos presentes na ação e ficamos impressionados com o trabalho bem organizado e com a aceitação da população. Ficamos muito felizes com todo cuidado em prol dos animais".

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, nesta segunda (19/07), em 28,36% em leitos clínicos e 35,23% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 111 pacientes internados, sendo 62 em UTIs e 49 em leitos clínicos. Um óbito foi confirmado e incluído na base estatística nesta segunda.

Até agora foram realizados no município 176.450 testes para Covid-19, com 43.066 resultados positivos e 132.799 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.346 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Óbitos registrados:

Homem, 74 anos, morador no Carangola. Internado em 19.06.2021 no SMH. Óbito registrado em 30.06.2021 no SMH. Paciente com hipertensão arterial.

Os cartões do Programa Merenda Certa serão recarregados na terça-feira (20/07). A informação foi confirmada pelo governo interino. Mais uma vez, o crédito será concedido para os cerca de 41 mil alunos da rede municipal de Educação.

“É uma forma de reforço alimentar nesse período em que as aulas presenciais continuam suspensas. Sabemos o quanto o programa auxilia as famílias”, confirma o governo interino.

Vale salientar que, em caso de perda de cartão ou da senha, os beneficiários devem entrar em contato com o SAC da empresa administradora do cartão.

“Junto do cartão, cada aluno recebeu uma carta com todas as informações sobre como proceder em cada caso. A administradora do cartão tem um canal direto que orienta as famílias. Aqueles que acabaram de ingressar na rede e têm dúvidas, podem procurar auxilio da Secretaria de Educação”, explicou a secretária de Educação.

Na Secretaria de Educação, o Departamento que pode ajudar em caso de perguntas é o da Inspeção Escolar: 2246-8675.

Nesta terça-feira (20), de 09h às 16h, serão oferecidos na Praça da Inconfidência, no Centro da cidade, testes rápidos para hepatites B e C, sífilis e HIV. Além disso, serão distribuídos materiais informativos e kits de prevenção alertando sobre a importância da conscientização sobre as doenças. A ação faz parte da programação da Área Técnica de IST/Aids em alusão ao Julho Amarelo, mês da conscientização das hepatites virais e acontecerá em parceria com o Consultório na Rua, que disponibilizará um ônibus para programação.

Esta é a segunda atividade de estímulo ao diagnóstico oportuno e prevenção das hepatites virais. No dia 13, a equipe da Área Técnica de IST/Aids esteve no Centro de Saúde do Itamarati oferecendo testes na unidade. E em 28/07, no dia Mundial de combate às Hepatites Virais, será a vez da testagem na Praça de Corrêas, das 9h às 16h, em parceria com o Gabinete da Cidadania.

"Ações como esta são importantes para despertar a atenção das pessoas sobre o tema. É uma maneira de ampliar o acesso à informação", lembra o governo interino. “Precisamos alertar a população sobre o combate as hepatites virais. Em 2020, Petrópolis teve 27 pessoas com a doença. Com o tratamento preventivo, podemos diminuir esse número. A falta do conhecimento da existência da doença é o grande desafio. A recomendação é que todas as pessoas com mais de 45 anos de idade façam o teste gratuitamente”, disse o secretário de Saúde.

A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ser causada por vírus, uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas. Nem sempre a doença apresenta sintomas. Quando aparecem, eles se manifestam na forma de cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

A coordenadora da Área Técnica de IST/Aids, ressalta a importância das ações de prevenção: “As hepatites são doenças silenciosas. Em muitos dos casos as pessoas estão infectadas e não sabem que tem a doença. Por isso é importante a realização de testes para diagnóstico e tratamento oportuno. Saber da doença o quanto antes, é fundamental para a viabilização do tratamento”.

As hepatites virais podem ser transmitidas pelo contágio fecal-oral, relação sexual desprotegida, contato com sangue contaminado através do compartilhamento de seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos perfuro-cortantes, da mãe para o filho durante a gravidez (transmissão vertical), e por meio de transfusão de sangue ou hemoderivados.

Em 2010, a Organização Mundial de Saúde instituiu o dia 28 de julho como Dia Mundial de combate às Hepatites Virais. No Brasil, desde a publicação da Lei nº 13.812 em 2019, foi instituído o Julho Amarelo, um mês para a efetivação de ações de combate às hepatites virais.

87,5% dos animais que estavam disponíveis foram adotados

Onze cães e três gatos receberam um novo lar, no último sábado (17), na sétima edição da Campanha de Adoção de Animais promovida pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea). Nessa fase, os animais foram levados exclusivamente por protetores independentes. Quatorze dos 16 pets que estavam disponíveis foram acolhidos, uma taxa de 87,5% de adesão. Com esse número, a Cobea alcançou a marca de 67 cães e gatos adotados desde a primeira etapa, ocorrida em fevereiro.

O Governo Interino comemorou o resultado deste fim de semana e fez questão de ressaltar que a recorrência da campanha é fundamental para a popularização da causa. “Já estamos na sétima edição e com resultados excelentes. Está sendo um sucesso. Realizar a ação a cada 14 dias faz com que a população se habitue com o evento”, afirmou.

Nessa última campanha houve uma novidade em relação às últimas. A Universidade Estácio de Sá esteve presente no local realizando palestras e entrevistas com a intenção de gerar reflexão sobre assuntos importantes voltados à causa animal. O coordenador de Bem-estar Animal destacou a colaboração em prol do assunto e falou do papel de conscientização que as conversas trazem.

“Quem estava passando por lá naquele momento teve sua atenção tomada pelo evento. Foi muito produtivo e importante trazer esse conhecimento à população. Além do lado acolhedor, levantamos temas que, em muitos casos, não são de conhecimento popular. Tenho certeza que o sucesso dessa semana se fez por toda estrutura que formamos”, disse.

Além do apoio da universidade, a iniciativa também contou com o apoio da CPTrans, Guarda Municipal, Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (Comupa) e da loja de ração Rospauth, que cedeu um vale de 10% de desconto em produtos para os novos tutores.


Caso estivesse vivo, Alberto Santos Dumont, conhecido como o “Pai da Aviação”, completaria 148 anos nesta terça-feira (20/07). E a data será lembrada com uma programação especial na sua antiga casa de veraneio em Petrópolis, hoje Museu Casa de Santos Dumont. Quem estiver no espaço vai ganhar um card com curiosidades sobre a vida dele e suas criações. Neste dia, turistas e petropolitanos também não pagam pela visitação.

Nascido em 1873, na Fazenda Cabangu, em João Gomes (hoje chamada de Santos Dumont), em Minas Gerais, o inventor escolheu a Cidade Imperial para construir seu imóvel de veraneio. Foi na “Encantada”, como a casa é chamada, que ele escreveu um de seus dois livros, a obra intitulada “O que eu vi e o que nós veremos”. “Santos Dumont é uma personalidade conhecida no mundo todo, então é um orgulho para a cidade essa forte ligação com Petrópolis”, ressalta o governo interino.

A casa que foi local de descanso para Santos Dumont foi construída em 1918. Naquela época, poucos imaginavam que o terreno íngreme que ficava bem na entrada da Rua do Encanto, no Centro da cidade, poderia abrigar uma moradia. Considerado visionário, ele desenhou e planejou, com a ajuda do engenheiro Eduardo Pederneiras, seu chalé. Quem sobe as escadarias e entra na imóvel consegue notar de cara que se trata de uma casa especial. Para entrar, só é possível com o pé direito, em função do formato das escadas criadas por Santos Dumont.

"Boa parte do tempo livre dele era em Petrópolis, já que era amigo de personalidades ligadas a cidade, como a Princesa Isabel, por exemplo. São diversas curiosidades que ligam a história de Santos Dumont ao nosso município. Por isso, não podemos deixar de homenagear esse grande personagem da história do país", diz o presidente do Instituto Municipal de Cultura.

Na manhã desta segunda-feira (19.07) o governo interino visitou o Quilombo da Tapera, no Vale da Boa Esperança, em Itaipava, para ouvir os moradores e conhecer algumas atividades promovidas para a valorização cultural dos quilombolas e geração de renda em prol da comunidade.

Entre essas ações está a criação de uma cozinha comunitária e o cultivo de mudas e sementes orgânicas, sem misturas e com alto valor de mercado. Também existe um projeto para que a comunidade tenha um box no Hortomercado Municipal, em Itaipava, para comercializar a produção e divulgar a cultura quilombola. O governo municipal também já realizou melhorias na estrada de acesso a localidade e estuda ainda um projeto esportivo que atenda as crianças do quilombo.

“O trabalho que a comunidade realiza é muito interessante. Hoje pude ouvir as reivindicações dos moradores e vamos, dentro do que for possível ao poder público, atender aos pleitos. Vamos dar suporte ao programa de mudas e sementes e estar mais próximo dessa comunidade, com uma história rica e tão importante para a cidade”, destaca o governo interino, que estava acompanhado pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, pela coordenadora especial de Articulação Institucional, pelo diretor do Departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, além do engenheiro agrônomo da EMATER-RJ.

A moradora Eva Lúcia Cassiano, elogiou a relação com a atual administração, que está mais próxima da comunidade. “É muito bom que a relação entre a nossa comunidade e a prefeitura esteja mais estreita. Temos sempre que encurtar essa distância, nós precisamos muito do auxílio do poder público”, afirma ela.