Projeto trouxe o trabalho da Orquestra Maré do Amanhã até o público

O domingo foi diferente em Petrópolis. O Projeto Caravana da Esperança, criado para levar o trabalho da Orquestra Maré do Amanhã, formada por jovens moradores da favela da Maré, no Rio de Janeiro, até o público em meio à pandemia, espalhou alegria pelas ruas da cidade. Foram mais de cinco horas de apresentação sobre um caminhão, que percorreu algumas das principais ruas do primeiro distrito.

Com o apoio da Prefeitura, o comboio musical saiu por volta das 10h do Bingen. Pelo caminho, as pessoas acenavam, batiam palmas e muitos, emocionados, choravam com a apresentação da orquestra. O repertório incluiu canções que passearam pelo rock, como Sweet Child’O’Mine, da banda Guns and Roses, MPB, com uma versão de Águas de Março, de Tom Jobim, e clássicos com obras de Mozart.

O governo interino que acompanhou de perto a apresentação, destacou a emoção e a beleza da apresentação da Orquestra Maré do Amanhã e o efeito que a passagem deixou nos petropolitanos. “Eu me emocionei e pude ver diversas pessoas que também estavam muito emocionadas e felizes com a passagem da orquestra pela cidade. A música tem o poder de mudar e transformar as vidas das pessoas. Mudou a desses jovens que fazem parte do projeto. Foi um privilégio vivenciar tudo isso. Foram momentos inesquecíveis, carregados de muita emoção”, destacou.

A educadora Diva Simas, que estava no Bingen aguardando a passagem da orquestra, disse que era uma oportunidade única de poder ter contato com um projeto tão bonito e importante. “Conheço o trabalho desses jovens e, hoje, poder estar aqui ao lado deles, ouvindo essas músicas tão bonitas, é muito especial. Parabéns para todos os que estão envolvidos nesta ação”.

O aposentado Gerson Pereira, de 80 anos, fez questão de ir até a rua, próximo ao veículo dos músicos, e aplaudir. “Lindo! Simplesmente lindo. Estou emocionado de poder estar aqui e assistir esse espetáculo”, disse.

O caminhão, adaptado para as apresentações, fez uma parada em frente à Catedral São Pedro de Alcântara. As pessoas puderam apreciar canções de Roberto Carlos neste momento. A orquestra passou pelo terminal de ônibus do Centro, Rua Teresa e Alto da Serra, seguindo em direção ao Quitandinha, onde encerrou o roteiro ao redor do lago.

Carlos Eduardo Prazeres, que é diretor executivo da Orquestra Maré do Amanhã, externou a emoção de estar se apresentando em Petrópolis com o projeto. “Já fizemos apresentações muito bonitas, mas hoje, aqui, as pessoas já estavam nos esperando, emocionadas e alegres. Isso não tem preço”, disse ele, que tem uma forte ligação com a cidade. “Eu estudei em Petrópolis dos meus 12 anos até os 17 e, desde 2009, eu vivo nesta cidade, que é maravilhosa. Meu filho também é nascido aqui, então, hoje, estar com o projeto aqui, é muito especial e inesquecível”.

O maestro responsável pela orquestra, Filipe Kochem, que é petropolitano, também enfatizou a felicidade e a responsabilidade que foi se apresentar na cidade. “Sou petropolitano e poder apresentar um pouco do trabalho para meus conterrâneos é uma alegria muito grande".

Na caravana, o grupo da orquestra é limitado a 12 músicos. Foram mais de dois meses de adaptação para que o grupo pudesse entender a dinâmica de tocar com o veículo em movimento.

A Orquestra Maré do Amanhã é composta por 300 jovens, divididos em três núcleos principais. O projeto também atende mais de 3,7 mil pessoas em 22 pontos dentro das 17 comunidades que formam o Complexo da Maré.

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, neste domingo (11/07), em 36,99% em leitos clínicos e 44,57% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 101 pacientes internados, sendo 58 em UTIs e 43 em leitos clínicos.

Até agora foram realizados no município 174.414 testes para Covid-19, com 42.427 resultados positivos e 131.011 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.320 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

É o principal prêmio do Poder Judiciário no país

O Programa Municipal de Pacificação Restaurativa - Petrópolis da Paz, criado pela prefeitura de Petrópolis, através da Lei Municipal 7.532/17, está concorrendo a 18ª edição do Prêmio Innovare, que este ano segue o tema “Defesa da Igualdade e da Diversidade”. Ao todo, 634 práticas de todo o Brasil estão concorrendo nas categorias Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia, Justiça, CNJ/Tecnologia e Cidadania, na qual o município está inscrito.

“Poder participar do prêmio Innovare é a prova de que estamos avançando na administração pública. Isso porque, mediação de conflitos e justiça restaurativa são práticas ainda não comuns neste setor, mas que fazem a diferença na vida do cidadão. Petrópolis é referência no Brasil”, destaca o governo interino.

A coordenadora do programa explica que o programa busca identificar e promover iniciativas vanguardistas e de sucesso no campo da Justiça Restaurativa no Brasil. “Participar desse prêmio é, sem dúvida, uma grande conquista para o nosso município. Fazer parte dessa seleção e avançar para a segunda fase é um importante reconhecimento do trabalho que estamos desenvolvendo. Nos sentimos honrados”, diz a coordenadora.

A premiação, de alcance nacional, destaca e divulga as boas práticas jurídicas desenvolvidas por profissionais relacionados à justiça brasileira, e que têm como objetivo aprimorar e tornar o atendimento jurídico mais acessível à população. Na primeira fase, a comissão julgadora fez a avaliação dos inscritos observando dez critérios, como eficiência, celeridade, qualidade, criatividade, praticidade, ineditismo, exportabilidade, satisfação dos usuários, alcance social e abrangência territorial. “Passamos pelas entrevistas e encontros on-line. Agora aguardamos o resultado que deve ser divulgado no fim deste ano”, adianta.

Petrópolis é a única cidade do Estado que conta com o Programa Municipal de Pacificação Restaurativa, instituto em 2017, por meio de lei municipal. A iniciativa está inserida nas políticas públicas do município e, através dela, o município busca mitigar a violência, promover a justiça social e aprimorar as relações humanas.

O Programa Municipal de Pacificação Restaurativa consiste em um conjunto articulado de estratégias inspiradas nos princípios da Justiça e das Práticas Restaurativas, visando uma intervenção destinada a construir e alcançar a paz, direcionando-se aos principais fatores que movem os conflitos, abrangendo métodos autocompositivos na resolução de conflitos.

Sobre o Prêmio Innovare:

Desde sua criação, em 2004, o Prêmio Innovare vem trabalhando para identificar e colocar em evidência iniciativas que trazem inovações e contribuem para o aprimoramento da justiça. Ao todo, já foram premiadas 240 práticas, entre mais de 7 mil trabalhos, em diferentes áreas da atuação jurídica. Todas as iniciativas selecionadas são incluídas no Banco de Práticas do Innovare. Elas podem ser consultadas gratuitamente no site www.premioinnovare.com.br, através de buscas por palavra-chave, edição e categoria em que foram inscritas, local de origem e status (premiada, homenageada ou deferida).

O Prêmio conta com o apoio de instituições parceiras que colaboram para a credibilidade e prestígio da premiação. Entre elas estão a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (Anadep), Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Conselho Federal da OAB, Associação Nacional dos Procuradores de República (ANPR), Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública, com o apoio do Grupo Globo.

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, neste sábado (10/07), em 40,00% em leitos clínicos e 40,22% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 98 pacientes internados, sendo 54 em UTIs e 44 em leitos clínicos.

Até agora foram realizados no município 174.414 testes para Covid-19, com 42.427 resultados positivos e 131.011 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.320 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Então anota aí:

Neste domingo (11), a partir das 10h, os músicos desta orquestra formada por jovens da Favela da Maré estarão em Petrópolis, para uma apresentação mais do que especial! Sobre um caminhão, eles vão percorrer algumas das principais ruas da cidade, espalhando sua arte e alegria!

Vá para a janela, para a porta da sua casa... Se estiver na rua, aproveite também, sem esquecer da máscara e do distanciamento, afinal, a pandemia não acabou.

Onde tem música, tem alegria. Tem esperança!
Não perca! A emoção está garantida!

Itinerário previsto (das 10h às 14h)
Bingen
Centro (próximo à Catedral)
Barão do Rio Branco
Corrêas
Cascatinha
Centro (próximo ao Obelisco)
Rua Teresa
Alto da Serra (Albino Siqueira)
Quitandinha

Em meio a pandemia, projeto leva o trabalho da Orquestra Maré do Amanhã até o público

O petropolitano terá um domingo diferente e repleto de música. O projeto Caravana da Esperança, criado para levar o trabalho da Orquestra Maré do Amanhã, formada por jovens moradores da favela da Maré, no Rio de Janeiro, até o público em meio a pandemia, vai passar por Petrópolis amanhã (11.07), a partir das 10h. Com o apoio da Prefeitura, os músicos percorrerão, sobre um caminhão, várias áreas da cidade, mostrando sua arte e espalhando alegria.

O caminhão, adaptado para as apresentações, vai iniciar o trajeto no pórtico do Bingen, seguindo até os arredores da Catedral São Pedro de Alcântara. Dali, a orquestra seguirá pela Avenida Barão do Rio Branco até Corrêas, retornando ao Centro por Cascatinha. O grupo seguirá ao Centro, passando pelo Obelisco, seguindo em direção à Rua Teresa. O veículo com os jovens músicos da Orquestra Maré do Amanhã seguirá, então, pela Rua Coronel Albino Siqueira, em direção ao Quitandinha, fechando sua apresentação no pórtico de entrada da cidade no mesmo bairro por volta das 14h. Vale ressaltar que o itinerário pode sofrer alterações ao longo do percurso, conforme o fluxo do trânsito. Toda a ação será acompanhada por agentes da CPTrans.

O governo interino destaca a importância desta ação na cidade. “Em um momento como o que vivemos, receber a Caravana da Esperança é um privilégio. É um projeto que evidencia o poder que a arte tem de transformar vidas! Como, neste momento, por causa da pandemia, não é possível juntar todo mundo em um único lugar para prestigiar o trabalho da orquestra, os músicos é que levarão sua arte para mais perto das casas dos petropolitanos. Tenho certeza de que as pessoas vão prestigiar com muito carinho esses jovens músicos, da janela de suas casas e apartamentos, nas ruas. Serão momentos muito especiais, de muita emoção”, garante o governo.

O Projeto Caravana da Esperança nasceu de uma ideia do diretor executivo da Orquestra Maré do Amanhã, Carlos Eduardo Prazeres. “Após um ano sem apresentações, tive a ideia de levar o som da orquestra para as pessoas sem nenhum tipo de aglomeração. Adaptamos o trio elétrico para os músicos, respeitando o distanciamento entre eles, e agora podemos ir até as cidades. E é a vez de Petrópolis”, exalta Carlos Eduardo, que tem uma ligação especial com a cidade. “Aos 12 anos, estudei em Petrópolis, no antigo colégio São Vicente, e, depois, no Instituto Social São José. Em seguida retornei ao Rio. Mas a ligação com a cidade continua, até porque meu filho nasceu no município. “Será um momento muito especial também para mim”, completa.

O caminhão que leva a Orquestra do Amanhã da Maré tem 14 metros de comprimento. Para garantir o distanciamento, o grupo da orquestra é limitado a 12 músicos. Foram mais de dois meses de adaptação para que o grupo pudesse entender a dinâmica de tocar com o veículo em movimento.

A Orquestra Maré do Amanhã é composta por 300 jovens, divididos em três núcleos principais. O projeto também atende mais de 3,7 mil pessoas em 22 pontos dentro das 17 comunidades que formam o Complexo da Maré.


Governo interino acompanhou o trabalho, ao lado dos secretários de Assistência Social e Saúde

ma ação de abordagem a pessoas em situação de rua, realizada nesta sexta-feira (9) em conjunto por equipes do Centro Pop, Núcleo de Integração Social (NIS), Unidade de Acolhimento Temporário (Unat), Consultório na Rua e Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) conseguiu garantir o acolhimento a 30 pessoas. Durante o dia, 22 pessoas aceitaram o acolhimento e, à noite, em ação que contou com a participação do governo interino, da secretária de Assistência Social, do secretário de Saúde. Outras 10 pessoas foram atendidas. Destas, sete foram levadas para pernoite no NIS, uma à UnAT e duas para suas residências.

"Ver de perto o trabalho das equipes de assistência social e da saúde reforça a importância destas ações. O trabalho para dar dignidade às pessoas, para acolher e apoiar no resgate de sua autoestima é essencial. Em meio a uma pandemia e durante o inverno, este trabalho se torna ainda mais necessário. Sabemos que o dia a dia é difícil. Há toda uma mobilização de profissionais para convencer estas pessoas para que aceitem o acolhimento, para que se abriguem e aceitem os serviços que oferecemos em nossos equipamentos”, lembrou o governo interino, que acompanhou os acolhidos até o NIS, no Alto da Serra.

No local conheceu Andrey Everaldo Corrêa, que agradeceu a presença do prefeito e elogiou o serviço no NIS. “Não temos do que reclamar aqui no NIS. A pandemia atrapalhou todo mundo, mas mesmo assim o prefeito e essa equipe não se esqueceram da gente, não deixaram a gente de lado", frisou Andrey, lembrando que, no local, os acolhidos têm acesso à orientação e produtos de higiene, alimentação e local adequado para dormir.

O serviço de abordagem social da Prefeitura é o responsável pelo atendimento da população em situação de rua e funciona 24 horas por dia. As equipes abordam as pessoas nas ruas, na tentativa de convencê-las a aceitar o acolhimento. Desde o início de junho, com a chegada do frio, a Secretaria Municipal de Assistência Social intensificou este trabalho de busca ativa na cidade. A meta é que todas as pessoas sejam encaminhadas aos abrigos institucionais, pelo menos durante a noite, período em que o frio é mais intenso.

"É um trabalho de acolhimento que oferece apoio e dignidade a estas pessoas. Acompanhar e vivenciar este trabalho nos dá esperança de poder resgatar a dignidade e oferecer ferramentas para que possam ser reintegradas ao convívio social", destacou o secretário de Saúde.

A secretária de Assistência Social afirmou que a presença do prefeito interino no trabalho de abordagem a pessoas em situação de rua evidencia a importância dada pelo governo municipal ao público mais vulnerável, que enfrenta um momento difícil imposto pelo inverno e pela pandemia da Covid-19.

"Nos tantos anos que tenho de atuação na Assistência Social, é a primeira vez que vejo prefeito, secretário de saúde e vereador, em conjunto, conhecendo de perto as dificuldades deste trabalho, as mazelas da população em situação de rua e ouvindo in loco os anseios dos que atuam, diuturnamente, nesta árdua, mas gratificante tarefa", enfatizou.


O bairro Alto da Serra e comunidades adjacentes serão as próximas beneficiadas com o mutirão de serviços do programa Acelera Petrópolis. As equipes do governo estarão na região a partir do próximo dia 19 de julho. As intervenções incluem diferentes serviços à comunidade, incluindo ações de capina, roçada, pintura de postes, revitalização e instalação de abrigos de ônibus, sinalização viária, tapa-buracos, melhorias em praças e parquinhos, por exemplo.

“Estamos avançando aos poucos. Desta forma, já chegamos a 14 comunidades da cidade, sempre priorizando as áreas mais carentes. Nosso objetivo é valorizar e promover o resgate da autoestima de quem vive nessas regiões”, disse o governo interino.

Desde o lançamento do programa, em 8 de junho, as equipes já passaram pelo Independência, São Sebastião, Siméria, Quitandinha, Taquara, Bairro Mauá, Cremerie, Dr. Thouzet, Quitandinha e Valparaíso. Neste momento as ações estão concentradas no Carangola, Retiro, Roseiral e Jardim Salvador.

Para a coordenadora Especial de Articulação Institucional, o programa é uma forma da prefeitura estar mais presente na comunidade. “Existem questões que, apesar de pequenas, são de grande significado para a população local, como revitalização de praças e pontos de ônibus, por exemplo”, disse.

Um braço do programa também está em andamento na Rua Teresa. Isso porque, o pólo de moda é um dos principais impulsionadores da economia do município e contribui para a geração de emprego e fortalecimento do setor turístico da cidade.

No período, as comunidades beneficiadas nesta edição do Acelera Petrópolis estarão recebendo a visita do ônibus lilás, do Centro de Referência em Atendimento à Mulher - CRAM e o CRAS Itinerante. Serviços, como a atualização do Cad-único para manutenção ou obtenção das tarifas sociais de água e energia elétrica, por exemplo, poderão ser realizadas.

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na sexta-feira (09/07) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 2.180 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 581 receberam a primeira dose, 122 receberam a segunda dose e 1.477 receberam a dose única. Até o momento 124.751 pessoas receberam a primeira dose, 41.376 receberam a segunda dose e 6.081 receberam a dose única do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização foram vacinados 33 idosos, sendo seis com a primeira dose, 24 com a dose única e três com a segunda. A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 425 pessoas com idade entre 45 e 59 anos sem comorbidades, além de 1.389 pessoas que receberam a dose única.

Também receberam o imunizante 65 pessoas com comorbidades, sendo nove com a primeira dose, 53 com a dose única e três com a segunda. Cinco deficientes, também foram vacinados, sendo um com a primeira dose e quatro com a dose única.

Foram vacinadas ainda 17 gestantes, sendo 15 com a primeira dose e duas com a segunda. E ainda 37 puérperas e lactantes, sendo 36 com a primeira dose e uma com a segunda.

Equipes vacinaram também 167 profissionais de Saúde, sendo 49 com a primeira dose, sete com a dose única e 111 com a segunda. Além destes, 30 profissionais de educação receberam a primeira dose, assim como 10 trabalhadores de transportes coletivos e caminhoneiros. Dois integrantes de forças de segurança também receberam a segunda dose da vacina.

A campanha de imunização contra a covid-19 segue neste sábado (10/07), com a vacinação de pessoas acima de 45 anos sem comorbidades e pessoas de grupos prioritários elencados pelo Ministério da Saúde. Neste sábado a prefeitura está abrindo cadastro para vacinação de pessoas maiores de 43 anos. O cadastro deve ser preenchido no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). A vacinação contra a covid-19 acontece em pontos distribuídos nos cinco distritos.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde, um assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. Há, ainda, informações sobre a vacinação contra a gripe. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Podem se cadastrar para vacinação neste momento:

- Pessoas com mais de 43 anos sem comorbidades

- Gestante, puérperas e lactantes (mães de bebês menores de 2 anos) com e sem comorbidades acima de 18 anos. *Importante destacar que gestantes e puérperas devem apresentar laudo indicando que estão aptas a receber a vacina e lactantes devem apresentar declaração ou laudo que comprove que estão amamentando. A vacinação de gestantes, puérperas e lactantes maiores de 18 anos continuará sendo feita com a aplicação das vacinas CoronaVac ou Pfizer. As doses dos imunizantes destinadas a este público estão sendo aplicadas em dois pontos da cidade: no campus da UCP Benjamin Constant (Centro) e no Parque Municipal, em Itaipava.

- Profissionais de Transporte Coletivo Rodoviário, motoristas de transporte escolar cadastrados junto a CPTrans e caminhoneiros (carteiras de habilitação C ou E) – maiores de 18 anos.

- Profissionais da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, ensino superior e ensino profissionalizante

- Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

- Pessoas com comorbidades e deficientes maiores de 18 anos

- Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

- Pessoas com autismo maiores de 18 anos

- Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)

Petropolitanos com 44 anos começam a ser vacinados na quarta e os que têm 43 anos, na quinta-feira

Dando sequência à campanha para imunização de petropolitanos contra a covid-19, a Secretaria de Saúde inicia neste sábado (10/07) o cadastro para vacinação de pessoas sem comorbidades com 44 anos e 43 anos. Estes públicos começam a receber o imunizante partir de quarta-feira (14/07) e quinta-feira (15/07), respectivamente. A ampliação do público foi passível por conta da chegada de lotes de vacinas que, juntos, somam quatro mil doses e serão entregues pelo Estado neste sábado (10/07). Para receber a vacina é necessário fazer o cadastro junto a Secretaria de Saúde (www.petropolis.rj.gov.br). A Secretaria de Saúde segue vacinando os demais grupos já contemplados dentro do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. A prefeitura mantém 10 postos de vacinação distribuídos nos cinco distritos.

“Passo a passo, a cada nova remessa de vacinas que recebemos, vamos ampliando as faixas etárias e alcançando pessoas mais jovens. Os resultados da vacinação já são percebidos, com a redução no número de casos e nas internações. Todos esforços estão sendo feitos pela Secretaria de Saúde para que a cidade receba mais vacinas e possamos estar o quanto antes com toda população maior de 18 anos vacinada”, destaca o governo interino.

Segundo o prefeito, a meta é, até o fim do mês de agosto, estar vacinando pessoas na faixa etária a partir de 18 anos - dependendo para tanto, da regularidade por parte do Ministério da Saúde e do Estado, para o envio de doses em quantidade suficiente.

“A intenção é que possamos vacinar até o fim deste mês as pessoas com mais de 35 anos. Para isso dependemos do envio de vacinas. Com a regularidade no envio de novas remessas, seguiremos ampliando as faixas etárias até que toda população seja imunizada, o que será feito o mais rápido possível”, destaca o secretário de Saúde, lembrando que o departamento de Epidemiologia conta com uma equipe comprometida e tem a estrutura necessária.

Até quinta-feira (08/07) Petrópolis tinha 124.170 pessoas vacinadas com a primeira dose e 41.254 que completaram o ciclo de imunização recebendo também a segunda dose. Além destes, 4.604 pessoas que receberam a vacina em dose única.

Gestantes e lactantes

A Secretaria de Saúde de Petrópolis seguirá a orientação da Secretaria de Estado de Saúde para a aplicação da segunda dose da vacina Pfizer em gestantes que receberam a primeira dose do imunizante do laboratório AstraZeneca. Em Petrópolis 20 gestantes receberam a primeira dose da vacina AstraZeneca. Os prazos para a aplicação da segunda dose destas gestantes ainda não venceram. O departamento de Epidemiologia da Vigilância em Saúde disponibilizará vacinas da Pfizer para segunda dose nos dois pontos de referência para a vacinação de gestantes no município: UCP da Rua Benjamin Constant, no Centro e Parque Municipal, em Itaipava.

O município também está ampliando a vacinação para lactantes, passando a imunizar aquelas que amamentam bebês menores de 2 anos – até então tinham direito a imunização, mulheres que amamentam bebês com até 12 meses.

Podem se cadastrar para a vacinação:

- Pessoas com mais de 43 anos sem comorbidades

- Gestante, puérperas e lactantes (mães de bebês menores de 2 anos) com e sem comorbidades acima de 18 anos. *Importante destacar que gestantes e puérperas devem apresentar laudo indicando que estão aptas a receber a vacina e lactantes devem apresentar declaração ou laudo que comprove que estão amamentando.

- Profissionais de Transporte Coletivo Rodoviário, motoristas de transporte escolar cadastrados junto a CPTrans e caminhoneiros (carteiras de habilitação C ou E) – maiores de 18 anos.

- Profissionais da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, ensino superior e ensino profissionalizante

- Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

- Pessoas com comorbidades e deficientes maiores de 18 anos

- Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

- Pessoas com autismo maiores de 18 anos

- Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)


Depois de tratar joelhos e ombros com viscossuplementação, equipe do CMO realiza o procedimento também no quadril, pelo SUS

O governo interino e o secretário de Saúde seguem implementando tratamentos inovadores no Centro Municipal de Ortopedia (CMO) para melhorar a qualidade de vida de pacientes com artrose. A doença não tem cura, causa fortes dores e pode comprometer a mobilidade, principalmente dos idosos. Pouco mais de dois meses após iniciar os procedimentos de viscossuplementação de joelho – tratamento nunca antes ofertado na rede pública, mais um avanço: a equipe do CMO realizou a terapia para tratamento de um paciente com artrose no quadril.

O tratamento é feito por meio de uma infiltração intra-articular de ácido hialurônico, que reduz significativamente as dores provocadas pela artrose. Em dois meses, foram mais de 70 aplicações realizadas em pacientes do SUS, entre procedimentos de joelho, ombro e agora também quadril.

“São tratamentos modernos, que antes eram possíveis apenas a quem tinha acesso à rede particular. Estamos conseguindo trazer esta terapia para a rede pública e, com isso, melhorando muito a qualidade de vida das pessoas que sofrem com as dores decorrentes da artrose”, destaca o governo interino.

A terapia, realizada pelos ortopedistas Sérgio Ricardo Neto e Rodrigo Freitas, que há anos buscavam incorporar a técnica ao sistema público de Saúde, dá esperança a pacientes como o aposentado Ademir Mendes Gonçalves, de 79 anos. “A artrose é uma dor que incomoda muito. Este tratamento me trouxe muita esperança, pois o meu médico havia dito que não havia condições de operar”, conta.

“É uma terapia diferenciada, realizada por uma equipe especializada, que conseguimos trazer para o CMO. Um tratamento de qualidade, que reduz o processo inflamatório e a dor. Isso faz toda diferença no dia a dia das pessoas, devolvendo, principalmente aos idosos a mobilidade perdida por conta da artrose”, completa o secretário de Saúde.

A terapia - adjuvante no tratamento de pacientes com quadro inicial ou intermediário de artrose - foi incorporada ao SUS pela atual gestão do município em abril, com as primeiras aplicações feitas nos joelhos de pacientes com artrose pelos dois ortopedistas.

“A prefeitura de Petrópolis está sendo pioneira ao implementar a viscossuplementação na rede SUS. É uma terapia já consolidada na rede privada e utilizada em alguns grandes hospitais, mas que pela primeira vez foi incorporada ao sistema de Saúde por uma prefeitura. Temos aqui hoje condições diferenciadas para executarmos o procedimento. O equipamento de ultrassom, por exemplo, permite que a aplicação seja feita de forma precisa, o que contribui para termos melhores resultados”, explica o ortopedista Sérgio Ricardo Neto, que é especialista em quadril.

Para ter acesso às terapias novas, o paciente deve ser encaminhado ao ambulatório de artrose, no Centro Municipal de Ortopedia, onde passa por avaliação e triagens com os ortopedistas.

A artrose é uma doença que exige tratamento e que, muitas vezes, compromete a mobilidade do paciente, causando perda de equilíbrio, quadro de sinovite (inflamação) e dores. De acordo com os especialistas, a viscosuplementação é uma ferramenta importante, sobre tudo nos quadros iniciais e intermediário da doença.

“É um tratamento que devolve a qualidade de vida ao paciente, pois reduz as dores e também a necessidade de sessões de fisioterapia e uso de medicações como analgésicos e anti-inflamatórios. A melhora é visível já na consulta de retorno do paciente, uma semana após a aplicação. Lutamos muito por este projeto e hoje, conseguimos, com o apoio do secretário de Saúde e do diretor do HMNSE, trazer este tratamento aos pacientes do SUS e assim ajudar mais pessoas. É um sonho realizado”, diz o ortopedista Sérgio Ricardo Neto.

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, nesta sexta (09/07), em 39,71% em leitos clínicos e 40,22% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 107 pacientes internados, sendo 57 em UTIs e 50 em leitos clínicos. Quatro óbitos foram confirmados e inseridos na base de dados do município nesta sexta.

Até agora foram realizados no município 174.151 testes para Covid-19, com 42.365 resultados positivos e 130.727 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.320 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Óbitos registrados:

Homem, 60 anos, morador em Corrêas. Internado em 09.04.2021 no INCA. Óbito registrado em 21.04.2021 no INCA. Paciente com neoplasia de pulmão.

Homem, 77 anos, morador em Itaipava. Internado em 22.03.2021 no Hospital Copa Dor. Óbito registrado em 06.04.2021 no Hospital Copa Dor. Paciente com doença cardiovascular crônica, doença renal crônica e hipotireoidismo.

Homem, 92 anos, morador em Nogueira. Internado em 02.04.2021 no Hospital Adventista Silvestre. Óbito em 30.04.2021 no Hospital Adventista Silvestre. Paciente com doença renal crônica e doença cardiovascular crônica.

Homem, 86 anos, morador no Alto da Serra. Internado em 30.06.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HMNSE. Óbito registrado em 07.07.2021 no HMNSE. Paciente com Parkinson e Alzheimer.

Estão disponíveis nove vagas de emprego no Balcão de Empregos da Prefeitura, administrado pelo Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Os candidatos que tiverem interesse devem cadastrar os seus currículos pelo site www.petropolis.rj.gov.br.

O Balcão de Empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Dr. Porciúncula 75, Centro. O telefone para contato é o 2246-8942.

Confira as oportunidades:

1. Costureiro / Ambos os sexos / uma vaga / Ensino Fundamental Completo - Faixa Etária de 18 a 50 anos - Experiência em CTPS

2. Cortador / Ambos os sexos / uma vaga / Ensino Médio Completo / Faixa Etária de 18 a 50 anos / Experiência em CTPS

3. Estofador / Ambos os sexos / uma vaga / Ensino Fundamental Completo / Faixa Etária de 18 a 50 anos / Experiência em CTPS

4. Açougueiro / Ambos os sexos / uma vaga / Ensino Médio Completo / Experiência em CTPS

5. Repositor / Ambos os sexos / uma vaga / Ensino Médio Completo / Experiência em CTPS

6. Auxiliar de Serviços Gerais / Ambos os sexos / uma vaga / Ensino Fundamental Completo / Experiência em CTPS

7. Ajudante de Açougueiro / Ambos os sexos / uma vaga / Ensino Médio Completo / Experiência em CTPS

8. Motorista / Masculino / uma vaga / Ensino Médio Completo / Experiência em CTPS / CNH com Atividade Remunerada

9. Estoquista / Ambos os sexos / uma vaga / Ensino Médio Completo / Experiência em CTPS

A Comdep está implantando no Independência, um projeto piloto para frear o descarte irregular de entulho nas vias do município. Caçambas poli foram disponibilizadas em cinco pontos da comunidade e, ao mesmo tempo, ações de conscientização de moradores estão sendo realizadas na região.

As caçambas foram instaladas na Estrada do Independência, Ruas Ângelo João Brand, José Chaves (Cantão) e Leonor Maia. Uma delas também foi implantada na ligação dos bairros Independência e Taquara. Ao todo, são seis equipamentos e cada um deles tem a capacidade de receber cinco metros cúbicos de entulho.

De acordo com o presidente da Comdep, o Independência produz uma média de 150 toneladas de entulho mensalmente. “A região é uma das maiores geradoras desse tipo de material, por isso, decidimos começar esse trabalho por lá. Vamos avaliar os resultados e a meta é levar a ideia para outras comunidades”, explica o presidente da companhia.

Além de garantir que o bairro esteja visualmente mais organizado, a medida vai gerar mais agilidade e economicidade no serviço. Isso porque, a utilização de máquinas, como os tratores do tipo escavadeiras para a remoção do material, não serão mais necessários. As caçambas poli serão substituídas diariamente e apenas um caminhão poliguindaste será necessário para a realização do serviço.

A companhia ainda trabalha para aumentar em até quatro vezes a capacidade de recolhimento de entulho descartado de forma irregular pelas ruas da cidade. Importante lembrar que quem for flagrado cometendo a irregularidade pode ser multado em R$ 800. “É fundamental que as pessoas percebam que essa prática causa prejuízos para toda a comunidade”, destaca o presidente da Companhia, frisando que o descarte irregular de entulho é crime ambiental. Incluso no artigo 54 da Lei nº 9.605, prevê pena de prisão e pagamento de multa.

As principais realizações de Barão de Mauá nas áreas bancárias, industrial e, em especial, na ferroviária, estão disponíveis no Centro Cultural Estação Nogueira. Organizada por Luiz Carlos Veiga, morador do bairro, a mostra contém diversos objetos ligados a ele, tais como moedas, medalhas, selos, livros e quadros. A exposição será permanente, fazendo parte do acervo do espaço, tendo entrada franca e classificação livre.

“É muito importante que a gente tenha, principalmente nos distritos, espaços que ajudem a fomentar a cultura. Nosso objetivo é que os jovens ocupem esses locais. O Centro Cultural de Nogueira é um dos nossos mais belos equipamentos e a gente fica feliz que um morador do próprio bairro contribua com o espaço”, disse o governo interino.

Nascido em 28 de dezembro de 1813, em Jaguarão, no Rio Grande do Sul, e trazido ao Rio de Janeiro aos nove anos de idade, Barão de Mauá se chamava Irineu Evangelista de Souza. Ele criou primeira indústria naval no Brasil, ao adquirir um estaleiro em Ponta d’Areia em Niterói em 1844. Neste local passaram a ser construídos engenhos de açúcar movidos a vapor, canhões de bronze, pontes de ferro, fornos siderúrgicos e até navios.

Em 1852, ele esteve envolvido em dois importantes projetos: a construção de uma usina de gás para levar luz às ruas do Rio de Janeiro e uma ferrovia que ligasse o Porto de Mauá, no fundo da Baía de Guanabara, até ao trecho que hoje conhecemos como Raiz da Serra - Vila Inhomirim. A Cia de Gás do Rio de Janeiro foi concluída em março de 1854 e o primeiro trecho da ferrovia inaugurado em 30 de abril de 1854. Foi nesta ocasião, que Irineu recebeu do Imperador D. Pedro II o título de Barão de Mauá.

O Centro Cultural Estação Nogueira que fica na Av. Leopoldina, nº 317, em Nogueira. O local funciona de 9 às 17h, de terça até sexta-feira, e aos sábados, domingos e feriados das 9 às 13h.

O Diversão com Arte apresenta no próximo domingo (11/07), às 16h, no canal oficial da prefeitura no Youtube, o primeiro episódio da minissérie Cucaracha e Theobalda: Um Novo Olhar para o Lar. A dupla promete arrancar risadas de toda a família em quatro capítulos que contam a história de duas palhaças buscando alcançar objetivos em comum, com empatia, coragem e companheirismo, rindo dos seus erros e admirando suas potencias. A produção foi contemplada pelo edital da Lei Aldir Blanc.

Na minissérie, Theobalda recebe pelo correio sua última compra na internet: um jogo com instruções misteriosas que ela prontamente divide com sua melhor amiga, Cucaracha. Juntas, porem separadas cada qual em seu lar, elas brincam redescobrindo os cômodos de suas casas, e cada um destes proporciona uma experiência sensível e lúdica. O primeiro episódio é chamado "A Cozinha" e a minisérie será apresentada até o fim do mês.

"A palhaçaria é uma grande pedida para preencher com alegria os domingos das crianças de todas as idades. Estamos precisando de arte e diversão nestes momentos de necessário afastamento social enquanto a vacina avança. Temos certeza que todos vão curtir muito essas atrizes maravilhosas", disse a gerente do Centro de Cultura.

Como são artistas essencialmente do palco, os desafios do isolamento por conta da Covid 19 deram à dupla Raquel Theo e Florencia Santángelo a chance de iniciar uma revigorante pesquisa audiovisual. As duas criaram uma série de vídeos, descobrindo um caminho de investigação dentro da dramaturgia da palhaçaria feminina.

Sobre o Diversão com Arte

O Diversão com Arte apresenta sempre aos domingos, às 16h, no canal de Youtube oficial da Prefeitura de Petrópolis, vídeos contemplados pelo editais da cultura no município. O objetivo é abrir espaço para os artistas petropolitanos.