A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde nesta terça-feira (02/11) está em 6,67% em leito clínico da rede SUS. A UTI covid na rede SUS registrou 7,58% de ocupação. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 12 pacientes internados na cidade: sendo sete em UTIs e cinco em leitos clínicos.

Até agora foram realizados no município 205.008 testes para Covid-19, com 49.565 resultados positivos e 155.326 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.550 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Após o dia de chuva constante que afetou o município na última segunda-feira (01), a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias manteve efetivo reforçado para a continuidade dos atendimentos de ontem e novos registros desta terça-feira (02). Ao longo do dia de hoje, as equipes se dividiram para o atendimento de nove chamados. Ao todo no período, foram 41 ocorrências de: avaliação de risco geológico, deslizamentos, quedas de árvore, avaliação de risco estrutural em vias e em residências, alagamento, rolamento de pedra, além de avaliações preventivas. Em nenhum dos casos houve registro de vítimas.

Todos os atendimentos da Defesa Civil contaram com o suporte de agentes da Assistência Social, que garantiram o encaminhamento de 37 pessoas que ficaram desalojadas em decorrência da chuva. Todas as pessoas foram acolhidas em casa de familiares e estão recebendo o suporte necessário para a obtenção de serviços sociais necessários. “O dia de hoje foi em maior parte para finalizar os registros de ontem, mas em decorrência da previsão de instabilidade no tempo, mantivemos as equipes reforçadas para o suporte a novas ocorrências”, destacou o secretário Defesa Civil.

As 37 pessoas que ficaram desalojadas são das regiões da Estrada da Saudade (12), Caxambu (7), Quitandinha – Rua Alagoas (6), Quitandinha – Honduras (2), Batailard (2), Itamarati – Spartaco Banal (7) e Quarteirão Brasileiro (1). Todos estão recebendo orientações e suporte das equipes da Assistência Social

Para o fim do feriado, a previsão é de tempo ainda nublado, com a possibilidade de chuva, que só começa a dar uma trégua na manhã desta quarta-feira (3). A Defesa Civil alerta ainda para possibilidade de ventos intensos para o período da tarde. Pela manhã de hoje, o registro de acumulado de chuva era de 62.4 mm nas últimas 24 horas, no primeiro distrito.

Acumulado de chuva:

1º distrito: 62.40 mm/24h - 93.80 mm/48h - 99.40 mm/72h - 108.20 mm/96h
2º distrito: 48.75 mm/24h - 84.75 mm/48h - 85.25 mm/72h - 86.25 mm/96h
3º distrito: 38.25 mm/24h - 77.25 mm/48h - 77.25 mm/72h - 78.25 mm/96h
4º distrito: 26.75 mm/24h - 56.25 mm/48h - 56.25 mm/72h - 57.75 mm/96h
5º distrito: 31.00 mm/24h - 70.50 mm/48h - 70.50 mm/72h - 72.50 mm/96h

O racismo estrutural é o assunto do "IMC nas Redes – Conversas Culturais" da próxima quarta-feira (03/11). O encontro virtual será transmitido nas redes sociais da prefeitura (Facebook e Youtube), às 19h, com a participação de Andresa Chaves, Ariel Barbosa, Igor Vitorino e Pamela Mércia. A mediadora da roda de conversa on-line será a gerente do Centro de Cultura Raul de Leoni.

Pamela Mércia é gestora ambiental e idealizadora do projeto Todos Juntos Ninguém Sozinho. Consultora e educadora ambiental, também é pós graduanda em Engenharia Ambiental. Já Igor Vitorino é professor de história da Educação Básica, mestre e doutorando em história pela PPGHIS/UFPR. Nos últimos anos, desenvolve trabalhos acerca das cidades da ditadura, tendo como foco as relações da mídia e movimentos sociais.

Ariel Barbosa é ator, diretor e professor de teatro. Especialista em Didática Teatral e licenciando em Artes com extensão em História e cultura Africana e indígena. Já Andresa Chaves é professora e pedagoga, concursada da prefeitura de Petrópolis há 24 anos. Formadora do PNAIC, também estuda Neurociência aplicada à Educação.

As equipes da Defesa Civil atuam na conclusão dos atendimentos das ocorrências registradas ao longo do dia por conta da constante chuva que afetou o município, nesta segunda (01). Ao todo foram 32 ocorrências, a maior parte delas de deslizamentos. Dos registros, 35 pessoas tiveram que ser encaminhadas para casa de familiares em decorrência de possíveis impactos nas respectivas residências. Os agentes continuam com atuação em Estágio Operacional de Atenção, com efetivo reforçado até esta terça-feira (02).

Das ocorrências, seis resultaram no deslocamento dos moradores para casa de familiares ou vizinhos. Na Estrada da Saudade, cinco casas foram interditadas por conta de um deslizamento, afetando 12 pessoas (três crianças); No Caxambu, duas famílias em um total de sete pessoas, tiveram as moradias afetadas em locais diferentes; e no Quitandinha, na Rua Alagoas, dois registros afetou as moradias de duas famílias, sendo uma com duas pessoas outra com quatro; na Rua Honduras, outras duas pessoas foram deslocadas; no Spartaco Banal, no Itamarati, outras seis pessoas (duas crianças) tiveram a casa afetada por deslizamento; assim como no Quarteirão Brasileiro, onde um morador foi atendido; e no Batailard um morador foi acolhido por vizinho.

Até o momento, o maior volume de chuva foi registrado no primeiro distrito com 85,8 milímetros nas últimas 24 horas. A tendência para as próximas horas é de redução da intensidade da chuva, que se manteve moderada de forma constante nesta segunda-feira. Para as próximas horas, permanecem as condições para ocorrência de chuva fraca a moderada de forma isolada.

Acumulado de chuva, 22h:

1º distrito: 85.80 mm/24h - 93.00 mm/48h - 99.40 mm/72h - 114.40 mm/96h
2º distrito: 71.00 mm/24h - 84.00 mm/48h - 84.50 mm/72h - 87.50 mm/96h
3º distrito: 55.94 mm/24h - 71.70 mm/48h - 72.50 mm/72h - 74.29 mm/96h
4º distrito: 46.50 mm/24h - 56.25 mm/48h - 56.25 mm/72h - 61.50 mm/96h
5º distrito: 60.25 mm/24h - 70.50 mm/48h - 70.50 mm/72h - 73.00 mm/96h

Com o suporte das equipes da Assistência Social, a Defesa Civil realizou o atendimento a famílias que tiveram as residências interditadas. Na Estrada da Saudade, um deslizamento afetou terreno onde cinco casas foram interditadas. Neste local, 12 pessoas (três crianças) foram orientadas a buscarem acolhimento com familiares. No Caxambu, uma família (dois adultos e uma criança) também foi retirada da casa que apresentou risco estrutural. No Quitandinha, um alagamento interditou residência na Rua Alagoas, duas pessoas foram orientadas a saírem do local. Todos foram para casa de parentes. Os assistentes sociais ofereceram o suporte necessário nesta segunda (01) e após nova vistoria nos imóveis, prevista para esta terça-feira (02), os técnicos avaliarão a possibilidade de retorno para as moradias ou a necessidade de demais serviços sociais às pessoas afetadas.

As equipes da Assistência Social acompanharam os agentes da Defesa Civil em outras ocorrências nas regiões do Floresta, Caxambu, Fazenda Inglesa, Valparaíso e Quitandinha onde não houve necessidade de deslocamento das residências. “A atuação em conjunto com a Assistência Social é de fundamental importância para garantir mais agilidade no atendimento às famílias em situação de risco. Vamos continuar com o reforço das equipes ao longo da noite e feriado”, destacou o secretário de Defesa Civil.

Ao longo da tarde, os agentes da Defesa Civil atenderam 28 ocorrências. Os atendimentos foram para avaliação de afundamento de via, no Valparaíso; avaliação de risco geológico, no Floresta e no Bingen; deslizamentos no Duarte da Silveira, Floresta, Caxambu, Estrada da Saudade, Valparaíso, Castelânea, Corrêas, Fazenda Inglesa, Araras, Estrada União e Indústria e Spartaco Banal; quedas de árvores na Duarte da Silveira e Mosela; alagamento no Quitandinha; infiltração no Quissamã; e avaliação de muro em Itaipava.

Até o momento, o maior volume de chuva foi registrado no primeiro distrito com 88,2 milímetros nas últimas 24 horas. A tendência para as próximas horas é de redução da intensidade da chuva, que se manteve moderada de forma constante nesta segunda-feira. Para as próximas horas, permanecem as condições para ocorrência de chuva fraca a moderada de forma isolada.

Acumulado de chuva:

1º distrito: 88.25 mm/24h - 88.75 mm/48h - 87.75 mm/72h - 100.5 mm/96h
2º distrito: 73.25 mm/24h - 84.00 mm/48h - 84.50 mm/72h - 81.00 mm/96h
3º distrito: 60.50 mm/24h - 77.25 mm/48h - 77.25 mm/72h - 80.25 mm/96h
4º distrito: 51.75 mm/24h - 56.00 mm/48h - 56.00 mm/72h - 61.25 mm/96h
5º distrito: 66.75 mm/24h - 70.50 mm/48h - 70.50 mm/72h - 73.00 mm/72h

Com permanência do tempo chuvoso a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias atua em Estágio Operacional de Atenção, com 12 agentes distribuídos em seis equipes. Até o momento foram registradas 23 ocorrências, sem vítimas. As equipes da Defesa Civil atuam com o suporte de profissionais da Secretaria de Assistência Social em quatro deslizamentos perto de residências no Caxambu, Valparaíso e Quitandinha. Profissionais da Comdep também reforçam no apoio para a limpeza das vias, assim com o a Guarda Municipal para a organização do tráfego.

No início da tarde, trechos da Rua Coronel Veiga precisaram ser interditados por conta de alagamentos na via. “Estamos com nossas equipes reforçadas para o atendimento às ocorrências. Todo o efetivo será mantido, mesmo com a redução da intensidade da chuva. Pedimos a população que permaneça atenta e acione o 199 a qualquer sinal de risco próximo de suas residência”, destacou o secretário de Defesa Civil.

As equipes fizeram atendimentos em casos de afundamento de via, no Valparaíso; avaliação de risco geológico, no Floresta e no Bingen; deslizamentos no Duarte da Silveira, Floresta, Caxambu, Estrada da Saudade, Valparaíso, Castelânea, Corrêas, Fazenda Inglesa e Araras; quedas de árvores na Duarte da Silveira e Mosela; alagamento no Quitandinha; infiltração no Quissamã; e avaliação de muro em Itaipava.

Até o momento, o maior volume de chuva foi registrado no primeiro distrito com 91,6 milímetros nas últimas 24 horas. Agora, na parte da tarde, os núcleos de chuva mais intensos se afastaram do município. A tendência para as próximas horas é de redução da intensidade da chuva, que se manteve moderada de forma constante nesta segunda-feira. Para as próximas horas, permanecem as condições para ocorrência de chuva fraca a moderada de forma isolada.

Em decorrência da chuva fraca a moderada registrada no município desde a madrugada desta segunda-feira, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias entra em Estágio Operacional de Atenção. Desde a tarde do domingo (31), a partir da previsão de chuva constante para o município, o órgão reforçou o efetivo de agentes para o maior suporte ao atendimento a ocorrências.

Desde o início da manhã desta segunda, as equipes da Defesa Civil se deslocaram para três ocorrências: um afundamento de via, no Valparaíso; uma avaliação de árvore com risco de queda, no Quitandinha; e um rolamento de pedra, no Chácara Flora. Em nenhuma das situações foram registradas vítimas ou houve necessidade de interdições.

Até o momento, o maior acumulado de chuva foi registrado no 3° distrito, com 54 milímetros nas últimas 24 horas. A previsão é de continuidade de chuva fraca a moderada para esta segunda-feira, podendo ter maior intensidade no final da tarde.

Acumulado de chuva:

1º distrito: 38 mm/24h - 43.6 mm/48h - 52.4 mm/72h - 64.6 mm/96h
2º distrito: 38.5 mm/24h - 38.75 mm/48h - 40 mm/72h - 43 mm/96h
3º distrito: 54 mm/24h - 54.2 mm/48h - 54.4 mm/72h - 56.8 mm/96h
4º distrito: 30.75 mm/24h - 32.25 mm/48h - 36 mm/72h - 36 mm/96h
5º distrito: 39.75 mm/24h - 41.75 mm/48h - 42.25 mm/72h - 42.25 mm/72h

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde neste domingo (31/10) está em 20% em leito clínico da rede SUS. A UTI covid na rede SUS registrou 7,58% de ocupação. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 16 pacientes internados na cidade: sendo 7 em UTIs e nove em leitos clínicos.

Até agora foram realizados no município 205.008 testes para Covid-19, com 49.565 resultados positivos e 155.326 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.550 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br)

Quarta, 03 Novembro 2021 11:18

Boletim vacinação – 30/10/2021 (sábado)

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na sábado (30/10) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 1.787 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 132 receberam a primeira dose, 988 receberam a segunda dose e 667 receberam a dose de reforço. Até o momento 236.663 pessoas receberam a primeira dose, 172.251 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 18.948 idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, pacientes imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.  

Nos pontos de imunização três idosos foram vacinados, sendo um com a primeira dose e dois com a segunda. Equipes aplicaram também a dose de reforço em 635 idosos, cinco pacientes imunossuprimidos e 27 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 91 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 970 pessoas também receberam a segunda dose. Também foram vacinados 43 adolescentes sem comorbidades, sendo 40 com a primeira dose e três com a segunda. Dois  adolescente com comorbidade também receberam a segunda dose.

Equipes aplicaram a segunda dose da vacina em três gestantes e seis puérperas. 

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Petrópolis teve 14 dias sem registro de mortes pela doença

Infectologistas avaliam que, em função da vacinação, cidade está no melhor momento desde o início da pandemia

Após a queda progressiva e sustentada no número de internações nos últimos meses, Petrópolis registrou redução também no número de mortes por covid-19. Infectologistas avaliam que a cidade vive o melhor momento desde o início da pandemia, em março do ano passado. Com o avanço da vacinação, que alcançou na sexta-feira (29.10) 91,16% de pessoas maiores de 12 anos com pelo menos uma dose e 66,70% que concluíram o esquema de vacinação com duas doses ou dose única, o município está chegando ao fim do mês de outubro com 14 dias sem registro de mortes de pacientes com covid-19.

“Estamos vivendo atualmente o melhor período desde o início da pandemia, com uma redução acentuada no número de casos graves e, consequentemente, no número de internações e óbitos também pela covid-19. Tudo em consequência do avanço da cobertura vacinal em nossa população. É um momento bem mais tranquilo”, avalia o infectologista Luís Arnaldo Magdalena Pereira, destacando a importância da imunização: “quem ainda não tomou a vacina deve ser vacinado. Quem ainda não retornou para receber a segunda dose deve retornar e concluir o esquema vacinal. Isso é fundamental para vencermos esta pandemia. Estamos quase lá, falta pouco para que a gente possa comemorar a nossa vitória sobre esta pandemia”, frisa.

Até sexta-feira, 19 óbitos notificados à Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde foram confirmados – menor número desde abril de 2020, quando a cidade registrou 15 mortes por covid-19. O município tem no momento cinco óbitos suspeitos em análise, sendo um deles referente a 2020. No mês passado, foram seis dias sem registros de mortes na cidade e 55 óbitos confirmados.

“Ver que menos pessoas estão perdendo a vida para esta doença nos revigora, pois aponta que o nosso trabalho para o controle da pandemia está no caminho certo. Agradecemos aos petropolitanos que aderiram à vacinação e a toda equipe da Secretaria de Saúde, que desde o ano passado vem sendo incansável. O esforço de cada um conta para que tenhamos índices cada vez mais baixos da doença e, com a pandemia controlada, possamos acelerar o desenvolvimento da nossa cidade”, destaca o governo interino.

O número de internações em leitos das redes pública e privada também é o menor desde o início do ano. No período mais crítico da pandemia, no início do mês de abril deste ano, Petrópolis chegou a ter 374 pessoas internadas simultaneamente. Nas últimas semanas hospitais públicos e privados juntos registram menos de 20 internações. Na sexta-feira (29.10) a cidade tinha, ao todo, 15 pacientes internados.

“Ao passo que avançamos com a vacinação alcançando mais pessoas e aumentando a taxa de cobertura da população com a segunda dose, o número de casos graves diminui, reduzindo as internações e os óbitos por conta da doença. De junho pra cá temos observado que o número de pessoas internadas vem caindo sucessivamente. Desde a segunda semana de outubro, considerando toda rede de saúde da cidade, temos tido menos de 20 pessoas internadas. Na sexta-feira havia 15 pacientes internados. São números em patamar semelhante aos registrados no início da pandemia e que confirmam que a vacina reduz a circulação do vírus, protege as pessoas e é nosso principal instrumento para controle da pandemia”, considera o secretário de Saúde.

“Vivemos um momento com a classificação de matriz de risco baixo, temos o menor nível de internações e óbitos desde o início do ano e sem dúvida vivemos o melhor momento desde o início da pandemia. Isso é o resultado desta tecnologia fantástica da vacina”, completa o infectologista José Henrique Castrioto.

Até sexta-feira (29.10) Petrópolis tinha 243.366 pessoas que receberam pelo menos uma dose da vacina e 178.068 pessoas que concluíram o esquema de vacinação com as duas doses ou dose única da vacina. A Divisão de Imunização da Secretaria de Saúde aplicou ainda 18.281 doses de reforço em idosos, trabalhadores da Saúde e pessoas com baixa imunidade (imunossuprimidos).

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde neste sábado (30/10) está em 23,33% em leito clínico da rede SUS. A UTI covid na rede SUS registrou 7,58% de ocupação. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 17 pacientes internados na cidade: sendo 7 em UTIs e 10 em leitos clínicos.

Até agora foram realizados no município 205.008 testes para Covid-19, com 49.565 resultados positivos e 155.326 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.550 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br)

Ações recreativas e de conscientização sobre a importância na prevenção ao câncer de mama marcaram o encerramento oficial da programação do Outubro Rosa, nesse sábado (30/10), no Parque Municipal, em Itaipava. O governo interino participou da ação, promovida pela APPO – Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos, com o apoio da Prefeitura de Petrópolis.

Na ocasião, governo interino ressaltou a importância da conscientização da população e da luta da APPO. “Temos que continuar, sempre, promovendo atividades que despertem a atenção da população para essa causa. Sem dúvidas esse é um mês em que a atenção é voltada para a prevenção, mas devemos continuar lutando. O câncer de mama é uma doença que precisa ser detectada precocemente, o ano inteiro. Hoje podemos comemorar o fato de não termos mais fila para mamografia, uma conquista que só foi possível com o novo mamógrafo do Centro de Saúde, que colocamos em funcionamento. A Secretaria de Saúde trabalha agora para a criação da Sala Rosa do HAC, que irá fortalecer o atendimento e a prevenção e somar a todas as ações da APPO em prol da conscientização da população. O governo municipal apoia e parabeniza o empenho dessa instituição”, disse governo interino.

O encerramento contou com a presença da equipe da Coordenadoria de Articulação Institucional, por meio do Ônibus Lilás do CRAM, com informações sobre acolhimento de mulheres vítimas de violência; Secretaria de Assistência Social, com dados sobre acesso a programas governamentais, CadUnico e benefícios, através do CRAS, massoterapia, banda, recreação infantil e entrega de materiais informativos.

Na ocasião, o presidente da Câmara Municipal também falou sobre a preservação da vida. “Agradeço a APPO pela excelência das ações, e ao governo municipal, que também realizou, através da Secretaria de Saúde, iniciativas para despertar a atenção da população para a causa. O símbolo da campanha é a sapucaia e por isso plantaremos no parque uma muda para marcar essa data”, contou.

Adriana de Melo prestigiou o evento ao lado da mãe, Ana de Melo Coelho. “Todos deveriam estar aqui mostrando para a nossa cidade que a prevenção é o melhor caminho. Fico muito feliz em ver o empenho da APPO e da prefeitura nesse dia tão marcante”.

Vale destacar que, ao longo do mês, a Secretaria de Saúde realizou uma série de ações em prol da campanha do Outubro Rosa, como “Pit stop” de atendimentos na Praça Dom Pedro, dia D da campanha com a realizacao de mais de 1.500 exames, testes rápidos e consultas no Hospital Alcides Carneiro e outras 40 unidades de saúde, além do dia da beleza com pacientes do HAC - ação que visa melhorar a auto estima e chamar atenção para os cuidados com a Saúde.

Serviço de Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV do município permitiu a escolha para a implantação do exame

Petrópolis foi escolhida pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro para a realização do Projeto Piloto que disponibiliza testes para o diagnóstico de Clamídia e Gonorreia (Gonococo) na cidade. É a primeira vez no Sistema Único de Saúde (SUS) do município que os exames são oferecidos pelo poder público. A iniciativa experimental faz parte do cronograma de atividades para a Implantação da Rede Nacional de Laboratórios para Diagnóstico Molecular da Clamídia e Gonococo. No Estado do Rio de Janeiro, outras 11 unidades foram selecionadas para a realização do serviço. As amostras para os testes são coletadas na unidade da Área Técnica de IST, HIV e Hepatite B e C (antigo programa DST/Aids), ao lado do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE).

A indicação ocorreu devido a implantação do serviço de Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV no Programa IST/Aids do município. A PrEP é uma forma de prevenção ao vírus causador da aids, por ser um medicamento que deve ser tomado todos os dias. Atualmente, cerca de 180 pessoas realizam o acompanhamento em Petrópolis. A PrEP foi implantada no município de Petrópolis em março de 2019, e tem tido grande procura, principalmente pela escassez desse serviço em outros municípios.

“É um orgulho para a cidade receber a implantação desse Projeto Piloto que ajuda no cuidado com a saúde de muitas pessoas em nossa cidade. No Brasil as infecções por Clamídia e Gonococo estão presentes em um alto número, explica o governo interino, ressaltando que possíveis casos diagnosticados pelos médicos nas unidades de saúde do município são encaminhados para Área Técnica de IST, HIV e Hepatite B e C, que é a referência se tratando de infecções sexualmente transmissíveis.

O secretário de Saúde ressalta que o teste constata a infecção em pessoas sintomáticas e assintomáticas. “Anteriormente o diagnóstico para as infecções era realizado apenas pelo médico com a apresentação de sintomas. Agora temos também o exame que confirma ou não a infecção, o que facilita na escolha do tratamento adequado, inclusive em pessoas assintomáticas. O objetivo é disponibilizar os testes na rede de forma contínua. Tem sido muito positivo o retorno que estamos recebendo”.

As amostras são coletadas na Área Técnica de IST, HIV e Hepatite B e C (antigo programa DST/Aids) que realiza o atendimento de segunda a sexta-feira de 8h às 16h30. Na quinta-feira o horário de acolhimento é estendido até às 19h30. A unidade está localizada ao lado do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp. Os testes são enviados ao Laboratório de Carga Viral do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF). Desde setembro, 161 amostras foram enviadas o HUCFF.

Projeto Piloto para o diagnóstico da Clamídia e Gonorreia (Gonococo)

O Projeto Piloto para a Implantação da Rede Nacional de Laboratórios para Diagnóstico Molecular da Clamídia e Gonococo busca o rastreio e diagnóstico das infecções. No Estado do Rio de Janeiro, foram selecionadas 12 unidades e serviços que possuem o serviço de Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV. O convite para a Área Técnica de IST/Aids e Hepatites B e C de Petrópolis foi feito em julho.

Os kits para os testes são fornecidos pelo Ministério da Saúde. As amostras coletadas são enviadas para análise no HUCFF semanalmente. Todos os pacientes com necessidade de investigação para Clamídia e Gonococo realizam a coleta da amostra na Área Técnica de IST/AIDS.

Como são feitos os testes

O público-alvo para realizar o teste são: usuários de profilaxia pré-exposição ao (PrEP), usuários de profilaxia pós-exposição (PEP), pessoas vivendo com HIV no momento do diagnóstico e pessoas atendidas no Programa IST/Aids do município. A coleta da amostra é feita através da urina e secreções vaginais, endocervicais e uretrais. O resultado do exame fica disponível em torno de 15 dias.

Os testes poderão ser utilizados para rastreio de pessoas assintomáticas, bem como para investigação do agente causador da infecção, nos casos de pessoas sintomáticas. Para os casos sintomáticos, recomenda-se a realização do tratamento conforme síndrome, e o resultado das análises poderão ser úteis no retorno da pessoa ao serviço para avaliar se o tratamento realizado estava de acordo com a etiologia, definição de próximos passos se persistência de sintomas, e manejo de parcerias sexuais.

PrEP

A escolha de Petrópolis para a realização do Projeto Piloto, aconteceu devido a implantação do serviço de Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV no Programa IST/Aids do município. A PrEP consiste no uso de antirretrovirais para reduzir o risco de adquirir a infecção pelo HIV. Essa estratégia se mostrou eficaz e segura em pessoas com risco aumentado de adquirir a infecção.

Pela PrEP, o indivíduo se prepara antes de ter uma relação sexual de risco para o HIV, tomando um comprimido diário que permite ao organismo estar preparado para enfrentar um possível contato com o HIV.

Clamídia e Gonorreia (Gonococo)

Mundialmente, a infecção por Clamídia é a mais comum das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) não virais e curáveis em pessoas de 15-49 anos, com 131 milhões de novos casos por ano. A gonorreia, causada por Neisseria gonorrhoeae (gonococo), aparece em seguida, chegando a 78 milhões de novos casos/ano. No Brasil, essas infecções também estão presentes em números elevados, estimando-se 500 mil novos casos de gonorreia por ano.

Quando não tratadas de maneira adequada, a clamídia e a gonorreia são agravos à saúde associados à elevada morbidade entre homens e mulheres, que causam males como a Doença Inflamatória Pélvica (DIP), infertilidade, entre outros, implicando em consequências assistenciais, sociais, psicológicas e econômicas. Essa questão é acentuada pelo fato de que, principalmente entre mulheres, essas infecções ocorrem de maneira assintomática.

O feriado prolongado de finados em Petrópolis, de 30/10 a 2/11, terá atrativos turísticos de portas abertas para receber os visitantes e opções de lazer. Para os que gostam de um passeio cultural, os museus da cidade estarão abertos durante todo o feriadão. Antiga casa de verão de D. Pedro II, o Museu Imperial abre no sábado (30) com agendamento prévio, de 10h às 16h, e na terça, das 10h às 18h (data em que voltará a funcionar sem agendamento, com visitação simultânea de 80 pessoas por vez). Domingo e segunda estará fechado.

Já o Museu Casa de Santos Dumont estará aberto durante os quatro dias do feriadão (30, 31, 1º e 2/11), das 9h às 17h. No Museu Casa do Colono, a visitação vai de 9h às 14h, também nos quatro dias do feriado. Ambos estarão fechados na quarta-feira (3/11).

Outros atrativos privados como Casa da Ipiranga (que terá uma festa mexicana no domingo, a partir das 11h, com entrada franca), La Grande Vallée (Casa do Pequeno Príncipe), o Museu de Cera, o Museu de Porcelana, entre outros, também funcionam no fim de semana em horários alternados. Informações específicas sobre as atividades podem ser obtidas pelo Disque Turismo, por meio do número 0800-024-1516.

A Feira Deguste, que volta a acontecer na cidade depois de 20 meses, com entrada controlada, terá opções musicais, gastronômicas e, como sempre, diversas cervejas. O evento acontece hoje (29), a partir das 20h, e termina neste sábado (30), com atrações das 14h às 22h.

O feriadão contará ainda com os parques municipais abertos, bem uma série de atrações para todos os públicos. O Parque Cremerie também funcionará durante todo o feriado, das 8h às 16h30. O Parque Natural da Ipiranga estará aberto sábado, domingo e na terça, das 8h30 às 17h30. Já o Hortomercado Municipal, em Itaipava, abre sábado e domingo, das 8h às 15h, mas estará fechado na segunda-feira e no feriado.

O Parque Municipal de Petrópolis, em Itaipava, estará aberto todos os dias do feriadão, das 7h às 18h. No sábado (30) haverá uma ação social da campanha Outubro Rosa, arrecadação de alimentos não perecíveis, cadastro para doação de sangue, confecção de pluviômetro, informação sobre o acolhimento de mulheres vítimas de violência, orientações sobre direitos e benefícios sociais, recreação infantil entre outras. As atrações acontecem das 9h às 16h.

O Circuito de Lazer, na Av. Barão do Rio Branco, vai funcionar no domingo (31/10) e no feriado de terça-feira (02/11) de 7h às 14h.

A expectativa dos hotéis para o período é boa. A prévia da ocupação hoteleira feita nesta sexta-feira apontava 74,8% de ocupação média na cidade, sendo 72,9% no Centro Histórico e 76,8% nos distritos.

Serviços essenciais mantidos

Serviços essenciais como coleta de lixo e atendimentos de Saúde de urgência e emergência estarão mantidos. Não haverá vacinação contra covid-19 na segunda e terça-feira (1º e 2 de novembro). As linhas de ônibus funcionarão com horário normal durante a segunda-feira. Na rede municipal, as escolas e Centros de Educação Infantil não funcionarão no dia 1º de novembro.

Quarta, 03 Novembro 2021 11:06

Boletim Epidemiológico – 29/10/21 (sexta)

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, nesta sexta-feira (29/10), está em 16,67% em leito clínico da rede SUS. A UTI covid na rede SUS se mantém em 7,58% de ocupação. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são 15 pacientes internados, sendo sete em UTIs e oito em leitos clínicos. Quatro óbitos foram confirmados e inseridos na base de dados do município nesta sexta-feira - um deles referente ao ano de 2020.

Até agora, foram realizados no município 205.008 testes para Covid-19, com 49.565 resultados positivos e 155.326 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.550, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br)

Óbitos:

1 – Mulher, 72 anos, moradora do Quitandinha. Internada em 22.09.21 na UPA Centro. Óbito registrado em 03.10.21 no HMNSE. Paciente com doença cardiovascular crônica e diabetes.

2 – Homem, 53 anos, morador de Itaipava. Internado em 20.10.21 na UPA Itaipava. Óbito registrado em 22.10.21 na UPA Cascatinha. Paciente com doença cardiovascular crônica e peneumopatia crônica.

3 – Menino, um mês, morador do Independência, internado em 14.07.20 no HAC. Óbito registrado em 13.09.20, no Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (Rio). Paciente com doença neurológica crônica (óbito estava em investigação).

4- Homem, 71 anos, morador do Independência, internado em 22.09.21 na UPA Centro. Óbito registrado em 10.10.21 no HMNSE.

A Dellarte Soluções Culturais – empresa ganhadora da licitação para organização da programação cultural do Natal Imperial 2021 – está recebendo as propostas dos artistas petropolitanos que desejam participar da festa. Para mais informações, os interessados em participar podem fazer contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . A Dellarte está disponibilizando um formulário de inscrição para os produtores culturais.

A captação de recursos e a execução da programação cultural são de responsabilidade da empresa, conhecida pela realização de diversos eventos culturais, como o Festival de Inverno, por exemplo. O Natal Imperial 2021 será realizado no município de 25 de novembro a 6 de janeiro de 2022. A responsabilidade pela contratação desses artistas é da empresa.

“É muito gratificante no panorama atual colaborar e dinamizar o retorno da vida cultural de Petrópolis. Temos uma alegria imensa de unirmos forças para esse momento de retomada”, disse o CEO da Dellarte.

A licitação que definiu a Dell'Arte como responsável pelo evento ocorreu na última terça-feira (26). “Vamos conseguir realizar uma programação cultural como a cidade merece e espera. Estamos muito felizes e acreditamos em uma edição do Natal Imperial cheia de esperança", disse o presidente do Instituto Municipal de Cultura (IMC),  ressaltando que a Dell'Arte é uma empresa de renome internacional.

Alunos de seis unidades da rede municipal foram vencedores da 1ª Feira de Literatura de Língua Portuguesa do Elos Clube de Petrópolis, em parceria com a Prefeitura. Os trabalhos foram premiados durante um evento nesta sexta-feira (29) na Casa de Portugal. A feira faz parte do projeto Literatura na Escola iniciado em setembro, que teve como tema o poeta, professor, jornalista e teatrólogo Gonçalves Dias.

Os projetos premiados foram de alunos do quinto período da Educação Infantil das escolas do Bataillard e Beatriz Zaleski (na Posse); do quinto, sexto e nono anos do Ensino Fundamental dos colégios Bataillard, Oswaldo Costa Frias (Posse), Rosemira Cavalcanti (Cascatinha) e Papa João Paulo II (São Sebastião) e os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Casa de Educação Visconde de Mauá (no Centro).

Os alunos participaram com releituras da Canção do Exílio, do poema Olhos Verdes e Minha Canção, meu lugar. “Ações como esta têm o objetivo de promover a literatura na escola e incentivar a leitura das nossos jovens e crianças, fortalecendo a geração de alunos-leitores”, disse o governo interino.

Para o secretário de Educação, ações que incentivam a leitura reforçam o projeto municipal de que cada escola deve contar uma biblioteca. “Ler é você se transportar para outro mundo, outra realidade, culturas e experiências. Devemos sempre apoiar e ser parceiros de propostas que incentivam a leitura e releitura de personalidades como Gonçalves Dias para alunos das nossas comunidades”, pontuou o secretário.

A doutoranda em estudos literários e diretora cultural do Elos Clube de Petrópolis destacou a parceria com a Secretaria de Educação e o empenho e dedicação dos professores da rede municipal com o projeto. “Essa premiação é fruto do excelente trabalho desses professores. Ao longo desses 50 anos de existência do Elos na cidade de Petrópolis, sempre buscamos por parcerias para realizar diversos projetos sempre voltados para a literatura e preservação da língua portuguesa”, ressaltou. “O Literatura na Escola é fruto dessa parceria com a Secretaria de Educação”, acrescentou a diretora cultural.

Foram selecionados dois trabalhos de cada categoria, num total de dez projetos premiados. A comissão julgadora foi formada por integrantes do Elos Clube e da Secretaria de Educação.

A Secretaria de Assistência Social já possui no cadastro quatro famílias habilitadas para atuar no Programa Família Acolhedora, no entanto, busca mais interessados para fortalecer a iniciativa. Quem tiver interesse pode se inscrever através do cadastro no site da prefeitura, através do telefone 2249-4319, ou, ainda, pelo email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Famílias Acolhedoras são voluntárias que recebem, nas suas residências, de forma temporária, crianças e adolescentes vítimas de negligência, abandono ou violência. Com o acolhimento necessário, essas famílias garantem a continuidade dos vínculos afetivos dessas crianças, evitando que sejam encaminhadas para abrigos institucionais. Após passarem pela capacitação online, os inscritos mantêm o contato com a Secretaria de Assistência Social, através de equipe técnica, que é a responsável pelo encaminhamento dos casos necessários de acolhimento para essas famílias, quando necessário.

“Todas as pessoas podem se cadastrar no serviço, inclusive solteiros. O importante é que estejam dispostos a acolher com carinho e cuidado essas crianças ou adolescentes”, explica o governo Interino.

Após o cadastro e seleção, a família passa por um processo de capacitação e a equipe técnica da Secretaria de Assistência Social, formada por assistentes social e psicólogos continua realizando o acompanhamento enquanto durar o processo.

“Nas capacitações são trabalhados oito temas, desde o histórico do acolhimento no Brasil, os direitos da criança e do adolescente, o desenvolvimento infantojuvenil e o atendimento no âmbito da política de assistência social, como o acesso a serviços e programas desenvolvidos pelos CRAS, suporte psicológico necessário para lidar com situações pontuais”, disse a coordenadora do Serviço.

Importante sempre destacar que o Serviço de Família Acolhedora busca preservar a convivência familiar e comunitária da criança ou adolescente.

“Durante todo o período que estiverem na residência de acolhedores, os profissionais e a família acolhedora, juntamente com a rede socioassistencial, trabalharão para possibilitar o retorno da criança ou adolescente para sua família. É a disponibilização do amor e do carinho ao outro da melhor forma possível. Quem tiver interesse pode procurar a equipe do programa e tirar as dúvidas”, afirma o secretário de Assistência Social.

Quem tiver interesse em participar do serviço pode se inscrever através do cadastro no site da prefeitura, através do telefone 2249-4319, ou, ainda, pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Sobre o Processo de Habilitação

Como funciona?
Para ser um acolhedor é necessário passar por algumas etapas obrigatórias:

*Entrevista inicial e pré-cadastro;
Solicitação de Documentos:
(Apresentar o original e entregar cópias)
• RG, Registro Civil e CPF de todos os membros da família;
• Comprovante de residência;
• Certidões Negativas dos cartórios distribuidores: Civil e Criminal dos membros maiores de 18 anos do núcleo familiar;

*Participação das reuniões de Capacitação;
*Visita Domiciliar (agendada com a equipe técnica);
*Entrevista Final e elaboração do perfil da criança ou adolescente a ser acolhido (no final do processo).
Observações:
* Para que possam acolher nenhum membro do núcleo familiar poderá estar inscrito no Sistema Nacional de Adoção
* Deverão ser residentes do Município de Petrópolis

A secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública - SSOP espera receber nos sete cemitérios do município um público de 15 mil visitantes durante o feriado de Finados, nesta terça-feira (2). Ao longo da semana, todas as unidades passaram por limpeza, pintura e roçada, trabalho realizado por equipes da Companhia Petropolitana de Desenvolvimento - Comdep. Além disso, a SSOP organiza o funcionamento do espaço para que, das 8h às 18h - horário de visitação - não haja aglomerações. Às 10h será realizado uma missa. As medidas de enfrentamento ao coronavírus, incluindo o uso de máscaras, seguem em vigor.

“Estamos preparando esses locais para que as famílias possam homenagear seus entes queridos sem que isso as coloque em risco também. É importante lembrar que, apesar de termos vacinado mais de 65% da população vacinável com as duas doses ou dose única e termos mais de 91% com pelo menos a primeira dose, a pandemia ainda não acabou e os cuidados seguem sendo necessários. Por isso, teremos equipes da Guarda Civil Municipal controlando o acesso nesses pontos, para evitar aglomerações”, destaca a secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública.

Em Petrópolis, são sete os espaços com expectativa de público no feriado de Finados: o Cemitério Municipal (no Centro, na rua Cel. Fabrício de Mattos); de Itaipava (estrada União e Indústria, nº 14.440); de Secretário (estrada de Sardual); do Vale das Videiras (av. Almirante Paulo Martins Meira, nº 2000); do Brejal (Posse, fazenda Juriti); do Garibú (estrada Silveira da Motta, Rio Bonito); e do Quarteirão Worms (BR-040, pista sentido Rio de Janeiro, km 92) será de 8h às 18h. “Todos os cemitérios receberam serviços de limpeza reforçada ao longo da semana. Além disso, todo material higiênico e preventivo, contra o novo Coronavírus, já se encontra no cemitério para dar suporte aos funcionários que farão o atendimento à população”, ressalta o Chefe do Departamento de Cemitérios.

Uso de máscaras continua valendo

Em relação às medidas de proteção contra a Covid19, o uso de máscaras segue obrigatório, assim como a recomendação de distanciamento e uso de álcool em gel para higienizar as mãos. Agentes da Guarda Civil Municipal e funcionários dos cemitérios farão o controle do acesso, para evitar aglomerações. Do lado de fora, a venda de Flores, no entorno dos cemitérios, está autorizada e será monitorada por equipes da Fiscalização de Posturas e Vigilância Sanitária. Os vendedores ambulantes devem seguir também as medidas de proteção à vida no combate ao novo Coronavírus.

Trânsito

Com o objetivo de facilitar o acesso do público ao local, durante o horário de funcionamento do cemitério (das 8h às 18h), a Rua Fabrício de Mattos ficará interditada parcialmente, funcionando apenas no sentido da praça Oswaldo Cruz. Uma equipe da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes - CPTrans atuará no local com a Polícia Militar e a Guarda Civil. Além disso, 38 funcionários, sendo 28 do primeiro distrito, estarão disponíveis nas unidades orientando as pessoas.

Na terça-feira, além de uma ambulância de plantão, haverá também vans para fazer o transporte de idosos, gestantes e pessoas com dificuldade de locomoção à parte superior do Cemitério Municipal. Um escritório com registros informatizados dos túmulos estará disponível no local, garantindo aos visitantes acesso rápido às informações.