Setor de indústria foi destaque em pesquisa nacional publicada pela revista Exame

Petrópolis está entre as 100 melhores cidades do país para fazer negócios. O dado consta em pesquisa nacional da Urban Systems, publicada pela revista Exame. O setor industrial apareceu em destaque, na 2ª posição no Estado do Rio e em 75º no país. A pesquisa leva em conta os dados dos últimos três anos e é resultado do ambiente de negócios favorável no município, resultado da soma da localização privilegiada a infraestrutura, com educação, saúde e segurança.

Em relação à edição de 2020, o setor de indústria subiu 19 posições no país e uma posição no Estado do Rio. O estudo leva em conta dados de criação de empregos do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), a renda do trabalho com base nos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), além de dados de exportação do Ministério da Economia e da quantidade de estabelecimentos, entre outros quesitos.

“Estamos trabalhando para que os resultados sejam cada vez melhores. Neste ano, atualizamos a Lei de Incentivos Fiscais, tornando as regras mais atrativas, e estamos desburocratizando os sistemas, buscando estimular investimentos. Temos localização estratégica e vocações para setores com enorme potencial de crescimento. O resultado da pesquisa reforça o quanto temos condições de crescimento, de desenvolvimento", frisou o governo interino.

O secretário de Desenvolvimento Econômico também demonstrou otimismo em relação aos próximos anos. “Esta posição tende a melhorar continuamente. Petrópolis tem um ambiente de negócios extremamente favorável, com estrutura de educação de ponta, com destaque para escolas técnicas que são referência em áreas importantes como tecnologia e universidades que formam mão-de-obra altamente qualificada para o mercado. A segurança pública é outro ponto importante”, destacou.

Ele lembrou que Petrópolis já tem uma tradição industrial. “Temos várias empresas com mais de 100 anos de atividade, além de sete multinacionais”, acrescentou.

O ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios leva em conta cidades em todo o Brasil com mais de 100 mil habitantes. Ao todo, 326 municípios foram pesquisados, num total de 121 milhões de habitantes.

Segunda, 22 Novembro 2021 10:51

21.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, neste domingo (21.11), está em 6,67% para leito clínico e 3,03% para leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são cinco pacientes internados, sendo dois em leitos clínicos e três em UTIs.

Até agora, foram realizados no município 208.582 testes para Covid-19, com 50.120 resultados positivos e 158.324 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, em 1.556, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

A Prefeitura de Petrópolis decretou neste domingo (21) luto oficial de três dias pela morte do pastor Vitor Claveland. O pastor, do Ministério Encontro de Vida (MEV), estava internado desde a última quinta-feira (18), quando sofreu um acidente em casa.

O governo interino lamentou a morte e destacou a importância do pastor Vitor Claveland na vida de todos aqueles que o rodeavam ou que recebiam suas palavras. “Petrópolis perdeu, neste domingo, um de seus mais importantes líderes religiosos. Pastor Vitor Claveland era uma pessoa querida por todos os que o conheciam. Era uma referência como ser humano. Nossos sinceros sentimentos à família e amigos”, lamentou.
Segunda, 22 Novembro 2021 10:48

20.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, neste sábado (20.11), está em zero para leito clínico e 4,55% para leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são quatro pacientes internados em UTIs. Não há pacientes internados em leito clínico das redes pública ou privada na cidade.

Até agora, foram realizados no município 208.582 testes para Covid-19, com 50.120 resultados positivos e 158.324 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, em 1.556, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Equipamento de tomografia computadorizada tem capacidade para realizar mais de 100 exames por dia

Dentro das ações para melhorar a estrutura da rede pública de Saúde e oferecer um atendimento com mais qualidade aos petropolitanos que utilizam a rede SUS, o governo interino e o secretário de Saúde inauguraram neste sábado (20/11) o aparelho de tomografia computadorizada do Hospital Municipal Nelson de Sa Earp. O tomógrafo chegou ao hospital no ano passado e, para entrar em funcionamento, foram necessárias adequações no espaço, assim como licenças específicas. As obras foram retomadas pela atual gestão e realizadas em parceria com a UNIFASE/FMP. O equipamento, moderno, tem capacidade para realizar mais de 100 exames por dia e, em funcionamento em sua capacidade total, irá superar três mil exames por mês.

“Foram muitos desafios para conseguirmos estar aqui hoje fazendo esta inauguração. Temos trabalhado para melhorar a infraestrutura da rede de Saúde da cidade desde o início do governo. Enfrentamos a pandemia, com toda sua complexidade, mas não deixamos de pensar no funcionamento da rede aos pacientes com outros problemas de saúde. Nos últimos 11 meses, fizemos importantes mudanças no HMNSE, com a reforma da cozinha e a inauguração do equipamento de densitometria no Centro Municipal de Ortopedia, onde também iniciamos os tratamentos de viscossuplementação, que estão melhorando a vida dos pacientes com artrose. Também teremos um novo aparelho de raio-x digital”, disse o governo interino, lembrando que atualmente está em andamento a reforma do setor de psiquiatria.

“Iniciamos a reforma da psiquiatria – setor que será ampliado e reestruturado. Em breve teremos também a reforma do DIP. O HMNSE é um hospital importante dentro da rede de Saúde e está evoluindo. Inaugurar este tomógrafo hoje é uma conquista que dividimos com toda a população e, especialmente, com todos os que colaboraram para que chegássemos a este momento”, completou o governo interino.

O secretário de Saúde, que como servidor público atuou no HMNSE, destacou a importância do novo equipamento na rotina para o tratamento dos pacientes. “Com a inauguração deste equipamento estamos trazendo um benefício para os pacientes. Como plantonista nesta unidade há alguns anos, a gente enfrentava dificuldades tendo que transportar os pacientes para o Hospital Alcides Carneiro ou para o Santa Teresa para fazer uma tomografia. Agora teremos este atendimento aqui, disponível não apenas para os pacientes internados aqui no HMNSE, mas para toda cidade”, destacou o secretário, lembrando também a importância da parceria com a UNIFASE/FMP.

“Agradecemos ao governo interino e ao Secretário de Saúde pela atenção ao Hospital Nelson de Sá Earp. Este tomógrafo irá beneficiar a comunidade. A população petropolitana precisava deste cuidado”, disse o diretor geral do HMNSE. “Estou muito feliz com a inauguração do tomógrafo, que irá colaborar imensamente para a saúde dos petropolitanos. Sabemos da demanda que existe na cidade e tenho certeza de que este tomógrafo irá colaborar imensamente para estes diagnósticos, melhorando a qualidade do atendimento aos pacientes, sobretudo àquelas pessoas mais carentes”, completa o diretor médico do HMNSE, que estava ao lado do diretor administrativo.

O deputado estadual Sérgio Fernandes avalia que o funcionamento do novo equipamento inaugura um novo momento da saúde na cidade. “Quero deixar uma palavra de agradecimento a todos os profissionais de saúde que há 18 meses vêm atuando incansavelmente na linha de frente de combate à covid-19 neste hospital. A inauguração deste tomógrafo hoje é um virar desta chave, estamos dando um importante passo à frente. A gestão municipal nos últimos meses se dedicou de forma incansável no combater à pandemia, no avanço da vacinação de forma séria, persistente e dedicada. Os números estão aí pra confirmar esse comprometimento que esta gestão está tendo. E agora a gente pode voltar a pensar na política pública de saúde de forma global, planejar a saúde. Quando a gente inaugura um equipamento como este, quem ganha é a população”, destaca.

O deputado federal Hugo Leal destacou a posição de liderança do governo interino, que vem sendo um diferencial na atual gestão na busca por melhorias para a cidade. “Esta inauguração hoje é importante para melhorar a estrutura da rede de saúde, assim como foi a do mamógrafo e como tantas outras conquistas para a cidade. Mas quero citar um diferencial que vemos na gestão do governo interino, que conduz o município de forma a sempre buscar o apoio, as parcerias para fazer o melhor para a cidade. Isso é fundamental especialmente neste momento em que vivemos, nesta realidade de pandemia. É preciso que todos estejamos unidos pelo melhor para Petrópolis”, destaca Hugo Leal

A solenidade teve a presença dos representantes da UNIFASE/FMP, Afonso Chaves e do diretor da Faculdade de Medicina, Paulo César Guimarães. “Parabenizo ao prefeito e ao secretário de Saúde pela inauguração. A faculdade tem uma história ligada ao Hospital Municipal Nelson de Sá Earp e é uma alegria estamos aqui hoje”, disse Afonso Chaves. “Estamos certos de que este equipamento que inauguramos hoje será de grande valia para o trabalho dos médicos, auxiliando no diagnóstico e para os pacientes em seus tratamento”, disse o diretor da FMP, Paulo César Guimarães.

Também participaram da inauguração o presidente da Câmara de Vereadores, Fred Procópio, e os vereadores Gilda Beatriz, Marcelo Lessa, Júnior Coruja, Domingos Protetor e Ronaldo Ramos. “A gente sabe que a gestão pública não é fácil, dos desafios que os gestores enfrentam, em especial na área de saúde e quero aqui destacar o trabalho sério e transparente do governo interino e do secretário de Saúde. Contem com a Câmara no encaminhamento de projetos importantes para a população da nossa cidade”, disse o presidente do legislativo, Fred Procópio.

Uma solenidade seguida por uma apresentação do espetáculo Laços marcaram a manhã deste sábado (22) - Dia Nacional da Consciência Negra - em Petrópolis. O governo interino, ao lado de secretários municipais, vereadores e representantes de grupos Afro-brasileiros, discursaram na Praça da Liberdade. Também foi colocada uma coroa de flores no busto de Zumbi dos Palmares. O governo interino ainda homenageou a presidente do Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial, Lourdes da Silva Petronilho, que também é coordenadora Municipal do Movimento Negro Unificado.

"Essa é uma data muito importante. Fico muito feliz em estar aqui, ao lado da Dona Lourdes, realizando essa solenidade. Toda a programação da Festa Afro-brasileira de Petrópolis foi definida com a participação da sociedade civil. Conseguimos reunir representantes de diversos grupos que lutam pela causa. Esse trabalho em conjunto é fundamental para que o município avance ainda mais, com a elaboração de políticas públicas voltadas para o combate ao racismo e discriminação", disse o governo interino.

Bastante emocionada, Lourdes Petronilho garantiu que "a luta dela é diária e nunca será em vão". Segundo ela, "Hoje é um dia que precisamos comemorar. Os avanços são muitos. Ainda vivemos em uma sociedade preconceituosa, mas a cada dia que passa damos um passo para diminuir isso com trabalho e dedicação", disse.

Após a solenidade, o governo interino entregou a premiação dos concursos de poesia e desenhos, promovidos pelo Instituto Municipal de Cultura (IMC). Ele também acompanhou a apresentação do espetáculo Laços e da roda de capoeira do Mestre Pingão. A programação da Ubuntu - Festa Afro-brasileira de Petrópolis, segue hoje e amanhã com rodas de capoeira, oficinas e apresentação de artistas locais.

"A programação está sendo um verdadeiro sucesso. Ressalto a participação da sociedade civil na organização dessa festa. Fico muito feliz e emocionado em acompanhar de perto esse evento", disse o presidente do IMC.

A Ubuntu é promovida pela Prefeitura de Petrópolis, por meio do Instituto Municipal de Cultura (IMC), Secretaria de Educação e Turispetro; pela Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial (Copir), pelo Movimento Negro Unificado (MNU), pelo Conselho Municipal de Cultura (CMC), pelo Segmento de Culturas Afro-brasileiras, quilombolas e de matrizes africanas e pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Petrópolis.

Também estiveram presentes na solenidade, o secretário de Educação, o diretor-presidente da CPTrans, da Turispetro, de Saúde, superintendente geral da Guarda Civil Municipal, além do vereador presidente da Câmara Municipal, Fred Procópio, e do vereador Domingos Protetor. Além do diretor do Museu Imperial, Maurício Ferreira, e de Fátima Argon, presidente do Instituto Histórico de Petrópolis.

Reunião com secretários de Saúde de municípios da região aconteceu em Itaipava

À frente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Serrana desde o dia 4, quando foi eleito presidente do CIS-Serra, o governo interino, abriu na tarde de sexta-feira (19/11) a primeira assembleia ordinária do Consórcio convocada pela nova direção, que teve a aprovação de representantes de 16 municípios em eleição no início deste mês. O primeiro encontro teve o objetivo de discutir a alinhar estratégias para o funcionamento do consócio, que começou a ser reativado nos últimos meses. Criado em 2004, o consórcio visa fortalecer as ações de Saúde entre municípios da Região Serrana, como compra de insumos e prestação de serviços comuns a todos os municípios. Uma nova reunião será realizada no dia 3 de dezembro.

“Agradeço mais uma vez aos representantes dos municípios da região pela confiança em nosso trabalho, que nos conduziu a presidência do CIS-Serra. Estamos empenhados em fazer o melhor para juntos conquistarmos melhorias para a saúde em nossa região. Já temos o local que irá abrigar a sede do consórcio, aqui em Petrópolis e hoje esta reunião tem o objetivo de fortalecer a interlocução com os secretários de saúde dos outros municípios para juntos traçarmos estratégias para melhorarmos a saúde na rede pública, beneficiando moradores de toda região”, destaca o governo interino.

Durante a reunião, além de tratar de questões referentes aos trâmites para o funcionamento do consórcio, secretários de Saúde dos municípios apresentaram demandas e desafios comuns aos gestores, como compra de medicamentos, aquisição de veículos para transporte de pacientes, possibilidade de criação de uma central de regulação regional, entre outras questões.

“Unidos e articulados, os municípios são mais fortes, pois representam os interesse de uma região. Este trabalho do consócio permitirá ações conjuntas para fortalecermos o sistema de saúde público, melhorando a estrutura para atendimento à população em cada cidade e ao mesmo tempo em toda nossa região” destaca ao o secretário de Saúde, presidente técnico do CIS-Serra.

A vice presidência do Cis-Serra passou a ser do prefeito de Teresópolis, e o vice-presidente técnico é o secretário de Saúde de Teresópolis.

“A reativação do consórcio já vinha sendo articulada e esta reunião hoje, com a presença do prefeito de Petrópolis e novo presidente do CIS-Serra, veio sacramentar este processo de retomada do consócio, que tem um papel importante para a região. O consorcio irá impactar diretamente a vida das pessoas que moram na Região Serrana, com melhorias significativas na estrutura dos serviços”, avalia o secretário de Saúde Teresópolis.

A proposta de trazer a sede do Cis-Serra para Petrópolis foi apresentada pelo governo interino em 27 de agosto. Pela primeira vez Petrópolis abrigará a sede do Consórcio. Até então a sede estava instalada no município de Cordeiro.

“Estamos começando a ver neste momento que há uma reestruturação de fato do consórcio. A Região Serrana precisava deste fortalecimento, desta nova liderança, com um município de maior porte, como Petrópolis assumindo a liderança. Isso certamente dará uma nova energia e visibilidade ao consócio, não apenas na esfera regional, mas também estadual. Nesta primeira reunião os municípios apresentaram demandas que serão abraçadas e executadas pelo consórcio. É um processo de continuidade dos trabalhos e planejamento para ação que serão executadas em 2022”, explica o vice-presidente regional do Conselho de Secretarias Municipais do Estado do Rio de Janeiro (Cosems RJ), e secretário de Saúde de Bom Jardim.

A reunião teve a presença de representantes das prefeituras de Teresópolis, Nova Friburgo, Bom Jardim, Cordeiro e Macuco.

“O consócio é um instrumento importante para consolidarmos na prática a união dos municípios, para que juntos possamos fortalecer as políticas de saúde pública na nossa região” destaca o secretário.

A revisão do projeto proposta pelo município prevê a inclusão de rotatórias, melhorias na sinalização e reordenamento do trânsito em diferentes pontos. O DNIT anunciou nesta semana a liberação de mais de R$ 10 milhões para incluir as adequações do projeto.

Depois da sinalização positiva, na última semana, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT ao pedido feito pelo governo interino, para alterações no projeto de recuperação da Estrada União e Indústria, nesta sexta-feira (19), técnicos do órgão federal, da JDS Engenharia e Consultoria e da Santa Luzia Engenharia e Construções, que executam a obra na rodovia, percorreram os pontos onde as principais revisões foram solicitadas. A visita, que foi acompanhada pelo diretor-presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes, e pelo vice-presidente da Comissão de Trânsito da Câmara de Vereadores, Maurinho Branco, teve como objetivo avaliar a viabilidade técnicas das intervenções pleiteadas pelo município. Nesta semana, o DNIT anunciou, em Brasília, a liberação de mais R$ 10 milhões para que sejam feitas correções no projeto.

"A obra de recuperação da estrada União e Indústria é um marco fundamental no planejamento da mobilidade urbana da nossa cidade pelas próximas décadas. O que temos como objetivo agora é garantir que seja entregue ao município um equipamento que ajudará a solucionar problemas antigos do trânsito. Reduzir o impacto do trânsito na vida das pessoas é fundamental, porque reduz acidentes, o tempo de deslocamento e consequentemente gera economia e mais investimentos na nossa cidade”, ressaltou o governo interino. “Estamos acompanhando de perto as obras executadas pelo DNIT para nos certificarmos de que elas tratam de avanços significativos nesse sentido. Já estive em Brasília para tratar diretamente do assunto", destacou.

Em Correas, o coordenador de engenharia do DNIT, Fernando Correa, e o coordenador geral do contrato, Sérgio Trece (da JDS Engenharia e Consultoria), além de técnicos do DNIT e da Santa Luzia, ouviram do diretor-presidente da CPTrans e do vice-presidente da Comissão de Trânsito da Câmara, as medidas necessárias para que a União e Indústria seja entregue não apenas com uma pavimentação e sinalização melhoradas, mas com soluções eficazes para problemas da mobilidade urbana. “Um dos pontos que apresentamos foi a necessidade de instalação de uma rotatória ou faixa de retorno no trecho da antiga Montreal e outra similar, próxima ao acesso à rua Visconde de Taunay, depois da ponte de Correas. A ideia é evitar que os veículos cruzem a pista fazendo conversão à esquerda. A entrada ou saída da ponte passa a ser feita com a conversão à direita, ou seja, sem cruzar a vias de sentido contrário, evitando assim o gargalo. Os retornos são as alternativas para quem faria a manobra para seguir tanto para o centro, quanto para os distritos”, informou o diretor-presidente da CPTrans.

Em outro ponto visitado nesta sexta-feira, uma situação semelhante. Hoje, quem vem do distrito de Itaipava já é obrigado a seguir mais uns metros adiante para fazer o retorno e somente então acessar Nogueira. “Com a revisão, seria construída uma nova rotatória mais à frente, próxima ao condomínio Bosque de Nogueira, e outra, alguns metros depois do acesso à Nogueira, no sentido Itaipava, próximo ao Hotel Buriti”, revela o diretor-presidente da CPTrans.

No pedido que foi apresentado na última semana pela Prefeitura e também reforçado pelo deputado federal Hugo Leal estão previstas, além da construção de novas rotatórias ao longo da estrada, correções e replanejamento na sinalização, além de recuos em alguns trechos da via. Aliado do município em Brasília, o deputado lembrou que, na última década, a cidade passou por importante reconfiguração na Estrada União e Indústria, com a chegada de novos empreendimentos. "Esta sempre foi uma via extremamente importante para o município, de grande movimento. Nos últimos anos, ainda tivemos a instalação de novos empreendimentos comerciais e residenciais que geraram um maior volume de veículos. A recuperação da Estrada União e Indústria é essencial não apenas para Petrópolis, mas para o Estado do Rio de Janeiro", avaliou.

Rotatória do Carangola

Enquanto conversa com o DNIT sobre a possibilidade de adicionar novas rotatórias no projeto, a Prefeitura já está trabalhando na obra da rotatória do Carangola, que está em execução desde setembro e conta com recursos próprios do município. "Ali temos um dos principais gargalos do trânsito. As conversões para acessar tanto o bairro Carangola quanto a Estrada da Saudade são responsáveis por retenções e congestionamentos. A mesma acontece em vários outros pontos da rodovia. Por isso, a construção de rotatórias podem ajudar a reduzir o impacto sobre o trânsito e melhorar a mobilidade. Na revisão que encaminhamos ao Dnit estamos pontuando não apenas essas melhorias na infraestrutura viária, mas também de sinalização, incluindo as correções que precisam ser feitas dentro da obra que já foi executada. Um desses exemplos é o trecho de acesso ao bairro Nogueira", destaca o diretor-presidente CPTrans, que lembra que, diariamente, cerca de 25 mil motoristas trafegam pela rodovia.

Em decorrência da chuva de intensidade moderada a forte que afetou a cidade na noite desta sexta-feira (19), a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias estabeleceu o Estágio Operacional de Atenção para o município. As equipes atuam de sobreaviso para o atendimento de possíveis ocorrências por conta do mau tempo, que permanecerá ao longo deste sábado (20).

Até o momento, os agentes atenderam quatro chamados: um deslizamento de pequeno porte no Independência, onde uma família foi orientada a sair da casa. Os moradores foram acolhidos em uma igreja na localidade até que nova vistoria seja feita: No Atílio Marotti, os gentes fizeram avaliação de poste inclinado sem maiores danos; em Secretário foi feita avaliação de risco geológico; e na manhã deste sábado (20), houve chamado para análise de infiltração em residência.

O maior acumulado de chuva foi registrado no primeiro distrito, com 106.8 milímetros nas últimas 24 horas.

Acumulado de chuva registrado até as 9h30:

1º Distrito: 106.8 mm/24h 115.0 mm/48h 115,0 mm/72h 115,0 mm/96h
2º Distrito: 37.50 mm/24h 47.00 mm/48h 47.00 mm/72h 47.00 mm/96h
3º Distrito: 44.50 mm/24h 62.00 mm/48h 62.00 mm/72h 62,00 mm/96h
4º Distrito: 41,00 mm/24h 57.50 mm/48h 57.50 mm/72h 57.50 mm/96h
5º Distrito: 27.50 mm/24h 47.25 mm/48h 47.25 mm/72h 47.25 mm/96h

Segunda, 22 Novembro 2021 10:33

Boletim vacinação – 19/11/2021 (sexta)

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na sexta-feira(19/11) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 1.949 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 115 receberam a primeira dose, 1.427 receberam a segunda dose e 407 receberam a dose de reforço.

Até o momento 238.280 pessoas receberam a primeira dose, 192.892 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 26.643 idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, pacientes imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde receberam a dose de reforço do imunizante.

Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização seis idosos foram vacinados, sendo um com a primeira dose e cinco com a segunda dose da vacina. Equipes aplicaram também a dose de reforço em 345 idosos, em seis pacientes imunossuprimidos e 55 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 68 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 1.357 pessoas também receberam a segunda dose. Também foram vacinados 92 adolescentes sem comorbidades, sendo 44 com a primeira dose e 48 com a segunda dose.

Equipes também aplicaram a vacina em oito gestantes, sendo uma com a primeira dose e sete com a segunda dose. Oito puérperas também foram vacinadas: uma com a primeira dose e sete com a segunda dose.

Também receberam a segunda dose da vacina dois trabalhadores da Saúde.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Segunda, 22 Novembro 2021 10:32

19.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, nesta sexta-feira (19.11), está em 3.33% para leito clínico e – pela primeira vez desde o início da pandemia - em zero em leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são dois pacientes internados: uma pessoas em leito clínico na rede pública e uma em leito de UTI na rede privada.

Até agora, foram realizados no município 208.582 testes para Covid-19, com 50.120 resultados positivos e 158.324 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, em 1.556, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Município fechou a sexta-feira com dois pacientes com covid internados em toda rede de saúde

Petrópolis encerra a semana com mais uma vitória sobre a pandemia de covid-19: nenhum paciente internado em leitos de UTI na rede pública em decorrência de complicações pela doença nesta sexta-feira (19/11). Em um ano e oito meses de pandemia é a primeira vez que o município registra taxa de ocupação zero em leitos SUS destinados a pacientes graves. Dados enviados à Secretaria de Saúde por hospitais públicos, conveniados e privados, mostram que a cidade tinha, até o fim desta tarde, duas pessoas internadas por covid-19: um paciente em leito clínico na rede pública, e um paciente em UTI na rede particular da cidade.

“É uma notícia que confirma na prática que estamos no caminho certo para vencer esta pandemia. Tivemos muitos desafios este ano, sobre tudo no período mais crítico em março e abril, mas com o avanço da vacinação estamos vendo diariamente as internações caindo. Hoje tivemos está ótima notícia: nos hospitais públicos e conveniados, não há nenhum paciente com covid-19 em estado grave. Seguiremos avançando com a vacinação, agora entrando em uma nova etapa com a aplicação das doses de reforço para as pessoas maiores de 18 anos, o que é importante para consolidarmos de vez estes resultados, e avançarmos em todos os setores para o crescimento da cidade”, destaca o governo interino.

O número total de internações desta sexta-feira, também é o menor desde março de 2020. Em abril deste ano – período mais crítico da pandemia - a cidade chegou a registrar 374 pessoas internadas simultaneamente em leitos clínicos e de UTIs públicos e privados, chegando a ter somente em UTIs, 169 pacientes internados em 20 de abril.

“Esta redução gradativa e sustentada dos casos grave, de internações e óbitos que temos observado – chegando hoje a nenhum paciente em UTIs públicas - é o resultado do empenho de toda uma equipe da Secretaria de Saúde que vem sendo incansável para que possamos levar a vacina ao maior número de pessoas por toda cidade. Agradeço também a população, que aderiu a vacinação e está comparecendo aos postos, concluindo o esquema vacinal e fazendo a sua parte para que possamos superar a pandemia. Na semana que vem entraremos em uma nova etapa, com a ampliação da aplicação das doses de reforço. A orientação neste novo momento é a mesma: quando chegar o seu momento, faça o cadastro e não deixe de se vacinar. A vacina está salvando vidas e é o nosso melhor instrumento; é o que nos permitirá superar esta pandemia”, avalia o secretário de Saúde.

Será necessário fazer o agendamento no site da Prefeitura. Cadastro abre domingo

Vagas serão liberadas diariamente, de acordo com a chegada de doses, a serem enviadas pelo Ministério da Saúde

A Prefeitura de Petrópolis anunciou nesta sexta-feira (19) a reorganização da campanha de vacinação contra covid-19 no município. As mudanças visam o atendimento às novas deliberações do Ministério da Saúde, que autorizaram a dose de reforço para toda a população adulta (com mais de 18 anos) e reduziram de seis para cinco meses o intervalo entre a segunda e a terceira dose, para as vacinas AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac. Para evitar filas e falta do imunizante, a Secretaria Municipal de Saúde está adotando o agendamento para organizar esta nova etapa, garantindo que todos os que fizerem o cadastro no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) encontrem suas doses nos postos de vacinação.

“Com a ampliação do público-alvo para a dose de reforço foi preciso rever o planejamento. Estamos adotando a mesma estratégia utilizada anteriormente: as vagas serão disponibilizadas por meio do cadastro, que deve ser feito no site da Prefeitura. Com isso, conseguiremos dar andamento às ações de maneira tranquila e organizada, com número de vagas diárias correspondente a quantidade de vacinas recebidas. Quanto mais vacinas, mais vagas”, detalhou o governo interino, lembrando que o cadastro para o reforço será liberado para toda a população adulta a partir de domingo (21). Basta acessar o site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br), clicar em Cadastro Vacinação Covid-19 e informar, além do CPF e data de nascimento, que o agendamento é para 3ª dose. Importante observar o prazo de intervalo necessário após a segunda dose.

O secretário de Saúde frisou que o Ministério da Saúde enviará as doses necessárias para esta nova fase. “O planejamento é necessário porque as vacinas não chegam de uma só vez. Serão entregues de maneira escalonada, como vem sendo feito desde o início da campanha. E agora, com número maior de pessoas a serem vacinadas, haverá uma demanda superior. Pedimos que as pessoas observem seus cartões de vacina. Poderá receber a dose de reforço toda pessoa com mais de 18 anos que tomou a segunda dose há pelo menos cinco meses. Este é o intervalo mínimo, definido em nota técnica federal e estadual”, frisou. De acordo com o Ministério da Saúde a dose de reforço é destinada a pessoas que receberam as vacinas AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac.

Pessoas que tomaram a primeira dose da Pfizer podem tomar a segunda dose após 21 dias

Petrópolis também já está adotando o novo intervalo entre primeira e segunda doses para quem tomou a vacina da Pfizer. Agora, todos os que comparecerem aos postos já terão o retorno agendado para 21 dias depois, conforme novas notas técnicas válidas em todo o território nacional e novas regras para distribuição das vacinas pelo Ministério da Saúde.

Para aqueles que já receberam a primeira dose, mas ainda aguardam o prazo para tomar a segunda, esta redução de intervalo será feita de forma escalonada, já que é preciso evitar filas nos postos e garantir que o município tenha doses em quantidade suficiente para adotar a medida. A Secretaria Municipal de Saúde definiu que este público será chamado em grupos, levando em conta a data da primeira dose. A medida é a mesma adotada a partir de reduções de intervalos entre primeira e segunda doses feitas anteriormente.

Veja como fica a vacinação:

1º dose:
Cadastro segue aberto para todas as pessoas maiores de 12 anos

2ª dose
Não é necessário cadastro, basta retornar ao posto em que recebeu primeira

Dose de reforço
Cadastro a partir de 21/11 para maiores de 18 anos que receberam a segunda dose há mais de 5 meses.
*De acordo com o Ministério da Saúde a dose de reforço é destinada a pessoas que receberam as vacinas AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac.

 

Antecipação Pfizer para 21 dias

A Secretaria de Saúde irá divulgar um calendário para antecipação da segunda dose para pessoas já vacinadas com a Pfizer. Neste momento podem receber a segunda dose antecipada, pessoas que receberam a primeira dose até 15 de setembro. Não é necessário cadastro.

* Vacina Janssen*
Petrópolis aguarda orientações do Ministério da Saúde para definir as medidas a serem adotadas com pessoas que tomaram a dose única da Janssen. Isso porque, embora o Governo Federal tenha anunciado a segunda dose e também o reforço para este grupo, ainda não há informações detalhadas sobre como será feita a distribuição da vacina aos estados e municípios. Assim que houver o detalhamento e a chegada de imunizantes, Petrópolis vai finalizar o planejamento para atender este grupo e anunciar a forma como será feito o atendimento.

Primeira reunião entre secretarias ocorreu na última quinta-feira (19)

A Prefeitura de Petrópolis está implementando o Comitê Intersetorial de Enfrentamento às Arboviroses no município. O objetivo é promover ações de mobilização social conjuntas com as secretarias do governo em prol da prevenção e controle das doenças. Na última quinta-feira (18), foi realizada a primeira reunião entre os representantes dos setores envolvidos para a organização da comissão. A ideia é que, a partir do ano que vem, as ações comecem a ser implementadas na cidade.

“A organização desse comitê é mais uma forma de diminuir o número de infestações. Sabemos que no verão é normal esse risco aumentar. Orientar a população sobre os cuidados necessários de prevenção é extremamente importante”, disse o governo interino.

O comitê segue a normativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro. O documento determina a realização de, no mínimo, um evento de mobilização social por quadrimestre, visando o controle do Aedes Aegypti. Além disso, a normativa determina também a periodicidade de reuniões, estabelecendo um intervalo de, no máximo, sessenta dias.

“Atuaremos em conjunto com o Programa Municipal de Educação Ambiental nas escolas levando informações da necessidade do cuidado com o acumulo de água, visando prevenir as doenças. É sempre importante reforçar essa conscientização, principalmente com o período de chuva constante que estamos passando”, destacou o secretário de Meio Ambiente.

As arboviroses são as doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, chikungunya e febre amarela. Essa classificação engloba todos aqueles transmitidos por insetos.

Município tem o segundo menor índice de infestação pelo mosquito Aedes Aegypti nos últimos quatro anos

No Dia Nacional de Combate à Dengue, lembrado nesta sexta-feira (19), Petrópolis alcançou duas marcas importantes atingidas pelos agentes de endemia, no enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti. Mais de 525 mil visitas a domicílio foram feitas em 2021, número 392% superior de vistorias realizadas em 2019. Além disso, a cidade tem o segundo menor índice de risco de infestação pelo mosquito Aedes Aegypti dos últimos quatros anos, de acordo com o último Levantamento de Índice Rápido ao Aedes Aegypti (LIRAa).

“Esses são resultados que nos dão muito orgulho. É fruto da reorganização do trabalho, com aumento no número de agentes. Em relação ao ano passado a prefeitura quase triplicou esse número. Mas lembramos que além das ações feitas pelos agentes de endemias, as pessoas devem manter os cuidados diários evitando água parada e, consequentemente, a proliferação do mosquito”, destaca o governo interino.

Os agentes de endemia atuam no combate e prevenção ao mosquito aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chykungunia. Por mês, são feitas cerca de 45 mil visitas periódicas em domicílio. Até o dia 16 de novembro, eles estiveram em 526.263 residências. Toda a equipe já recebeu as duas doses da vacina contra Covid-19.

O Levantamento de Índice Rápido ao Aedes Aegypti (LIRAa), realizado entre os dias 18 e 22 de outubro, classifica a cidade para as doenças transmitidas pelo mosquito como dengue, chikungunya e zika. Com 0,12%, a cidade está classificada com baixo risco de infestação predial. O melhor resultado foi conquistado no levantamento anterior, realizado entre os dias 2 e 6 de agosto deste ano, com resultado de 0,10% de risco de infestação.

O secretário de Saúde ressalta o trabalho contínuo realizado pelos agentes: “Eles são distribuídos por nove regiões da cidade, com foco em áreas urbanas. Independente da estação do ano, o trabalho de combate aos vetores e de orientação à população é desenvolvido continuamente por meio de visitas domiciliares, com acompanhamento periódico a cada dois meses por residência. Essa é uma ação contínua dos agentes, que estão diariamente nas comunidades e são os braços da Secretaria de Saúde dentro da casa das pessoas”.

As tarefas executadas pelo agente de combate a endemias envolvem vistorias de domicílios, com transmissão de informações sobre os cuidados necessários para garantir a não proliferação do vetor, destruição de criadouros e aplicação de larvicidas quando necessário. Neste momento de pandemia a visita está sendo realizada apenas na parte exterior dos imóveis, com verificação de locais com água parada e caixas d’água destampadas.

As equipes de combate a endemia têm uniforme próprio, com colete e acessórios de identificação. Caso o morador tenha dúvida se a pessoa que está em sua porta é um agente, pode entrar em contato com a coordenadoria para fazer a verificação pelo telefone: (24) 2231-0841. Denúncias de caixa d'água sem a tampa e água acumulada em residência, também podem ser feitas nesse número.

Evento integra o 1º Festival de Cultura Popular e Economia Solidária e o 3º Festival da Cultura Afro Solidária

O final de semana também contará com programação diferenciada na Praça Visconde de Mauá, graças a participação de Petrópolis no Circuito Fluminense de Cultura Popular e Economia Solidária, que contará com música, exposição e venda de produtos da Economia Solidária e artesanato, exposição de arte e cinema na praça, no sábado (20) e domingo (21). A programação, gratuita, é uma realização da ONG Raízes do Ofício e também comemora a realização do 1º Festival de Cultura Popular e Economia Solidária e o 3º Festival da Cultura Afro Solidária.

O patrocínio é da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado e o Governo federal através da Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo. O Apoio é da Prefeitura de Petrópolis, através do IMC, Instituto Ideias, Conselho Municipal de Economia Popular e Solidária, Fórum de Economia Popular Solidária de Petrópolis e Circuito Petrópolis EcoSol.

“Mais um evento que fortalecerá a economia solidária, mostrando todo o talento dos profissionais petropolitanos. Esperamos que moradores e turistas prestigiem mais esse evento que também tem a intenção de chamar atenção para a importância da cultura popular solidária”, afirmou o governo interino.

A programação inicia no sábado, às 10h, com palestra sobre Introdução à Economia Popular Solidária, com Marcelo Xavier, presidente da ONG raízes do Ofício. Também no sábado, às 12h ocorrerá: oficina de Quilling com Ivan Pericciolo e oficina de Macramê, com Isabele Alves. Já às 15h30 tem oficina de turbante com Simone Izídio.

A programação musical no primeiro dia do evento contará com música de violino, com Vanessa Alves, às 11h. Já a partir das 13h, tem show de música pop com Bruno Araújo (no domingo, às 14h, Bruno Araújo realizará outra apresentação musical).

Também no sábado, às 14h, ocorrerá a Roda de Conversa "Educação Ambiental - Meio Ambiente, escravidão e as Montanhas da Serra Carioca", com Anderson Maverick - historiador e autor do projeto Inteligência Ambiental, assessor de Direção do Parque Natural Municipal de Petrópolis e do Departamento de Educação da Secretaria de Meio Ambiente.

O encerramento ocorrerá no domingo, às 16h, com uma live através do perfil no facebook do Circuito Ecosol Serrana, com a participação de Marcelo Xavier, Sandro Ribas e Cássia Hammes. A live contará, ainda, com três lançamentos: da EcoSolFM (A rádio da Cultura e da Economia Solidária); Moeda Social e Instituto de cultura Popular, Artesanato e Economia Solidária.

Os “16 dias de Ativismo Contra a Violência de Gênero” terá programação especial em Petrópolis. Palestras, ações sociais e um curso de capacitação no enfrentamento a violência contra a mulher, para policiais militares estão sendo elaborados pela Prefeitura, por meio da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional e serão desenvolvidos pelas equipes do Centro de Referência em Atendimento à Mulher e o Gabinete da Cidadania.

O início da programação, com uma grande ação na Praça da Inconfidência, está marcado para o próximo dia 25, quando também será celebrado o Dia pela Eliminação da Violência contra as Mulheres e as Meninas.

“A campanha é realizada anualmente em mais de 150 países e a participação de Petrópolis é essencial. Entendemos a importância desse tema e o nosso objetivo é conscientizar cada vez mais toda a população, homens e mulheres, vítimas e agressores”, frisa o governo interino.

Equipes do Ônibus lilás, Programa Petrópolis da Paz, Coordenadoria de Políticas para a Juventude, IST da Saúde, Procon, Compir, Comdim, Gabinete da Cidadania e Espaço da Beleza vão abrir a programação às 9h e permanecerão na Praça da Inconfidência até às 16h realizando o acolhimento das mulheres.

“Através deste ato, estamos contribuindo para que as mulheres consigam se conscientizar de que a violência está aí e elas precisam denunciar. Esse movimento conta, inclusive, com os homens que se mobilizam através do Dia do Laço Branco, pelo fim da violência doméstica”, ressaltou a coordenadora do Gabinete da Cidadania.

De acordo com a coordenadora do CRAM, o ano de 2021 já apresenta o maior número de atendimentos desde a criação da instituição, em 2007. “Somente neste ano já chegamos à marca de 1,5 mil mulheres atendidas. Contando com a ampliação dos canais e com a nossa movimentação intensa do ônibus lilás, observamos um número muito expressivo. Nesses 16 Dias, queremos reforçar, ampliar nossas ações e mostrar para as mulheres que elas não estão sozinhas”, frisa.

Uma palestra para os homens da Comdep também faz parte da programação. Na Escola Santa Terezinha, no Vila Rica, em Pedro do Rio, as equipes vão falar sobre Violência Doméstica. No dia 6 de dezembro, quando será celebrado o “Dia do Laço Branco: homens pelo fim da violência contra as mulheres”, ocorrerá o curso de capacitação para o efetivo 26º BPM no enfrentamento a violência contra a mulher. Já a Escola São João Batista, no Duarte da Silveira, vai receber o projeto “Maria da Penha vai à Escola”. A programação será encerrada com outro grande evento. Este, no entanto, vai ocupar a Praça da Liberdade.

Os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha anual e internacional que começa em 25 de novembro - Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres - e segue até 10 de dezembro. No Brasil, a mobilização abrange o período de 20 de novembro a 10 de dezembro. É uma estratégia de mobilização de indivíduos e organizações, em todo o mundo, para engajamento na prevenção e na eliminação da violência contra as mulheres e meninas.

Faltam seis dias para a realização do Petrópolis TechSummit 2021, – “Tecnologia para os novos desafios da sociedade” que é organizado pela Prefeitura de Petrópolis e pelo Serratec - Parque Tecnológico da Região Serrana, com o apoio da Firjan. O evento terá em seu casting nomes expressivos no cenário nacional e internacional de tecnologia e acontecerá no próximo dia 25 de novembro, das 9h às 17h. Entre os palestrantes estará o vice-presidente Executivo de Operações da Embraer, Luis Marinho, que falará sobre inovações na área tecnológica da empresa.

O executivo é graduado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia de São Paulo e tem mestrado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas, além de Finanças e Contabilidade pela Universidade Stanford. Luis Marinho ocupa o cargo desde julho de 2020. Antes ocupou diversos cargos na Embraer. Em 2014 foi diretor da ELEB Equipamentos Ltda, atuou por seis anos como gerente de Engenharia de Manufatura da unidade Gavião Peixoto (GPX) da Embraer. No período de 2007 a 2008 foi gerente de Subcontratos e Logística; também atuou como supervisor de Logística da unidade Embraer Ozires Silva de 2004 a 2007. Antes da Embraer, Luis trabalhou por oito anos na VASP como Técnico Aviônico e foi responsável pela manutenção e qualidade da engenharia aviônica de todas as aeronaves da VASP.

Programação do Petrópolis TechSummit 2021

Na programação ainda estão confirmadas as palestras do empresário e presidente do Serratec, Guilherme da Motta Alves; do coordenador do Parque Tecnológico de São José dos Campos, Paulo Giarola; da Gerente Regional de Pesquisas e Serviços de Tecnologia da Firjan, Carla Giordano; do diretor do Laboratório Nacional de Computação Cientifica (LNCC), Fábio Borges; do presidente da IBM América Latina, Antônio Martins e do gerente de Operações da Amazon, Marcelo Amaral.

O Petrópolis TechSummit 2021 funcionará em formato híbrido (presencial e transmissão online) em redes sociais e no Youtube. No dia do evento basta acessar o link do Youtube do Serratec: https://bit.ly/SerratecOficial 
As pessoas também podem adicionar o evento na agenda, basta acessar o link https://bit.ly/PetrópolisTechSummit2021

Cerca de 80 estudantes vencedores de gincana receberam como premiação uma visita à Cidade Imperial

Cerca de 80 alunos da Escola Municipal Luiz Gonzaga, de São Gonçalo, visitaram Petrópolis nesta quinta-feira (19), como premiação pela vitória em uma gincana escolar realizada na instituição. Eles foram recepcionados pelo superintendente da Guarda Civil Municipal, pelo superintendente adjunto e pela assessora de turismo da Turispetro, que acompanhou o grupo em visita ao Museu Imperial, ao Museu Casa de Santos Dumont, a Catedral São Pedro de Alcântara, a Casa de Petrópolis Instituto de Cultura e a sede da Guarda Civil de Petrópolis, onde conheceram também o Grupamento de Cães da unidade.

A visita a Petrópolis foi acompanhada por integrantes da Guarda Civil de São Gonçalo e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) do município da região metropolitana do estado. Durante a visita, foram mantidos os cuidados necessários com relação aos protocolos sanitários vigentes no município.

"Essa é uma integração importante entre a nossa Guarda, a guarda de São Gonçalo e a rede de educação. Esse é o papel social da Guarda. É um prazer oferecer esse suporte e mostrar um pouco do trabalho que a gente desenvolve aqui, com o grupamento de cães", disse o superintendente geral da Guarda Civil.

A visita teve o apoio do Instituto Municipal de Cultura, da diretoria da Casa de Petrópolis Instituto de Cultura, na concessão dos ingressos, e das guias de turismo Dalva Ribeiro e Luana Costa - da Associação de Guias de Turismo de Petrópolis (AGP) - e Lysia Rangel, que acompanharam o grupo voluntariamente oferecendo as informações para que os alunos tivessem uma noção embasada sobre o que a cidade oferece. A ida ao Museu Imperial foi agendada pelo setor de educação, que concede gratuidade para escolas devidamente cadastradas.

"Os estudantes ficaram encantados com a riqueza histórica e cultural da nossa cidade, com a qualidade oferecida ao turista e com a receptividade oferecida ao visitantes não só pelos representantes do poder público, mas também por parte dos gestores dos atrativos privados da cidade", disse a assessora de turismo da Turispetro.


Um início de fim de semana chuvoso é o que prevê o boletim meteorológico da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias desta sexta-feira (19). A chuva que voltou a atingir a cidade na noite da última quinta-feira (18) afetou de forma mais intensa o terceiro distrito, que registrou o maior acumulado de chuva na região do Vale do Cuiabá, que teve 29.6 milímetros nas últimas 24 horas. Para o sábado é esperado céu encoberto, com chuva moderada a ocasionalmente forte ao longo do dia. A instabilidade no tempo pode se estender até domingo (21).

Em aviso emitido na última quinta-feira (18), a equipe de monitoramento da Defesa Civil destacou ainda a possibilidade de aumento na intensidade dos ventos, podendo provocar quebra de galhos e até quedas de árvores nestes dias. O Boletim Meteorológico com maiores detalhes da previsão do tempo para a cidade pode ser consultado através do link https://bit.ly/3vmRgZ2. A Defesa Civil reforça a orientação para que a população fique atenta às atualizações dos boletins e aos alertas emitidos e em caso de emergência, as equipes podem ser acionadas pelo telefone 199.