Terça, 16 Novembro 2021 10:41

15.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, nesta segunda-feira (15/11), permaneceu em 0% para leito clínico e em 3,03 % para os leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são seis pacientes internados: quatro pessoas em leitos de UTIs públicos e privados e duas em leitos clínicos da rede privada.

Até agora, foram realizados no município 207.589 testes para Covid-19, com 50.014 resultados positivos e 157.462 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.555, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Em continuidade ao processo de restruturação dos Pontos do Apoio, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntários trabalha em nova etapa de preparo das 16 unidades, maioria escolas da rede pública, que serão usadas para o atendimento dos moradores que precisarem sair de suas casas em dias de chuva forte. Nesta fase, está sendo feito o treinamento de voluntários que recebem orientações básicas de como atuar em caso de acionamento, pela Defesa Civil, para mobilização da comunidade, conhecimento de rotas de fuga e abertura dos prédios para o acolhimento da população. A partir de novo protocolo de funcionamento, os locais funcionarão em situação de emergência com o suporte de líderes comunitários, representantes dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil (NUDEC), Agentes Comunitários de Saúde, Assistentes Sociais, além de agentes da Defesa Civil.

Uma das comunidades treinadas foi a do Dr. Thouzet, onde o ponto de apoio vai funcionar na Escola Paroquial Bom Jesus. No local, os agentes da Defesa Civil orientaram os representantes da comunidade, profissionais da escola e agentes de saúde com as instruções para mobilização da comunidade quando necessário. “Essa é mais uma etapa de grande importância para o enfrentamento do período de chuva nas comunidades", frisou o governo interino. "Os pontos de apoio foram revisitados para garantir as adequações necessárias e agora estamos preparando os profissionais e representantes das comunidades para garantir o funcionamento dos locais”, destaca o secretário de Defesa Civil.

A participação comunitária tem sido um dos principais pontos destacados nos treinamentos dos pontos de apoio. “A atuação em parceria com os moradores tem força, todo esse trabalho tem oferecido mais confiança para a comunidade, que agora consegue ter acesso ao órgão e ter as necessidades atendidas”, destacou Cássia Santos, líder comunitária.

A proposta tem sido fortalecer entre os moradores o sentido de pertencimento no processo, que visa principalmente um trabalho em parceria com a Defesa Civil com foco na agilidade no atendimento em cada região. “Nunca tivemos essa estrutura com o NUDEC, que agora está presente na comunidade e agiliza o atendimento em caso de ocorrência. Antes os pontos de apoio estavam fechados e agora está totalmente diferente e atende as necessidades da comunidade. Tudo isso traz mais segurança para os moradores. Estão todos se sentindo mais acolhidos”, destacou o presidente da Associação de Moradores, Douglas Luiz Procópio.

As oficinas para as equipes de acolhida já foram realizadas para os voluntários das comunidades do 24 de Maio, Alto da Serra, Independência, Sargento Boening, São Sebastião, Siméria, Dr.Thouzet e Floresta. “A restruturação dos pontos de apoio começou com as visitas para conhecimento das áreas e agora estamos na reta final, que é de apresentação da nova proposta de atuação com as equipes de acolhida para melhor atender os moradores que precisarem sair de suas casas. É um trabalho bem estruturado que visa acima de tudo, o estabelecimento de uma cultura de prevenção e atuação segura em situação de risco”, destaca a diretora de projetos. Na próxima semana o preparo dos voluntários será concluído com os treinamentos nas regiões do Amazonas, Quitandinha, Itaipava e Vila Felipe.

Terça, 16 Novembro 2021 10:39

14.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, neste domingo (14/11), permaneceu em 0% para leito clínico e está em 3,03 % para os leitos de UTI. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são seis pacientes internados. São quatro pessoas em leitos de UTIs públicos e privados e duas em leitos clínicos da rede privada.

Até agora, foram realizados no município 207.589 testes para Covid-19, com 50.014 resultados positivos e 157.462 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.555, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Terça, 16 Novembro 2021 10:37

Boletim vacinação – 13/11/2021 (Sábado)

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência no sábado (13/11) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 1.006 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 64 receberam a primeira dose, 685 receberam a segunda dose e 257 receberam a dose de reforço.

Até o momento 237.918 pessoas receberam a primeira dose, 186.372 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 25.185 idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, pacientes imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização quatro idosos foram vacinados, sendo dois com a primeira dose e dois com a segunda dose da vacina. Equipes aplicaram a dose de reforço em 222 idosos, dos quais 11 institucionalizados. Também receberam o reforço quatro pacientes imunossuprimidos e 31 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 46 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 655 pessoas também receberam a segunda dose. Também foram vacinados 37 adolescentes sem comorbidades, sendo 13 com a primeira dose e 24 com a segunda. Um adolescente com comorbidades também recebeu a segunda dose. Um adulto com comorbidade também recebeu a segunda dose.

Equipes também aplicaram a vacina em duas gestantes, sendo uma com a primeira dose e uma com a segunda dose. Também foram vacinadas três puérperas, das quais duas com a primeira dose e uma com a segunda dose.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

O governo interino visitou na manhã deste sábado (13) o Centro de Referência da Juventude (CRJ), no Alto da Serra. A unidade está passando pelos últimos ajustes e será reaberta na próxima semana. O CRJ vai atender cerca de 200 pessoas com aulas de ginástica, jiu-jitsu, capoeira, reforço escolar, capacitação profissional, além de atendimentos do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e do programas Agita Petrópolis e do projeto Empoderadas.
 
“Com os reparos que estamos fazendo no prédio vamos poder reabrir o Centro de Referência da Juventude com maior capacidade de atendimento e com uma estrutura melhor. Nosso objetivo é que os jovens que possam encontrar no CRJ orientação sobre as nossas ações e que seja um local de capacitação”, disse o prefeito, lembrando que Petrópolis é a única cidade fora da Região Metropolitana do Rio de Janeiro a contar com o equipamento. A atuação do CRJ é fruto de uma parceria entre o governo municipal, o Instituto Municipal de Cultura (IMC) e a Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude.
 
"A pandemia trouxe uma nova perspectiva para a cultura. Muitos artistas se reinventaram, além disso, muitas pessoas procuraram na arte uma forma de hobbie e de distração em meio ao isolamento social. Nossa proposta é facilitar que o jovem petropolitano tenho acesso à cultura, através de aulas gratuitas, com professores gabaritados, abrindo um espaço para que demonstrem seus talentos", diz o presidente do IMC.
 
A coordenadora de políticas públicas para a juventude e do CRJ explica que o Centro de Referência atende muitos jovens em vulnerabilidade social e por isso a intenção é que a unidade possa transformar a realidade desse público. “Por meio dos cursos e das atividades queremos mudar a realidade desses jovens e apresentar para eles um futuro”, comentou.
 
O espaço está recebendo pintura interna e externa, além de melhoras nas salas e banheiros. Os interessados em participar das atividades e projetos que serão desenvolvidos no local já podem fazer as pré-inscrições de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. O Centro de Referência da Juventude funciona na Rua Santo Antônio, número 248.

Determinação foi anunciada pelo governo interino e pelo Secretário de Saúde 

Com a redução de casos de covid-19 - resultado do avanço na vacinação - a Secretaria Municipal de Saúde retoma a partir de terça-feira (16/11) o atendimento ambulatorial pleno nas unidades do município. A determinação para que todas as unidade públicas de Saúde com atendimento ambulatorial voltem a atender com 100% da capacidade foi anunciada pelo governo interino e pelo secretário de Saúde, neste sábado (13/11) e faz parte das ações de reestruturação da rede de saúde frente à redução de casos de covid-19 na cidade. Na sexta-feira (12/11) hospitais públicos e privados fecharam o dia com um total de cinco pacientes internados, considerando leitos clínicos e de UTI em toda rede de saúde da cidade. Ao todo três pacientes ocupavam leitos de UTI - apenas um na rede pública, o que representa 1,52% de ocupação dos leitos da rede SUS. Já a ocupação de leitos clínicos permaneceu em zero pelo terceiro dia consecutivo na rede SUS.

“É mais um passo que estamos avançando com a redução consolidada dos casos que temos observado nos últimos meses, e que se acentuou ainda mais nos últimos dias. Fechamos a sexta-feira com apenas um paciente internado em leito de UTI na rede pública e nenhum em leito clínico; temos hoje 72% da população adulta com o esquema de vacinação completo; com isso a Secretaria de Saúde vem reorganizando os atendimentos na rede e ampliando os serviços destinados a pacientes com doenças não relacionadas à covid-19”, explica o governo interino.

A redução na capacidade de atendimentos nos ambulatórios da rede pública, assim como em outros serviços, foi uma medida sanitária preventiva adotada no ano passado pela prefeitura para evitar a proliferação do novo coronavírus e a disseminação da covid-19. Com a vacinação avançando a Secretaria de Saúde observa que a circulação do vírus está menor na cidade, assim como o agravamento dos casos.

“Ao passo que temos mais pessoas vacinadas, a demanda por atendimentos covid e o número de pessoas internadas pela doença cai. Desde junho observamos uma redução progressiva nas internações. Isso vem permitindo que possamos reestruturar toda rede, chegando neste momento a retomada de 100% dos atendimentos ambulatoriais, que são fundamentais para que possamos evitar o agravamento de outras doenças, principalmente aquelas crônicas, que exigem acompanhamento”, explica o secretário de Saúde.

O processo de reorganização na rede de Saúde teve início com a reestruturação de leitos clínicos e de UTI na rede pública. “Com a queda sustentada nas internações, observada a partir de junho, remanejamos leitos clínicos e de UTI-covid para atender pacientes não covid; no início desta semana os atendimentos de emergência em ortopedia, que tinham sido transferidos para o Hospital Alcides Carneiro no ano passado, voltaram para o Hospital Municipal Nelson de Sá Earp. Agora a rede pública volta a ter 100% dos atendimentos ambulatoriais em todas as unidades”, anuncia.

A determinação vale para unidades de Saúde do município com atendimento ambulatorial: Hospital Municipal Nelson de Sá Earp, Centro Municipal de Ortopedia, ambulatório do Hospital Alcides Carneiro, Ambulatório do Centro de Especialidades, Ambulatório de Saúde Mental, Centros de Saúde do Centro e do Itamarati, Departamento de Odontologia, Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidade Básicas com Estratégia de Saúde da Família (PSFs).

Terça, 16 Novembro 2021 10:33

13.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, neste sábado (13/11), permaneceu em 0% para leito clínico caiu para 1,52% em leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são cinco pacientes internados. São três pessoas em leitos de UTIs – um em leito público e dois em leitos particulares – e outros dois em leitos clínicos da rede privada.

Até agora, foram realizados no município 207.589 testes para Covid-19, com 50.014 resultados positivos e 157.462 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.555, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Programação prevê consultas exames e cirurgias exclusivas para o público masculino

Unidade pública de referência para a realização de cirurgias oncológicas e diagnóstico de câncer, entre os quais o câncer de próstata, o Hospital Alcides Carneiro terá uma semana inteira dedicada à saúde do homem, dentro da programação da campanha Novembro Azul. Serão pelo menos 228 atendimentos para diferentes procedimentos - entre consultas, exames e cirurgias exclusivamente voltadas para o público masculino - realizados na unidade entre os dias 22 e 27 de novembro. Ao longo da semana serão 140 consultas e 36 cirurgias realizadas neste período – todos com agendamento prévio. No sábado (27/11) – Dia D – serão realizados 52 exames entre ressonâncias magnéticas e ultrassonografias de próstata.

“Tivemos no mês passado, com a campanha Outubro Rosa, ações em todas as unidades públicas de saúde voltadas para conscientização das mulheres. Agora, com o Novembro Azul, o chamamento é para os homens. Para que todos estejam atentos a importância do cuidado, da prevenção e do diagnóstico não apenas do câncer, mas também de outras doenças que comprometem a saúde dos homens. O HAC, que é o maior hospital público da cidade e também referência para procedimentos oncológicos, terá uma programação especial para este público”, destaca o governo interino.

Até o mês de setembro deste ano equipes do HAC realizaram 25 cirurgias de câncer de próstata na unidade – 10 procedimentos a mais que no ano passado, quando 15 cirurgias foram realizadas no mesmo período. O número de procedimentos também é superior ao realizado no ano anterior à pandemia, 2019, quando a unidade realizou 17 cirurgias do tipo entre janeiro e setembro.

“O HAC, como referência na realização de cirurgias e também para o diagnóstico terá uma semana dedicada não apenas a conscientização dos homens, mas também voltada aos cuidados com atendimentos e realização de procedimentos como postectomia, prostatectomia, vasectomia, RTU de próstata e ureterorrenolitotripsia, além de consultas com médicos em mais de 10 diferentes especialidades”, explica o secretário de Saúde.

O secretário lembra que é fundamental que os homens se conscientizem e estejam atentos a importância dos cuidados com a Saúde. “Os homens também devem comparecer as consultas de rotina, passar por exames e sobre tudo seguir as orientações e tratamentos. É um acompanhamento necessário não apenas para a prevenção a doenças com o câncer, mas também para o controle de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, por exemplo”, destaca o secretário de Saúde.

No ambulatório do HAC, 140 consultas previamente agendadas serão realizadas exclusivamente para os homens dentro da programação do Novembro Azul. Ao longo da semana estão previstas consultas para cardiologia, otorrinolaringologia, proctologia, reumatologia, urologia, urologia pré operatório, cirurgia geral, cirurgia vascular pré operatória, cirurgia plástica, vasectomia e hematologia. No sábado (27/11) – Dia D - serão realizados 52 exames, sendo 22 de ressonância magnética e 30 USG de próstata.

Terça, 16 Novembro 2021 10:30

Boletim vacinação – 12/11/2021 (sexta)

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na sexta-feira (12/11) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 1.806 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 110 receberam a primeira dose, 1.260 receberam a segunda dose e 436 receberam a dose de reforço.

Até o momento 237.854 pessoas receberam a primeira dose, 185.687 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 24.878 idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, pacientes imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização três idosos receberam a segunda dose da vacina. Equipes aplicaram a dose de reforço em 350 idosos, dos quais 18 institucionalizados. Também receberam o reforço nove pacientes imunossuprimidos e 77 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 49 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 1.164 pessoas também receberam a segunda dose. Também foram vacinados 127 adolescentes sem comorbidades, sendo 57 com a primeira dose e 70 com a segunda. Dois adolescentes com comorbidades também receberam a segunda dose. Um adulto com comorbidade também recebeu a primeira dose.

Equipes também aplicaram a vacina em 11 gestantes, sendo duas com a primeira dose e nove com a segunda dose. Também foram vacinadas 11 puérperas, das quais uma com a primeira dose e 10 com a segunda dose.

Também receberam a segunda dose do imunizante, dois trabalhadores da Saúde.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias apresentou em encontro on-line, o Plano Municipal de Redução de Riscos do município para os representantes de Defesa Civil de 17 cidades do interior do Estado do Rio de Janeiro. A convite da coordenação da Regional de Defesa Civil (REDC) 6 Sul II, o secretário municipal de Defesa Civil e equipe, destacou o protocolo estabelecido para atuação em situação de emergência na cidade, que é considera modelo em outras regiões. A iniciativa teve a proposta de trocar experiências com outros municípios que estão reformulando os respectivos sistemas de atuação em desastres.

“Contamos atualmente com uma estrutura que nos oferece suporte e agilidade de atuação em situação de desastres, principalmente causados pelas chuvas. Esta troca de experiências é extremamente importante”, destacou o governo interino.

O trabalho integrado com os demais órgãos de governo e serviços foi um dos pontos relatados como modelo de trabalho, que oferece mais agilidade no atendimento a ocorrências. “Esse tem sido um diferencial de atuação no nosso trabalho e tem agregando valores ao plano, desenvolvido em 2013, mas que constantemente estamos readequando às necessidades de cada localidade”, destacou o secretário de Defesa Civil, ressaltando que o PMRR leva em consideração, entre outras coisas, o contexto social e organização urbanística da cidade. “Estamos em constante atuação com nossas equipes operacionais para a verificação de riscos estruturais nas áreas de risco na cidade”, pontuou o o secretário municipal de Defesa Civil, destacando que o trabalho de prevenção é o foco.

De acordo com o coordenador da REDEC 6 Sul II, Petrópolis é reconhecida pela capacidade desenvolvida para atuação em Defesa Civil. “Petrópolis é hoje uma referência em Defesa Civil no Brasil, queremos conhecer mais dessa estrutura que serve de exemplo”, destacou o coordenador da REDEC 6 Sul II, pontuando que é notória a importância que as ações em Defesa Civil vêm ganhando ao longo dos anos, principalmente nas regiões que são mais afetadas por desastres no período de chuvas. “Por sofrerem mais com desastres, os municípios acabam se estruturando mais. Percebemos maior atenção da gestão pública para o desenvolvimento de ações em Defesa Civil. Em Petrópolis, por exemplo, é desenvolvida uma ação continuada, que vai além do período de chuvas e atua na prevenção”, acrescentou.

Ao todo, 30 representantes de unidades de Defesa Civil participaram do encontro virtual. Entre os municípios representados estavam Miguel Pereira, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Piraí, Rio Claro, Itaguaí, Seropédica, Queimados, Japeri, Paracambi, Areal, Sapucaia, São José do Vale do Rio Preto, Carmo, Sumidouro e Teresópolis.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) sinalizou de forma positiva ao pedido feito pelo governo interino para alterações no projeto de recuperação da Estrada União e Indústria. O mesmo pedido foi feito pelo deputado federal Hugo Leal, que reforçou a importância das modificações que vão garantir maior fluidez ao trânsito infraestrutura. Entre as alterações solicitadas pelo município estão a construção de novas rotatórias ao longo da estrada, correções e replanejamento na sinalização e recuos em alguns trechos da via.

"A mobilidade urbana é uma bandeira muito importante da nossa gestão, porque ela afeta diariamente a vida de cada um dos trabalhadores da nossa cidade e tem impacto direto na economia. Estamos acompanhando de perto as obras executadas pelo DNIT para nos certificarmos de que elas tratam de avanços significativos nesse sentido. Já estive em Brasília para tratar diretamente do assunto", destaca o governo interino.

O deputado Hugo Leal ressalta que na última década a cidade passou por importante reconfiguração na Estrada União e Indústria, com a chegada de novos empreendimentos. "O mercado Assaí é um exemplo. Ali há entrada e saída de veículos, o que não existia quando o projeto foi pensado. O mesmo vale para os trechos onde condomínios residenciais foram erguidos, que trouxeram com eles maior volume de veículos na rodovia. A recuperação da Estrada União e Indústria é essencial não apenas para Petrópolis, mas para o Estado do Rio de Janeiro", avaliou Leal.

A Prefeitura já está trabalhando na obra da rotatória do Carangola, que está em execução desde setembro, contando com recursos próprios do município. "Ali temos um dos principais gargalos do trânsito. As conversões para acessar tanto o bairro Carangola quanto a Estrada da Saudade são responsáveis por retenções e congestionamentos. A mesma acontece em vários outros pontos da rodovia. Por isso, a construção de rotatórias podem ajudar a reduzir o impacto sobre o trânsito e melhorar a mobilidade. Na revisão que encaminhamos ao Dnit estamos pontuando não apenas essas melhorias na infraestrutura viária, mas também de sinalização, incluindo as correções que precisam ser feitas dentro da obra que já foi executada. Um desses exemplos é o trecho de acesso ao bairro Nogueira", destaca o diretor presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans).

Diariamente, cerca de 25 mil motoristas trafegam pela rodovia, segundo estudo da CPTrans.

Terça, 16 Novembro 2021 10:24

12.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, nesta sexta-feira (12/11), permaneceu em 0% para leito clínico caiu para 1,52% em leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são cinco pacientes internados. São três pessoas em leitos de UTIs – um em leito público e dois em leitos particulares – e outros dois em leitos clínicos da rede privada.

Até agora, foram realizados no município 207.589 testes para Covid-19, com 50.014 resultados positivos e 157.462 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.555, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Com o avanço na vacinação que alcança 73,64% da população maior de 12 anos com o esquema vacinal completo, Petrópolis segue registrando índices cada vez menores na taxa de ocupação de leitos destinados a pacientes com covid-19 na cidade. Neta sexta-feira (12/11) hospitais públicos e privados da cidade fecharam o dia com um total de cinco pacientes internados, considerando leitos clínicos e de UTI em toda rede de saúde da cidade - hospitais públicos e privados. O total de internações caiu pela metade em relação ao quantitativo total de pacientes registrado no dia anterior - 10.

“É o resultado da dedicação de todos os profissionais da rede de saúde, em especial aqueles que estão empenhados para a vacinação e também da colaboração dos petropolitanos, que entenderam a importância da vacina para que possamos ter o controle da pandemia”, destaca o governo interino.

Ao todo três pacientes estão internados em leitos de UTI em toda rede de saúde da cidade. Destes, um está em leito de UTI na rede pública, o que significa 1,52% de ocupação dos leitos da rede SUS. Já a ocupação de leitos clínicos na rede pública permanece em zero pelo terceiro dia consecutivo. Na rede privada, dois pacientes ocupam leitos de clinica médica.

“A realidade dos hospitais hoje, com esta queda acentuada e permanente de casos, é uma confirmação diária de que as vacinas salvam vidas. Agradecemos a toda equipe que vem sendo incansável para que a imunização chegue ao maior número de pessoas, não apenas com o atendimento nos pontos fixos de vacinação, mas também com a busca ativa pelos ainda não vacinados em ações realizadas nas comunidades em diferentes pontos da cidade”, destaca o secretário de Saúde.

Nesta sexta-feira (12) as portas do Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira, no Centro da Cidade, foram abertas à população, para a realização da Campanha Entendendo o Diabetes. Quem esteve no local participou de palestras sobre a doença, orientações nutricionais relacionadas a doença e cuidados com o pé do diabético, além da aferição de pressão arterial e glicose.

"É importante manter comportamentos saudáveis. Eles evitam não só o diabetes, mas outras doenças crônicas, como o câncer. Por isso nosso objetivo é oferecer orientações sobre a doença, mantendo o acompanhamento médico de forma contínua", destacou o governo interino.

O diabetes pode se apresentar de diversas formas e possui vários tipos diferentes. Os mais comuns são o diabetes tipo 1 (insulinodependente) e o diabetes tipo 2 (não insulino dependente). Independentemente do tipo, com aparecimento de qualquer sintoma é fundamental que o paciente procure com urgência o atendimento médico especializado para dar início ao tratamento.

O secretário de Saúde ressalta que, quando não controlado, o diabetes pode levar a algumas complicações. “Elas normalmente surgem quando não se tem o controle dos níveis de açúcar e quando o tratamento não é feito corretamente. Assim, a quantidade excessiva de glicose no sangue por muito tempo pode provocar lesões em todo o corpo, incluindo olhos, rins, vasos sanguíneos, coração e nervos”, disse.

A diretora do Centro de Saúde alerta que a unidade realiza o acompanhamento contínuo dos pacientes. “O Dia D de conscientização do diabetes aconteceu nesta sexta-feira. Mas atendemos os pacientes de forma contínua. A campanha Entendendo o Diabetes buscou chamar a atenção das pessoas para os cuidados com a doença”.

Ambulatório Escola realizou atendimentos na última quinta-feira

O Ambulatório Escola, em Cascatinha, realizou na última quinta-feira (12) atendimentos e esclarecimento de dúvidas do público na campanha Entendendo o Diabetes. O evento foi promovido pelo Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto e a Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP), por meio da Liga Acadêmica de Endocrinologia da Faculdade de Medicina de Petrópolis (LAEM-FMP) e pelos cursos de Nutrição, Enfermagem e Odontologia da UNIFASE. A ação também contou com a parceria da Prefeitura de Petrópolis, por meio das Áreas Técnicas da Secretaria de Saúde.

As pessoas que passaram pela unidade receberam orientações sobre o diabetes, o uso de insulina, e em saúde da mulher e do homem, além de recomendações nutricionais e odontológicas. Aferição de pressão arterial, glicose e cálculo de índice de massa corporal (IMC) foram outras atividades realizadas com o público.

Cidade tem prévia de ocupação hoteleira de 76,25% no Centro Histórico e distritos entre os dias 13 e 15 de novembro

Os principais atrativos turísticos de Petrópolis estarão em pleno funcionamento neste fim de semana e também no feriado da Proclamação da República, na segunda feira (15). A prévia da ocupação hoteleira, registrada pelo Disque Turismo na última quinta-feira (11) era de 76,25% no Centro Histórico e distritos, a expectativa é de que a cidade esteja movimentada e, por isso, são inúmeras as opções para curtir o feriadão no município. Museus, parques, circuitos de compras, cervejeiro, ecorrural e uma feira literária que acontece em Itaipava são algumas para que visitantes e petropolitanos curtam o feriado na cidade imperial.

O Museu Imperial funciona no sábado (13), das 10h às 18h, com a bilheteria aberta das 9h30 às 17h30. Desde o último dia 02 de novembro, o palácio recebe a visitação simultânea de até 80 pessoas sem agendamento prévio. No domingo e na segunda, como de praxe, o Museu estará fechado. O Museu Casa de Santos Dumont abre sábado, domingo e segunda-feira, das 9h às 17h; e o Museu Casa do Colono também nesses três dias, das 9h às 14h.

O Hortomercado Municipal José Carneiro Dias funciona no sábado (13) e no domingo (14) das 8h às 15h. No feriado do dia 15, estará aberto das 8h às 13h. Os parques municipais também estarão abertos no feriado. O Parque Cremerie funciona sábado, domingo e segunda, de 8h às 16h30. Já o Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, em Itaipava, estará aberto normalmente nos três dias, das 7h às 18h.

No local, a partir deste sábado, acontece o Circuito LER PARA VA-LER, um grande festival de leitura que vai até o dia 20 de novembro, onde serão realizados oficinas, debates, saraus, contações de histórias, teatro e atividades multiculturais. Encontros entre renomados autores e profissionais de diversas áreas também fazem parte da programação. O evento tem como objetivo fomentar a cultura e a literatura, especialmente, entre as crianças e adolescentes.

Os parques naturais também são uma excelente opção para o final de semana. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Corrêas, pode ser visitado das 7h às 16h. Já o Parque Natural Municipal Padre Quinha, no Centro Histórico, abre sábado e domingo, das 8h30 às 17h30, e estará fechado na segunda-feira (15).

Outras informações também podem ser obtidas pelo Disque Turismo, pelo telefone: 0800 024 1516, e pelo WhatsApp: (24)2237-3321, de segunda a sábado, das 9h às 17h, e domingo e feriado de 9h às 14h.

Serviços essenciais mantidos

Serviços essenciais como coleta de lixo e atendimentos de Saúde estarão mantidos no feriado da Proclamação da República: as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Centro e Itaipava, a UPA Cascatinha (ponto de atendimento para pacientes com sintomas de covid), o Pronto Socorro do Hospital Municipal Leônidas Sampaio (Alto da Serra) e as unidades de pronto atendimento da Posse e Pedro do Rio funcionarão normalmente. O serviço de coleta de lixo será realizado normalmente.

As repartições públicas não funcionarão no dia 15. O expediente voltará, normalmente, na terça-feira, dia 16. As linhas de ônibus funcionarão seguindo horário de feriado na segunda. As aulas na rede municipal também retornam no dia 16. Já a campanha de vacinação segue até sábado (13) e retorna na terça.

Quatro palestras fazem parte da programação elaborada pelo Programa Petrópolis da Paz, para a III Semana Internacional de Justiça Restaurativa. O evento, que acontece on line, será aberto na próxima segunda-feira (15), às 15h30, transmitido pelas redes oficiais da Prefeitura, como Facebook e Youtube.

“Este evento estimula uma nova visão frente aos conflitos enquanto dá voz às vítimas e ofensores, prezando pela manutenção, por exemplo, dos laços familiares, escolares e comunitários”, explica o governo interino.

A norte americana Kay Pranis, vai abrir o circulo de palestras falando de “Justiça Restaurativa na Educação: Construindo Comunidades Restaurativas”. O juiz de Direito do Tribunal de Justiça de São Paulo, Marcelo Nalesso Salmaso, vai proferir sobre o tema “Justiça Restaurativa e Socioeducação”. A professora paulista Liliane Claro Rezende, foi convidada para discorrer sobre “Justiça Restaurativa na Educação: Relato de Experiência em Santos”, enquanto o psicólogo Paulo Henrique Moratelli, aborda a “Justiça Restaurativa: Processos de Transformação de Conflitos e de Diálogos e Circulos Transformativos.

“A III Semana Internacional celebra as práticas restaurativas e representa o incessante trabalho do Programa Petrópolis da Paz em sua vertente de Justiça Restaurativa no reconhecimento e expansão dos notáveis efeitos dessas práticas em nosso município e em todo o mundo”, destaca a coordenadora do Programa Petrópolis da Paz.

O evento está sendo organizado por Vanessa Siqueira, coordenadora de Justiça Restaurativa do Programa. “Nos conecta com o mundo e com as ações voltadas para a cultura de paz.

Estamos celebrando mais um ano de realização em nossa cidade nos unindo a este movimento internacional. Mais uma vez, contamos com a participação de convidados renomados”, explica, complementando: “Que esta semana nos inspire e nos conecte para continuarmos abrindo caminhos para que a justiça restaurativa e os Círculos em Movimento estejam nas escolas, comunidades e demais espaços.

Começou na quinta-feira (11), o Ciclo Básico de Formação em Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, realizado pelo Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Comsea), em parceria com a Prefeitura e o Ministério Público, por meio da 2ª Promotoria de Tutela Coletiva de Petrópolis. A iniciativa é voltada para a formação de gestores, servidores públicos da Saúde, Educação, Assistência Social, Defesa Civil e Meio Ambiente e membros de conselhos municipais.

O evento foi aberto com uma palestra da assistente social da Prefeitura de Juiz de Fora, Dora Vargas, que falou sobre “Intra e intersetorialidade para a garantia da Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável”. Ela defende que são necessárias políticas públicas que colaborem para o combate da insegurança alimentar. “Além disso, é importante integrar cada vez mais os órgãos de Assistência Social e de Defesa Civil, pois são eles que estão na ponta, ou seja, dentro das comunidades. Com essa integração, é preciso atuar na prevenção e não apenas nos momentos de emergência, como nos casos de desastres naturais”, disse.

A palestra, que aconteceu de forma online, teve pouco mais de uma hora e meia de duração, com a visualização de quase 400 pessoas. A promotora de Justiça Vanessa Katz, a presidente do Conselho Municipal de Segurança Alimentar, Talita Berti e a coordenadora Especial de Articulação Institucional, acompanharam o evento. O Ciclo Básico de Formação em Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável é transmitido pelas redes oficiais da Prefeitura: Youtube e Facebook.

A próxima palestra acontece no dia 18 de novembro, com a pedagoga e presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar do Maranhão e coordenadora Geral do Fórum Maranhense de Segurança Alimentar e Nutricional, Concita da Pindoba. Ela vai falar sobre o tema “Cozinhas comunitárias: da teoria à prática”.

A assistente social e coordenadora do Mesa Brasil Sesc, Cida Pessoa e Denise Tarin, procuradora de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro, coordenadora do Projeto Segurança Humana-MPRJ também serão as palestrantes e vão falar respectivamente nos dias 25 de novembro e dois de dezembro, sobre “Banco de alimentos: da teoria à prática” e “Aspectos jurídicos do direito à alimentação”.

Petrópolis vai celebrar o dia da Consciência Negra com uma vasta programação cultural, incluindo palestras, contações de história e apresentações. A partir de quarta-feira, dia 17, até domingo, 21 de novembro, será realizada a 9ª edição da Ubuntu – Festa Afro-Brasileira do município, com atrações na Casa de Educação e Praça da Liberdade. O objetivo é valorizar e preservar a memória das tradições africanas e afro-brasileira. A iniciativa é do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (COMPIR) em parceria com a Coordenadoria da Promoção da Igualdade Racial (COPIR), Conselho Municipal de Cultura (CMC) - através do segmento de Culturas Afro-brasileiras, quilombolas e de matrizes africanas -, Movimento Negro Unificado, além do apoio do Instituto Municipal de Cultura (IMC) e da Turispetro.

Na quarta-feira (17/11), na Casa de Educação, acontece a palestra "Ensino da Formação Cultural Afro-brasileira e Direitos na Cidade" com o secretário de Educação do município. O público-alvo são os professores e a atividade começa às 9h. No mesmo dia e local, a partir das 14h, serão realizadas oficinas e contações de histórias, voltadas para o público infantil.

“Teremos a programação, todos os cuidados necessários em função da covid-19. Ressalto que o Ubuntu é uma celebração elaborada com a participação popular, através dos conselhos de Cultura e de Promoção da Igualdade Racial”, disse o governo interino. Ainda na quarta, às 17h, acontece o lançamento da Campanha "Negro Sangue Bom" na Praça Dom Pedro, com a distribuição de um informativo sobre a importância da doação de sangue. Mais tarde, às 19h, o "IMC nas Redes – Conversas Culturais" terá como assunto a Semana Afro-Brasileira.

Na quinta e sexta-feira, a Casa de Educação também vai abrir para palestras, oficinas e contações de histórias nos mesmos horários. Ainda na quinta, acontece uma edição especial do IMC nas Redes, também às 19h, nas redes da prefeitura. Já na sexta, a Praça da Liberdade se torna palco de apresentações locais, a partir das 18h. O espaço também vai contar com barracas de artesanato, comida e bebida.

“Essa é uma festa tradicional no calendário da cidade. Estamos com uma programação cultural bastante diversificada celebrando a cultura afro que é tão importante não só em nosso país, mas em todo o mundo”, destacou o presidente do IMC.

O evento que celebra Zumbi - líder do Quilombo dos Palmares - continua no sábado, dia 20, data em que é celebrado o Dia da Consciência Negra. Às 9h acontece uma solenidade na Praça da Liberdade, seguida por uma roda de capoeira. A premiação dos concursos de poesia e de desenho, promovidas pelo IMC, será às 10h. O público conta também com oficina de dança, concurso de beleza e apresentações locais. Com ampla programação, a celebração acontece durante todo o dia em outros locais da cidade, como Nogueira (no Centro Cultural) e na Posse (Praça CEU).

No domingo, último dia do evento, as atividades começam às 9h com oficinas de turbante, contação de história, apresentações locais e rodas de capoeira. O encerramento está previsto para às 17h.

Para fortalecer as políticas públicas em defesa da causa animal, a prefeitura de Petrópolis e a Universidade Estácio de Sá estudam uma parceria com objetivo de promover conteúdos sobre o cuidado e defesa dos animais, através de ações intersetoriais nas Secretarias Municipais. A ação prevê, ainda, a elaboração de um termo de cooperação técnica apontando as possibilidades de atuação dos estudantes de veterinária em ações da causa na cidade. A iniciativa colaborará com um reforço importante para a rede de proteção e resgate de animais: a universidade vai abrir uma clínica/escola de veterinária em Petrópolis no segundo semestre do próximo ano.

Os assuntos foram abordados em uma reunião realizada na quinta-feira (11/11) com o secretário-Chefe de Gabinete, o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica, o vereador Domingos Protetor, a gestora da universidade em Petrópolis, Patrícia Bach, a coordenadora do curso de veterinária, Julianna Ferreira de Azevedo e o supervisor financeiro da instituição de ensino, Rômulo Bastos.

“Essa foi a primeira reunião e o pontapé inicial para elaboração de um termo de cooperação técnica que vai fortalecer as políticas públicas municipais, a elaboração de ações em conjunto com as secretarias de Educação e Meio Ambiente, além da Cobea, sempre com a intenção de promover a conscientização da população com relação à causa animal e também para o auxílio da rede de proteção e resgate. Atendendo a um pedido do governo interino, vamos continuar estreitando os laços com a universidade para avançar ainda mais nessa questão”, disse o secretário-Chefe de Gabinete.

Os primeiros alunos do curso de veterinária da Estácio de Sá já estão cursando o 4º período. “O curso já é referência, a universidade vai ter uma clínica/escola para atuação dos estudantes em conjunto com os professores e acreditamos que isso pode ser um ganho importante para o município. A intenção é colaborar com nas demandas no que envolve a causa animal”, conformou Patrícia Bach.