Banco também se comprometeu a usar tablets para acelerar atendimento

As agências do Banco Santander em Petrópolis voltarão a atender o público até as 16h a partir dessa quarta-feira (10/11). A decisão foi informada pelo superintendente de Suporte do banco, Fernando Azevedo, durante uma reunião realizada com o Procon.

De acordo com o coordenador do Procon, a reunião contou com a participação dos gerentes das agências do município. A decisão vale para todas as agências. Foi confirmada, também, a pedido do coordenador do Procon, a utilização de “tablets” no exterior das agências com o objetivo de auxiliar o consumidor em serviços que podem ser efetuados sem a necessidade de espera para atendimento físico.

“Avançamos em algumas questões, como a ampliação do horário de atendimento e o reforço do atendimento preventivo no exterior das agências. Deixamos claro nosso entendimento de que as senhas devem ser distribuídas do lado de fora das agências”, explicou o coordenador.

O Procon espera que os demais bancos também ampliem o horário de atendimento. “Felizmente, graças à vacinação, nosso cenário epidemiológico permite esse tipo de ampliação no horário de atendimento. É uma necessidade. As pessoas precisam desse ajuste”, completou.

Quarta, 10 Novembro 2021 10:37

Boletim vacinação – 09/11/2021 (terça)

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na terça-feira (09/11) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 2.396 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 82 receberam a primeira dose, 1.826 receberam a segunda dose e 488 receberam a dose de reforço. Até o momento 237.556 pessoas receberam a primeira dose, 181.040 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 23.507 idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, pacientes imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização quatro idosos foram vacinados, sendo um com a primeira dose e três com a segunda dose. Equipes aplicaram também a dose de reforço em 401 idosos, 17 pacientes imunossuprimidos e 70 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 32 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 1.711 pessoas também receberam a segunda dose. Também foram vacinados 137 adolescentes sem comorbidades, sendo 45 com a primeira dose e 92 com a segunda. Uma pessoa com comorbidade também foi vacinada com a primeira dose do imunizante.

Equipes aplicaram a vacina em 11 gestante, sendo três com a primeira dose e oito com a segunda dose. Seis puérperas também receberam a segunda dose.

Também receberam a segunda dose do imunizante, cinco trabalhadores da Saúde e um profissional de Educação.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428

Quarta, 10 Novembro 2021 10:33

09.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, nesta terça-feira (09/11), está em 3,33% em leito clínico e 3,08% em leitos de UTI. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são sete pacientes internados, sendo quatro em UTIs e três em leitos clínicos.

Até agora, foram realizados no município 206.644 testes para Covid-19, com 49.864 resultados positivos e 156.545 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.554, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Meta é construir quase 400 unidades habitacionais, garantindo atendimento a 100% das famílias que hoje recebem o aluguel social no município

A Prefeitura de Petrópolis e o Governo do Estado estão se unindo para trazer à cidade um importante pacote de obras. Em reunião realizada nesta terça-feira (09) com o secretário estadual de Infraestrutura e Obra, o governo interino recebeu a confirmação de que o Estado vai investir na construção de casas populares no município, mas o projeto, que inicialmente incluiria 340 unidades habitacionais, agora, em alinhamento com o governo municipal, terá número maior, de forma a assegurar o atendimento a 100% das famílias que hoje recebem o aluguel social no município.

No encontro, que também contou com a presença do subsecretário de Obras, do subsecretário de Estado das Cidades, do secretário municipal de Obras de Petrópolis e do vereador Júnior Paixão, também foram detalhados os investimentos para melhorias em dois conjuntos habitacionais, no Quitandinha e no Cascatinha, que, juntos, somam 240 apartamentos. Um terceiro condomínio, no Castelo São Manoel, também pode ser beneficiado.

“Este alinhamento entre Prefeitura e Estado garante investimentos importantes ao município. O governador do Estado do Rio de Janeiro já havia garantido a Petrópolis 340 unidades habitacionais e, agora, o Estado vai aumentar ainda mais este número. Saímos da reunião com o secretário estadual de Infraestrutura e Obras com o compromisso de que teremos os apartamentos para atender todas as famílias que hoje recebem o aluguel social. É uma demanda que existe há anos”, lembrou o prefeito, que já vinha em contato direto com o Estado em busca de recursos para projetos em diferentes áreas, incluindo habitação, mobilidade urbana e infraestrutura.

Hoje Petrópolis tem 380 famílias que recebem o aluguel social (incluindo os benefícios pagos pelos governos municipal e estadual). “A habitação popular é uma demanda histórica na cidade. É importante que consigamos atender as famílias que permanecem no aluguel social, devolvendo a elas a tranquilidade de terem suas casas”, frisou o governo interino.

O secretário estadual de Infraestrutura e Obras garantiu que o Estado vai dar celeridade aos trâmites para garantir a construção dos imóveis. “Temos como acabar com a espera de quem hoje recebe o aluguel social e vamos fazer isso, em parceria com a Prefeitura”, afirmou.

As casas serão construídas por meio do programa Casa da Gente, lançado em setembro, que tem como objetivo oferecer unidades habitacionais em todo o estado e também realizar melhorias e manutenção em unidades já existentes nos municípios.

O subsecretário das Cidades reforçou a importância do programa para as famílias da cidade. "Desde que iniciou o Casa da Gente, estive conversando com o secretário estadual de Infraestrutura e Obras e o governador para que Petrópolis recebesse o total de unidades que o município tem na lista do auxílio de aluguel social. Resolver essa dívida com as vítimas de tragedias é fundamental para que as pessoas possam ter uma vida melhor.", citou.

No programa também estão previstas obras e benfeitorias em unidades já finalizadas. Em Petrópolis, três condomínios habitacionais estão aptos para receber as melhorias: no Quitandinha e no Cascatinha, que, juntos, somam 240 apartamentos, e no condomínio do Castelo São Manoel, que também será incluído no pacote de obras. O secretário estadual de Infraestrutura e Obras pontuou as ações de reforma como prioridade para famílias que já foram contempladas com unidades e que atualmente apresentam alguns problemas. "É importante manter as unidades já existentes em boas condições moradia".

Emergência em ortopedia retornou à unidade após um ano e oito meses no HAC

O Hospital Municipal Nelson de Sá Earp retomou na manhã desta terça-feira (09/11) os atendimentos de urgência e emergência em ortopedia. Um balanço parcial das primeiras horas de atendimento - entre 7h e 16h – aponta que 84 pacientes foram atendidos na unidade no dia do retorno. O HMNSE (pronto socorro do Bingen) volta a ser referência em ortopedia de urgência quase um ano e oito meses após a transferência do serviço para o Hospital Alcides Carneiro, o que ocorreu em março do ano passado função da pandemia de covid-19.

“O retorno do atendimento de urgência em ortopedia para o HMNSE é mais um passo que a Secretaria de Saúde está dando na reorganização do sistema de Saúde da cidade. Importante lembrarmos que isso só está sendo possível em função da redução no número de internações, o que ocorre por conta do avanço na vacinação”, afirma o governo interino. O município tinha até segunda-feira 91,51% da população maior de 12 anos vacinada com pelo menos uma dose e 69,68% deste grupo com o esquema de vacinação concluído com duas doses ou dose única da vacina.

O retorno da ortopedia para o HMNSE ocorre no momento em que a cidade registra os menores números de pacientes internados desde as primeiras semanas da pandemia.

“Com a redução sustentada no número de internações de pacientes com covid-19, que vem ocorrendo desde junho, estamos reestruturando a rede de saúde para atendermos as demandas não relacionadas à doença e com isso ampliando os atendimentos para os casos não relacionados à doença. Inicialmente conseguimos fazer nas unidades próprias (HAC e HMNSE) a reversão de leitos clínicos e de UTI covid, em não covid. Com esta queda de internações consolidada, estamos dando mais um passo importante, transferindo a ortopedia para o HMNSE. Com isso, hoje devolvemos ao HAC nove leitos, que serão utilizados para procedimentos cirúrgicos”, explica o secretário de Saúde.

O serviço de urgência e emergência em ortopedia havia sido transferido para o HAC no dia 28 de março do ano passado, em função das adequações no HMNSE, que à época foi transformado em unidade de referência para a internação de pacientes com covid-19.

As ocupações culturais urbanas é o assunto do "IMC nas Redes – Conversas Culturais" da próxima quarta-feira (10/11). O encontro virtual será transmitido nas redes sociais da prefeitura (Facebook e Youtube), às 19h, com a participação de André Foks, Bernardo Canela, DurangoKid e Emily Santos. A mediadora da roda de conversa on-line será a produtora cultural e funcionária do Instituto Municipal de Cultura (IMC).

André Foks é artista plástico, graffiteiro, designer gráfico e arquiteto. Atua no graffiti desde 1997. É formado em Designer de Interiores pelo SENAC- RJ, além de ser técnico em Artes Plásticas pelo Parque Lage. Também possui formação em Arquitetura pela Estácio Petrópolis. Já Bernardo 'Canela' Freitas, nascido e criado em Petrópolis, skatista há 10 anos, artista, professor de Inglês e formado em economia pela PUC-RJ, representante do coletivo #skatepetropolis.

Com 16 anos de atividades, DurangoKid, músico, MC e produtor cultural, é um nome consolidado na cena hiphop petropolitana, e também da Região Serrana. Estreou seu segundo álbum, DKMERON - Delírios Distópicos, este ano. Já produziu e co-fundou diversos eventos de Cultura de Rua na cidade, tais como Roda do CdC, Festival de Cultura Urbana e Roda Viva.

Emily é militante da Cultura, pelo direito das mulheres e dos jovens e, atualmente, ingressou na luta pelos direitos das mulheres mães. Participou do Movimento Estudantil da cidade pela Associação Petropolitana dos Estudantes e organizou o 1° bloco de carnaval estudantil e a Caravana Cultural da APE, durante a sua gestão na organização. Com poesias que falam sobre sua vivência como uma jovem, mãe, pobre e moradora de periferia.

Empresário preside a entidade desde junho deste ano

A primeira edição do Petrópolis TechSummit 2021 – “Tecnologia para os novos desafios da sociedade”, organizado pela Prefeitura de Petrópolis e pelo Serratec - Parque Tecnológico da Região Serrana, com apoio da Firjan, acontecerá no dia 25 de novembro, em formato híbrido, sendo transmitido direto do Serratec pelo canal do Youtube do parque tecnológico - https://bit.ly/SerratecOficial das 9h às 17h.

O evento reunirá palestrantes de grande expressão no cenário nacional e internacional do setor de tecnologia. O primeiro a se apresentar será o empresário e presidente do Serratec, Guilherme da Motta Alves, com o tema “O uso da tecnologia e os desafios da nova sociedade”.

Guilherme assumiu a presidência do Serratec em junho deste ano. Formado em Ciências da Computação pela Universidade Católica de Petrópolis, com MBA em Desempenho Empresarial pela mesma instituição, Guilherme sempre teve sua vida pautada em projetos de empreendedorismo, começando em 1987 com a Petrosoft Consultoria. Foi professor na Universidade Católica de Petrópolis e no Centro Universitário São Camilo, no Espírito Santo, das cadeiras de Sistema de Informação e Qualidade de Software, onde desenvolveu projetos de formação de profissionais especializados, que são a base para a construção de suas empresas.

É também CEO e sócio da T2M – Test to Market, desde 2005, empresa focada em qualidade e teste de software, além de investidor e fundador da Best2BEE, empresa especializada em integrações de sistemas. É, ainda, sócio fundador da Tic Social, empresa de desenvolvimento de pessoas para o mercado de TI, que privilegia aquelas que sistematicamente têm menos oportunidades.

Programação do Petrópolis TechSummit 2021

Na programação ainda estão confirmadas as palestras do chefe do Centro Tecnológico do Exército, General de Brigada Armando Ferreira; do coordenador do Parque Tecnológico de São José dos Campos, Paulo Giarola; da gerente regional de Serviços Tecnológicos da FIRJAN, Carla Giordano; do vice-presidente Executivo de Operações da EMBRAER, Luís Carlos Marinho; do diretor do Laboratório Nacional de Computação Cientifica (LNCC), Fábio Borges; do presidente da IBM América Latina, Antônio Martins e do gerente de Operações da Amazon, Marcelo Amaral.

O Petrópolis TechSummit 2021 funcionará em formato híbrido (presencial e transmissão online) em redes sociais e no Youtube. No dia do evento basta acessar o link do Youtube do Serratec: https://bit.ly/SerratecOficial
As pessoas também podem adicionar o evento na agenda, basta acessar o link https://bit.ly/PetrópolisTechSummit2021

Novos valores serão pagos de forma retroativa a partir de 1º de agosto

O governo interino sancionou a lei municipal que aumenta o Regime Especial de Horas Trabalhadas (RETH) da Educação. O valor passará de R$ 14,99 para R$ 25,74 por hora/ aula e vai beneficiar mais de 900 professores da rede municipal.

A lei municipal 8.199 de 29 de outubro de 2021 já foi publicada no Diário Oficial (D.O.). “É um aumento muito esperado pela categoria e com certeza fará toda a diferença para os professores. Estamos avançando, com responsabilidade, e pensando na valorização do servidor”, disse o governo interino.

O secretário de Educação ressalta que o aumento do RETH atende uma reivindicação antiga da categoria. “O aumento do RETH é um importante reconhecimento a estes profissionais”, enfatizou.

O aumento no valor do Regime Especial de Horas Trabalhadas foi anunciado em julho pelo governo interino e, com a lei, os valores serão pagos de forma retroativa a partir de primeiro de agosto de 2021. Todos os professores da rede municipal que realizam horas de atividades além da sua jornada normal serão beneficiados com o novo valor do RETH.

A Secretaria de Saúde realiza nesta terça-feira (09/11), até as 20h, uma ação para promoção da saúde, com testagem rápida e vacinação contra a covid, no terminal rodoviário do Centro. Estão sendo oferecidos também serviços como aferição de pressão arterial e glicemia, além de testes rápidos para detecção de hepatite, sífilis e HIV. Equipes da Secretaria de Saúde orientam também a população sobre a importância dos cuidados com a saúde bucal, bem como do acompanhamento na rede de saúde para controle de doenças como hipertensão, diabetes e outras doenças crônicas.

“É uma ação importante de conscientização e prevenção realizada pelas equipes da Secretaria de Saúde, que agora agrega a vacinação contra a covid-19. É uma iniciativa que vem somar às demais ações para que possamos facilitar cada vez mais o acesso das pessoas à vacina e, assim, possamos alcançar um número cada vez maior de petropolitanos vacinados”, destaca o governo interino.

“Já tive um princípio de AVC e preciso controlar a pressão. Vi o pessoal da Saúde aqui e aproveitei para vir aferir a pressão. Fui muito bem atendido”, conta o vendedor Volnei Faria Vasques, de 63 anos.

A ação teve início às 9h e se estende durante todo o dia, com encerramento às 20h. “A intenção, ao trazermos as equipes para dentro do terminal rodoviário e ofertarmos o atendimento em horário estendido, é facilitar o acesso das pessoas aos serviços, inclusive à vacinação contra a covid. Isso permite que as pessoas possam, por exemplo, na volta do trabalho, ter acesso aos serviços”, explica o secretário de Saúde.

Vendedores de balas, Fernando Oliveira Fernandes, 24 anos, e Mariana de Jesus Gomes, 37, aproveitaram a presença das equipes para concluir o esquema de vacinação. “Precisávamos tomar a segunda dose. Vimos a vacinação aqui e já aproveitamos”, conta Mariana. “Fizemos uma pausa no trabalho para vacinar. Foi muito bom porque facilitou a nossa vida”, completa Fernando.

A inclusão da vacina contra a covid-19 na ação de promoção à Saúde faz parte das ações da Secretaria de Saúde para estimular a vacinação na cidade. A Secretaria de Saúde também vem realizando busca ativa por pessoas não vacinadas em comunidades.

“O trabalho de busca ativa começou com equipes que atuam em UBSs e PSFs levando a vacina às pessoas que moram em áreas onde a população é acompanhada por equipes com Estratégia de Saúde da Família. Também iniciamos um trabalho em comunidades de difícil acesso, levando a vacina a famílias em risco social, que muitas vezes encontram dificuldade para ter acesso à internet para fazer o cadastro, ou mesmo para conseguir se deslocar até um ponto de vacinação. A intenção é fazermos com que todos os moradores da cidade tenham acesso à vacina”, frisa o secretário de Saúde.

Até segunda-feira (08/11), Petrópolis tinha 244.279 pessoas vacinadas com pelo menos uma dose da vacina e 186.019 pessoas que concluíram o esquema de vacinação com a segunda dose ou dose única da vacina. Os dados correspondem respectiva a 91,51% e 68,68% da população vacinável - pessoas maiores de 12 anos.

No ano, prejuízo com a destruição e furtos do equipamento público ultrapassa os R$ 98 mil.

Na última semana, câmeras de segurança, na altura do número 151 da rua Luiz Paulistano, uma via de acesso localizada entre a estrada da Saudade e a rua Pedro Elmer, no distrito de Cascatinha, flagraram um homem furtando um latão de lixo. A ação aconteceu durante o dia, em um momento em que carros e pedestres circulavam no local. O incidente foi registrado pela secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública - SSOP na 105ª Delegacia de Polícia, a delegacia do Retiro.

“Esse tipo de incidente é crime e lesa a população. O equipamento está ali para garantir o armazenamento adequado do lixo até que seja feita a coleta, está instalado na via pública para impedir que o lixo seja despejado de qualquer forma no local, poluindo o meio ambiente e gerando problemas de saúde pública”, destaca a secretaria de serviços, segurança e ordem pública.

Em 2021, furtos de equipamentos urbanos da coleta de lixo e atos de vandalismo somam mais de R$ 98 mil de prejuízo ao município (levantamento com números até o mês de setembro). Junho foi o mês de maior prejuízo, com R$ 26 mil em equipamentos danificados. E o principal ato de vandalismo praticado é a queima das lixeiras. Na comparação com o ano passado, no entanto, há uma boa notícia: a redução dos atos de vandalismo. Também no período de janeiro a setembro de 2020 foram registrados R$ 158 mil em prejuízo. Ao longo de todo o ano foram R$ 172 mil.

Redução no número de casos

Em 2020, foram 74 casos registrados ao longo de todo o ano. Neste ano, a soma chega a 42 registros. Somados, os números de 2020 e 2021 chegam a 116 casos. A maior parte deles (83%) registrados no primeiro distrito, região mais populosa da cidade. No Independência foram 19 casos, o maior volume de casos por bairro em toda a cidade. O bairro é seguido por Nogueira (14 casos) e Cuiabá (12).

“O que vem mudando em relação ao ano passado é que temos trabalhado na conscientização da nossa população, divulgando casos como este da Luis Paulistano e pedindo a colaboração para que todos cuidem desse patrimônio que é tão importante no dia a dia da nossa cidade”, destaca.