Quarta, 30 Novembro 2022 - 10:35

Petrópolis terá mais um Conselho Tutelar e outra unidade do NAPE

Petrópolis terá mais um Conselho Tutelar e outra unidade do NAPE

Anúncio foi feito pelo prefeito Rubens Bomtempo durante conferência do CMDCA


Petrópolis vai ganhar mais um Conselho Tutelar e outra unidade do Núcleo de Atendimento Psicológico Especializado – Infantojuvenil (NAPE) - para vítimas de violência. O anúncio foi feito pelo prefeito Rubens Bomtempo durante a 10ª Conferência da Criança e do Adolescente, realizada no dia 18, no Colégio Santa Catarina. O evento foi promovido pela Prefeitura e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

“Petrópolis terá um terceiro Conselho Tutelar e também uma unidade do NAPE. Que essa discussão avance dentro do CMDCA para que possamos juntos fortalecer essa rede proteção”, disse o prefeito Rubens Bomtempo. “Estamos falando hoje aqui de articulação e união. Todos juntos por uma causa que é a proteção das nossas crianças e adolescentes”, ressaltou o prefeito.

Para a presidente do CMDCA, Luciane Bomtempo, a criação de novas unidades é uma garantia ainda maior dos direitos das crianças e dos adolescentes. “Nenhuma política pública avança sem a participação popular. A realização dessa conferência é uma mensagem de que juntos vamos conseguir avançar na política de proteção das crianças e dos jovens”, frisou.

O vice-presidente do CMDCA, Claudio de Souza (Projeto C3) falou sobre a importância de estar realizando uma conferência após as chuvas de fevereiro e março. “É um momento importante, de reflexão e fortalecimento de políticas públicas, depois de tudo que a cidade passou”, ressaltou. Cláudio também recebeu o selo Cidadão Voluntário, concedido durante a conferência para entidades e pessoas que se destacaram com ações voluntárias durante as chuvas.

A secretária de Educação, Adriana de Paula ministrou a palestra de abertura da conferência, com o tema: “Situação dos direitos humanos de crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela Covid-19, violações e vulnerabilidades, ações necessárias para reparação e garantia de políticas de proteção integral, com respeito à diversidade”. Adriana apresentou as ações realizadas pela Prefeitura no retorno às aulas pós pandemia e durante as chuvas, quando algumas unidades da rede municipal estavam sendo usadas como pontos de apoio.

A implantação do projeto Espaços Seguros e Amigáveis (que aconteceu no horário referente ao período escolar, quando as crianças e jovens participaram de atividades culturais e pedagógicas realizadas por grupos de voluntários cadastrados pelo município, além de receberem alimentação) e os atendimentos da Psicologia de Emergência estavam entre as ações apresentadas. “Foi um projeto importante para as crianças e adolescentes que estavam abrigadas”, elogiou o promotor de Justiça da Infância e da Juventude de Petrópolis, Odilon Lisboa Medeiros.

A 10ª Conferência da Criança e do Adolescente também contou com apresentação do coral da Creche São Charbel do maestro Marco Aurê. As crianças do coral também ganharam livros do projeto de Educação Antirracista, desenvolvido nas escolas da rede municipal. Durante a conferência também foram aprovadas 25 propostas em cinco eixos, que farão parte do relatório final, e foram eleitos os delegados da sociedade civil e do governo, que irão representar o CMDCA na conferência estadual. “Essa conferência reuniu pessoas que efetivam a rede de proteção da criança e do adolescente”, pontuou o promotor de Justiça da Infância e da Juventude de Petrópolis, Vicente de Paula Mauro Junior.