Imprimir esta página
Quinta, 04 Agosto 2022 - 12:34

Prefeitura cria comitê para combater doenças transmitidas por mosquitos

Para combater a dengue, a zica, a chikungunya e outras doenças transmitidas por mosquitos (arbovirores), a Prefeitura criou um comitê que reúne várias secretarias e a Comdep.

 

Com o objetivo de atuar na prevenção e combate às arboviroses, a Secretária de Saúde, por meio da Vigilância Ambiental, está implantando no município o Comitê Intersetorial de Enfrentamento as Arboviroses, como Dengue, Zica e Chikungunya. Envolvendo representantes da Comdep, Secretaria de Meio Ambiente, Educação, Obras e Defesa Civil, as reuniões serão bimestrais e irão traçar estratégias de mobilização social com a finalidade de controlar a proliferação de Aedes Aegypti.

No último Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aeds Aegypti (LIRAa) realizado em junho, o índice de infestação pelo mosquito foi de 0,25, o que significa baixo risco de proliferação na cidade. “O município tem atuado de forma eficaz tanto no combate quanto na prevenção. No último LIRAa, por exemplo, os agentes de combate a endemias visitaram mais de 5,1 mil domicílios. O resultado do estudo, inclusive, ficou abaixo do anterior, que foi de 0,75%. Com a instalação desse comitê, poderemos traçar outras ações que contribuirão para reduzirmos ainda mais esses números”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

A primeira reunião para a implantação do Comitê Intersetorial de Enfrentamento as Arboviroses, aconteceu na tarde de quarta-feira (03), no auditório do DIP. “A partir desse primeiro encontro, iniciaremos a instalação do comitê. Trabalhando de forma integrada com outras secretarias, como Meio Ambiente e Comdep, será possível agilizarmos uma série de medidas. Essa intersetorialidade é fundamental”, disse o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.

Para Simone Sisnando, coordenadora de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, a criação do comitê atende ainda uma demanda prevista em resolução estadual. “Ele auxiliará o município a se organizar e responder mais rapidamente as demandas necessárias ao controle de vetores", explica.

O trabalho de combate aos vetores e de orientação à população é desenvolvido durante todo o ano e intensificado no período do LIRAa. São 138 agentes de Combate a Endemias que fazem visitas domiciliares em toda a cidade trabalhando na prevenção e eliminação de focos do mosquito.

Itens relacionados por tópico