Quarta, 08 Junho 2022 - 10:46

Saúde e Educação apresentam novo protocolo escolar para a covid-19 e influenza

Saúde e Educação apresentam novo protocolo escolar para a covid-19 e influenza

Documento foi apresentado as diretoras e diretores das unidades escolares da rede municipal

As secretarias de Saúde e Educação apresentaram as diretoras e diretores das unidades escolares da rede municipal o novo protocolo escolar para a covid-19 e influenza 2022. O documento foi revisado levando em consideração ao novo quadro epidemiológico da cidade, que apresenta aumento nos casos de síndromes gripais.

A apresentação aconteceu na manhã desta terça-feira (7) na Faculdade Arthur Sá Earp Neto (Fase) e contou com a participação das equipes das secretarias de Educação e Saúde. O novo protocolo conta com as medidas sanitárias que devem ser seguidas dentro das escolas e centros de Educação Infantil. Entre elas estão a higienização das mãos com álcool em gel e/ou água e sabão, uso obrigatório e correto de máscaras, etiquete de espirro e tosse usando sempre o braço para proteção da boca e nariz, a triagem antes de acessar a unidade ou o transporte escolar com aferição de temperaturas.

“Esse protocolo terá que ser constantemente revisado, sempre seguindo a evolução do quadro epidemiológico. Neste momento da pandemia estamos com um aumento na quantidade de casos de síndromes gripais e por isso a necessidade de reforçar as medidas sanitárias de prevenção nos ambientes escolares”, disse o prefeito Rubens Bomtempo, reforçando também a importância da vacinação. “Apesar do aumento dos casos, a maioria é considerada leve graças ao avanço da imunização”.

O protocolo já foi encaminhado para as diretoras e diretores de toda a rede municipal de ensino. “A vacinação avançou bastante, mas ainda precisamos manter os cuidados ainda mais nesta época de ano mais fria e que as síndromes gripais são mais comuns”, ressaltou a secretária de Educação, Adriana de Paula.

O documento revisado, o quadro epidemiológico atual e as formas de notificações dos casos no ambiente escolar foram apresentados pelas equipes da Secretaria de Saúde. “É preciso reforçarmos essas medidas dentro das escolas e vamos também iniciar os trabalhos conjuntos com a Educação, entre elas a testagem”, disse a superintendente da Rede de Atenção Básica, Claudia Respeita.