Imprimir esta página
Sexta, 13 Maio 2022 - 10:38

Racismo ambiental em debate no Centro de Cultura

Prefeitura inicia ciclo de diálogos para formular campanha antirracista

A Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial da Prefeitura lança neste sábado (14) um ciclo de três debates para a elaboração coletiva de uma campanha antirracista em Petrópolis. “Racismo Ambiental: desafios e caminhos por uma justiça ambiental” é o tema do primeiro desses eventos, a partir das 14h30, no Centro de Cultura Raul de Leoni.

O debate tem como participantes a gestora ambiental Pamela Mércia, a mestre em geografia, urbanização e meio Ambiente Roberta Gregório e a professora de geografia Dayana Leopoldo. Os outros dois diálogos, nos dias 21 e 28, no mesmo lugar e à mesma hora, vão abordar temas como a presença negra em Petrópolis e a luta contra o racismo.

No caso do racismo ambiental, o coordenador de Promoção da Igualdade Racial, Filipe Graciano Neves, explica que a expressão remete ao histórico de desigualdades econômica, social e racial que se refletem na ocupação do solo. “O termo se refere a carga desproporcional dos riscos, danos e impactos sociais e ambientais que recaem sobre os grupos étnicos mais vulneráveis”, assinala.

Filipe Graciano Neves afirma que a coordenadoria, vinculada à Coordenadoria Especial de Articulação Institucional da Prefeitura, objetiva ressaltar o cotidiano do racismo ao iniciar o ciclo de debates um dia depois dos 132 anos da Lei Áurea.

“Nosso objetivo é trabalhar para superarmos o fosso do racismo, mostrando, na passagem deste 13 de maio, que o dia seguinte é tão importante quanto todos os que o sucederam, já que o racismo ocorre todos os dias", assinala. “É por isso que propomos que 13 de maio seja o Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo, que, estrutural e institucional, está na base das mazelas da sociedade brasileira”.

Itens relacionados por tópico