Sexta, 06 Maio 2022 - 10:22

Equipes da JICA e Defesa Civil Nacional e Municipal fazem inspeção por áreas afetadas pelas chuvas

Equipes da JICA e Defesa Civil Nacional e Municipal fazem inspeção por áreas afetadas pelas chuvas

Trabalho visa avaliar quais as melhores alternativas de prevenção podem ser adotadas em áreas de risco na cidade

As equipes da Secretaria de Defesa Civil do município acompanharam, nesta quinta-feira (5), inspeção por áreas afetadas pelas chuvas de fevereiro e março. A ação ofereceu suporte ao trabalho da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Japan Internacional Cooperation Agency - JICA) e dos técnicos da Defesa Civil Nacional, por meio do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), que estão na cidade para análise dos danos causados pelos desastres das chuvas. Engenheiros, geólogos, geógrafos e técnicos analisaram o perfil das ocorrências registradas nas localidades da 24 de Maio, Rua Teresa, Morro dos Ferroviários, Vila Felipe e Caxambu.

A medida visa buscar soluções e recursos para a aplicação de projetos de recuperação de áreas e estabelecimento de medidas de prevenção em áreas de risco. A partir da análise de território, os especialistas da JICA buscam oferecer cooperação técnica para projetos de prevenção que podem ser adotados nas localidades. Um dos objetivos é avaliar a aplicação do projeto SABO, para a instalação de barreiras que retêm o fluxo de detritos em áreas com risco de deslizamento e podem minimizar os danos às edificações.

“Essa é mais uma importante cooperação para o município e estamos bastante otimistas com mais essa parceria técnica para garantir não só a recuperação, mas medidas de prevenção a desastres”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.

O trabalho das equipes do Ministério do Desenvolvimento Regional complementa as ações iniciais realizadas na cidade após os desastres e, a partir do acordo de cooperação técnica com a JICA se avaliam medidas eficazes para as áreas afetadas. “Nesse momento conseguimos entender a extensão dos danos e entender um pouco mais o fenômeno que deflagrou o desastre com o movimento de massa. A partir de agora temos outras perspectivas de avaliação junto com as equipes do município, em parceria com os especialistas do Japão”, pontuou o diretor do Departamento de Obras do MDR, Paulo Falcão.

Municípios como Teresópolis e Nova Friburgo já estão recebendo projetos estruturais com foco na prevenção de desastres. A partir da análise de campo realizada nesta quinta-feira (5) o especialista da JICA, Hideto Ochi destaca que, assim como as cidades vizinhas, Petrópolis apresenta características de movimento de massa específicas. “O nosso projeto tem foco no fluxo de detritos e pensamos no que pode ser possível a partir do tipo de evento que vimos por aqui. Pretendemos estudar essa área. Muitas localidades tiveram deslizamentos planares e precisam de obras em encostas. No que estiver ao nosso alcance, vamos ajudá-los a fazer esse plano de intervenções”, destacou o representante da JICA.

As equipes da Defesa Civil oferecem todo o suporte técnico para que os trabalhos tenham andamento. Além do acompanhamento com análise in loco nas áreas afetadas, todo o conteúdo técnico produzido desde o dia 15 de fevereiro, será disponibilizado para que as equipes façam os estudos necessários. “Estamos com nossas equipes empenhadas nesse trabalho de cooperação para que possamos evoluir em medidas de prevenção a partir do desenvolvimento de obras estruturantes que vão ajudar a mitigar riscos”, destacou o secretário de Defesa Civil, o Tenente coronel Gil Kempers.