Imprimir esta página
Sexta, 10 Dezembro 2021 - 10:12

Criança Feliz: programa realiza confraternização de Natal com crianças

Criança Feliz: programa realiza confraternização de Natal com crianças

Alegria e muita diversão marcaram a confraternização da equipe do Programa Criança Feliz da Secretaria de Assistência Social, realizada no Clube Petropolitano, nessa quinta-feira (09) com as 55 crianças atendidas pelo projeto, cujas famílias são cadastradas no Centro e Referência em Assistência Social (CRAS) do Centro.

Aproximadamente 100 pessoas participaram da ação, entre cuidadores e irmãos das crianças assistidas – todos os protocolos de segurança sanitária foram respeitados. As crianças participaram de atividades pedagógicas, ganharam lanche e brinquedos.

“Foi uma confraternização simbólica para celebrar o Natal dos pequenos que são atendidos pelo programa”, disse o secretário de Assistência Social. Outras confraternizações estão ocorrendo em regiões polos do programa.

“Um momento diferente para as crianças. O programa é muito bacana, com orientações e dicas valiosas para as famílias”, disse Cristina Monteiro, mãe de Ana Clara de dois anos e moradora da 24 de Maio.

Sobre o Programa Criança Feliz:

Apoio integral a gestantes e crianças por meio de visitas domiciliares realizadas por uma equipe especializada da Secretaria de Assistência Social, formada por 14 visitadoras e duas supervisoras. Esse é o objetivo do Programa Criança Feliz que, em outubro, retomou as visitas domiciliares presenciais, chegando a 443 beneficiários, um aumento de 23,5% no comparativo com os números de setembro, quando 339 pessoas foram atendidas. O programa faz a visitação da gestante e das crianças até que elas completem três anos de idade, estendendo-se para os seis anos nos casos de crianças que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

“A iniciativa é importantíssima porque os profissionais habilitados tiram as dúvidas das famílias e as orientam para garantir tanto uma gestação tranquila quanto o desenvolvimento das crianças, a partir de cuidados e atividades específicas. Faz toda a diferença na rotina familiar”, disse o governo interino.

O apoio às gestantes e a família começa desde a preparação para o nascimento do bebê até os cuidados perinatais. Mas o serviço não para por aí. A equipe técnica também fornece orientação sobre proteção e educação e informações e esclarecimentos sobre o acesso às políticas e aos serviços públicos de que necessitem.

“Por meio do atendimento específico o programa fortalece os vínculos familiares, propondo principalmente brincadeiras e atividades de comunicação, incentivando o desenvolvimento de habilidades motoras, cognitivas, de linguagem e socioemocionais das crianças, além do fortalecimento de vínculo do cuidador principal e a criança”, informa o secretário de Assistência Social.

A média de atendimentos do programa neste ano, de janeiro a outubro, chegou a 330 beneficiários, totalizando 1.720 atendimentos durante todo esse período.

Itens relacionados por tópico