Imprimir esta página
Quarta, 24 Novembro 2021 - 14:57

Governo interino assina Carta de Intenção ao Manual Técnico de Infraestrura Cicloviária

Documento garante consolidação do Manual Cicloviário da cidade

Fortalecer o desenvolvimento de um Manual Técnico que estimule a mobilidade cicloviária, com padronização que segue normas técnicas visando a segurança e, sobretudo, estimula a adesão a esse modo de transporte. Esses são alguns dos objetivos da Carta de Intenção ao Manual Técnico de Infraestrura Cicloviária, assinada nessa terça-feira (23/11) pelo governo interino e pela vereadora Gilda Beatriz, durante um encontro com a Acipe – Associação dos Ciclistas de Petrópolis.

A ação fortalece a elaboração do Manual Técnico de Infraestrura Cicloviária 2022, proposto pela Comissão Especial de Mobilidade Cicloviária (CEMC). Segundo a carta, a ideia principal é desenvolver um manual técnico e uma série de ações em parceria com a prefeitura, estimulando a discussão sobre as questões referentes à mobilidade cicloviária, proporcionando a troca de informações e experiências sobre soluções para uso de bicicleta como transporte do município.

“Poder público e sociedade civil continuam avançando nessa questão tão importante que é a de fortalecer a estrutura cicloviária do nosso município. Temos muitos desafios, mas, vamos vencer cada etapa para que a teoria finalmente saia do papel e se torne realidade na nossa cidade. As equipes técnicas das secretarias já estão envolvidas nesse projeto, para garantir a continuidade e consolidação do Manual Cicloviário”, afirmou o governo interino, destacando, ainda, outros benefícios do uso rotineiro de bicicletas. “Promoção da saúde, estímulo a pratica de um esporte que pode ser realizado por pessoas de várias faixas etárias e, também, desafogamento do trânsito”.

Na ocasião, a presidente da Acipe, Isabella Guedes, explicou, que a adesão garante, ainda, orientar os técnicos da prefeitura, gestores públicos, engenheiros, arquitetos, lideranças da sociedade civil organizada, envolvidos e responsáveis pela elaboração de projetos e obras e que atuam na formulação de políticas públicas de mobilidade urbana.

“Fico feliz em ver poder público, Câmara e equipes das secretarias envolvidos nesse planejamento. Hoje posso afirmar que temos um grupo de trabalho que avança sempre em busca do melhor planejamento, que garantirá segurança para os ciclistas, e a consolidação do manual”, frisa Isabella.

Vale destacar que, de forma consultiva para melhoria e ampliação da infraestrutura cicloviária de Petrópolis, a elaboração do manual e das ações terá a colaboração da Acipe e de integrantes da Comissão Especial de Mobilidade Cicloviária, que inclui representantes da CPTrans, Departamento de Urbanismo da Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica e Secretaria de Obras.

“Através do diálogo estamos avançando a cada dia, o apoio da sociedade civil está sendo imprescindível e tenho certeza que alcançaremos nosso objetivo maior em benefício de todos”, afirmou o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica.

A vereadora Gilda Beatriz, que preside a Comissão Especial de Mobilidade Cicloviária (CEMC), também assinou a carta. “Só tenho que parabenizar a todos aqueles que defendem essa causa. Não posso deixar de agradecer a colaboração da Acipe que vem, tecnicamente, auxiliando o poder público em todas as questões referentes a mobilidade cicloviária”, disse.

Durante o encontro, o diretor-presidente da CPTrans destacou a coerência das ações. “O governo interino sempre esteve alinhado com a proposta e, através das indicações da Acipe, estamos avançando. Vamos instalar um bicicletário próximo à Câmara Municipal e já estamos revendo alguns pontos como sinalização em pontos específicos da cidade e adequação da ciclofaixa da Avenida Barão do Rio Branco”, contou.

As próximas fases do trabalho entre poder público e Acipe, incluem a realização de workshops participativos e capacitação técnica seguidos de experiência prática; Elaboração do Manual Técnico e material educativo.

Itens relacionados por tópico