Terça, 16 Novembro 2021 - 10:27

Defesa Civil apresenta protocolo de atuação em emergência para representantes de municípios do interior do Estado

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias apresentou em encontro on-line, o Plano Municipal de Redução de Riscos do município para os representantes de Defesa Civil de 17 cidades do interior do Estado do Rio de Janeiro. A convite da coordenação da Regional de Defesa Civil (REDC) 6 Sul II, o secretário municipal de Defesa Civil e equipe, destacou o protocolo estabelecido para atuação em situação de emergência na cidade, que é considera modelo em outras regiões. A iniciativa teve a proposta de trocar experiências com outros municípios que estão reformulando os respectivos sistemas de atuação em desastres.

“Contamos atualmente com uma estrutura que nos oferece suporte e agilidade de atuação em situação de desastres, principalmente causados pelas chuvas. Esta troca de experiências é extremamente importante”, destacou o governo interino.

O trabalho integrado com os demais órgãos de governo e serviços foi um dos pontos relatados como modelo de trabalho, que oferece mais agilidade no atendimento a ocorrências. “Esse tem sido um diferencial de atuação no nosso trabalho e tem agregando valores ao plano, desenvolvido em 2013, mas que constantemente estamos readequando às necessidades de cada localidade”, destacou o secretário de Defesa Civil, ressaltando que o PMRR leva em consideração, entre outras coisas, o contexto social e organização urbanística da cidade. “Estamos em constante atuação com nossas equipes operacionais para a verificação de riscos estruturais nas áreas de risco na cidade”, pontuou o o secretário municipal de Defesa Civil, destacando que o trabalho de prevenção é o foco.

De acordo com o coordenador da REDEC 6 Sul II, Petrópolis é reconhecida pela capacidade desenvolvida para atuação em Defesa Civil. “Petrópolis é hoje uma referência em Defesa Civil no Brasil, queremos conhecer mais dessa estrutura que serve de exemplo”, destacou o coordenador da REDEC 6 Sul II, pontuando que é notória a importância que as ações em Defesa Civil vêm ganhando ao longo dos anos, principalmente nas regiões que são mais afetadas por desastres no período de chuvas. “Por sofrerem mais com desastres, os municípios acabam se estruturando mais. Percebemos maior atenção da gestão pública para o desenvolvimento de ações em Defesa Civil. Em Petrópolis, por exemplo, é desenvolvida uma ação continuada, que vai além do período de chuvas e atua na prevenção”, acrescentou.

Ao todo, 30 representantes de unidades de Defesa Civil participaram do encontro virtual. Entre os municípios representados estavam Miguel Pereira, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Piraí, Rio Claro, Itaguaí, Seropédica, Queimados, Japeri, Paracambi, Areal, Sapucaia, São José do Vale do Rio Preto, Carmo, Sumidouro e Teresópolis.