Sexta, 12 Novembro 2021 - 10:49

Centro de Saúde realiza atendimentos voltados ao Diabetes nesta sexta-feira (13)

Centro de Saúde realiza atendimentos voltados ao Diabetes nesta sexta-feira (13)

Campanha Entendendo o Diabetes foi realizada no Ambulatório Escola nesta quinta-feira (12)

O Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira, no Centro da cidade, abre as portas para a população nesta sexta-feira (12), para a Campanha Entendendo o Diabetes. De 10h às 16h, quem estiver no local participará de palestras sobre a doença, orientações nutricionais relacionadas ao diabetes e cuidados com o pé do diabético, além da aferição de pressão arterial e glicose. O dia 14 de novembro é a data Mundial de Combate à Diabetes.

O governo destaca que as orientações em saúde relacionadas à doença são sempre necessárias: “Nosso objetivo é oferecer orientações sobre o diabetes. Entender a doença é o melhor caminho para evitar que ela se agrave. Em Petrópolis, acompanhamos mais de oito mil pacientes com a doença. Queremos chamar atenção das pessoas para a importância do acompanhamento médico de forma contínua, assim como cuidados gerais com a saúde”.

O diabetes é uma doença causada pelo aumento do açúcar (glicose) no sangue. Existem alguns tipos de diabetes. Os mais comuns são o diabetes tipo 1 (insulinodependente) e o diabetes tipo 2 (não insulino dependente). O tipo e o uso correto da insulina pelo paciente com diabetes tipo 1 são extremamente importantes para o tratamento e para evitar complicações locais.

O secretário de Saúde ressalta a necessidade de orientações em saúde e relacionados à doença: “Quando não controlado, o diabetes pode levar a algumas complicações, como problemas nos nervos das pernas, nos olhos, nos rins, doenças do coração, vasos sanguíneos e problemas nos pés. Além disso, os pacientes com a doença precisam estar atentos aos tipos de insulinas e orientações corretas para o uso. São cuidados fundamentais para que o paciente tenha a doença controlada, evitando complicações.

A diretora do Centro de Saúde alerta que a unidade realiza o acompanhamento contínuo dos pacientes: “O evento desta sexta-feira é o nosso Dia D de conscientização do diabetes. Mas atendemos os pacientes de forma contínua. A campanha Entendendo o Diabetes busca chamar a atenção das pessoas para os cuidados com a doença”.

Ambulatório Escola realizou atendimentos nesta quinta-feira (12)

O Ambulatório Escola, em Cascatinha, realizou nesta quinta-feira (12) atendimentos e esclarecimento de dúvidas do público, na campanha Entendendo o Diabetes. O evento foi promovido pelo Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto e a Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP), por meio da Liga Acadêmica de Endocrinologia da Faculdade de Medicina de Petrópolis (LAEM-FMP) e pelos cursos de Nutrição, Enfermagem e Odontologia da UNIFASE. A ação também contou com a parceria da Prefeitura de Petrópolis, por meio das Áreas Técnicas da Secretaria de Saúde.

As pessoas que passaram pela unidade receberam orientações sobre o diabetes, o uso de insulina, e em saúde da mulher e do homem, além de recomendações nutricionais e odontológicas. Aferição de pressão arterial, glicose e cálculo de índice de massa corporal (IMC) foram outras atividades realizadas com o público.

A médica endocrinologista, Dra. Gisele Hart Ziehe, é professora da UNIFASE/FMP e preceptora da LAEM-FMP. Ela explica que a intenção é fazer com que as pessoas entendam realmente o diabetes. “O diabetes é uma doença crônica assim como a obesidade e hipertensão. A pessoa saber que porta uma doença e entender o diabetes é uma coisa libertadora para o paciente. Ele precisa saber o que fazer quando a glicemia estiver alta ou baixa, se precisa ganhar massa muscular ou perder peso, quais os cuidados com a alimentação que ele deve ter, como fazer a higiene dental, e outras orientações necessárias. O nosso objetivo é que elas entendam melhor o diabetes e administrem sua vida com autonomia”.

Victoria Galvão foi diagnosticada com diabetes há quatro anos. Ela conta que foi pega de surpresa com os atendimentos no Ambulatório Escola. “Vim na consulta com psicólogo e vi que tinha os atendimentos para diabetes aqui. Medi glicose, peso e altura, e recebi orientações sobre a doença. Cheguei a ficar internada por causa do diabetes. É necessário a orientação para que as pessoas saibam o que podem ou não fazer, principalmente em relação a alimentação”, conta ela.