Imprimir esta página
Quinta, 11 Novembro 2021 - 10:24

Defesa Civil realiza treinamento com moradores do Floresta para a implementação do Sistema de Alerta e Alarme Alternativo para Escorregamentos

Em continuidade ao processo de implementação do Sistema de Alerta e Alarme Alternativo para Escorregamentos em Comunidades, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, realizou na última terça-feira (09) o treinamento com os integrantes do Núcleo Comunitário de Defesa Civil (NUDEC), da região do Floresta. Na ocasião, técnicos da Defesa Civil apresentaram todo o funcionamento do projeto, que já começou a ser estruturado na região com o estudo do território, mapeamento de rotas de fuga segura, definição de pontos de apoio para o acolhimento de moradores em situação de emergência e teste de alcance sonoro dos apitos que serão usados para o alerta aos moradores. A conclusão desse trabalho, de acordo com o governo interino, será no dia 29 de novembro, quando será realizado um simulado com moradores e demais órgãos atuantes em situação de emergência.

No treinamento, os integrantes do NUDEC receberam instruções de como funciona o projeto, o primeiro a ser implementado com mecanismo alternativo, que são os apitos, para o acionamento da população de áreas de risco em dias de chuva forte na cidade. “Já estamos em processo avançado de estruturação do projeto, o preparo dos voluntários do NUDEC é mais um passo importante para o funcionamento do sistema, que conta única e exclusivamente com a participação e comprometimento da própria comunidade para o funcionamento”, destacou o secretário de Defesa Civil.

Os moradores, integrantes do NUDEC, foram orientados com noções básicas para a identificação de riscos e medidas que devem ser adotadas, com o suporte da Defesa Civil, em caso de emergência. Na ocasião, os agentes definiram junto com os voluntários o tipo de sinalização com o apito que será adotada para os três estágios de acionamento: aviso de chuva forte, toques de mobilização e desmobilização. “É fundamental que a comunidade faça parte da construção desse projeto, que depende dos moradores e principalmente dos voluntários. Eles garantirão que o funcionamento do sistema de alerta e alarme não seja interrompido”, destaca a diretora de projetos da Defesa Civil.

Para o morador e integrante do NUDEC, o treinamento foi importante iniciativa para integrar a comunidade ao projeto que, com a capacitação, concluiu mais uma fase da estruturação na localidade. “Essa é uma necessidade da população local, que vive numa área de risco e o treinamento foi de grande relevância para fortalecer o entendimento de todos sobre a conduta necessária em uma situação de risco. O projeto está muito bem preparado e acessível para toda a comunidade”, destacou.

Nas etapas seguintes para a estruturação do projeto na comunidade do Floresta, a Defesa Civil fará a demarcação das rotas de fuga, entrega dos materiais aos voluntários, que receberão além dos apitos, capas de chuva, lanternas e acessórios que ajudarão na identificação dos voluntários do NUDEC em situação de emergência. A conclusão da implementação será feita com um simulado, envolvendo todos os moradores da região e demais órgãos envolvidos em uma situação de emergência real.

Itens relacionados por tópico