Quarta, 10 Novembro 2021 - 10:28

Ortopedia no HMNSE: 84 pacientes atendidos até a tarde de terça

Ortopedia no HMNSE: 84 pacientes atendidos até a tarde de terça

Emergência em ortopedia retornou à unidade após um ano e oito meses no HAC

O Hospital Municipal Nelson de Sá Earp retomou na manhã desta terça-feira (09/11) os atendimentos de urgência e emergência em ortopedia. Um balanço parcial das primeiras horas de atendimento - entre 7h e 16h – aponta que 84 pacientes foram atendidos na unidade no dia do retorno. O HMNSE (pronto socorro do Bingen) volta a ser referência em ortopedia de urgência quase um ano e oito meses após a transferência do serviço para o Hospital Alcides Carneiro, o que ocorreu em março do ano passado função da pandemia de covid-19.

“O retorno do atendimento de urgência em ortopedia para o HMNSE é mais um passo que a Secretaria de Saúde está dando na reorganização do sistema de Saúde da cidade. Importante lembrarmos que isso só está sendo possível em função da redução no número de internações, o que ocorre por conta do avanço na vacinação”, afirma o governo interino. O município tinha até segunda-feira 91,51% da população maior de 12 anos vacinada com pelo menos uma dose e 69,68% deste grupo com o esquema de vacinação concluído com duas doses ou dose única da vacina.

O retorno da ortopedia para o HMNSE ocorre no momento em que a cidade registra os menores números de pacientes internados desde as primeiras semanas da pandemia.

“Com a redução sustentada no número de internações de pacientes com covid-19, que vem ocorrendo desde junho, estamos reestruturando a rede de saúde para atendermos as demandas não relacionadas à doença e com isso ampliando os atendimentos para os casos não relacionados à doença. Inicialmente conseguimos fazer nas unidades próprias (HAC e HMNSE) a reversão de leitos clínicos e de UTI covid, em não covid. Com esta queda de internações consolidada, estamos dando mais um passo importante, transferindo a ortopedia para o HMNSE. Com isso, hoje devolvemos ao HAC nove leitos, que serão utilizados para procedimentos cirúrgicos”, explica o secretário de Saúde.

O serviço de urgência e emergência em ortopedia havia sido transferido para o HAC no dia 28 de março do ano passado, em função das adequações no HMNSE, que à época foi transformado em unidade de referência para a internação de pacientes com covid-19.