Sexta, 22 Outubro 2021 - 10:33

Prefeitura inicia trabalho de desassoreamento do Rio Quitandinha

Prefeitura inicia trabalho de desassoreamento do Rio Quitandinha

A intervenção também já ocorreu nos rios Piabanha, no Capela, e Santo Antônio, Vale do Cuiabá.

A prefeitura, por meio da secretaria de Obras, deu início nesta semana ao trabalho de desassoreamento e limpeza no rio Quitandinha, que começa a partir do trecho da rua Coronel Veiga próximo à entrada do Gulf e segue em direção ao bairro. Além do rio Quitandinha, o trabalho também vem sendo executado no rio Ave Lallemant, que margeia a rua Dr. Paulo Hervê, no Capela, onde a intervenção acontece entre a rua Gutman Bicho e o trecho próximo ao shopping Badia. Além da região do Bingen e Quitandinha, também está em execução o desassoreamento, feito através do programa Limpa Rio do Instituto Estadual do Ambiente - Inea, do governo do Estado, no rio Santo Antônio, no Vale do Cuiabá.

“Começamos esse trabalho lá no Parque São Vicente, seguimos pelo Capela e Vale do Cuiabá e agora no Quitandinha. Esse é um trabalho fundamental especialmente nesse período em que se aproxima a estação chuvosa.”, ressaltou o governo interino.

O trabalho no rio Quitandinha tem previsão para ser executado ao longo das próximas semanas, a depender das condições climáticas. “Ainda faremos esse trabalho no rio Piabanha. Ele começará a partir do Palácio de Cristal e virá subindo ao longo da rua Bingen”, ressalta o subsecretário de Obras, que informa ainda que o trabalho também será ampliado no terceiro distrito. “Estamos conversando com o Inea para que esse trabalho aconteça ainda no trecho entre Correas e Itaipava do rio Piabanha. Atualmente, o Inea executa ainda a dragagem do rio Santo Antônio entre o Vale do Cuiabá e o distrito de Itaipava e temos previsão de que esse trabalho ocorra também na Posse”.

Em agosto, a Prefeitura realizou o trabalho no Parque São Vicente, Quitandinha. A limpeza dos lagos aconteceu também em uma parceria com o Inea. A limpeza ocorreu em uma área de dois mil metros quadrados. Segundo o presidente da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis – Comdep, além de necessária, a limpeza do lago era um pedido da comunidade do local. “A ação era necessária, pois a última manutenção aconteceu há pouco mais de três anos, realizada pela própria companhia, para a retirada das gigogas”, explica o presidente Comdep.

“Existe um cronograma na cidade, que começou lá no parque São Vicente e agora chegou no quitandinha. Esse trabalho é muito importante, principalmente agora se aproximando do verão, com chuvas fortes. Esse trabalho que vem sendo feito vai colaborar muito para amenizar a questão dos alagamentos no município”, destacou o secretário de Meio Ambiente.