Quinta, 09 Setembro 2021 - 10:01

Prefeitura abre edital que vai contemplar até 77 projetos culturais em Petrópolis

Edital Maria Luisa terá um investimento total de R$ 270 mil através do Fundo Municipal de Cultura

Artistas petropolitanos já podem se inscrever no edital Maria Luisa, lançado pelo governo municipal através do Instituto Municipal Cultura (IMC), que vai contemplar até 77 projetos de apresentações culturais on-line no município. Os cadastros, que começaram na última sexta-feira (03), serão realizados até o dia 25 de outubro. Os interessados devem acessar a aba de licitações no site da prefeitura (https://www.petropolis.rj.gov.br/e-gov/sad/licitacoes_contratos/?modalidades_id=13&secretarias_id=&numero=&ano=2021&situacoes_id=). O investimento total será de R$ 270 mil, através do Fundo Municipal de Cultura (FMC).

“O edital é uma forma de valorizarmos o artista petropolitano. Abre espaço para que possam expor seus talentos. Além disso, terá o nome da Maria Luisa, que foi bibliotecária do município por mais de 25 anos e era uma pessoa muito querida, além de muito profissional" disse o governo interino.

Para concorrer, os interessados podem se inscrever nas seguintes categorias: 1 – Projetos para realização de atividade cultural individual, a ser remunerado no valor de R$1.500,00, com realização do mesmo por pessoa física, mediante CPF; 2 – Projetos para realização de atividade cultural com mínimo de dois, a ser remunerado no valor de R$5.000,00, com realização por MEI ou pessoa jurídica, ambas mediante CNPJ; 3 – Projetos para realização de atividade cultural com mínimo de cinco participantes, a ser remunerado no valor de R$10.000,00, com realização por MEI ou pessoa jurídica, ambas mediante CNPJ.

Os projetos deverão ser enquadrados em uma das seguintes áreas: Artesanato; Artes Plásticas/Visuais; Audiovisual; Bandas Marciais; Canto Coral; Cultura Germânica; Cultura Urbana; Culturas Afro-brasileiras, Quilombolas e de Matrizes Africanas; Culturas Populares e Indígenas; Dança; Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos; Literatura; Moda e Design; Museus e Patrimônio Histórico-Cultural; Música; Produção Cultural; Artes Cênicas/Teatro; Pontos de Cultura; Multissegmentos (projetos com dois ou mais segmentos onde não haja a predominância de um sobre o outro).

Cada proponente poderá inscrever somente um projeto no concurso. A medida visa envolver o máximo de artistas e agentes culturais e a promover a democratização, com maior descentralização das verbas do FMC. “Vamos aceitar projetos dos diversos segmentos culturais”, reforça o presidente do IMC.

O nome do edital é uma homenagem a bibliotecária Maria Luísa Rocha Melo, que morreu em maio deste ano vítima da Covid-19. Ela ficou à frente da Biblioteca Municipal Gabriela Mistral por mais de 25 anos. Nascida em Leopoldina-MG, a bibliotecária foi criada em Niterói-RJ, mas se considerava petropolitana de coração, pois morou e trabalhou na cidade por mais de 30 anos.