Quarta, 03 Março 2021 - 08:24

Depoimentos de atletas olímpicos marcam o lançamento do projeto “Petrópolis Olímpica – Uma educação de valores”

Iniciativa adotada pela Secretaria de Educação faz parte de ações de educação do Comitê Olímpico Internacional (COI)

O governo municipal participou na manhã desta terça-feira (02.03) do lançamento do projeto “Petrópolis Olímpica – Uma educação de valores”, que estará sendo incorporado nas escolas e Centros de Educação Infantil (CEIs) da rede municipal pela Secretaria de Educação. O programa educacional se baseia nos valores olímpicos e gera uma ferramenta para favorecer o processo de ensino e aprendizagem, com maior conectividade e poder de mobilização dos jovens, incorporando o esporte e a educação olímpica em suas rotinas de aprendizado, tornando o ambiente escolar mais atrativo para os alunos.

O programa faz parte da área de educação do Comitê Olímpico Internacional (COI) e hoje está consolidado em 110 países. Atletas olímpicos como o levantador da seleção brasileira de vôlei e campeão olímpico Bruno Rezende, o ginasta olímpico Rafael Andrade, o atleta e medalhista na Paraolimpíada de Pequim 2008, Claudemir Santos, e o campeão mundial de mountain bike Henrique Avancini gravaram depoimentos sobre a importância do projeto para a cidade e sobre os valores inseridos pela prática desportiva como indutor da formação educacional de alunos.

O deputado estadual Sergio Fernandes também participou do lançamento e destacou a importância do programa, que leva às escolas as atividades esportivas. “Na Alerj, em 2019, já tinha aprovado um projeto que institui a prática de artes marciais nas escolas da rede estadual. Esse é o espírito do Petrópolis Olímpica: reter os alunos em um ambiente escolar mais dinâmico, e também ser um processo de inicialização esportiva. Trabalhar a educação por meio do esporte é sucesso garantido”, afirma o deputado.

A primeira parte de formação do projeto já está marcada: será no dia 6 de abril. Todas as escolas receberão orientações com a instrução para indicar profissionais da unidade que ficarão responsáveis pela formação e acompanhamento do projeto. A ideia é que um módulo seja apresentado por mês. O cronograma com horário e demais datas será repassado pela Secretaria de Educação para as escolas e CEIs