Segunda, 01 Março 2021 - 14:55

Governo Municipal transfere gabinete do secretário de Saúde para o HAC

Secretário vai acompanhar de perto a rotina do hospital

Maior hospital público da cidade, o Alcides Carneiro (HAC) será por uma semana o gabinete de trabalho do secretário de Saúde. A transferência dos trabalhos para o hospital foi determinada na última semana pelo Governo Municipal, a partir desta segunda-feira (1º/3). Desde que assumiu, a atual gestão vem atuando no sentido de suprir demandas identificadas no HAC. A liberação imediata de recursos pelo governo interino, garantiu, por exemplo, o reabastecimento de estoques de medicamentos na unidade e reparos em equipamentos. A transferência do gabinete do secretário de Saúde para o HAC é mais um passo no sentido de melhorar o atendimento na unidade. O objetivo do secretário de Saúde, é acompanhar de perto o dia a dia de funcionamento da unidade, que por ano presta mais de 600 mil atendimentos a petropolitanos e também moradores de outros municípios.

A intenção de transferir o gabinete para o espaço é aproximar o corpo clínico da unidade, mantendo conversas com os funcionários diariamente para poder vivenciar todas as dificuldades do hospital. Com isso, serão definidas ações mais acertadas a serem tomadas para atender as demandas, gerando melhorias para o funcionamento da unidade e para a população que busca atendimento no local.

O hospital

No HAC são realizadas cirurgias de média e alta complexidade, partos, atendimentos de emergência, além de exames de imagem e laboratoriais. Antes da pandemia, em 2019, o Alcides Carneiro realizou 602.805 atendimentos, entre cirurgias, partos, atendimentos de emergência, atendimentos ambulatoriais e exames. Em 2020 quando alguns serviços precisaram ser suspensos, como medida de segurança por conta da pandemia de Covid-19, houve uma redução de cerca de 22% nos atendimentos, que somaram 466.429. A unidade é administrada pelo Serviço social Alcides Carneiro (SEHAC).

O Hospital Alcides Carneiro conta com centros cirúrgicos, onde no ano passado foram realizadas 3.209 cirurgias. A unidade também abriga a única maternidade pública da cidade - referência para o atendimento em casos de gravidez de risco. No ano passado foram realizados 2.676 partos no HAC. O atendimento de emergência do hospital recebeu 27.901 pacientes em 2020, e os atendimentos em ambulatório, que reúne mais de 20 especialidades, registrou, apesar da pandemia, 36.597 consultas. Além disso, a unidade realizou 396.046 exames SADT – Serviço de apoio diagnóstico terapêutico.