Quarta, 24 Fevereiro 2021 - 10:58

Governo Municipal vai a Brasília cobrar respostas sobre atuação do DNIT na BR-040 após fim do contrato com a Concer

Em audiência pública, município confirmou mobilização de deputados federais do Rio para garantir R$ 55 milhões para custeio dos serviços de manutenção da estrada

O Governo Municipal vai a Brasília nesta quarta-feira (24) para cobrar resposta do Departamento de Infraestrutura em Transportes (Dnit) sobre a atuação na BR-040 após o fim do contrato com a Concessionária Rio-Juiz de Fora (Concer). Durante audiência pública realizada na Câmara dos Vereadores na noite desta segunda-feira (22), o Governo manifestou preocupação com os serviços na estrada, especialmente o socorro às vítimas de acidentes, e falou sobre a mobilização da bancada de deputados do Rio para garantir R$ 55 milhões para custear os serviços de manutenção até 2022, quando está prevista para ser realizada a licitação para definição da nova concessionária.

Sobre o socorro às vítimas de acidentes na estrada, a maior preocupação é com o aumento da demanda pelos serviços do Samu. O município quer a garantia de reforço das equipes e da infraestrutura do Samu, de forma que seja possível atender a nova demanda. É preciso também definição de como será o atendimento de vítimas de acidentes nos casos em que há pessoas presas às ferragens, uma vez que o Samu não tem materiais específicos para desencarceramento de acidentados. 

Outro ponto que gera preocupação é a manutenção dos benefícios concedidos às famílias desalojadas após a cratera que surgiu em 2017 na região do Contorno, às margens da BR-040, e também as que foram que serão e as que foram retiradas por problemas judiciais em áreas de faixa de domínio da empresa. 

A bancada federal do Rio de Janeiro vai destinar R$ 55 milhões ao Dnit para o custeio da operação de manutenção e segurança da BR-040. Do cálculo realizado pelo governo federal, teremos R$ 40 milhões destinados a cobrir os 12 meses até a nova licitação e, pela proposta da bancada, R$ 15 milhões serão aplicados na retomada das obras do túnel da nova pista, que está abandonado pela Concer.

Durante o encontro, o secretário estadual de Transportes, Delmo Pinho, lembrou que a BR-040 precisa ser pensada para o futuro. “A BR-040 precisa ser pensada para 30, 40 anos à frente. A mobilidade urbana deve estar integrada com as necessidades dos municípios”, apontou o secretário, que ainda informou que a nova concessão poderá baratear o custo do pedágio e o investimento previsto será estimado em R$ 4 bilhões por 30 anos de concessão, para um trecho de 700 quilômetros, entre Rio e Belo Horizonte, além dos 31 quilômetros da BR-495, entre Petrópolis e Teresópolis.

Corpo de Bombeiros também se preocupa com segurança na BR-040

O serviço de socorro na Rodovia BR-040 também é motivo de preocupação para o Corpo de Bombeiros. Na tarde desta terça-feira (23.02) o tenente-coronel Luiz Diogo, comandante do 15º GBM, se reuniu com o Governo Municipal e apresentou o esboço de um plano de contingência para ser empregado no trecho da Serra de Petrópolis.

“Estamos apreensivos, pois em dias de chuva a concessionária registra uma média de 12 acidentes nas pistas de subida e descida, onde estão localizados os pontos mais críticos”, disse o tenente-coronel, adiantando que uma das possibilidades analisadas seria manter uma equipe de Bombeiros em um ponto estratégico da estrada.