Quarta, 11 Março 2020 - 18:15

Guarda Civil inicia curso de mediação em conflitos

Guarda Civil inicia curso de mediação em conflitos

Com participação de 36 agentes, capacitação será ministrada pelo programa de justiça restaurativa Petrópolis da Paz

A Guarda Civil iniciou nesta quarta-feira (11.03) mais uma capacitação de agentes. Até o fim de abril, 36 integrantes da corporação farão um curso de mediação de conflitos. As aulas serão ministradas em parceria com o programa de justiça restaurativa Petrópolis da Paz. A abertura contou com uma palestra realizada na UCP pela especialista no tema do curso, a mestre em direito Geovana Faza, que será a instrutora das aulas.

A intenção é fazer com que os guardas estejam preparados para conseguir lidar com conflitos e encontrem as melhores formas de solucionar as situações encaradas pelos agentes no dia a dia.

O curso vai se dividir em aulas teóricas (na sede da Guarda) e práticas, com 100 horas de estudos no total. Todos os alunos são voluntários.

Com mestrado pela própria UCP tratando de Justiça Restaurativa, Geovana Faza é instrutora de Mediação e Conciliação pelo Conselho Nacional de Justiça e pelo Conselho da Justiça Federal. Desde 2014, ela também exerce a função de diretora do Centro Judiciário de Conciliação e Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e Cidadania da Justiça Federal em Juiz de Fora. Na abertura do curso, ela parabenizou o poder público pela iniciativa.

“O programa é pioneiro em Petrópolis e é um orgulho estar aqui participando desse momento. A cultura da paz é um sonho. Igualdade, liberdade e um olhar fraterno deve fazer parte das ações na nossa rotina. Temos que fortalecer esses laços e esse curso é um exemplo para outras cidades”, falou.

Criado em 2017 por determinação do prefeito, o programa Petrópolis da Paz já atua em escolas da rede municipal nas ações de mediação de conflito e círculos restaurativos, que promovem a socialização entre os jovens, fomenta o diálogo e fortalece a cultura de paz do ambiente escolar. Junto aos alunos da rede municipal, o programa utiliza técnicas de mediação escolar, que fomentam a prevenção contra o bullying, conflitos familiares e de gerações, problemas entre alunos e professores e respeito às crenças, atuando sempre em conjunto com a família, comunidade, professores e funcionários da unidade escolar. Solucionando assim, rivalidades e prevenindo as dificuldades no dia a dia escolar, estimulando a promoção da autonomia, inclusão e paz social.