Quarta, 05 Setembro 2018 - 19:15

Vigilância Sanitária inicia ciclo de capacitações com Agentes Comunitários de Saúde

   Vigilância Sanitária inicia ciclo de capacitações com Agentes Comunitários de Saúde

Primeiro encontro reuniu 27 pessoas na Universidade Estácio de Sá

A Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Covisa) deu início, nesta quarta-feira (05.09), a um ciclo de capacitações com agentes comunitários de Saúde (ACS). O primeiro encontro, realizado na Universidade Estácio de Sá, reuniu 27 pessoas, que receberam orientações sobre a prevenção de agravos à saúde. A ideia é que, a partir das capacitações, sejam geradas ações educativas junto à população.

“Estamos muito felizes em iniciar com a apresentação para os ACS e com certeza teremos muito trabalho e prazer pela frente, iniciando um trabalho focado diretamente na educação popular. Em breve, e a partir de cada região da Atenção Básica capacitada, iniciaremos as rodas de conversa com a população. Abordaremos temas sérios, como a prevenção de doenças transmitidas por alimentos”, explicou a coordenadora de Vigilância Sanitária, Dayse Carvalho.

A capacitação desta quarta-feira contou com a participação de agentes da terceira região. Foram profissionais dos postos de Saúde da Família (PSF) da Fazenda Inglesa, Bataillard, São João Batista, Moinho Preto, Pedras Brancas, Bairro Castrioto e Menino Jesus de Praga. O objetivo é repassar informações para prevenir casos de gastroenterites e outras doenças de transmissão alimentar, além de explicações quanto à melhor forma de lidar com produtos de beleza, por exemplo.

“Em relação à biossegurança do embelezamento, da mesma forma, a ideia é prevenir casos de doenças fúngicas dermatológicas provocadas por procedimentos de manicure e pedicure. São exemplos hepatites virais B e C e outras doenças transmitidas pelo sangue, que podem ser transmitidas quando esse material não recebe a limpeza e esterilização devida e é compartilhado entre as pessoas”, destacou Dayse.

Mais um dos focos das orientações está no uso de produtos químicos em cabelos, que em muitos casos provoca queimaduras graves, doenças respiratórias e até mais graves, como o câncer. Estes casos podem acontecer a partir do uso indiscriminado do formol, geralmente adicionado na fórmula de alisantes.

Covisa leva ao Sebrae curso sobre Biossegurança para Embelezamento

A Coordenadoria de Vigilância Sanitária vai promover, na próxima segunda-feira (10), mais um curso de Biossegurança para Embelezamento. As orientações são voltadas para empresários e profissionais do ramo de beleza, que já possui 22 mil empresas licenciadas pela Vigilância.

“O Embelezamento é um dos ramos que mais crescem na cidade, com mais de 22 mil negócios abertos e licenciados pela Coordenadoria. Em 2017, foi o segundo maior ramo em abertura de negócios, em especial, de Microempreendedor Individual (MEI). O curso é direcionado para os profissionais de salões que desejam saber mais sobre a segurança no lidar com materiais e produtos”, pontua a coordenadora de Vigilância Sanitária, Dayse Carvalho.

O encontro vai acontecer às 8h, no auditório do Sebrae, que fica na Rua 24 de Maio e é gratuito. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelos telefones 2246-9041 ou 2246-9209.