A Secretaria de Defesa Civil manteve nesta terça-feira (11) equipes reforçadas para o atendimento a ocorrências registradas no município em função da chuva intensa que afeta a cidade. Desde a madrugada desta terça-feira (11), foram 61 chamados, dos quais a maior parte– 29 dos casos – foi de deslizamentos. Desde a noite de quinta-feira (6), os agentes da Defesa Civil, com o suporte do efetivo da Prefeitura de diferentes setores, atenderam mais de 300 chamados. No período 64 casas foram interditadas e 210 pessoas estão sendo atendidas pela Secretaria de Assistência Social. Tendo em vista a previsão de chuva moderada a forte para a noite desta terça, se estendendo até amanhã (quarta, 12), o município permanece em estágio operacional de alerta, estabelecido desde o último dia 6 de janeiro.

“Com a previsão de chuva que se estende vamos manter nosso efetivo reforçado, de prontidão ao longo da noite para garantir todo o suporte necessário. Seguimos com trabalho integrado, unindo forças de todas as áreas do governo para oferecer atendimento célere para a população”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo. O município anunciou a criação do Comitê de Ações Emergenciais com intuito de integrar as iniciativas de governo para a oferta de resposta rápida em situações de como a que o município atravessa, por conta das fortes chuvas.

Desde a última quinta (6), a Defesa Civil com o suporte da secretaria de Obras, CPTrans, Educação, Saúde, Comdep, Administração e Assistência Social, atuou no atendimento de - além dos deslizamentos que somam a maior parte dos registros, com 197 casos – também realizou avaliações de riscos geológicos, estruturais em vias e imóveis, de queda de árvores e postes, além de infiltrações e alagamentos. As ocorrências afetaram em maior parte as regiões do primeiro distrito, localidade com maior registro de chuva nas últimas horas.

“Seguimos em alerta e orientamos a população que fique atenta aos avisos e alertas que podemos emitir para as próximas horas”, destacou o secretário de Defesa Civil, o Tenente Coronel Gil Kempers. Nas últimas horas, núcleos de chuva moderada a forte atuaram de forma isolada no município. No período dos últimos cinco dias – 6 a 11 de janeiro – o município registrou um acumulado pluviométrico de 416 milímetros.

Para amanhã (12), a previsão permanece com dia de céu encoberto a nublado, com pancadas de chuva moderada a forte, podendo ocorrer de forma isolada durante a tarde e noite, com diminuição da intensidade no período seguinte. A Defesa Civil orienta que a população fique atenta às atualizações dos boletins e alertas que podem ser emitidos. Em caso de emergência, o telefone 199 deve ser acionado. A previsão detalhada para a cidade pode ser consultada através do link https://bit.ly/3vmRgZ2.

Rotatória do Carangola, Comitê de Ações Emergenciais, integração para serviços de poda de árvore e a conclusão das obras de enterramento da fiação do Centro Histórico foram os temas de uma reunião, na manhã desta terça-feira (11), entre a Prefeitura e a concessionária Enel, fornecedora de energia.

Além dos representantes da empresa Enel, Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans), Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), Secretaria de Obras e Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias também participaram do encontro. “Essa reunião é fundamental para restabelecermos o contato e o relacionamento institucional. Dessa forma, é possível avançar em uma série de demandas em benefício da nossa população e, principalmente, no desenvolvimento da nossa cidade”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.

Na reunião, ficou definida a retomada do Comitê de Ações Emergenciais, que, inclusive, já teve a primeira reunião na semana passada. “A ativação do comitê contribui para o fortalecimento do trabalho integrado entre os órgãos de governo e agências que têm atuação direta em situações de emergências, como essas que vivemos por conta das chuvas intensas. O trabalho vai agilizar a tomada de decisão e oferecerá celeridade no atendimento à população”, disse o secretário de Defesa Civil, tenente-coronel Gil Kempers.

Também foi apresentada a proposta de parceria entre a Comdep e a Enel para os serviços de poda de árvore e recolhimento do lixo verde. “A ideia é que cada uma das partes fique responsável por uma das etapas, ou seja, uma realiza a poda e a outra faz a limpeza da via. Assim estamos dando mais segurança e agilidade nas ações”, explica o presidente da Comdep, Leonardo França.

Além de se inteirar de forma mais ampla sobre a construção da rotatória no Carangola, a reunião tinha como objetivo agilizar as ações e garantir o envolvimento de todos os setores pertinentes da Prefeitura no processo. De acordo com o presidente da CPTrans, Jamil Sabrá Neto, o engajamento de toda a Prefeitura é primordial. “Por isso, fizemos um encontro in loco para definirmos as medidas que podem ser tomadas para acelerar o trabalho”, frisa.

A Secretaria de Defesa Civil realizou o primeiro acionamento das 18 sirenes para avisar a chegada de chuva forte. Conforme a previsão divulgada desde a última segunda-feira (10), a cidade pode voltar a ser afetada por pancadas de chuva moderada a forte de forma isolada, podendo ser acompanhada de raios e rajadas de vento forte. O toque das sirenes nas comunidades reforça os comunicados feitos pela equipe técnica de monitoramento, que no início da tarde desta terça-feira (11), já havia feito a emissão de comunicado pelo sistema de SMS oficial do órgão e pelos grupos de aplicativo, com os quais se comunica com os representantes dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil.

“Esta medida se faz necessária para comunicar a população, principalmente das áreas de risco, a possibilidade de chegada de chuva forte que estamos prevendo a partir do nosso trabalho de monitoramento meteorológico”, destaca o secretário de Defesa Civil, o Tenente Coronel Gil Kempers. A partir do acompanhamento das previsões de chuva, as equipes da Defesa Civil, quando identificada a necessidade, atuam com reforço no efetivo para garantir o suporte necessário em caso de ocorrências. O efetivo de diferentes setores do Governo Municipal – Obras, Educação, Saúde, CPTrans, Comdep e Assistência Social - trabalham desde a última quinta-feira (6) de forma intersetorial para garantir a agilidade nos atendimentos.

“Estamos acompanhando de perto todo o trabalho feito pela Defesa Civil e estamos com efetivo reforçado para dar todo o suporte necessário para a população”, reforçou o prefeito Rubens Bomtempo, destacando que havendo necessidade vai determinar o deslocamento de efetivo para postos avançados de forma a agilizar o atendimento em locais mais distanciados, como feito nos últimos dias quando um destacamento foi criado na
Para hoje (11) a previsão é de chuva intensa, principalmente no período da tarde. Amanhã (12), o dia será de céu encoberto a nublado, com pancadas de chuva moderada a forte, podendo ocorrer de forma isolada durante a tarde e noite, com diminuição da intensidade no período seguinte.

A Defesa Civil orienta que a população fique atenta às atualizações dos boletins e alertas que podem ser emitidos. Em caso de emergência, o telefone 199 deve ser acionado.

A previsão detalhada para a cidade pode ser consultada através do link https://bit.ly/3vmRgZ2.

Com chuva ao longo de toda madrugada, as equipes da Prefeitura de Petrópolis atuaram em diversas frentes. A Defesa Civil realizou 15 atendimentos durante a noite. Até a manhã desta terça (11), foram 9 deslizamentos; 5 quedas de árvore; e uma avaliação de muro. Agentes da Comdep, ENEL e Corpo de Bombeiros foram acionados para dar suporte no corte e remoção de árvores, restabelecimento de energia elétrica e limpeza de vias. Com essas, o município que ainda está em estágio de alerta, ultrapassa 270 ocorrências, das quais, 177 são de deslizamentos. A Prefeitura mantém efetivo reforçado para o suporte ao longo do dia de hoje, tendo em vista a previsão de pancadas de chuva intensas, com rajadas de vento, nos períodos da tarde e noite.

Por conta das ocorrências registradas durante a noite, seis famílias que tiveram as casas afetadas por deslizamentos no Caxambu e Secretário, foram orientadas a buscar acolhimento em casas de familiares ou vizinhos. A equipe de engenheiros da Defesa Civil continua o atendimento nas localidades com a realização de vistoria técnica para avaliar as condições estruturais dos imóveis. “Seguimos com o atendimento a algumas ocorrências registradas ao longo da noite, é importante que as pessoas sigam nossas orientações e não coloquem suas vidas em risco. Atuamos com todas as nossas equipes de prontidão e estamos com todo o suporte do governo, o que nos garante agilidade na conclusão de cada laudo”, destacou o secretário de Defesa Civil, o Tenente Coronel Gil Kempers.

Além da orientação das famílias que precisaram sair das residências, interditadas preventivamente durante a madrugada, os agentes atuaram em parceria com profissionais da Comdep, Enel e agentes do Corpo de Bombeiros para realizar a limpeza das vias afetadas por deslizamentos e quedas de árvores em localidades como Av. Barão do Rio Branco, Quarteirão Brasileiro, Estrada da Saudade, Carangola, Araras, Valparaíso e Quitandinha. Até o momento, a Defesa Civil interditou 57 residências e 180 pessoas estão sendo atendidas pela Assistência Social.

Para hoje (11) está mantida a previsão de chuva intensa, principalmente no período da tarde. Amanhã (12), o dia será de céu encoberto a nublado, com pancadas de chuva moderada a forte, podendo ocorrer de forma isolada durante a tarde e noite, com diminuição da intensidade no período seguinte.

A Defesa Civil orienta que a população fique atenta às atualizações dos boletins e alertas que podem ser emitidos. Em caso de emergência, o telefone 199 deve ser acionado.

A previsão detalhada para a cidade pode ser consultada através do link https://bit.ly/3vmRgZ2.

Petrópolis terminou a segunda-feira (10) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos pelo sistema público de saúde em 13,33% (quatro internações). Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 8,70% (duas internações). A rede privada não registrou internações clínicas ou de terapia intensiva.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 218.215 testes, dos quais 50.470 tiveram resultados positivos e 166.963 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.572 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.

Óbito registrado:

Mulher, 91 anos, moradora do Retiro. Internada no dia 16/12/2021 na UPA Cascatinha e transferida para o HNSA no dia 29/12/2021. Óbito registrado no dia 02/01/2022 no HNSA. Paciente com doença cardiovascular crônica, doença renal crônica e hipotireoidismo.

Mais 2.503 doses de vacinas aplicadas

Também na segunda-feira (10), as equipes da Secretaria de Saúde aplicaram 2.503 doses da vacina contra a covid-19 nos 10 postos disponíveis. Foram 2.125 doses de reforço, 339 aplicações de segunda dose e 39 de primeira.

No total, a cidade conta com 240.639 vacinados com a primeira dose, 222.851 com a segunda dose e 61.855 com a dose de reforço. A dose única chegou a 6.805 pessoas desde o início da campanha de vacinação.

Na segunda-feira, 751 idosos foram vacinados, sendo cinco com a primeira dose, quatro com a segunda e 742 com a dose de reforço. A dose de reforço também foi aplicada em nove pessoas com comorbidades.

Duas gestantes foram vacinadas, sendo uma com a primeira dose e outra com a segunda. Uma puérpera também recebeu a segunda aplicação.

As equipes também aplicaram a primeira dose em 10 adolescentes e a segunda em 157 indivíduos entre 12 e 18 anos. Houve ainda a vacinação de 32 trabalhadores da saúde com o reforço.

Por faixa etária, foram 1.342 adultos vacinados com a dose de reforço, 176 com a segunda dose e 23 com a primeira.

O acompanhamento da situação da covid-19 na cidade pode ser feito através do portal de monitoramento, disponível no site da Prefeitura: https://petropolis.rj.gov.br/pmp/

Os polos de atendimento estão espalhados pelos cinco distritos do município

O morador de Petrópolis que não recebeu pelos Correios o carnê do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) já conta com 13 polos de atendimento, espalhados pelo município, para emitir a segunda via. Com o carnê em mãos, o contribuinte pode pagar, até o dia 20 de janeiro, o imposto com 10% de desconto, ficar em dia com as suas obrigações com o município e não precisar se preocupar com o IPTU até 2023. Nos polos de atendimento, o cidadão pode também retirar as guias das parcelas mensais, caso prefira parcelar o pagamento do IPTU ao longo do ano.

Os polos de atendimentos foram montados pela Prefeitura e funcionam nos bairros: Alto da Serra, Bingen, Cascatinha, Centro, Corrêas, Independência, Itaipava, Mosela, Pedro do Rio, Posse e Retiro. O horário de funcionamento é das 9h às 16h, com exceção dos três polos do Centro (Secretaria de Fazenda, Inpas e Centro de Cultura), que funcionam das 9h às 17h. Além desses polos, o contribuinte pode também emitir a segunda via pela internet, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

O IPTU pode ser pago em agências bancárias, caixas eletrônicas e casas lotéricas, em todos os bancos (exceto o Bradesco).

“São 13 polos espalhados por 11 bairros do município, facilitando a vida do contribuinte para que ele não tenha que fazer longos deslocamentos para emitir a segunda via do carnê do IPTU”, disse o secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa.

Abaixo, os endereços dos 13 polos de atendimento:

• ALTO DA SERRA – E. M. Vereador José Fernandes da Silva (Rua Teresa, 1.781)
• BINGEN – E. M. Johann Noel (Rua Bingen, 843)
• CASCATINHA – CEI André Vanzan (Rua Bernardo Proença, 809)
• CENTRO – Centro de Cultura Raul de Leoni (Praça Visconde de Mauá, 305)
• CENTRO – Inpas (Rua Dr. Alencar Lima, 35, sala 101)
• CENTRO – Secretaria de Fazenda (Avenida Koeler, 260)
• CORRÊAS – E. M. Professor Josemar Contage (Rua Castro Alves, 80)
• INDEPENDÊNCIA – Escola Municipal Alto Independência (Rua Leonor Maia, 1.670)
• ITAIPAVA – Polo de Educação (Shopping 2000, Estrada União e Indústria, 11.590, sala 105)
• MOSELA – Escola São Judas Tadeu (Rua Mosela, 1.445)
• PEDRO DO RIO – E. M. Monsenhor João de Deus Rodrigues (Rua Dr. Barros Franco, s/n)
• POSSE – CEI Ângela Maria da Conceição Silva (Estrada União e Indústria, 33.666)
• RETIRO – Liceu Municipal Carlos Chagas Filho (Avenida Barão do Rio Branco, 2.053)

Em último aviso emitido na tarde desta segunda-feira (10), a Secretaria de Defesa Civil reforça o estágio operacional de alerta para a cidade. A medida se faz necessária tendo em vista os acumulados de chuva registrados nos últimos quatro dias e a previsão de permanência de chuva para a noite desta segunda, que se mantém para terça (11) e quarta (12). Desde a última quinta-feira (6), o acumulado pluviométrico no município é de 308.4 mm. Com esse cenário, a Defesa Civil mantém as equipes de sobreaviso, com o suporte de efetivo e estrutura de demais áreas da Prefeitura, que nos últimos dias têm trabalhado de forma intersetorial. Ao longo do dia foram atendidas 36 ocorrências, os casos de deslizamentos continuam predominando entre os chamados.

“Seguimos com toda nossa estrutura, atuando de forma integrada para oferecer o rápido atendimento à população”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo. Nos últimos dias, o governo municipal designou que todas as secretarias atuassem em conjunto para garantir a manutenção dos serviços essenciais para a população.

Ao todo, nos últimos quatro dias, 259 ocorrências foram registradas, 167 de deslizamentos. Os agentes também realizaram vistorias para avaliação geológica, de estrutura em residências e vias, de risco de queda de árvores e postes, além das vistorias técnicas em locais que demandaram reavaliação dos engenheiros. “Mobilizamos toda a nossa equipe técnica para que os atendimentos sejam feitos de forma célere e garantir resposta rápida para a população”, destacou o secretário de Defesa Civil, o Tenente Coronel Gil Kempers.

Para esta terça-feira (11) a Defesa Civil acionou todo o efetivo, que pelo sexto dia consecutivo, permanecerá de prontidão por conta da previsão de chuva, que ainda pode atingir a cidade. O município sofre a influência de uma a Zona de Convergência do Atlântico Sul, que mantém a nebulosidade elevada, com chuva a qualquer momento. As condições de chuva moderada a forte permanecem até quinta-feira (13/01). Somente para a sexta-feira (13) há possibilidades de redução da chuva no município.

Com a chuva que se mantém no município nesta segunda-feira (10), a Secretaria de Defesa Civil alerta para a instabilidade no tempo, que ainda oferece condições para novas ocorrências. Logo nas primeiras horas da manhã de hoje (10), as equipes já foram mobilizadas para o atendimento aos chamados, a maior parte deles de deslizamentos. Os agentes também realizaram avaliações para riscos geológicos, de queda de árvores e vistorias em estrutura de residências. Desde a noite da última quinta (6), o tempo no município sofre com influência de uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que mantém as condições de chuva, de intensidade fraca a moderada, podendo ser forte ao longo da semana. Nesse cenário, a cidade continua em estágio operacional de alerta e ultrapassa 230 ocorrências em função da chuva constante.

As equipes de todos os setores da Prefeitura estão de prontidão e se organizam para dar suporte aos moradores afetados. A maior parte das ocorrências continua sendo de deslizamentos. A Defesa Civil pede que a população fique atenta a situações que podem representar risco, como surgimento de rachaduras em imóveis ou terrenos, suspeita de instabilidade no solo, afundamento de vias, inclinação de árvores e postes. “Estamos com nossas equipes inteiramente dedicadas aos atendimentos que nesse momento se tornam emergenciais. É importante que a população tenha atenção aos nossos boletins e alertas que ainda podem ser emitidos e sigam nossas orientações de segurança”, destacou o secretário de Defesa Civil, o Tenente Coronel Gil Kempers.

A previsão para a cidade nesta segunda (10) e terça-feira (11) é de tempo com nebulosidade elevada. Para o período, está prevista chuva fraca a moderada, podendo ganhar intensidade durante a tarde e noite. As condições são as mesmas para a quarta-feira (12), quando poderá ocorrer elevação da temperatura. Com este cenário e maior disponibilidade de umidade, ainda haverá condições para pancadas de chuva moderada a forte, de forma isolada no município. O mesmo vale para quinta (13/01). A previsão detalhada para a cidade também pode ser consultada através do link https://bit.ly/3vmRgZ2.

Segunda, 10 Janeiro 2022 - 11:55

09.01.2021 – Boletim epidemiológico covid-19

Petrópolis terminou o domingo (09) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados para o tratamento da covid-19 no sistema público de saúde em 0%. Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 4,35% (uma internação). A rede privada registrou uma internação clínica e nenhuma em terapia intensiva.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 217.891 testes, dos quais 50.470 tiveram resultados positivos e 166.743 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.571 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.

A Secretaria de Defesa Civil segue com o município em estágio operacional de alerta. Apesar da redução da intensidade, núcleos de chuva, ainda que fraca, permanecem atuando no entorno da cidade. Com esse cenário, as equipes se mantêm de sobreaviso. No período – 5 a 8 de janeiro – foi registrada chuva contínua, com intensidade moderada, chegando a ser forte de forma pontual no município. Nos últimos dias, a Defesa Civil emitiu boletim geológico que sinalizou o risco muito alto para deslizamentos, principalmente no primeiro distrito. Das 214 ocorrências, 155 foram de escorregamento de terra, seja em via pública ou próximo a residências.

A Defesa Civil interditou 55 casas. A Secretaria de Assistência Social atende 170 pessoas, com suporte para as necessidades imediatas e destinando os serviços adequados.

Toda a Prefeitura atuou na resposta às chuvas, de maneira integrada. Além do trabalho da Defesa Civil, que operou com todo o efetivo operacional, técnico, administrativo, o governo municipal colocou equipes das Secretarias de Obras; Serviços, Segurança e Ordem Pública; Assistência Social; Educação; Saúde; Comdep, CPTrans e Administração para atuação intersetorial, unindo esforços pela segurança da população e manutenção do funcionamento da cidade.

Os agentes da Defesa Civil mantêm o monitoramento constante e seguem de prontidão para o atendimento a novas ocorrências que ainda podem surgir. “Mesmo com a redução da intensidade da chuva ainda podemos ter registro de novas ocorrências, tendo em vista o impacto do solo após os dias de chuva contínua. É importante que a população permaneça atenta e a qualquer sinal de risco, nos acione pelo 199”, destacou o secretário de Defesa Civil, Gil Kempers.

Para amanhã (10) e terça (11), a previsão é de permanência de núcleos de chuva fraca, podendo ser moderada de forma isolada. Da última quinta (6) até este domingo (9), o maior acumulado pluviométrico foi registrado na região do Independência, com 299.4 milímetros nas últimas 96 horas.

Pagina 5 de 1751