Sexta, 13 Novembro 2015 - 05:51

Prefeitura cria Oficina de Memória no Centro de Especialidades

Com o objetivo de diagnosticar problemas relacionados à memória, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, implantou a Oficina da Memória no Centro de Especialidades Maria Célia. Nesta quinta-feira (12/11), foi realizada a primeira reunião com pacientes do Programa do Idoso. Eles realizaram o teste do mini-mental (teste de memória) e receberam orientações sobre a importância do diagnóstico correto.

“Recebemos muitas queixas dos idosos e dos familiares acerca do esquecimento. Percebemos que há muita pressa e angústia por parte deles em saber o diagnóstico e principalmente a preocupação com o Mal de Alzheimer. O esquecimento nem sempre está relacionado a esta patologia, podem ser outras doenças”, disse a geriatra Rita de Cássia Ravaglia Campos, explicando que o teste de memória é rápido e tem como objetivo identificar que parte da memória está comprometida. “Existe um tratamento específico para cada patologia, por isso é importante fazer o teste e acompanhar estes pacientes”.

O aposentado Sebastião Antônio da Silva, de 73 anos, foi o primeiro a fazer o teste e há três anos ele é paciente do Programa do Idoso do Centro de Especialidades Maria Célia. “Eu acho que tenho uma memória excelente, mas é sempre importante fazer estes testes”, disse. A paciente Irene Carolina Klinbel, de 81 anos, também participou da oficina. “Estou mais esquecida, mas acho que é normal para a minha idade”, comentou.

A geriatra explicou que muitos casos de depressão estão sendo diagnosticados como demência e por isso a angústia dos pacientes. “Nestes casos entramos com antidepressivo e a memória melhora. Por isso a importância de fazer os testes e avaliar bem o paciente”, frisou.

O teste de mini-mental consiste em perguntas do dia a dia e para cada resposta há uma pontuação. “A intenção é realizar a oficina mensalmente e identificar os pacientes que apresentam queixas relacionadas à memória. A participação dos idosos é importante”, disse a diretora do Centro de Especialidades, Márcia Tânia.

Futuramente o teste também será levado para os postos de saúde. Médicos, enfermeiros e dentistas estão passando por capacitação e em breve poderão aplicar o procedimento. “Eles farão o teste no posto e, caso haja necessidade, encaminham para o Centro de Especialidades para outra avaliação. Com isso vamos ter um fluxo melhor para atender os pacientes”, explicou a geriatra.

Atualmente o Programa do Idoso do Centro de Especialidades Maria Célia conta com 1.860 pessoas inscritas. As consultas com geriatra podem ser feitas de segunda a sexta-feira, de 7h as 17h. O Centro de Especialidades fica na Rua Washington Luiz, ao lado da UPA Centro. É preciso documentos pessoais, comprovante de residência e o cartão SUS.

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo