Atividade faz parte da programação da Semana do Livro Vivo 2018

O processo de construção de um livro, a importância do foco para transformar sonhos em realidade e o acervo literário da Biblioteca Mauá foram os temas de um bate-papo literário nessa quarta-feira (11.04) na Casa da Educação. O encontro foi uma das atividades previstas na programação da Semana do Livro Vivo 2018 da Casa da Educação Visconde de Mauá, especialmente montada para comemorar o Dia do Livro Infantil – 18 de abril e Dia Mundial do Livro – 23 de abril.

Alunos das aulas de ballet e desenho participaram, do bate-papo literário com a diretora da Casa da Educação e também autora e produtora cultural, Catarina Maul e o professor de desenho e ilustrador, Rodrigo Santana CB.

“Quando eu era criança, não tinha dinheiro para comprar livros. Os adquiria nos sebos. Eu li muito e isso despertou a vontade de ser escritora. As pessoas que leem aprendem sobre assuntos diversos. O conhecimento ninguém tira da gente”, disse Catarina Maul aos alunos.

Rodrigo Santana CB que já ilustrou 13 livros, disse aos alunos que a paixão pela leitura e pelo desenho surgiu na infância, através do contato direto com os livros. “Quando era pequeno não tinha internet, então, na biblioteca, pegava os livros e gibis de super-heróis para ler e, a leitura me colocou no caminho onde estou e sou muito feliz”.

Na ocasião, as crianças também puderam conhecer o acervo da Biblioteca Mauá. “Essa sala era um porão. Em 2017, com a ajuda de todos os funcionários da Casa e com a doação de muitos livros, montamos a Biblioteca Mauá que conta, hoje, com três mil títulos. Os alunos, pais e responsáveis e também a comunidade, podem pesquisar e fazer uso do empréstimo mediante o cadastro. Continuaremos fazendo esse tipo de atividade sempre com a intenção de chamar a atenção para a importância da leitura”, contou Catarina.

Rayane Monteiro de Oliveira, de 8 anos, aluna do 4º ano da Escola Paroquial Bom Jesus pegou emprestado o livro “Papai urso” nessa semana e já estava na Biblioteca devolvendo o livro para pegar outro. “Conheci muito livros legais na biblioteca e gostei tanto deles que quero ler todos. Alguns eu li em um único dia”, contou.

Programação ao longo da semana

As atividades da Semana do Livro Vivo 2018 continuarão nessa semana. Durante todos os dias, todos os alunos da Casa serão acompanhados pelos seus professores a uma visita guiada à biblioteca.

Nos dias 12 e 13 de abril (quinta e sexta-feira), às 10 e 14h, Catarina Maul e a diretora adjunta da Casa, Marcela Castro Alves, somam suas experiências como autoras, numa roda de conversa sobre livros, leitura e escrita com alunos e responsáveis. Na ocasião, estarão apresentando e autografando seus livros.

No dia 12, de 18 às 20h, o Segmento de Literatura do Conselho Municipal de Cultura, também participará do evento com um sarau literário, coordenado pela titular da cadeira, Catarina Santos.

Trabalhos confeccionados por alunos da EM Paulo Freire

A dois dias para a eleição que vai escolher o próximo presidente, deputados, senadores e governadores, a Escola Municipal Paulo Freire decidiu despertar a atenção dos alunos para a importância do voto de uma maneira diferente: os estudantes pesquisaram e confeccionaram trabalhos sobre pontos turísticos da cidade e alimentação, montaram urnas e convidam os visitantes da exposição “Saber Escolher” a votar no ponto turístico favorito e também na refeição predileta. A atividade diferenciada ocorreu nessa semana e encantou os estudantes. Na EM Paulo Freire são atendidos 1207 alunos, parte deles incluídos na modalidade de Atendimento Educacional Especializado.

“Eles amaram a atividade. A ideia foi a de trabalhar a temática das eleições e a importância e validade do voto a partir de temas diferenciados. Acompanhar as explicações e a alegria de cada um deles na hora do voto é uma grande recompensa”, afirma a diretora da escola, Ana Lúcia Rocha.

Um dos trabalhos foi sobre os pontos turísticos Palácio Quitandinha e Museu Imperial. Eles pesquisaram a história dos locais, reproduziram os pontos turísticos através de desenho e montaram a enquete: qual é o seu favorito? Todos os visitantes da mostra foram convidados a votar – secretamente e na urna que foi confeccionada por eles - no ponto turístico preferido. No final da exposição será feita a contagem dos votos e os estudantes terão a oportunidade de visitar o ponto turístico que recebeu mais votos.

“Eles adoraram a atividade. Pesquisaram, aprenderam e fizeram questão de montar os trabalhos. Foi realmente uma grata surpresa o envolvimento de todos”, disse a professora Renata Manhães.

Outro ponto destacado na exposição foi a alimentação. Os alunos montaram cardápios diferenciados: café da manhã, almoço, lanche e jantar. Através das figuras, os visitantes podem votar na refeição favorita. O cardápio que tiver mais votos também será reproduzido na escola e será apreciado pelos estudantes.

“Através das atividades diferenciadas eles se sentiram parte integrante do processo. Fizemos eleição de representante de turma e eles adoraram votar”, explica Ana Lúcia.

No corredor, caixas coloridas expressavam – independente do resultado das eleições 2018 - o que os professores desejam para os alunos no futuro: amor, autonomia, proteção, solidariedade e diversão.

“Tudo foi produzido com muitos detalhes e os estudantes conheciam cada trabalho montado. A escola está de parabéns pela atenção e promoção de uma atividade que segue o que estamos vivenciando no momento. Tenho certeza que eles nunca esquecerão essa exposição e da cidadania representada pelo voto”, disse a secretária de Educação, Samea Ázara.

As inscrições para os diversos cursos oferecidos pelo Projeto Estação, do Centro Cultural Celina de Oliveira Barbosa, em Pedro do Rio, já estão abertas. São aulas de artesanato, tricô e crochê, fotografia com celular, de música, lutas, além de reforço escolar, informática, entre outros. Todos são gratuitos. As inscrições podem ser feitas de segunda à sexta-feira, de 9h30 às 17h30. Menores de idade precisam estar acompanhados de um responsável.

No total, são cerca de 300 vagas. Alguns dos cursos já começam as atividades na próxima semana – mas vão continuar com as inscrições abertas. São eles: informática, com aulas de segunda à quinta-feira, de 13h30 às 16h30; modelagem (corte e costura), às quartas-feiras, de 14h às 17h; jiu-jitsu infantil, sempre às segundas, de 10h às 11h e de 14h às 15h; e jiu-jitsu adulto, também às segundas, de 17h às 18h. Ainda há vagas para todos os cursos.

“Ano passado os cursos foram um sucesso e esperamos que este ano seja ainda melhor, que a comunidade se envolva ainda mais. Todas as aulas são gratuitas e os professores voluntários, é um trabalho muito bonito. A preocupação da prefeitura, através do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, com nossos centros culturais está sendo fundamental e temos colhido bons frutos para a comunidade”, explica o supervisor do centro de cultura, Joel Vieira, lembrando que este ano serão oferecidos cursos novos, como de inglês, roda de leitura, contação de história e capoeira, todos a pedido da comunidade.

Interessados devem comparecer ao Centro Cultural Celina de Oliveira Barbosa (antiga estação de trem), que fica na Rua Capitão José Leal, S/N, em Pedro do Rio, com documento de identidade e CPF. Menores de idade também precisam apresentar a documentação e devem estar acompanhadas de um responsável.

O Centro Cultural é mantido pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes. Além dos cursos, o espaço também conta com reuniões do Grupo A.A., às segundas-feiras, de 19h30 às 21h, festas em datas comemorativas, apresentações culturais, entre diversas outras atividades. O telefone para contato é: (24) 2246-9302.

Quem estiver interessado em cursos voltados para a área de turismo e hotelaria deve ficar atento às novas oportunidades oferecidas pelo Programa de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Turismo em parceria com o Senac Petrópolis, está realizando pré-matrículas para os cursos do Pronatec Copa do governo federal. Ao longo do ano, haverá novas oportunidades.

Os cursos são de Inglês Aplicado a Serviços Turísticos e para Recepcionista em Meios de Hospedagem, com vagas limitadas. Os colaboradores que tiverem interesse deverão entrar em contato pelo telefone (24) 2233-1218, na Fundação de Cultura e Turismo, de segunda a sexta das 9h às 18h30, no Centro de Cultura Raul de Leoni, na Praça Visconde de Mauá, 305, Centro (A responsável pelas pré-matrículas é Raquel Neves).

Para o curso de Inglês Aplicado a Serviços Turísticos é preciso ser alfabetizado e ter mais de 18 anos. O curso será no Sesc Quitandinha, das 8h às 12h, às segundas, quartas e sextas-feiras, de 11 de junho a oito de outubro. Para o curso de Recepcionista em Meios de Hospedagem os interessados devem ter o Ensino Médio Incompleto e ser maior de 18 anos. As aulas também acontecem no Sesc Quitandinha, das 13h às 17h, às terças, quartas e quintas-feiras, de 20 de maio a 20 de agosto. Mais informações: Disque Turismo- 0800 024 1516.

Evento é direcionado para professores da rede municipal de Educação

No dia 27 de setembro o auditório da Casa da Educação Visconde de Mauá vai sediar o 2º encontro “Pesquisas em Educação: Diálogos Interinstitucionais”. Os profissionais da rede municipal de Educação interessados em participar devem fazer as inscrições pelo telefone 2246-8678.

O encontro vai começar às 9h30 e a previsão é de que termine 12h30. O tema foi o foco de estudo da pesquisadora Rachel Leão, com orientação de Menga Lüdke.

O estudo teve como foco o processo de avaliação e como este se relacionou com as orientações prescritas. Os sujeitos centrais desta pesquisa foram os professores do ciclo de alfabetização de uma escola da rede municipal e os integrantes da equipe gestora. Além das entrevistas semiestruturadas, foram realizadas observações no ambiente escolar e durante as reuniões do Conselho de Classe, analisados documentos importantes relativos à unidade escolar e ao processo de avaliação.

“Nós vamos discutir a avaliação no ciclo de alfabetização a partir de um estudo realizado em uma escola Municipal. O que os professores realizam na prática tendo em vista o que se prescreve para a avaliação da aprendizagem no ensino fundamental”, afirma Rachel.

Cerca de 500 pessoas participaram, na manhã desta terça-feira (23/9), da abertura do I Congresso de Educação Integral de Petrópolis. Diretores de escolas, orientadores, monitores e coordenadores do Programa Mais Educação acompanharam o evento, no Hotel Quitandinha, que contou com a presença do prefeito Rubens Bomtempo. Até sexta-feira (26/9), haverá palestras, workshops, oficinas e cursos para capacitação de monitores para atividades extracurriculares. A proposta do congresso é possibilitar a troca de experiências entre os servidores envolvidos e fortalecer a educação integral na rede municipal de ensino, possibilitando que cada vez mais crianças fiquem no contraturno na escola.

Como explicou o prefeito Rubens Bomtempo, o município vem apostando na intersetorialidade, com atividades extracurriculares de diferentes áreas: desde reforço escolar, passando pelos esportes e por aulas de artes.

“A educação integral é fundamental para que a população sinta de perto um novo patamar de desenvolvimento no município. É um caminho certo que vamos trilhar e que vai gerar frutos importantes para Petrópolis. Desde que assumimos o governo, demos uma nova cara ao Programa Mais Educação, chamando professores aposentados e profissionais de educação física e da Fundação de Cultura e Turismo para o projeto”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Hoje, 9.667 alunos são atendidos pelo Mais Educação em Petrópolis, em 93 instituições de ensino. “Esse congresso vem legitimar a proposta do prefeito Rubens Bomtempo de discutir a política de educação integral no município, não só o Programa Mais Educação. A educação integral em Petrópolis tem um ‘plus’, que é o envolvimento de outras secretarias, de acordo com a realidade de cada unidade. A educação integral combate a evasão escolar, melhora a frequência dos alunos e contribui para o desenvolvimento das habilidades do estudante. Além disso, quanto mais tempo o aluno fica na escola, mais tempo temos para formar o aluno na sua integridade”, disse a secretária de Educação, Mônica Freitas.

“Esse trabalho está servindo também para alavancar o esporte na nossa cidade. A educação está levando milhares de crianças para a prática de esportes”, disse o secretário de Esportes e Lazer, Renato Freixiela. A programação do I Congresso de Educação Integral de Petrópolis começa às 8h e termina às 17h.

A Academia Brasileira de Poesia, na Casa Claudio de Souza (Praça da Liberdade, 247), receberá nessa quarta-feira (11/9), às 9h, alunos das escolas municipais Anna Mohammad e Monsenhor João de Deus Rodrigues. O encontro faz parte do projeto Visita à Casa da Poesia, desenvolvido desde o início de maio por meio de uma parceria da Academia com a Secretaria de Educação.  

Segundo a presidente da Academia, Catarina Maul, o projeto tem o intuito de promover um encontro entre alguns membros da entidade, suas histórias, sua obra e os estudantes.  “Essa visita permitirá uma experiência única na vida de muitos que sonham conhecer de perto um escritor. Além disso, a entidade deve ser um espaço de movimento, integração e que se preste ao verdadeiro papel de utilidade pública para com a sociedade”, afirmou Maul.

A abertura da visita contará com uma explanação acerca da história da Academia, leituras de poemas dos patronos, demais titulares ocupantes das cadeiras, ativos ou falecidos. Os acadêmicos presentes irão relatar suas experiências com a poesia, o início do seu envolvimento com ela e realizar leituras e declamações, incentivando os alunos a participem, resultando em um sarau. Alguns livros também serão doados pela instituição para a biblioteca das escolas envolvidas.

Secretaria de Educação e Defesa Civil trabalhamem conjunto para conscientizar alunos e comunidade sobre a importância da prevenção.

A partir da próxima segunda-feira até o dia 9 de março, equipes da Defesa Civil percorrerão os Centros de Educação Infantil (CEIs) da rede municipal de ensino com a intenção de fazer atividades educativas sobre a importância da prevenção à dengue, zika e chikungunya, doenças causada pelo mosquito Aedes Aegypti.  As ações fazem parte da campanha “Xô, Mosquito”, desenvolvida pelo município em conjunto por diversos órgãos. A primeira visita vai ocorrer na segunda-feira (06.02) às 9h, no CEI Jorge Rolando da Silva, no Morin. O encontro contará com a participação da banda do 32º Batalhão Dom Pedro II. Além disso, os técnicos da Defesa Civil mostrarão para as crianças como um drone pode ser usado na identificação de possíveis focos do mosquito. A Cruz Vermelha também vai participar da ação doando 200 repelentes para reforçar o combate.

Todas as visitas nos CEIs serão abertas para que os pais e a comunidade possam acompanhar o trabalho da Defesa Civil no combate a proliferação do mosquito que, além de transmitir a dengue, também é o responsável pela zika e chikungunya. A intenção é que as equipes visitem quatro CEIspor dia, duas visitas serão feitas na parte da manhã, das 9h às 11h, e outras duas à tarde, das 14h às 16h.

"Nossa maior preocupação neste verão é com a febre chikungunya. O vírus pode afetar pessoas de qualquer idade ou sexo, mas os sinais e sintomas tendem a ser mais intensos em crianças e idosos", explicou o secretário de Defesa Civil, Paulo Renato Vaz.

"Existe uma diretriz nacional que estabelece e orienta a atuação da Defesa Civil no combate ao Aedes Aegypti em todo o território nacional. É importante lembrar que as crianças são nosso futuro, então vamos ensinar desde pequenos a como combater o mosquito", disse.

Um vídeo educativo será exibido para as crianças e os agentes, coordenados pelo tenente-coronel Alexandre Gileno. As equipes percorrerão os espaços de cada CEI para mostrar os lugares que podem ser possíveis focos do mosquito. Dinâmicas também serão feitas com as crianças.

“Essa ação é muito importante para a rede municipal de ensino, todos os Centros de Educação Infantil estarão de portas abertas para receber os agentes da Defesa Civil porque a conscientização tem que começar pelas crianças, elas repassam tudo o que aprendem para a família. Os pais também devem participar desse momento com os pequenos, para mostrar a eles o quanto é importante à prevenção”, disse o secretário de Educação Anderson Juliano.

Além do CEI Jorge Rolando da Silva, os CEIs Tia Alice e Professora Sônia Regina Scudese, no Alto da Serra também receberá a visita dos agentes. Já na terça-feira, dia 7, os agentes percorrerão os CEIs Ângela Maria da Conceição, na Posse; Criança de Santa Edwiges, na Vila Rica; José Gonçalves da Motta, na Posse e Professora Graça Costa, em Pedro do Rio. Na quarta-feira, dia 8, as visitas seguirão nos CEIs Vila Leopoldina, em Pedro do Rio; Prefeito Sérgio Fadel, em Madame Machado; Santo Agostinho, em Nogueira e Luiz Marchiori, em Itaipava. Na quinta-feira, dia 9, a ação ocorrerá nos CEIs Denise Bessa, em Araras; São Francisco de Assis, no Moinho Preto; Vista Alegre, em Araras e Associação Beneficente Fazenda Inglesa, na Fazenda Inglesa. Para fechar a semana, na sexta-feira, dia 10, serão visitados os CEIs Criança Moinho Preto, no Moinho Preto; Casa Solidariedade Fazenda Inglesa, na Fazenda Inglesa; São João Batista, no Duarte da Silveira e Aldeia da criança, no Contorno.

Para atender a uma solicitação do Ministério da Educação (MEC), o Plano Municipal de Educação precisará passar por uma adequação. A informação foi repassada pela Secretaria de Educação aos profissionais da educação durante um encontro na terça-feira (12.12) na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta. No Plano Municipal de Educação, criado em 2015 através da Lei 7334 de 23 de julho de 2015, foram estabelecidas 12 metas para serem cumpridas pelo município com o objetivo de fortalecer a qualidade da educação. No entanto, o MEC recomenda que as metas sejam divididas em 20 pontos, da mesma forma como foi elaborado o Plano Nacional da Educação.

O Plano Nacional da Educação, criado através da lei 13005 de 25 de junho de 2014, estabelece 20 metas que devem ser cumpridas pelo município até 2025. As metas traçam os esforços que os municípios devem fazer para dar mais qualidade à Educação. Entre os itens propostos estão o aprendizado adequado na idade certa e alfabetização, a educação de Jovens e Adultos integrada à educação profissional e a formação continuada dos professores. Para alcançar os objetivos, os municípios estabeleceram um Plano Municipal de Educação, baseado no Plano Nacional, também com metas a serem cumpridas. O problema do Plano Municipal da Educação de Petrópolis, criado em 2015, está no número de metas estabelecidas: apenas 12.  

De acordo com a Secretaria de Educação, a modificação indicada pelo MEC não diz respeito ao texto original do Plano Municipal de Educação, mas, sim à reorganização das metas, para que o Plano Municipal fique dividido como o Plano Nacional, com 20 metas. Ainda segundo a secretaria, a adequação é necessária para que município possa requerer, junto ao governo federal, verbas distintas para a execução de cada meta, como formação de professores para o sucesso da alfabetização dos alunos na idade certa.

“É necessário fazer uma organização no Plano Municipal. Algumas metas foram aglutinadas e precisamos separá-las, como no Plano Nacional. O grupo que analisa semanalmente o Plano Municipal percebeu a dificuldade em avaliar o plano com a junção das metas. O mesmo problema foi percebido pela coordenadora do MEC responsável pelo acompanhamento do plano no município. A não organização dessas metas implica em dificuldades no recebimento de verbas federais previstas no PAR – Plano de Ações Articuladas. As verbas são liberadas de acordo com cada meta estabelecida no Plano Municipal da Educação”, explicou a subsecretária de Educação, Marcia Palma.

Uma das sugestões levantadas durante o encontro foi a criação de comissão para acompanhar a adequações no plano. A ideia foi apresentada no mesmo dia aos conselheiros do COMED – Conselho Municipal de Educação e a Secretaria de Educação acatou a sugestão do conselho de assegurar um tempo maior para avaliação da questão. Um grupo de trabalho formado por representantes de vários segmentos, que acompanharam a reunião do Comed, já está se reunindo para discutir as adequações. A proposta final será apresentada no Comed.

Os artistas interessados em participar das exposições que ocorrem durante o ano na Casa da Educação Visconde de Mauá já podem fazer as inscrições. Serão 10 exposições ao longo do ano. As peças ficam expostas nos espaços da Casa e ficam abertas para visitação de toda a comunidade.

“O objetivo é o de aproximar os alunos das atividades artísticas. Durante as exposições eles participam de visitas guiadas e oficinas e aprendem técnicas diferenciadas que certamente poderão ser usadas futuramente por cada um deles. Além disso, é notório que o convívio com a arte melhora as pessoas”, explica a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Os artistas interessados devem entrar em contato com a coordenadora da grade de exposições, Andrea Marinho, de segunda a sexta-feira, de 13h às 17h, pessoalmente ou pelo telefone 2246-8659. É indicado apresentar a proposta, portfólio e fotos do material que será exposto.

“Vale salientar que a Casa recebe diariamente cerca de 300 pessoas, entre alunos, servidores e pais de alunos e eles fazem questão de visitar esses espaços”, afirma Catarina Maul.

Quem visitou as exposições na Casa da Educação em 2017 pôde conferir, por exemplo, a mostra de fotografias “Minhas Raízes, Minha História”, com retratos sobre a colonização germânica em Petrópolis; Fotos sobre o “Cotidiano’, com imagens do fotojornalista Marco Oddone, desenhos de trajes inspirados em Dom Pedro II e uma exposição de artes plásticas, do artista Rafael José Dutra. Já em 2018 a Casa recebeu mostrar diferenciadas como: "A leveza do aço em Pot-Pourri II", “Encontros e Invenções” e "Costurando o tempo II".

Vale destacar que todas as exposições têm visitação gratuita. A Casa da Educação fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 03.

Pagina 8 de 116

Notícias por data

« Fevereiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP