As peculiaridades da topografia de Petrópolis para conseguir terrenos planos que podem ser usados para a construção de Centros de Educação Infantil foi um dos assuntos abordados pela prefeitura durante reunião com o ministro da Educação, Rossieli Soares, na terça-feira (24.04) no Ministério da Educação, em Brasília. Nas unidades públicas, 8.116 crianças estão matriculadas na educação infantil e há uma lista de espera para vagas com mais de 3 mil crianças, resultado de falta de investimento na área nos últimos anos.

A reunião foi muito boa. A prefeitura teve a oportunidade de mostrar que a falta de investimento na construção de Centros de Educação Infantil com capacidade de atender as demandas dos bairros e do Centro Histórico nos últimos anos acarretou na formação dessa fila de espera. Para receber recursos para a construção dessas unidades, o município tem que apresentar terrenos com características que são demarcadas pelo Ministério da Educação.

No entanto, as particularidades do relevo da cidade impõem a necessidade de adequação dos projetos modelos do ministério. Petrópolis terá a caracterização de projetos próprios adequados a necessidade e peculiaridade de relevo da cidade. Por isso, a prefeitura fez questão de falar sobre o assunto com o ministro.

“O ministro entendeu o problema da cidade e solicitou que os projetos de construção sejam enviados com as devidas adaptações, para a análise do MEC. Diante da dificuldade em conseguir os terrenos que são solicitados para os programas federais, como o Pró-Infância, como por exemplo, que prevê a liberação de recursos para a construção, precisamos revisar os projetos. Temos a necessidade de construir CEIs em regiões como Meio da Serra e precisamos desses recursos para diminuir a fila”, explicou Samea Ázara, pontuando que, neste ano, o governo aumentou o número de vagas ofertadas no São Sebastião e Carangola.

“Avançamos aumentando o número de vagas no São Sebastião, com a criação do CEI Hermínia Matheus e colocamos o CEI Casa da Paz, no Carangola, para funcionar, aumentando 155 vagas nessas duas unidades. Temos a previsão de aumentar a capacidade de atendimento do CEI Primeira Infância, no Centro e estamos planejando a adaptação do imóvel da Escola Augusto Meschick, no Centro, para que também seja transformado em CEI. O governo também adquiriu um imóvel no bairro Castrioto que também será adaptado para ser transformado em um CEI. No entanto, temos uma fila crescente e precisamos construir outros locais para atendimento desse público de educação infantil”, explica a secretaria interina de educação.

Durante o encontro também foram abordados assuntos como a necessidade de um repasse maior de verbas para a compra de merenda escolar e a queda no repasse de recursos como Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica) e Salário Educação.

“Explicamos que a rede municipal conta com mais de 40 mil alunos e 4 mil funcionários e que o governo tem a meta de investir cada vez mais na compra de merenda, aumentando, por exemplo, o valor que é destinado à compra de produtos da agricultura familiar. A queda no repasse de recursos como salário educação e Fundeb também foram citados e o ministro colocou a equipe à disposição do governo municipal para fazer a análise dos repasses”, explica Roberto Rizzo, coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica.

Atividades aconteceram na EM de Educação Especial Santos Dumont

Para marcar o Dia do Surdo – celebrado no Brasil no dia 26 de setembro, a Escola Municipal de Educação Especial Santos Dumont recebeu nessa quinta-feira (27.09), a visita de alunos de outras instituições de ensino – municipais e particulares. Através de demonstrações e jogos, os visitantes puderam aprender um pouco sobre a Libras – Língua Brasileira de Sinais e conhecer a rotina dos 50 estudantes da Escola Municipal de Educação Especial Santos Dumont.

A programação especial continuará na sexta-feira (28.09). Aproximadamente 350 estudantes visitarão a escola nos dois dias de evento. “A ideia é a de mostrar o alfabeto em libras, como identificar as cores em libras e realizar atividades diferentes como o caça palavras. Os alunos ficam muito animados com a visita. Adoram poder mostrar um pouco da rotina deles para os demais. É uma experiência muito gratificante para todos”, explica a diretora da escola, Valéria Machado Duriez.

No pátio da escola, cartazes mostram os sinais e contam a história da escola. Os alunos do 4º e 5º ano do Colégio Gunnar Vingren participaram da visita nessa quinta-feira.

“Fantástica essa experiência. Importante para mostrar o respeito pelo outro. Os alunos ficaram muito animados e tenho certeza que não esquecerão esse momento”, disse a professora Camila Almeida.

A escola também oferece o curso de libras e os visitantes interessados em aprender, poderão fazer a inscrição para as aulas que devem começar em 2019.

“Queremos estimular outras pessoas a aprenderem a libras, principalmente os pais das crianças surdas. O diálogo é muito importante para eles e o curso fortalece a acessibilidade. Nesse ano, pessoas de vários setores da prefeitura participaram do curso o que foi muito interessante. Facilitar a vida dos nossos alunos fora do ambiente escolar também é uma meta da escola”, contou Valéria.

Escola bilíngue: Libras como primeira língua e o ensino da Língua Portuguesa como segunda língua

A rede municipal de Educação atende 50 alunos surdos e 31 alunos com deficiência auditiva – que usam aparelhos. Os estudantes surdos do 4º período da educação infantil ao 5º ano do ensino fundamental estudam na Escola Municipal de Educação Especial Santos Dumont -  A escola é bilíngüe: os alunos têm a Libras como primeira língua e o ensino da Língua Portuguesa como segunda língua. A escola oferece ainda, atendimento complementar a alunos surdos integrados em classe comum e atendimento individual para alunos com problema de linguagem escrita.

Posteriormente, no ensino fundamental II (6º ao 9º ano) o aluno é encaminhado para a escola regular - No centro são atendidos na Escola Municipal Salvador Kling e nos Distritos na Escola Municipal Monsenhor João de Deus Rodrigues. Vale salientar que todos os alunos nessa etapa já dominam Libras e possuem o intérprete. No Ensino Médio, os alunos são encaminhados para o Liceu Municipal Cordolino Ambrósio - também acompanhados por intérprete.

“A Escola Municipal de Educação Especial Santos Dumont realiza um trabalho muito bonito. Oferece atendimento pleno aos estudantes e suporte para a família. O Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação também oferece formações e cursos constantes para os professores da rede que atuam diretamente com os alunos surdos”, afirma a secretária de Educação, Samea Ázara.

A Secretaria de Educação mantém 6 intérpretes em 2 escolas: E. M. Salvador Kling e Liceu M. Prefeito Cordolino Ambrósio, além de 3 instrutores em 4 escolas: Escola Municipal de Educação Especial Santos Dumont, E.M. Salvador Kling, E.M Monsenhor João de Deus Rodrigues.

Documento foi publicado no Diário Oficial do dia 7 de setembro

Com 183 unidades escolares, entre escolas e Centros de Educação Infantil, a rede municipal de Educação atende cerca de 42 mil alunos. Para nortear as atividades nas escolas e CEIs, a Secretaria de Educação mantêm o Regimento Escolar, documento que especifica os objetivos educacionais, as atribuições das equipes que atuam no ambiente escolar e a grade curricular de acordo com o ano de escolaridade. Para que os pais e responsáveis possam conhecer o documento, a Secretaria de Educação publicou na integra o Regimento Escolar no Diário Oficial do município no dia 7 de setembro.

O regimento foi apresentado e aprovado pelo Conselho Municipal de Educação em maio de 2018. O documento foi elaborado de acordo com a Lei nº 9.394/96 e especifica a estrutura das escolas e CEIs segundo a gestão escolar: diretor, diretor adjunto, corpo docente e instrutor de libras. Também aponta os serviços de apoio ao educando como a sala de leitura e sala de recursos multifuncionais, além de especificar as funções de apoio à educação básica como secretário escolar, auxiliar de secretaria, inspetor de disciplina, educador de educação infantil, cozinheiro, auxiliar de serviços gerais, cuidador escolar, interprete de Libras, zelador e Associação de apoio à escola, além do Conselho Escolar – respeitando o porte de cada unidade educacional.

“Esse é um documento importante porque norteia toda a comunidade escolar segundo os diretos e deveres de cada profissional ligado diretamente ao atendimento dos alunos. Também especifica os diretos dos alunos, como o acesso à informação, respeito, alimentação e garantia dos dias letivos determinados pela legislação”, explica a secretária de Educação, Samea Ázara.

Um dos pontos destacados no Regimento diz respeito às salas de recursos multifuncionais que mantêm um ambiente preparado para o Atendimento Educacional Especializado – AEE – a alunos com necessidades educacionais especiais. Nas salas são realizadas atividades de acordo com as especificidades de cada aluno e, para o pleno desenvolvimento, são arquitetadas estratégias de aprendizagem que favorecem a construção de conhecimentos e complementam o currículo escolar.

O Regimento também direciona o horário de atendimento dos alunos segundo o ano de escolaridade. No caso da educação infantil, no período parcial, os alunos devem cumprir uma jornada de 4 horas diárias. Nos Centros de Educação Infantil, o horário integral deve ser de dez horas diárias e nas escolas de tempo integral, a jornada dos alunos é de 8 horas.

“A educação em tempo integral é um diferencial e também um objetivo da Secretaria de Educação, que segue as diretrizes do Plano Nacional e do Plano Municipal de Educação. Já temos 8 escolas que oferecem esse atendimento. São mais de 800 alunos atendimentos integralmente nas escolas e com acesso a atividades diferenciadas no contra turno, além do reforço em Língua Portuguesa e Matemática”, explica Samea Ázara.

Avaliação de aprendizagem e a grade curricular também estão definidas no Regimento segundo a classe / idade dos alunos. Na educação infantil, como por exemplo, a grade conta com Formação Pessoal e Social, Identidade e Autonomia (movimento, música, artes visuais, linguagem oral e escrita, natureza e sociedade e matemática). Nos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano) estão previstas aulas de Língua Portuguesa, Arte, Educação Física, Matemática, Ciências, Geografia, História e Ensino Religioso.

Os alunos que estão no ensino fundamental nos anos iniciais e são atendidos nas escolas que atendem em tempo integral têm acesso ainda a oficinas complementares como Arte, Cultura e Memória, Orientação de Estudos, Iniciação Científica, Iniciação ao Esporte, Educa-comunicação, Prevenção e Promoção da saúde, Direitos Humanos e Cidadania e Educação Ambiental.

Já nos anos finais do Ensino fundamental (6º ao 9º ano) os alunos têm aula de Língua Portuguesa, Arte, Educação Física, Ciências Físicas e Biológicas, Geografia, História, Ensino Religioso, Língua Estrangeira, História, Geografia de Petrópolis e Turismo e Educação para o Trânsito. Para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) a grade é formada por Língua portuguesa, Arte, Educação Física, Matemática, Ciências, Geografia, História e Ensino Religioso e, no caso do ensino médio – apenas o Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio oferece essa modalidade – a grade é formada por aulas de Língua portuguesa, Literatura, Arte, Educação Física, Matemática, Física, Química, Biologia, História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Língua Estrangeira Inglês e Língua Estrangeira – Espanhol.

A Secretaria de Educação continua visitando diariamente as unidades escolares da rede municipal e organizando relatórios diários com a frequência de servidores em cada unidade da rede municipal. Os dados estão sendo compilados com o auxilio dos ofícios encaminhados pelos diretores no final de cada turno. Todas as informações estão sendo encaminhadas ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro que determinou, no dia 16 de agosto, que 70% do efetivo de funcionários de cada unidade escolar devem estar atendendo os alunos da rede.

Nesta terça-feira (21.08), 59 escolas e Centros de Educação Infantil funcionaram normalmente, 106 de forma parcial e 18 ficaram paralisados durante o dia. Com relação ao turno da noite, 10 funcionaram normal e 2 ficaram paralisadas.

Trabalharam normalmente nesta terça-feira (21.08) 1.187 servidores – contabilizando o turno da noite. Os profissionais que continuam em greve já possuem 22 dias de ponto cortado. A medida tem amparo legal do Supremo Tribunal Federal que proferiu decisão neste sentido em 2017 (http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=1945564).

O poder público reitera que o compromisso é o de manter em dia o salário dos servidores – ação que está sendo cumprida sem nenhum atraso: a atual gestão depositou R$ 39,4 milhões da folha de pagamento de julho do funcionalismo e R$ 8,7 milhões do 13º salário antes do início da greve.

"Diálogos formativos para professores alfabetizadores: o ciclo em questão"

Os professores da rede municipal que atuam diretamente nas turmas do ciclo de alfabetização, 1º, 2º e 3º ano do ensino fundamental, já podem se inscrever para as formações que ocorrerão no segundo semestre. Três grupos serão formados e os encontros ocorrerão na Casa da Educação Visconde de Mauá. Os interessados devem fazer a inscrição diretamente com a equipe de Formação do Ensino Fundamental através do telefone 2246-8678.

Durante a formação, os temas abordados darão continuidade aos conteúdos abordados nos programas de formação continuada como PROFA - Profa (Programa de Formação de Professores Alfabetizadores), lançado em dezembro de 2000 pela Secretaria de Educação Fundamental do Ministério da Educação (SEF/MEC) com o objetivo de oferecer novas técnicas de alfabetização, originadas em estudos realizados por uma rede de educadores de vários países e PNAIC. Criado em 2012, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental.

Três grupos serão formados. O grupo 1 terá aulas das 13h às 16h30 no dias 2/10,30/11 e 10/12. O grupo 2 terá aulas das 8h30 às 11h30 nos dias 2/10, 30/11 e 10/12 e o grupo 3 participará da formação em Itaipava nos dias 19/10, 8/11 e 7/12.

Serão oferecidas 210 vagas em 2018 para o 6º ano do ensino fundamental 

O processo de seleção para admissão ao 6º ano do ensino fundamental do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio foi publicado no Diário Oficial do dia 31 de agosto. No documento estão relatadas as normas e os procedimentos necessários para a participação no processo de seleção. Serão oferecidas 210 vagas, no segundo turno, para o 6º ano do Ensino Fundamental, preenchidas de acordo com a ordem de classificação dos candidatos.

As inscrições devem ser feitas no setor de matrícula da Secretaria de Educação, de 11 a 15 de setembro de 2017, das 9h às 17h. A prova será aplicada no Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio no dia 1º de outubro de 2017, das 14h às 17h. Os candidatos com deficiência farão as provas das 14h às 18h. O resultado preliminar será divulgado no site da prefeitura no dia 11 de outubro de 2017, a partir das 14h. O conteúdo programático das provas pode ser conferido no edital.

Para a inscrição será necessário a apresentação dos documentos: RG e CPF do responsável pelo aluno; certidão de nascimento ou RG do aluno; declaração escolar referente ao 5° ano cursado em 2017; uma foto 3x4 recente; laudo médico atualizado para aluno com deficiência.

Para melhor se informar sobre o Processo de Seleção e Classificação, o responsável legal pelo candidato deverá, preliminarmente, tomar conhecimento do Edital no endereço eletrônico da Prefeitura de Petrópolis (http://www.petropolis.rj.gov.br) ou na Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula) da Secretaria de Educação – Frei Memória. O responsável pelo candidato deverá manter sob sua posse, para eventuais comprovações junto ao Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio, o comprovante de Inscrição no Processo de Seleção. O cartão de confirmação de Inscrição deverá ser apresentado pelo candidato no dia e local de realização da prova. 

Candidatos farão provas de Língua Portuguesa e Matemática

Os candidatos ao Processo de Seleção deverão prestar prova de Língua Portuguesa e Matemática. A prova é objetiva, de múltipla escolha, com 30 questões, valendo um ponto cada, sendo 15 de língua portuguesa e 15 de matemática. A divulgação do número de acertos da prova, resultado preliminar, se dará por meio de listagem nominal, por ordem alfabética.

Será considerado faltoso e, portanto, eliminado, o candidato que comparecer ao local de realização da prova após o horário permitido para entrada. No dia previsto para a realização da prova, o candidato deverá apresentar obrigatoriamente, o Cartão de Confirmação de Inscrição e documento do aluno (certidão de nascimento ou RG, original ou cópia). O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência de uma hora para o início da prova, ou seja, às 13h.

Os resultados do Processo de Seleção serão divulgados no endereço eletrônico da Prefeitura de Petrópolis e afixados na Secretaria de Educação – Frei Memória, na Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula). Os candidatos serão convocados para matrícula, obedecida a ordem de classificação mediante listagem nominal divulgada no site da prefeitura.

O pedido de vista de prova poderá ser feito no setor de matrícula no dia 16 de outubro, das 13h às 17h. A primeira convocação será feita no dia 20 de outubro, a partir das 14h e a pré-matrícula dos classificados da primeira convocação será feito na secretaria do Liceu, de 06 a 10 de novembro de 2017, das 10h às 18h. A efetivação da matricula será feita de 18 a 21 de dezembro na secretaria do Liceu.

A segunda convocação será publicada no site da prefeitura no dia 19 de janeiro de 2018 a partir das 14h. Já a matricula dos convocados da segunda convocação será nos dias 24, 25 e 26 de janeiro de 2018, das 10h às 18h.

Sobre os candidatos com deficiência

Os alunos com deficiência deverão ter sua condição declarada pelo seu responsável no ato da inscrição. Os candidatos deverão apresentar o laudo médico atualizado original ou cópia autenticada atestando a espécie e o grau ou nível da necessidade. 

Inscrições:

Secretaria de Educação – Frei Memória. Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula), de 11 a 15 de setembro de 201, das 9h às 17h.

Prova:

Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio (Rua Oscar Weinschenck, 150, Centro, 1º de outubro), de 2017, das 14h às 17h. Candidatos com deficiência, das 14h às 18h.

Resultado Preliminar:

 http://www.petropolis.rj.gov.br no dia 11 de outubro de 2017, a partir das 14h.

Pedido de vista de prova:

Secretaria de Educação – Frei Memória. Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula), 16 de outubro de 2017, das 13h às 17h.

Vista de prova:

Secretaria de Educação – Frei Memória, no dia 18 de outubro de 2017, das 13h às 17h.

Resultado Final: 

Primeira Convocação: http://www.petropolis.rj.gov.br, dia 20 de outubro  de  2017, a partir das 14h.

Pré-Matrícula dos classificados da Primeira Convocação:

Na secretaria do Liceu: de 06 a 10 de novembro de 2017, das 10h às 18h.

Efetivação da matrícula dos aprovados da Primeira Convocação:

Mediante apresentação da declaração de escolaridade ou histórico escolar constando a aprovação do 5º ano escolar do Ensino Fundamental (secretaria do Liceu): De 18 a 21 de dezembro de 2017, das 10h às 18h.

Segunda Convocação:

http://www.petropolis.rj.gov.br, no dia 19 de janeiro de 2018, a partir das 14h.

Matrícula dos Convocados da Segunda Convocação:

Na secretaria do Liceu: 24, 25 e 26 de janeiro de 2018, das 10h às 18h.

Programação especial segue até o dia 7 de setembro

“Biomas Brasileiros: valorização e sustentabilidade”. Esse foi o tema utilizado pelas dez unidades escolares que participaram do desfile cívico em Corrêas, realizado nessa sexta-feira (01.09). Mais de três mil alunos participaram do evento. A cerimônia contou com a participação da banda do 32º Batalhão de Infantaria Leve e das bandas marciais das escolas municipais Dr. Barros Franco, Monsenhor João de Deus Rodrigues e da escola estadual Embaixador José Bonifácio.

Mais de 400 pessoas prestigiaram o desfile que ocorreu na Rua Princesa Dona Paula. Os alunos da educação infantil dos Centros de Educação Infantil Professora Marluce de Souza Pestana, Castelo São Manoel e Prefeito Sérgio Fadel, chamaram a atenção para a necessidade da preservação da Mata Atlântica, com faixas e cartazes. Eles também carregaram mudas de plantas.

Animais em extinção e a importância de se proteger a fauna foram o alerta feito pelos alunos da E.M Madalena Tagliaferro. “Nossa consciência faz toda a diferença!”, com essa mensagem, a Escola São José do Caetitu abordou a valorização do meio ambiente e a necessidade de preservação das nascentes. Já a importância da flora e as espécies em extinção, como o pau-brasil, serviram de fonte de inspiração para os desenhos carregados pelos estudantes da E.M Josemar Contage.

Os estudantes da E.M Marieta Gonçalves ilustraram as ações que mudam o meio ambiente, destacando os pontos negativos, como o descarte incorreto de lixo e as vantagens do uso adequado da água. As belezas da natureza do Brasil, Caatinga, Serrado, Pantanal, Pampa e Mata Atlântica, foram ilustrados pelos alunos da E.M Professor Nilton São Thiago. A diversidade brasileira, importância da preservação ambiental e a inclusão escolar foram o destaque no desfile da Escola Municipalizada Hercilia Henriques Moret. Imagens sobre a fé, cidadania, fraternidade e as belezas do relevo brasileiro foram apresentadas pelos alunos do Colégio Padre Corrêa.

“Estou aqui para prestigiar os meus três sobrinhos que estudam na Escola São José do Caetitu e na Escola Municipalizada Hercília Moret. Acho muito importante essa demonstração de amor a nossa história. Ficou lindo o desfile, estão todos de parabéns”, disse Leila de Souza.

Cinco netos de Séfora Maria desfilaram nessa sexta-feira. “É um orgulho. Fico tão animada com a participação deles que me emociono. É um momento importante para a família e para os alunos porque revivemos a história do nosso país”, contou.

Também prestigiaram o desfile da Semana da Pátria em Corrêas o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi e os vereadores Roni Medeiros e Jamil Sabrá.

Desfiles continuam até o dia 7 de setembro

Dando continuidade às homenagens, o desfile desse sábado (02.09) ocorrerá às 9h, no Alto Independência, na Rua João Brand. A expectativa é de que mais de 800 alunos participem do ato cívico.

Já no dia 3, será a vez do desfile em Cascatinha, marcado para começar às 9h, na Rua Bernardo de Vasconcellos. No dia 4 o desfile ocorrerá no Alto da Serra, às 9h, na Rua Teresa e no dia 5, às 9h, terá ocorrerá o ato cívico na Posse. Em Pedro do Rio o desfile será no dia 6, às 9h, na Estrada União e Indústria (próximo a E.M Nilo Peçanha). O tradicional desfile no Centro Histórico será no dia 7 de setembro, a partir das 9h, na Rua do Imperador (início em frente ao Colégio D.Pedro II).

Confira o cronograma do desfile no Alto Independência:

Alto Independência: 2 de setembro - 9h

CONCENTRAÇÃO: Rua Leonor Maia (ponto final da linha 401)

DESFILE: Rua Ângelo João Brand

DISPERSÃO: Rua Sebastião de Assis (pracinha)

GRUPAMENTO DO 32º BATALHÃO DE INFANTARIA LEVE

01.CEI Célia Lobo Paulo

02.CEI Romano Canavese

03.Centro Comunitário Alto Independência

04.Banda Dragões do Império - (E.M. Governador Marcello Alencar)

05.Lar Santa Catarina

06.Associação Pestalozzi de Petrópolis

07.Banda Marcial Profª. Leila de Souza Castro (E. P. Nossa Senhora da Glória)

08.Centro Educacional Comunidades São Jorge

09.E. M. Alto da Independência

10.Escola Professora Ernestina Francioni de Abreu

Inauguração de galeria de arte, apresentação musical, oficina de gastronomia e zumba

Os pais dos alunos que participam das atividades no contraturno escolar no CREI – centro de Referência em Educação Inclusiva – estiveram presentes nessa segunda-feira (28.08) em uma tarde interativa com direito à inauguração da galeria de arte, apresentação musical e aula de zumba. Além disso, os alunos ensinaram os responsáveis a preparar palha de doce de leite, em uma pequena amostra da oficina de culinária que funciona no local.

No Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa, no contraturno de atividades extracurriculares, os alunos da rede municipal de Educação têm atividades como dança, teatro, música, capoeira, esporte adaptado gastronomia e informática. O local funciona também como centro permanente de capacitação dos professores para a educação inclusiva.

O CREI atende 250 alunos. “A tarde interativa é um momento de mostrar os objetivos desse espaço e como as atividades contribuem na vida desses alunos, tanto no âmbito escolar quanto na sociedade”, explica a Diretora do Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação, Bianca Paiva.

O evento contou com apresentação musical dos alunos que participam das oficinas de música com o professor Danilo Henriques. No repertório, Despacito, Asa Branca e Trem Bala.

“Esse espaço é maravilhoso, fiquei muito feliz com esse convite. Minha filha participa de atividades no CREI e ama esse lugar. Ela melhorou muito no seu desempenho na escola, é um trabalho que faz toda a diferença”, contou Elisângela da Silva, mãe da Leandra, de 11 anos.

A tarde interativa contou ainda com uma oficina de culinária. Com a supervisão do professor Vitor Pizzi, os alunos ensinaram os pais a fazer palha italiana com doce de leite, com direito a degustação. “Já fizemos almôndegas, brigadeiro e doce de banana. Através das aulas reforçamos a autoconfiança deles, ajudando-os na emancipação. Eles passam a se interessar e ajudar em casa também”, explicou o professor.

Depois da degustação, todos participaram de uma aula de zumba. “Essa foi uma proposta de integração entre os alunos do CREI, responsáveis e convidados. Preparamos uma exposição de arte no nosso espaço cultural com as produções dos nossos alunos e aproveitamos para desfrutar de um momento musical, além da degustação do doce preparado por eles. Foi uma tarde incrível”, contou a diretora do CREI, Vanessa Siqueira.

A programação diferenciada foi aprovada pelos pais. “Minha filha ama esse lugar. É muito importante participar de atividades junto com eles. Foi um dia maravilhoso”, afirma Carla Patrícia, mãe da Júlia Feitosa, de 10 anos.

A UERJ está integrada com a prefeitura por meio da Coordenadoria de Gestão Estratégica, com levantamento de prédios históricos e agora ainda mais envolvida com a característica arquitetônica da cidade: a partir de 2019, vai oferecer um curso especializado em gestão de restauro. Uma equipe da prefeitura esteve no local nesta terça-feira (25.09).

A Uerj iniciou as atividades na cidade em 2016 e hoje atende 75 estudantes em um casarão histórico na tombada Av. Ipiranga. Durante a visita ao campus, o prefeito conheceu a rotina dos alunos e os trabalhos desenvolvidos pelos futuros arquitetos, com especial atenção as 14 maquetes que retratam ícones da arquitetura da cidade, como a Catedral São Pedro de Alcântara, o Palácio Rio Negro, Palácio Sérgio Fadel, entre outros casarões históricos.

“Petrópolis é conhecida e valorizada por sua história, mas os casarões são um rico patrimônio arquitetônico e têm uma história que precisa ser conhecida e valorizada. Trabalhamos hoje não só para oferecer aos petropolitanos e todos nossos alunos um curso de qualidade, mas também para despertar na comunidade petropolitana a valorização da cidade. A Uerj quer estar integrada a cidade”, pontua o coordenador do campus da UERJ, Freddy van Camp.

Entre as ações desenvolvidas hoje pela Uerj em Petrópolis está um projeto de educação patrimonial que disponibiliza informações para a população via internet (Educação Patrimonial- UERJ/Petrópolis).

 “Estamos fazendo ainda, em parceria com a prefeitura, um levantamento de prédios históricos e disponibilizando de informações sobre a arquitetura de cada um deles. A intenção é atualizarmos os dados e oferecermos mais informações de QR Code de cada um dos imóveis”, conta o coordenador, acentuando ainda que o trabalho é realizado em parceria com a Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica da prefeitura, com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e com a TurisPetro, entre outros órgãos públicos. 

Aulas no contraturno escolar são ofertadas para alunos da rede municipal de Educação

Pais e responsáveis por alunos da rede municipal de Educação devem ficar atentos ao prazo de matrícula para as vagas disponíveis na Casa da Educação Visconde de Mauá no 2º semestre: as inscrições deverão ser feitas do dia 31 de julho ao dia 3 de agosto, das 9h às 19h na secretaria da Casa da Educação – Avenida Barão do Rio Branco, nº 03. Serão disponibilizadas vagas para os cursos de capoeira, teatro, violão, violino, viola de arco, canto coral, flauta, desenho, fotografia e inglês.

“É importante que os pais que ainda não matricularam os filhos nas aulas na Casa da Educação aproveitem essas oportunidades. As aulas são gratuitas e realizadas em uma ambiente seguro e acolhedor que é a Casa da Educação. As atividades culturais e esportivas auxiliam no desenvolvimento pedagógico e intelectual das crianças”, destaca a secretária de Educação, Samea Ázara.

Para fazer a inscrição é necessário levar declaração escolar e cópias da certidão de nascimento, comprovante de residência, RG e CPF do responsável.

“Estamos administrando um órgão público e os recursos nele empregados são merecedores de grande responsabilidade. Se há vagas e disponibilidade dos professores em se adequarem para novos alunos e existe a demanda na espera destas vagas ou da divulgação das matrículas, ficamos felizes em atuar para seu preenchimento, pois trabalhamos com sonhos e com o futuro”, afirma a diretora da Casa da Educação Visconde de Mauá, Catarina Maul.

Pagina 3 de 124

Notícias por data

« Maio 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP