A Secretaria de Educação continua visitando diariamente as unidades escolares da rede municipal e organizando relatórios diários com a frequência de servidores em cada unidade da rede municipal. Os dados estão sendo compilados com o auxilio dos ofícios encaminhados pelos diretores no final de cada turno. Todas as informações estão sendo encaminhadas ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro que determinou, no dia 16 de agosto, que 70% do efetivo de funcionários de cada unidade escolar devem estar atendendo os alunos da rede.

Nesta terça-feira (21.08), 59 escolas e Centros de Educação Infantil funcionaram normalmente, 106 de forma parcial e 18 ficaram paralisados durante o dia. Com relação ao turno da noite, 10 funcionaram normal e 2 ficaram paralisadas.

Trabalharam normalmente nesta terça-feira (21.08) 1.187 servidores – contabilizando o turno da noite. Os profissionais que continuam em greve já possuem 22 dias de ponto cortado. A medida tem amparo legal do Supremo Tribunal Federal que proferiu decisão neste sentido em 2017 (http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=1945564).

O poder público reitera que o compromisso é o de manter em dia o salário dos servidores – ação que está sendo cumprida sem nenhum atraso: a atual gestão depositou R$ 39,4 milhões da folha de pagamento de julho do funcionalismo e R$ 8,7 milhões do 13º salário antes do início da greve.

"Diálogos formativos para professores alfabetizadores: o ciclo em questão"

Os professores da rede municipal que atuam diretamente nas turmas do ciclo de alfabetização, 1º, 2º e 3º ano do ensino fundamental, já podem se inscrever para as formações que ocorrerão no segundo semestre. Três grupos serão formados e os encontros ocorrerão na Casa da Educação Visconde de Mauá. Os interessados devem fazer a inscrição diretamente com a equipe de Formação do Ensino Fundamental através do telefone 2246-8678.

Durante a formação, os temas abordados darão continuidade aos conteúdos abordados nos programas de formação continuada como PROFA - Profa (Programa de Formação de Professores Alfabetizadores), lançado em dezembro de 2000 pela Secretaria de Educação Fundamental do Ministério da Educação (SEF/MEC) com o objetivo de oferecer novas técnicas de alfabetização, originadas em estudos realizados por uma rede de educadores de vários países e PNAIC. Criado em 2012, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental.

Três grupos serão formados. O grupo 1 terá aulas das 13h às 16h30 no dias 2/10,30/11 e 10/12. O grupo 2 terá aulas das 8h30 às 11h30 nos dias 2/10, 30/11 e 10/12 e o grupo 3 participará da formação em Itaipava nos dias 19/10, 8/11 e 7/12.

Serão oferecidas 210 vagas em 2018 para o 6º ano do ensino fundamental 

O processo de seleção para admissão ao 6º ano do ensino fundamental do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio foi publicado no Diário Oficial do dia 31 de agosto. No documento estão relatadas as normas e os procedimentos necessários para a participação no processo de seleção. Serão oferecidas 210 vagas, no segundo turno, para o 6º ano do Ensino Fundamental, preenchidas de acordo com a ordem de classificação dos candidatos.

As inscrições devem ser feitas no setor de matrícula da Secretaria de Educação, de 11 a 15 de setembro de 2017, das 9h às 17h. A prova será aplicada no Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio no dia 1º de outubro de 2017, das 14h às 17h. Os candidatos com deficiência farão as provas das 14h às 18h. O resultado preliminar será divulgado no site da prefeitura no dia 11 de outubro de 2017, a partir das 14h. O conteúdo programático das provas pode ser conferido no edital.

Para a inscrição será necessário a apresentação dos documentos: RG e CPF do responsável pelo aluno; certidão de nascimento ou RG do aluno; declaração escolar referente ao 5° ano cursado em 2017; uma foto 3x4 recente; laudo médico atualizado para aluno com deficiência.

Para melhor se informar sobre o Processo de Seleção e Classificação, o responsável legal pelo candidato deverá, preliminarmente, tomar conhecimento do Edital no endereço eletrônico da Prefeitura de Petrópolis (http://www.petropolis.rj.gov.br) ou na Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula) da Secretaria de Educação – Frei Memória. O responsável pelo candidato deverá manter sob sua posse, para eventuais comprovações junto ao Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio, o comprovante de Inscrição no Processo de Seleção. O cartão de confirmação de Inscrição deverá ser apresentado pelo candidato no dia e local de realização da prova. 

Candidatos farão provas de Língua Portuguesa e Matemática

Os candidatos ao Processo de Seleção deverão prestar prova de Língua Portuguesa e Matemática. A prova é objetiva, de múltipla escolha, com 30 questões, valendo um ponto cada, sendo 15 de língua portuguesa e 15 de matemática. A divulgação do número de acertos da prova, resultado preliminar, se dará por meio de listagem nominal, por ordem alfabética.

Será considerado faltoso e, portanto, eliminado, o candidato que comparecer ao local de realização da prova após o horário permitido para entrada. No dia previsto para a realização da prova, o candidato deverá apresentar obrigatoriamente, o Cartão de Confirmação de Inscrição e documento do aluno (certidão de nascimento ou RG, original ou cópia). O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência de uma hora para o início da prova, ou seja, às 13h.

Os resultados do Processo de Seleção serão divulgados no endereço eletrônico da Prefeitura de Petrópolis e afixados na Secretaria de Educação – Frei Memória, na Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula). Os candidatos serão convocados para matrícula, obedecida a ordem de classificação mediante listagem nominal divulgada no site da prefeitura.

O pedido de vista de prova poderá ser feito no setor de matrícula no dia 16 de outubro, das 13h às 17h. A primeira convocação será feita no dia 20 de outubro, a partir das 14h e a pré-matrícula dos classificados da primeira convocação será feito na secretaria do Liceu, de 06 a 10 de novembro de 2017, das 10h às 18h. A efetivação da matricula será feita de 18 a 21 de dezembro na secretaria do Liceu.

A segunda convocação será publicada no site da prefeitura no dia 19 de janeiro de 2018 a partir das 14h. Já a matricula dos convocados da segunda convocação será nos dias 24, 25 e 26 de janeiro de 2018, das 10h às 18h.

Sobre os candidatos com deficiência

Os alunos com deficiência deverão ter sua condição declarada pelo seu responsável no ato da inscrição. Os candidatos deverão apresentar o laudo médico atualizado original ou cópia autenticada atestando a espécie e o grau ou nível da necessidade. 

Inscrições:

Secretaria de Educação – Frei Memória. Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula), de 11 a 15 de setembro de 201, das 9h às 17h.

Prova:

Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio (Rua Oscar Weinschenck, 150, Centro, 1º de outubro), de 2017, das 14h às 17h. Candidatos com deficiência, das 14h às 18h.

Resultado Preliminar:

 http://www.petropolis.rj.gov.br no dia 11 de outubro de 2017, a partir das 14h.

Pedido de vista de prova:

Secretaria de Educação – Frei Memória. Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula), 16 de outubro de 2017, das 13h às 17h.

Vista de prova:

Secretaria de Educação – Frei Memória, no dia 18 de outubro de 2017, das 13h às 17h.

Resultado Final: 

Primeira Convocação: http://www.petropolis.rj.gov.br, dia 20 de outubro  de  2017, a partir das 14h.

Pré-Matrícula dos classificados da Primeira Convocação:

Na secretaria do Liceu: de 06 a 10 de novembro de 2017, das 10h às 18h.

Efetivação da matrícula dos aprovados da Primeira Convocação:

Mediante apresentação da declaração de escolaridade ou histórico escolar constando a aprovação do 5º ano escolar do Ensino Fundamental (secretaria do Liceu): De 18 a 21 de dezembro de 2017, das 10h às 18h.

Segunda Convocação:

http://www.petropolis.rj.gov.br, no dia 19 de janeiro de 2018, a partir das 14h.

Matrícula dos Convocados da Segunda Convocação:

Na secretaria do Liceu: 24, 25 e 26 de janeiro de 2018, das 10h às 18h.

Programação especial segue até o dia 7 de setembro

“Biomas Brasileiros: valorização e sustentabilidade”. Esse foi o tema utilizado pelas dez unidades escolares que participaram do desfile cívico em Corrêas, realizado nessa sexta-feira (01.09). Mais de três mil alunos participaram do evento. A cerimônia contou com a participação da banda do 32º Batalhão de Infantaria Leve e das bandas marciais das escolas municipais Dr. Barros Franco, Monsenhor João de Deus Rodrigues e da escola estadual Embaixador José Bonifácio.

Mais de 400 pessoas prestigiaram o desfile que ocorreu na Rua Princesa Dona Paula. Os alunos da educação infantil dos Centros de Educação Infantil Professora Marluce de Souza Pestana, Castelo São Manoel e Prefeito Sérgio Fadel, chamaram a atenção para a necessidade da preservação da Mata Atlântica, com faixas e cartazes. Eles também carregaram mudas de plantas.

Animais em extinção e a importância de se proteger a fauna foram o alerta feito pelos alunos da E.M Madalena Tagliaferro. “Nossa consciência faz toda a diferença!”, com essa mensagem, a Escola São José do Caetitu abordou a valorização do meio ambiente e a necessidade de preservação das nascentes. Já a importância da flora e as espécies em extinção, como o pau-brasil, serviram de fonte de inspiração para os desenhos carregados pelos estudantes da E.M Josemar Contage.

Os estudantes da E.M Marieta Gonçalves ilustraram as ações que mudam o meio ambiente, destacando os pontos negativos, como o descarte incorreto de lixo e as vantagens do uso adequado da água. As belezas da natureza do Brasil, Caatinga, Serrado, Pantanal, Pampa e Mata Atlântica, foram ilustrados pelos alunos da E.M Professor Nilton São Thiago. A diversidade brasileira, importância da preservação ambiental e a inclusão escolar foram o destaque no desfile da Escola Municipalizada Hercilia Henriques Moret. Imagens sobre a fé, cidadania, fraternidade e as belezas do relevo brasileiro foram apresentadas pelos alunos do Colégio Padre Corrêa.

“Estou aqui para prestigiar os meus três sobrinhos que estudam na Escola São José do Caetitu e na Escola Municipalizada Hercília Moret. Acho muito importante essa demonstração de amor a nossa história. Ficou lindo o desfile, estão todos de parabéns”, disse Leila de Souza.

Cinco netos de Séfora Maria desfilaram nessa sexta-feira. “É um orgulho. Fico tão animada com a participação deles que me emociono. É um momento importante para a família e para os alunos porque revivemos a história do nosso país”, contou.

Também prestigiaram o desfile da Semana da Pátria em Corrêas o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi e os vereadores Roni Medeiros e Jamil Sabrá.

Desfiles continuam até o dia 7 de setembro

Dando continuidade às homenagens, o desfile desse sábado (02.09) ocorrerá às 9h, no Alto Independência, na Rua João Brand. A expectativa é de que mais de 800 alunos participem do ato cívico.

Já no dia 3, será a vez do desfile em Cascatinha, marcado para começar às 9h, na Rua Bernardo de Vasconcellos. No dia 4 o desfile ocorrerá no Alto da Serra, às 9h, na Rua Teresa e no dia 5, às 9h, terá ocorrerá o ato cívico na Posse. Em Pedro do Rio o desfile será no dia 6, às 9h, na Estrada União e Indústria (próximo a E.M Nilo Peçanha). O tradicional desfile no Centro Histórico será no dia 7 de setembro, a partir das 9h, na Rua do Imperador (início em frente ao Colégio D.Pedro II).

Confira o cronograma do desfile no Alto Independência:

Alto Independência: 2 de setembro - 9h

CONCENTRAÇÃO: Rua Leonor Maia (ponto final da linha 401)

DESFILE: Rua Ângelo João Brand

DISPERSÃO: Rua Sebastião de Assis (pracinha)

GRUPAMENTO DO 32º BATALHÃO DE INFANTARIA LEVE

01.CEI Célia Lobo Paulo

02.CEI Romano Canavese

03.Centro Comunitário Alto Independência

04.Banda Dragões do Império - (E.M. Governador Marcello Alencar)

05.Lar Santa Catarina

06.Associação Pestalozzi de Petrópolis

07.Banda Marcial Profª. Leila de Souza Castro (E. P. Nossa Senhora da Glória)

08.Centro Educacional Comunidades São Jorge

09.E. M. Alto da Independência

10.Escola Professora Ernestina Francioni de Abreu

Inauguração de galeria de arte, apresentação musical, oficina de gastronomia e zumba

Os pais dos alunos que participam das atividades no contraturno escolar no CREI – centro de Referência em Educação Inclusiva – estiveram presentes nessa segunda-feira (28.08) em uma tarde interativa com direito à inauguração da galeria de arte, apresentação musical e aula de zumba. Além disso, os alunos ensinaram os responsáveis a preparar palha de doce de leite, em uma pequena amostra da oficina de culinária que funciona no local.

No Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa, no contraturno de atividades extracurriculares, os alunos da rede municipal de Educação têm atividades como dança, teatro, música, capoeira, esporte adaptado gastronomia e informática. O local funciona também como centro permanente de capacitação dos professores para a educação inclusiva.

O CREI atende 250 alunos. “A tarde interativa é um momento de mostrar os objetivos desse espaço e como as atividades contribuem na vida desses alunos, tanto no âmbito escolar quanto na sociedade”, explica a Diretora do Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação, Bianca Paiva.

O evento contou com apresentação musical dos alunos que participam das oficinas de música com o professor Danilo Henriques. No repertório, Despacito, Asa Branca e Trem Bala.

“Esse espaço é maravilhoso, fiquei muito feliz com esse convite. Minha filha participa de atividades no CREI e ama esse lugar. Ela melhorou muito no seu desempenho na escola, é um trabalho que faz toda a diferença”, contou Elisângela da Silva, mãe da Leandra, de 11 anos.

A tarde interativa contou ainda com uma oficina de culinária. Com a supervisão do professor Vitor Pizzi, os alunos ensinaram os pais a fazer palha italiana com doce de leite, com direito a degustação. “Já fizemos almôndegas, brigadeiro e doce de banana. Através das aulas reforçamos a autoconfiança deles, ajudando-os na emancipação. Eles passam a se interessar e ajudar em casa também”, explicou o professor.

Depois da degustação, todos participaram de uma aula de zumba. “Essa foi uma proposta de integração entre os alunos do CREI, responsáveis e convidados. Preparamos uma exposição de arte no nosso espaço cultural com as produções dos nossos alunos e aproveitamos para desfrutar de um momento musical, além da degustação do doce preparado por eles. Foi uma tarde incrível”, contou a diretora do CREI, Vanessa Siqueira.

A programação diferenciada foi aprovada pelos pais. “Minha filha ama esse lugar. É muito importante participar de atividades junto com eles. Foi um dia maravilhoso”, afirma Carla Patrícia, mãe da Júlia Feitosa, de 10 anos.

A UERJ está integrada com a prefeitura por meio da Coordenadoria de Gestão Estratégica, com levantamento de prédios históricos e agora ainda mais envolvida com a característica arquitetônica da cidade: a partir de 2019, vai oferecer um curso especializado em gestão de restauro. Uma equipe da prefeitura esteve no local nesta terça-feira (25.09).

A Uerj iniciou as atividades na cidade em 2016 e hoje atende 75 estudantes em um casarão histórico na tombada Av. Ipiranga. Durante a visita ao campus, o prefeito conheceu a rotina dos alunos e os trabalhos desenvolvidos pelos futuros arquitetos, com especial atenção as 14 maquetes que retratam ícones da arquitetura da cidade, como a Catedral São Pedro de Alcântara, o Palácio Rio Negro, Palácio Sérgio Fadel, entre outros casarões históricos.

“Petrópolis é conhecida e valorizada por sua história, mas os casarões são um rico patrimônio arquitetônico e têm uma história que precisa ser conhecida e valorizada. Trabalhamos hoje não só para oferecer aos petropolitanos e todos nossos alunos um curso de qualidade, mas também para despertar na comunidade petropolitana a valorização da cidade. A Uerj quer estar integrada a cidade”, pontua o coordenador do campus da UERJ, Freddy van Camp.

Entre as ações desenvolvidas hoje pela Uerj em Petrópolis está um projeto de educação patrimonial que disponibiliza informações para a população via internet (Educação Patrimonial- UERJ/Petrópolis).

 “Estamos fazendo ainda, em parceria com a prefeitura, um levantamento de prédios históricos e disponibilizando de informações sobre a arquitetura de cada um deles. A intenção é atualizarmos os dados e oferecermos mais informações de QR Code de cada um dos imóveis”, conta o coordenador, acentuando ainda que o trabalho é realizado em parceria com a Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica da prefeitura, com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e com a TurisPetro, entre outros órgãos públicos. 

Aulas no contraturno escolar são ofertadas para alunos da rede municipal de Educação

Pais e responsáveis por alunos da rede municipal de Educação devem ficar atentos ao prazo de matrícula para as vagas disponíveis na Casa da Educação Visconde de Mauá no 2º semestre: as inscrições deverão ser feitas do dia 31 de julho ao dia 3 de agosto, das 9h às 19h na secretaria da Casa da Educação – Avenida Barão do Rio Branco, nº 03. Serão disponibilizadas vagas para os cursos de capoeira, teatro, violão, violino, viola de arco, canto coral, flauta, desenho, fotografia e inglês.

“É importante que os pais que ainda não matricularam os filhos nas aulas na Casa da Educação aproveitem essas oportunidades. As aulas são gratuitas e realizadas em uma ambiente seguro e acolhedor que é a Casa da Educação. As atividades culturais e esportivas auxiliam no desenvolvimento pedagógico e intelectual das crianças”, destaca a secretária de Educação, Samea Ázara.

Para fazer a inscrição é necessário levar declaração escolar e cópias da certidão de nascimento, comprovante de residência, RG e CPF do responsável.

“Estamos administrando um órgão público e os recursos nele empregados são merecedores de grande responsabilidade. Se há vagas e disponibilidade dos professores em se adequarem para novos alunos e existe a demanda na espera destas vagas ou da divulgação das matrículas, ficamos felizes em atuar para seu preenchimento, pois trabalhamos com sonhos e com o futuro”, afirma a diretora da Casa da Educação Visconde de Mauá, Catarina Maul.

Qualificação é fruto de parceria entre a Secretaria de Educação e Universidade Federal de Juiz de Fora

Materializar na pratica as propostas do currículo pedagógico. Esse é um dos objetivos do curso de extensão "Educação inclusiva, matemática e surdez" que está sendo promovido na rede municipal de Educação. Doze servidores estão inscritos nas aulas. O primeiro encontro ocorreu nesta quinta-feira (03.05) no CREI – Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa. A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Educação e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Serão seis encontros, realizado até julho que abordarão as temáticas: sinais básicos em Libras, história da educação dos surdos, a importância da Libras como língua materna, as barreiras encontradas para a educação de surdos, estratégicas didáticas para o ensino de matemática para surdos, avaliação dos alunos surdos e oficinas de matemática.

“A Secretaria de Educação oferece ao longo do ano, formações e cursos de extensão para que os profissionais da rede tenham a oportunidade de trocar experiências e conhecer novas técnicas que podem auxiliar na rotina pedagógica das escolas. Esse curso específico que lida com a educação inclusiva e a matemática é uma novidade na rede e tenho certeza que todas as dicas serão vivenciadas com os alunos nas salas de aula”, disse a secretária interina de Educação, Samea Ázara.

As aulas estão sendo conduzidas por Letícia de Medeiros, instrutora de Libras e mestranda da UFJF. Segundo Letícia, a intenção é a de sensibilizar os professores para a realidade vivida pelas pessoas surdas na sociedade de maioria ouvinte, principalmente no contexto educacional, além de propor estratégicas que contribuam para o aprendizado de matemática pelos alunos surdos, promovendo o conhecimento sobre a Libras, a cultura e as dificuldades enfrentadas pelos surdos.

“Podemos contribuir com a formação continuada do professor de matemática no contexto educacional da inclusão. Os temas tratados durante o curso mostrarão a importância de se articular a teoria com a pratica. Nesse primeiro encontro pudemos trocar informações e ideias para saber trabalhar a matéria diante das dificuldades desse público específico. Os dados coletados serão analisados e usados na minha dissertação de mestrado”, explicou Leticia.

A rede municipal conta com 81 alunos surdos. Eles estudam na escola Municipal de Educação Especial Santos Dumont – que atende educação infantil e ensino fundamental I; na EM Salvador Kling – estudam os que estão matriculados no ensino fundamental II; e o Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio recebe os do ensino médio.

A carga horária do curso é de 40 horas, sendo 28 horas presenciais e 12 horas à distância. No final será emitido certificado de conclusão pela UFJF. “É uma proposta inovadora para a rede municipal com o objetivo de fazer a transposição didática do currículo, garantindo a qualificação do atendimento dos alunos surdos”, explicou a diretora do Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação, Bianca Caetano.

Curso de libras para servidores

Nesse início de ano a Secretaria de Educação promoveu um curso de Libras para servidores públicos. Oitenta pessoas estão participando da capacitação – que termina em junho - e tem como objetivo oferecer um melhor atendimento aos surdos nos equipamentos públicos.

Lançamento do quinto livro de Catarina Maul encerra Semana do Livro.

Poesias que foram compostas a partir de registros feitos durante a espera no trânsito, anotações no semáforo, estacionamentos, acostamentos ou memórias de estradas e viagens. Com estes olhares e pensamentos foi concebido o livro “Semáforos Poéticos”, da produtora cultural, pedagoga, escritora e diretora da casa da Educação Visconde de Mauá, Catarina Maul. O título foi lançado na quinta-feira (27.04) na Casa da Educação Visconde de Mauá e fechou o último dia de programação da Semana do Livro Vivo. 

Esse é o quinto livro da autora, sendo o terceiro de poesias. O título foi lançado pela Bem Cultural Editora. A diagramação é de Anna Catharina Miranda e capa e ilustrações do artista urbano Sunk.

“Prazer enorme participar do lançamento de mais uma obra da Catarina. Tenho certeza que esse é mais um título de sucesso”, disse a subsecretária de Educação, Márcia Palma.

“Sou fã das obras da autora. Adoro poesia e fiz questão de prestigiar o lançamento porque a Catarina é uma pessoa que luta pela cultura da cidade”, contou Felipe Fleury, que prestigiou o evento.

O livro será vendido a partir da próxima semana na Loja da Vozes e, a partir de maio, na Loja virtual do site Bem Cultural. O professor, escritor, crítico literário, produtor cultural carioca Marcelo Mourão, prefaciador do livro, define: “Catarina fala de muitos lugares, pessoas, imagens e sentimentos que guarda dentro de si, porém serão todos estes que, ao contrário do que se possa pensar, falarão muito mais dela do que deles. Em quase todas as vozes líricas dos poemas aqui presentes, percebe-se nitidamente a figura da poeta-flâneur, ou seja, daquela que flana, transita, e observa atentamente a cidade-mundo que a rodeia, transformando esses seus olhares em arte. Os poemas de Catarina nos mostram que andar pelas cidades é atravessar suas ruas, mas, ao mesmo tempo, deixar-se ser atravessado por elas”.

Semana do Livro Vivo: 12 atividades e mais de 400 participantes

A Semana do Livro Vivo contou com doze atividades culturais e a participação de mais de 400 pessoas, entre servidores da Educação, visitantes, pais e alunos da rede municipal de ensino. A Biblioteca Mauá também foi inaugurada nessa semana e já conta com mais de 500 títulos.

“A discussão central de todo o evento, em todas as atividades, foi a importância de se manter o livro aberto, sendo lido, promovendo, além de toda a possibilidade de informação, as viagens e reflexões tão necessárias para o crescimento intelectual dos leitores. A Biblioteca, que hoje tornou-se um espaço aberto da Casa, visitado diariamente pelos alunos e funcionários, tem recebido doações diárias de pessoas diferentes, conhecidas ou não, mas que acreditam na circulação dos livros como forma de agregar valores à vida dos envolvidos”, contou Catarina Maul.

Roda de conversa, sarau literário e visitas guiadas à Biblioteca Mauá fazem parte da programação

A paixão pela leitura vai tomar conta da Casa da Educação Visconde de Mauá nessa semana: para comemorar o Dia do Livro Infantil – 18 de abril e Dia Mundial do Livro – 23 de abril, várias ações literárias estão programadas para a “Semana do Livro Vivo 2018”. Além de visitas guiadas à Biblioteca Mauá, os alunos, pais e responsáveis e comunidade poderão participar de rodas de conversas e saraus literários.

Durante todos os dias, todos os alunos da Casa serão acompanhados pelos seus professores a uma visita guiada à biblioteca, a fim de conhecerem seu acervo, sua forma de empréstimo e seu horário de funcionamento. Neste momento, serão acompanhados pela Assessoria de Projetos da Casa da Educação, para uma roda de conversa sobre a importância da leitura.

“As atividades serão feitas com os alunos, mas, também podem ser acompanhadas pelos pais e responsáveis. Uma ótima oportunidade para que os pais conheçam todas as atividades e espaços da Casa da Educação, um lugar que oferece atividades artísticas, culturais e pedagógicas gratuitas para nossos alunos da rede”, disse a secretária de Educação, Samea Ázara.

A programação começa na quarta-feira (11.04). Às 10h30 e às 14h, Catarina Maul e Rodrigo Santana CB, respectivamente, diretora da Casa e autora dos livros infantojuvenis “E Deus Criou o Mundo” e “Contando e cantando os sonhos de Dumont”, e professor de desenho e ilustrador, realizarão uma roda de conversa com os alunos da Casa e público em geral sobre a construção de um livro e a importância do foco para transformar sonhos em realidade.

Já na quinta e sexta-feira, às 10h e 14h, Catarina Maul e a diretora adjunta da Casa, Marcela Castro Alves, somam suas experiências como autoras, numa roda de conversa sobre livros, leitura e escrita com alunos e responsáveis. Na ocasião, estarão apresentando e autografando seus livros.

No dia 12, de 18h às 20h, o Segmento de Literatura do Conselho Municipal de Cultura, também participará do evento com um sarau literário, coordenado pela titular da cadeira, Catarina Santos.

“Esse evento contará com a participação de escritores. Além de oferecer atividades no contraturno escolar, a Casa da Educação inaugurou no ano passado uma Biblioteca com mais de mil livros. Nesse ano estamos montando uma gibiteca. Tudo para fortalecer e despertar o habito da leitura nos nossos alunos”, contou a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Ainda segundo Catarina Maul, os alunos e pais serão estimulados a participar do empréstimo de livros da Biblioteca Mauá. “A ideia é que, trabalhando na semana anterior das comemorações, nos dias oficiais, 18 e 23, a biblioteca seja o espaço mais frequentado da Casa e as estantes estejam vazias, com muita procura por títulos e muitos livros passeando em vários lares. Sem dúvida, lugar de livro não é nas estantes, mas nas mãos de pessoas que crescem, viajam, aprendem e se encantam com sua importância no mundo”.

Pagina 3 de 116

Notícias por data

« Fevereiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP