Mais 36 concursados da Educação serão convocados pela prefeitura

60 servidores serão beneficiados com enquadramento por tempo de serviço já em outubro

A prefeitura libera este mês os 60 primeiros enquadramentos de um total de 2.662 servidores que terão o benefício concedido nos próximos meses. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (10.10) em reunião entre a prefeitura e o Sindicato do Profissionais da Educação (Sepe). No encontro, o prefeito também garantiu a convocação de outros 36 aprovados no concurso de 2015 já nas próximas semanas e reafirmou o seu compromisso de continuar trabalhando para garantir melhorias aos profissionais da área.

A prefeitura mantém os estudos para atender com responsabilidade as reivindicações da categoria. Como já havia sido anunciado, os concursados serão chamados o que fortalecerá o quadro de servidores. O enquadramento do quinquênio foi antecipado, o município continua liberando as licenças prêmios e fazendo os levantamentos necessários para que as demais reivindicações da categoria sejam atendidas com responsabilidade, já que a prioridade do governo é a de manter os salários em dia.

A representante do Sepe, Rose Silveira, destacou o avanço nas discussões sobre o tema. “Os enquadramentos estavam congelados há seis anos e essa iniciativa representa um ganho importante para a nossa categoria”, destaca.

Os novos convocados se unirão a mais 86 que já foram chamados pela atual administração. Serão chamados 10 cuidadores escolares, 20 professores de anos iniciais e 6 professores de matemática. A previsão é de que no início de 2019 os demais concursados que passaram no concurso de 2015 também sejam convocados, concluindo, assim, as vagas previstas no edital homologado no último concurso.

No fim de agosto, a prefeitura já havia sinalizado a continuidade da concessão de licenças-prêmio e a conservação dos 25% de regência de classe. A reserva de 1/3 de tempo de trabalho para planejamento das aulas e a redução para 30 horas semanais de trabalho também estão sendo estudadas pelo governo de acordo com a indicação do Tribunal de Justiça e do Ministério Público – que orientou suspensão de decreto e também de projeto de lei.

Durante o encontro, o poder público reiterou ainda que continua os levantamentos para a concessão de direitos. O enquadramento por formação deverá começar em março de 2019.

A prefeitura mais uma vez reafirma o compromisso com os profissionais da educação e destaca a seriedade com que está trabalhando para avançar na área. Serão mais de 2.600 enquadramentos por tempo de serviço que irão beneficiar diversos professores e, claro, suas famílias. A prefeitura vai estar sempre aberta ao diálogo para avançar ainda mais.

O prefeito Rubens Bomtempo classificou como uma irresponsabilidade o abandono, pelo governo anterior, do prédio da Escola Municipal Professor Prado, em Araras. Em 2011, a antiga administração chegou a investir mais de R$ 254 mil em uma obra de ampliação da unidade de ensino, mas erros na elaboração do projeto – um novo prédio seria construído em área proibida,
bem às margens do rio – levaram o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) a embargar a intervenção. Em visita às ruínas do imóvel no fim de semana, Bomtempo avisou que vai pedir orientação ao Inea a fim de elaborar um projeto que permita a reativação do espaço.

Desde 2011, os 180 alunos da Escola Professor Prado, que oferece do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, têm aulas em uma casa alugada a cerca de 500 metros do endereço original. “O que vi foi um enorme desperdício de dinheiro público, resultado da falta absoluta de diálogo. Não se pode fazer uma obra como a que vimos sem buscar orientação do Inea. Agora, vamos ver o que é possível fazer ali, tentar resgatar o espaço e devolver aos alunos um ambiente que é deles”, assegurou Bomtempo, que assumiu a Prefeitura em 2013 sem informações concretas sobre o que ocorria na escola. O governo anterior fez o destrato sem comunicar o fato à administração que estava assumindo, encerrando o processo e consolidando um grande prejuízo ao poder público. "Isso, sim, é um verdadeiro dano ao erário público", disse o prefeito.

Além de elaborar um novo projeto para a escola, que atenda as exigências legais e também as necessidades dos estudantes, Bomtempo anunciou, no fim de semana, a compra de um imóvel, na localidade de Santa Luzia, para a instalação de um novo Centro de Educação Infantil (CEI). A unidade de ensino permitirá a abertura de 100 novas vagas para crianças com até 5 anos. Segundo a secretária de Educação, Mônica Freitas, o novo CEI atende uma demanda da comunidade. “Já temos em Araras o CEI Vista Alegre, que atende 49 crianças, mas verificamos a necessidade de abertura de novas vagas para a Educação Infantil na região. Estamos trabalhando para garantir o acesso das crianças à rede municipal de ensino”, destacou.

Terça, 24 Setembro 2019 - 19:53

Prefeitura vai reformar a EM Leonardo Boff

Edital está disponível no site da prefeitura

Para garantir o retorno dos alunos da EM Leonardo Boff para o prédio da escola, no Contorno, a prefeitura publicou o edital que prevê a recuperação da escola. Pelo edital estão previstas revitalização da parte elétrica, pintura geral, troca de pisos e adequações nos banheiros. O documento com as especificações da obra e data para a entrega de propostas está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Segundo o edital, as empresas interessadas na obra deverão entregar os envelopes com as propostas no dia 8 de outubro, às 14h, no Centro Administrativo Frei Antonio Moser.  A obra está orçada em R$ R$ 351.283,38. O prazo para execução dos serviços será de 120 dias.

O prédio foi desocupado em novembro de 2017 após a abertura de uma cratera no Contorno, às margens da rodovia BR-040, na altura do quilômetro 81 da pista de descida da Serra. O incidente acarretou a interdição total do local, além da mudança dos moradores da região. Desde então, os alunos – matriculados do 4º período da educação infantil até o 5º ano do ensino fundamental – estão sendo atendidos em um imóvel alugado pela Concer, no Duarte da Silveira.

Após a obra realizada pela concessionária no local, quando a cratera foi fechada e a pista da BR-040 desinterditada, o prédio da escola também foi desinterditado, mas, para que os alunos possam voltar a ser atendidos, melhorias são necessárias no prédio

 

Revitalização da parte elétrica, pintura geral, troca de pisos e adequações nos banheiros são algumas das melhorias que serão realizadas no prédio da EM Leonardo Boff, no Contorno. A prefeitura vai abrir um processo de licitação para que a obra seja executada, o que permitirá que os 88 alunos matriculados na instituição possam voltar ao prédio no Contorno. Hoje os alunos estudam em um outro prédio.  O assunto norteou uma reunião realizada nessa sexta-feira (09.08) entre o prefeito, o procurador da República, Charles Stevan da Mota Pessoa, secretários municipais e representantes da comunidade.

O prédio foi desocupado em novembro de 2017 após a abertura de uma cratera no Contorno, às margens da rodovia BR-040, na altura do quilômetro 81 da pista de descida da Serra. O incidente acarretou a interdição total do local, além da mudança dos moradores da região. Desde então, os alunos – matriculados do 4º período da educação infantil até o 5º ano do ensino fundamental – estão sendo atendidos em um imóvel alugado pela Concer, no Duarte da Silveira.

Após a obra realizada pela concessionária no local, quando a cratera foi fechada e a pista da BR-040 desinterditada, o prédio da escola também foi desinterditado, mas, para que os alunos possam voltar a ser atendidos, melhorias são necessárias no prédio.

O procurador da República, Charles Stevan da Mota Pessoa, ressaltou o empenho da comunidade e a importância do compromisso do município em executar a obra. “O prédio não passa por reformas há muito tempo e essa revitalização será muito importante para os moradores da região que sempre ajudam e tem orgulho da escola”, disse.

O resgate da comunidade foi salientado pela diretora da EM Leonardo Boff, Angélica Domingas. “Ficamos aliviados em saber que o poder público nos ajudará a recuperar a escola, o que representa o fortalecimento dessa comunidade que tanto já sofreu e ainda sofre por conta dos problemas ocasionados pela cratera”.

A prefeitura vai zerar a demanda por óculos de grau nas escolas municipais. A empresa de ótica Carl Zeiss vai disponibilizar as lentes e o município vai arcar com as armações para os alunos. A ação vai fazer parte do Programa Saúde na Escola (PSE), que vai atingir mais de 10 mil estudantes da rede pública neste semestre.O gerente geral da Carl Zeiss no Brasil, Lee Jonhson, afirmou que acredita no potencial de desenvolvimento de Petrópolis. “Quando investimos nas crianças e nos jovens, garantimos um futuro melhor. Esse apoio mostra a confiança do grupo no trabalho desenvolvido pela prefeitura e esperamos que o retorno para os alunos seja o melhor possível”, disse.

O Programa Saúde na Escola é uma estratégia de integração da saúde e educação para o desenvolvimento da cidadania e da qualificação das políticas públicas. As secretarias de Saúde e Educação se uniram para garantir que os estudantes estejam em dia com o calendário vacinal, recebam ações de prevenção à obesidade, cuidados com a saúde bucal, auditiva e ocular, aprendam a combater o mosquito Aedes aegypti, e tenham o incentivo à atividade física, além de prevenção ao uso de álcool, tabaco e drogas.

O prefeito Rubens Bomtempo acompanhou de perto, nesta semana, as obras para a construção da Escola Municipal de Nogueira. As intervenções estão a todo vapor e 80% dos trabalhos já estão concluídos. A nova unidade, que irá funcionar na Avenida Leopoldina, terá quatro pavimentos e capacidade para atender 800 crianças do Ensino Fundamental. No espaço também serão oferecidas turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

“A escola está ficando linda e vai atender com dignidade os alunos dos distritos. Com esta obra estamos atendendo uma antiga reivindicação dos moradores de Nogueira. É mais um compromisso de campanha assumido e cumprido, o que mostra a nossa responsabilidade e comprometimento com a cidade”, disse o prefeito.

A nova escola terá quadra poliesportiva, pátio coberto, sala de professores, depósito esportivo, vestiários feminino e masculino, banheiros em todos os andares (incluindo espaços adaptados), almoxarifado, sala de orientação, secretaria, refeitório, cozinha, sala da diretoria, três laboratórios (ciência, informática e línguas), biblioteca, sala de artes, sala de teatro, sala de atividades para educação infantil, banheiros para crianças menores, sala de vídeo e 12 salas de aulas.

O prefeito Rubens Bomtempo assinou, na manhã desta terça-feira (5/4), o termo de parceria com a Fundação Itaú Social e a ONG Cenpec para o fortalecimento da educação integral em Petrópolis. Essas instituições darão assessoria à Secretaria de Educação para a implantação do Plano de Educação Integral no município. O objetivo da parceria é que a educação integral seja trabalhada de forma intersetorial, envolvendo o poder público, a iniciativa privada, o terceiro setor, a comunidade escolar, os moradores da região da escola e outros atores.

Além de Bomtempo, assinaram o termo: a secretária de Educação, Maria Elisa Badia; o analista de projetos da Fundação Itaú Social, José Gilberto Boari Neto; a coordenadora técnica do Cenpec, Maria Amabile; e o coordenador do núcleo de educação integral do Cenpec, Alexandre Isaac.

“A assinatura desse termo de parceria é mais um avanço que conquistamos para a educação integral de Petrópolis. São instituições com experiência na área, em ações desenvolvidas em todo o país. E o caminho é esse, a intersetorialidade. É necessário envolver outros atores no fortalecimento da educação integral. E queremos fazer isso respeitando a realidade de cada escola”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

A secretária Maria Elisa Badia lembrou que Petrópolis já vem avançando na educação integral e na intersetorialidade, tendo sido palco, inclusive, de dois congressos municipais de educação integral. Além disso, outros temas vêm sendo trabalhados em sala de aula, como a Defesa Civil, campanhas contra a violência e a prevenção do uso de drogas.

“Esse é mais um grande passo que damos para pensar o jovem de maneira cada vez mais ampla. É uma vitória para Petrópolis, até mesmo porque a efetivação de políticas de sustentabilidade, uma marca do governo Bomtempo, passa pela educação”, disse Maria Elisa Badia.

Os representantes da Fundação Itaú Social e da ONG Cenpec elogiaram o trabalho que já vem sendo realizado em Petrópolis. “Nós entendemos que podemos produzir conhecimento sobre educação integral. Nós publicamos muita coisa sobre isso. E Petrópolis, por conta da sua história na educação integral, é um município profícuo para avançar em alguns pontos que nós gostaríamos de avançar”, disse Alexandre Isaac, do Cenpec.

Os estudantes vencedores da Maratona Escolar Cidade de Petrópolis serão premiados nesta terça-feira (30/9) no salão nobre da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), no campus da Rua Benjamin Constant. O projeto, desenvolvido pela Prefeitura desde 1952, envolveu este ano cerca de 700 alunos de 70 escolas das redes municipal, estadual e particular, do 5º e do 9º ano do ensino fundamental. Os estudantes procuraram demonstrar seu conhecimento da História e Geografia do município, além das disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. A produção literária também não foi esquecida pelo projeto que contou com uma comissão formada por onze professores e um coordenador, trabalhando na elaboração e correção das provas e no processo de preparação do evento.

As escolas inscreveram equipes formadas por três alunos e um suplente do 5º e/ou 9º anos nas disciplinas escolhidas. As provas foram realizadas nos dias 11 e 12 de setembro, no Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio. As quatro primeiras equipes vencedoras serão premiadas, por disciplina, com troféus e medalhas. O aluno que individualmente se classificar em 1º lugar, dentre todos os participantes de seu ano de escolaridade, receberá o troféu especial. Todos os participantes ganharão certificado. A premiação do 9º ano será às 10h, e a do 5º, às 14h.

Entrega de medalhas vai ocorrer durante III Semana da Educação 

“Os Insetos. Grandes, pequenos e de várias cores. Voam e cantam entre as árvores, noite e dia. Insetos malvados e bondosos, livres e ligeiros. São belos, e, às vezes levados. Temos que tomar cuidado!”. O texto foi criado pelos alunos do 5º período da Escola Municipalizada Moysés Furtado Bravo, com a supervisão da professora Andréia Aparecida Rosa Vieira. Esse é um dos destaques do projeto “Cantando e Poetando: Cecília Meireles”, que, durante esse ano, incentivou os alunos da rede municipal a criar textos como a escritora Cecília Meireles.

Estão participando do projeto 338 alunos, 20 professores e 10 educadores. Eles são de 7 Centros de Educação Infantil e 6 escolas que integram a iniciativa criada pelo Departamento de Educação Infantil da Secretaria de Educação. Os destaques, 165 alunos, serão premiados com medalhas nessa terça-feira (29.08), às 9h30, no auditório da Universidade Estácio de Sá, durante a programação da III Semana da Educação.

A intenção do projeto foi a de promover a literatura na escola a partir da qualificação dos professores e do trabalho com os alunos. Provocando mudanças de comportamento por meio da leitura de textos literários.

“O projeto qualifica a ação pedagógica e amplia os horizontes do mundo escolar no que diz respeito ao trabalho emancipatório com o livro literário de maneira. Assim, auxiliamos a formação de  alunos-leitores e, consequentemente, os auxiliamos no desenvolvimento das habilidades de fala e escrita, na formação de opiniões, na sua identidade, na compreensão do mundo que os cerca e na expansão de seus horizontes de expectativas”, explicou a professora Bianca de La Nina, responsável pelo projeto.

O “Cantando e Poetando” foi dividido em duas categorias. Na primeira, onde foram incluídos os Centros de Educação Infantil, os professores trabalharam vida e obra de Cecília Meireles. O processo de trabalho foi registrado e enviado à Secretaria de Educação. Na segunda categoria foram incluídos os alunos de educação infantil. Nesse caso, inspirados na obra de Cecília Meireles, os alunos criaram textos, poemas ou músicas.

Da primeira categoria receberão medalhas nove alunos do 1º período e outros 16 alunos do 3º período do CEI A Sementeira; oito alunos do 2º período do CEI Vila São José e 15 alunos do 3º período do CEI Jorge Rolando. Já da segunda categoria serão premiados 18 alunos do 5º período e outros 20 alunos do 4º período da Escola Municipalizada Moyses Furtado Bravo; 16 alunos do 4º período do CEI Jorge Rolando da Silva; 16 alunos do 5º período do CEI Sebastião da Rocha;  21 alunos do 4º e 5º período da Escola Municipal Theodor Machado; 16 alunos do 4º período da Escola Municipal Bataillard e 16alunos do 4º período da E.M Lucia de Almeida Braga. 

NOSSO LEILÃO DE JARDIM

Nós gostamos de jardim
Porque lá, tem bichinhos sem fim
Borboletas muito coloridas
Passarinhos com asas bonitas
O caracol anda devagar
Quase sem sair do lugar
As flores encantam a todos
Espalhando cores e amores
O sol a brilhar, a cigarra a cantar
As formiguinhas não se cansam de trabalhar
Este jardim, vamos leiloar
Quem vai querer comprar? 

CEI Jorge Rolando da Silva
Professora: Fernanda da Silva Raposo
Educadora: Michele Coelho Seitz Dias - 4° Período 

OU ISTO OU AQUILO

Não sei se brinco, não sei se estudo,
Se saio correndo ou fico tranquilo.
Mas não consegui entender ainda
Qual é melhor: se é isto ou aquilo.
Ou se tem aula e não se tem feriado
Ou se fica de folga ou vai para escola
Ou se vai proPetrô e não se faz o dever
Ou se faz o dever e deixa o Petrôpra quando chover
Ai! Não sei se fico, não sei se vou
Que dúvida estou!
Acho melhor escolherem por mim
se fico ou se vou por fim... 

CEI Sebastião da Rocha
Professora Maria Tereza Adib - 5 º período

Sábado, 05 Dezembro 2015 - 08:26

Premiados os vencedores de concurso sobre turismo

Promover uma sensibilização no olhar da realidade local para a atividade turística foi o objetivo do concurso “Um olhar turístico na minha localidade”, que premiou na manhã desta sexta-feira (4/12), na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta, 103 alunos, 12 professores e 13 escolas municipais de 6º ao 9º ano da rede municipal de ensino. A ação integra o Programa de Sensibilização Turística – Campanha #SomosTodosPetrópolis, promovido pela Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, e Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

O prefeito Rubens Bomtempo ressaltou a importância de buscar o envolvimento das pessoas nos projetos. “O desenvolvimento de um projeto sustentável é feito com a participação de todos. Nós construímos a realidade com a nossa cara, a cidade tem a cara do coletivo, cada um se sente ali, presente em cada ação, em cada realização. Cada um percebe que está num processo de construção que nunca acaba, e a juventude cresce com essa visão de cidade, é um ganho que não tem como medir”, declarou.

Com muita criatividade, os alunos elaboraram cartazes, criaram textos para jornais, realizaram entrevistas e compuseram músicas com temas ligados à atividade turística na cidade, depois de um intenso trabalho de pesquisa nos atrativos, empreendimentos, comércios e serviços. Nesta primeira edição, 148 alunos, 13 escolas e 14 professores da disciplina História, Geografia e Turismo de Petrópolis e Educação para o Trânsito se inscreveram para participar.

Os trabalhos foram avaliados por uma comissão composta por representantes do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Fundação de Cultura e Turismo, CEFET/RJ – Campus Petrópolis, Secretaria de Educação, Centro de Estudos de Jovens e Adultos (CEJA) e Universidade Católica de Petrópolis (UCP).

“Que felicidade amanhecer assim, cercada pela juventude, que é a cara do governo”, disse com entusiasmo a presidente da FCTP, Drica Madeira. “É muito importante despertar nesses jovens a noção de pertencimento, eles precisam se entender como petropolitanos. Petrópolis é uma cidade histórica, mas que não quer ficar parada no tempo. O projeto é de grande valia e foi feito através de um grande trabalho de parceria”, finalizou.

O vereador Thiago Damaceno ressaltou que a cidade só é boa para o turista quando ela é boa primeiro para o morador: “A visão empreendedora do prefeito fortaleceu ainda mais o turismo em Petrópolis, trazendo novo ânimo e entusiasmo ao setor, o que gera benefícios para todos”, destacou.

“É uma alegria ver o rostinho dos nossos jovens aqui hoje. O Programa de Sensibilização Turística era um sonho que virou realidade e se tornou uma política pública em Petrópolis. Assumimos aqui um compromisso para 2016 de realizar um ‘Dia de Turista’ para os alunos visitarem os atrativos e verem de perto o que a cidade tem a oferecer não só para os turistas, mas para os próprios petropolitanos”, garantiu Evany Noel, presidente do Comtur, que aproveitou para agradecer a todas as entidades que acreditaram e trabalharam nessa proposta.

A diretora da Casa da Educação Visconde de Mauá, Maria Elisa Badia representou a secretária de Educação, Mônica Freitas, e mostrou a satisfação em ver os alunos como atores principais do programa. “É muito bom ver o espaço escolar permeado de cultura. Fazemos história quando arregaçamos as mangas e vamos em busca das nossas origens. Os caminhos que estão se abrindo hoje serão história para quem vier no futuro. Parabéns aos alunos, aos professores e às escolas que se dedicaram a esse trabalho de mostrar o potencial turístico de cada cantinho da nossa cidade”, comentou.


Ao final, o professor e coordenador do Curso de Bacharelado em Turismo do CEFET/RJ – Campus Petrópolis, Frederico Ferreira de Oliveira, entregou aos professores o certificado de conclusão do Curso de Extensão “Formação de Docentes de HGPT/ET”, promovido pela instituição

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Janeiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo