A Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, iniciou a segunda fase de capacitação dos professores no sistema operacional UbuntUCA, criado pelo município para ser utilizado no programa Um Computador Por Aluno (Prouca). Nesta etapa, 6.763 alunos de 28 escolas do primeiro segmento do ensino fundamental (1º ao 5º ano) serão contemplados e 345 profissionais serão capacitados. O treinamento dos professores no sistema teve início em 2014, quando 3.904 estudantes de 24 unidades receberam os netbooks e 202 profissionais foram capacitados.

“Estamos dando continuidade ao novo projeto de utilização dos netbooks iniciado no ano passado. A reformulação do programa foi importante para garantir a implantação nos netbooks de um sistema educacional de excelente qualidade e gratuito”, ressaltou a secretária de Educação, Mônica Freitas, acrescentando que o prefeito Rubens Bomtempo acompanhou pessoalmente o trabalho. “Quando esses computadores chegaram foram distribuídos sem nenhum conteúdo didático para os alunos. Em 2013, quando o prefeito Rubens Bomtempo assumiu a Prefeitura, a nossa preocupação foi qualificar esse programa e oferecer um sistema de qualidade”.

A capacitação está sendo feita por duas professoras de tecnologia da educação da rede municipal de educação, Patrícia da Cunha Garcia Voigt e Luciane de Paula Jordão dos Santos. As aulas acontecem duas vezes na semana, na Casa de Educação Visconde de Mauá. A previsão é que esta segunda etapa esteja concluída em novembro.

As escolas receberam pontos de acesso, dois carrinhos e 100 netbooks, cada uma, para serem utilizados pelos alunos e professores. Os computadores adquiriram o status de material didático e, depois de utilizados durante as aulas permanecem nas escolas. “Essas capacitações têm como objetivo apresentar aos profissionais os softwares instalados e os links educativos que já estão na área de trabalho do netbook”, disse a professora Patrícia, explicando que os carrinhos, além de serem seguros e de fácil locomoção, recarregam os computadores, utilizando apenas uma tomada elétrica com gasto mínimo de energia. Servem também para carregar notebooks e tablets. O suporte técnico dos equipamentos tem sido garantido pelo Centro de Referência em Tecnologia (Cert) e pelo Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM).

Escolas que serão contempladas em 2015:
Nossa senhora do amparo
Germano Valente (comac)
Abelardo de Lamare
Américo Fernandes Ribeiro
Celina Schechner
Darcy Corrêa da Veiga
Dr. Theodoro Machado
Drª Paula Buarque
Duque de Caxias
General Heitor Borges
Leonardo Boff
Moyses Furtado Bravo
Oswaldo Costa Frias
Professor Paulo Monte
Rotary
Senador Mário Martins
Stefan Zweig
Taquaril
Carmem Nunes Martins
Sérgio Ribeiro Rocha
Nossa Senhora de Fátima
Paroquial Santa Bernadete
Paroquial São Pio X
Santa Luíza de Marillac
Santa Rita de Cássia
Santo Antônio (Cuiabá)
São José do Caetitu
Soroptimista

Uma parceria entre a Secretaria de Ciência e Tecnologia e o Comitê para Democratização da Informática (CDI) está garantindo curso de capacitação para 15 estagiários que estão atuando nos Centros de Inclusão Digital do município (CIDs). O grupo está aprendendo sobre desenvolvimento para aplicativos (primeiros passos). As aulas tiveram início na última sexta-feira e serão ministradas por mais duas semanas, nos dias 29 de maio e 12 de junho, na sede do CDI, em Laranjeiras, no Rio.

Estudante de tecnologia da informação e comunicação, Ana Maria Xavier viu no curso uma oportunidade de ampliar seus conhecimentos e agregar valor ao currículo. “Estou fazendo estágio e ainda tendo a oportunidade de fazer uma especialização. Isso é ótimo! Agora, além da experiência adquirida na Prefeitura, terei, agora, um certificado de uma instituição importante como é o CDI”, destacou.

No curso, os alunos têm aulas sobre o desenvolvimento de aplicativos e também aprendem a lidar com o público. “A ideia é que a gente multiplique a informação que recebe. Poderemos mostrar, nas comunidades onde atuamos, que os jovens podem também desenvolver aplicativos que sirvam para a própria comunidade”, explicou.  

O secretário de Ciência e Tecnologia, Airton Coelho, lembrou que o CDI é uma referência mundial no gerenciamento e uso de Centros de Inclusão Digital. “Esta é uma importante parceria, que vai capacitar nossos estagiários a melhorar os serviços oferecidos pelos CIDs ao cidadão”, frisou.

Estão abertas inscrições para Programa Residência de Software, com 70 vagas para interessados em Petrópolis

O setor de tecnologia já emprega mais de duas mil pessoas em Petrópolis e cresce em ritmo acelerado: cerca de 10% ao ano. E as perspectivas para o futuro continuam animadoras, estimuladas por um ambiente de fomento possibilitada pela Lei da Inovação, que incentiva a instalação de novas empresas e, consequentemente, a geração de novas vagas de trabalho. Por isso, quem busca qualificação profissional sai na frente. O Programa Residência de Software, parceria entre a prefeitura e o Serratec, está com inscrições abertas para o processo seletivo para o curso que propõe uma imersão no processo de desenvolvimento de software, aliando conhecimento teórico e prático.

As inscrições vão até o dia 31 de janeiro no site do Serratec. Depois da inscrição, os candidatos às 70 vagas abertas passarão por prova de conhecimentos gerais e entrevistas para a seleção dos participantes. Em Petrópolis, as aulas vão acontecer na Faeterj entre março e julho e contam com 93 inscritos até o momento.

De acordo com o Serratec, o objetivo do programa é que o residente participe de experiências diretas, como se estivesse dentro de uma empresa, com tutores, mentores e problemas reais a serem resolvidos. A residência terá aulas de segunda a sábado com 500 horas de carga horária e é voltado para quem ainda não está no mercado. Os alunos selecionados terão direito a almoço e lanches e ainda terão custeados 50% do valor com ônibus.

É um projeto muito importante porque hoje há uma demanda muito grande por mão de obra nesse setor e poucos profissionais preparados para essas vagas. Desses cursos, a maioria dos participantes já recebem oportunidade de trabalho. Nesse sentido, essa iniciativa atende plenamente o objetivo de fornecer essa mão de obra que é tão importante, o que estimula a vinda de empresas para a cidade, além de oferecer uma oportunidade para petropolitanos que estão procurando recolocação no mercado, com uma nova possibilidade de trabalho e de carreira.

Centro de Inteligência de Ciências e Tecnologia & Inovação - CICT&I

Investindo cada vez mais em projetos e ações que buscam fortalecer a vocação tecnológica da cidade, a Prefeitura de Petrópolis vai trabalhar em conjunto com o Serratec, maior Parque Tecnológico do Interior do Estado, no Centro de Inteligência de Ciências e Tecnologia & Inovação. O objetivo é o de unir academia, governo e empresários em prol do desenvolvimento econômico e sustentável com geração de empregos na área tecnológica em Petrópolis.

O setor tecnológico em Petrópolis conta com 480 empresas e fatura R$ 355 milhões por ano. Para incentivar a implantação de novas empresas especializadas do setor, o poder público realiza encontros rotineiros com os empresários e está sempre em busca de parcerias que fortaleçam o desenvolvimento econômico na área da tecnologia.

O projeto do Centro de Inteligência de Ciências e Tecnologia & Inovação - CICT&I foi apresentado pelo Serratec através do coordenador Jonny Klemperer, do vice-presidente do Conselho Gestor do Serratec, Alexandre Macedo e pelo assessor estratégico do Serratec, Luís Fernando Pessoa.

“Queremos ajudar e mostrar toda a potencialidade do setor tecnológico da nossa cidade”, disse Jonny Klemperer.

A intenção do CICT&I é a de criar permanentemente uma política de empreendedorismo e inovação para fomentar vocações setoriais do município e administração pública, através da ciência e tecnologia. O projeto prevê ações nas áreas de política pública, infraestrutura e educação. Entre as ações estão: a ampliação do polo de tecnologia, criação de portal e totens com informações turísticas, aplicativo sobre mobilidade urbana, expansão do anel óptico, otimização das soluções de modernização e melhorias de gestão pública e o incentivo a criação de incubadoras, startup e aceleradoras.

“Muitos dos processos sinalizados estão em andamento e, agora, com o auxílio dessa equipe, vamos alinhar o discurso, programar uma agenda positiva e acelerar s resultados”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

No projeto ainda há a previsão de se constituir um fundo com gestão paritária que buscará recursos de bancos de fomento e investidores de mercado, além de constituição de um Conselho de Inovação, para administrar uma pauta dedicada a Inovação, Empreendedorismo e Ciência.

“Nesse sentido, o poder público já está bem avançado. Estamos construindo, de forma colaborativa com os empresários do setor, a Lei da Inovação que vai incentivar a implantação de novas empresas na nossa cidade. A lei inclui a simplificação de processos de legalização de infraestrutura de empresas e instituições atuantes em inovação”, contou Fiorini.

As ações incluem ainda a implantação de um observatório para qualificar as ações do desenvolvimento econômico, a capacitação para alunos do ensino básico com treinamento, conectividade rural através da democratização da conectividade e projeto para oferecer energia para empresários locais mais barata e limpa.

“Os interlocutores do poder público e do Serratec já foram identificados. Agora, uma agenda de trabalho será programada e a parceria será formalizada”, explicou o prefeito Bernardo Rossi.

“A Firjan participou da reunião como intermediador. Acreditamos no potencial de crescimento da cidade e achamos a iniciativa de criação do Centro muito interessante. Mais um instrumento para fomentar a inovação, ciência e tecnologia, oportunizando o crescimento econômico da cidade”, disse Júlio Talon.

Cidade é referência em tecnologia

 Na Cidade Imperial já estão instaladas empresas de referência internacional, modernos laboratórios e centros de pesquisa. Abriga ainda o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia (LNCC) – onde está o supercomputador, conta com polos tecnológicos, além de formar 60 estudantes por ano nos cursos voltados para Tecnologia da Informação e Comunicação, sendo duas instituições voltadas especificamente para o setor: Cefet e Faeterj.

No total, as empresas do Serratec – empresas instaladas em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo - contam com um faturamento anual de mais de R$ 585 milhões. Só Petrópolis tem registradas 480 empresas do setor, incluindo lojas de venda de produtos de informática, sendo cerca de 100 delas ligadas diretamente à serviços de tecnologia. O setor na cidade fatura R$ 355 milhões anuais e emprega mais de mil pessoas.

Inovação e desburocratização

O avanço de Petrópolis no setor de tecnologia inclui a elaboração da Lei da Inovação. Entre os objetivos da lei estão a adoção e incorporação de soluções inovadoras pela Prefeitura; apoio à cultura empreendedora de ciência, tecnologia e inovação nas escolas; e o Plano de Sustentabilidade da Prefeitura, levando em consideração os incentivos que serão direcionados às empresas. Além de parcerias entre a administração pública com instituições públicas, estaduais e federais visando o compartilhamento de laboratórios e centros de pesquisas e a criação de Prêmio Municipal de Inovação para inventores, instituições e empresas de inovação instaladas no município.

Outra ação de inovação diz respeito a implantação do alvará on-line no município. Implantado no final de 2017, o alvará é emitido através do sistema Regin da Jucerja – Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro. Ao solicitar um alvará on-line, o empresário consegue ter a resposta, na maioria dos casos, em até 72 horas.

Intenção também é a de reconhecer regiões com aglomeração de pessoas

Dando continuidade às ações de prevenção ao coronavírus, a prefeitura de Petrópolis estuda fazer o uso de uma ferramenta que analisada dados de deslocamento de pessoas por meio de dados do celular captados pelas antenas de telefonia. A ferramenta foi apresentada para o prefeito e secretários municipais pela empresa Claro / Embratel. Por meio do levantamento de dados poderá ser possível analisar a quantidade de pessoas que estão em deslocamento nas regiões, lugares que estão recebendo visitantes de fora e, ainda, comparar quantas pessoas estavam em determinadas regiões cerca de três semanas atrás e quantas estão hoje, já com as medidas de prevenção ao coronavirus em andamento.

A proposta será estudada pelo município. A partir dos celulares que utilizam o serviço da empresa – que é utilizada por 40% da população, será possível fazer uma estatística que mostra com possibilidade de 1% de erro, quantidade de pessoas por região, deslocamento entre bairros e entrada de pessoas na cidade. A plataforma também poderá ser utilizada no período pós-coronavirus, com destaque para o levantamento de informações em áreas como turismo e mobilidade urbana.

A plataforma permite, inclusive saber quantas pessoas estiveram em determinada região, na cidade, e que são de municípios diferentes, através do DDD. As informações são levantadas a partir da sincronização de dados ligados a antenas de telefonia. As informações coletadas ficam disponíveis para o poder público após 4 dias da coleta.

Uma boa notícia para quem deseja aprender informática gratuitamente: a prefeitura reativou nessa semana o CID localizado na Igreja Metodista, no Quitandinha. No local estão sendo oferecidas aulas gratuitas de informática e pacote office. Os interessados podem fazer as inscrições no próprio CID que fica na Rua General Rondon, nº 1377 – todas as quintas e sextas-feiras das 14h às 18h ou através do WhatsApp (24) 988262661.

Vinte alunos já estão matriculados. As aulas das crianças e adolescentes até os 14 anos ocorre as terças e quintas, às 18h. Já os adultos tem aulas nas quartas-feiras.

O CID localizado na Igreja Metodista é o primeiro a ser reativado nesse ano de 2019. Ano passado, outros 14 ofereceram cursos gratuitos para a população.

São 300 alunos beneficiados com as aulas gratuitas. Mais de 150 máquinas foram recuperadas e estão nos CIDs. Informática básica e pacote office são alguns dos cursos disponibilizados. Para 2019 o Departamento de Políticas Públicas de Ciência e Tecnologia quer aumentar o número de alunos atendidos para mais de 500 alunos.

Quem tiver interesse em participar dos cursos que são ofertados gratuitamente pode fazer a inscrição diretamente nos CIDs. Dúvidas podem ser esclarecidas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico por meio do telefone 2233-8135 - ramal: 2085. Confira os endereços dos CIDs em funcionamento:

Rua Nossa Senhora da Aparecida, Centro.

Rua Manoel Torres, nº 395, Manoel Torres – CEI A Sementeira

Rua Visconde de Souza Franco, 474 - Casa da Cidadania

Rua Quissamã, n° 1737 – 3ª Igreja Batista

Avenida Leopoldina, nº 590 – Nogueira

Estrada da União e Indústria, nº 18060 - Itaipava

Rua Capitão José Leal, s/n (Antiga Estação), Pedro do Rio – Centro Cultural

Rua Monsenhor Bacelar, nº 590, Centro. – Terra Santa

Rua Souza Filho n° 590, Centro

Estrada União e Indústria s/ nº. Posse, CEU Posse

Rua General Rondon, nº 1377

Rua Nossa Senhora da Aparecida (Comunidade Oswaldo Cruz)

Rua Paulino Afonso, nº44 (Vila São Jose);

Rua Bingen, n° 520 (CERT);

Liceu Municipal Carlos Chagas (Antigo Matadouro)

Os moradores do Vila Rica comemoraram mais uma conquista para a comunidade. A Prefeitura inaugurou na sede da Associação de Moradores o Centro de Inclusão Digital (CID) e ainda levou a Sala do Empreendedor para cadastrar profissionais autônomos que moram na localidade e que estavam atuando na informalidade.

“Trabalho com gesso acartonado, pintura e pequenas reformas. Com a Sala do Empreendedor a Prefeitura está ampliando as oportunidades de conquistarmos novos negócios e gerando mais emprego e renda na própria comunidade”, disse o mais novo empreendedor individual Maicon Jedson Duarte Martins.

O subprefeito Ney Botafogo, que no ato representou o prefeito Rubens Bomtempo destacou que, com a formalização do serviço, o atual governo quer utilizar a mão de obra desses profissionais: “Queremos aproveitar os reparos que precisam ser feitos nos equipamentos públicos e ainda contratar esses novos empresários para os mutirões comunitários. Estamos não só legalizando, mas também inserindo esses profissionais na sociedade e incentivando o empreendedorismo”.

Trabalhadores de mais de 400 profissões de diferentes áreas, como manicures, esteticistas, cabeleireiras, serralheiros e mecânicos, por exemplo, terão a oportunidade de se legalizar sem precisar se deslocar do bairro. No local o município também faz a emissão do alvará e o treinamento para a Nota Fiscal Eletrônica. A Sala do Empreendedor ficará 15 no Vila Rica.

A presidente da Associação de Moradores do Vila Rica, Zilda Damião, destacou a importância do CID na comunidade: “Temos agora um espaço para inclusão digital. Muitos moradores não têm acesso. É uma forma de democratizar a utilização de todos os serviços que a tecnologia nos proporciona. Eu sabia que o prefeito iria nos atender. Ele nunca nos abandonou”.

O CID funcionará de segunda a sexta, das 10h às 17h. São nove computadores com acesso à internet à disposição da comunidade para a realização de diversos serviços e com uma proposta pedagógica diferenciada para atender na plenitude as necessidades do bairro.

Também participaram do evento os secretários Paulo Roberto Patuléa (Fazenda), Airton Coelho (Ciência e Tecnologia), Calixto Barbosa (Segurança Pública), Henrique Manzani (Administração e Recursos Humanos), o vereador Oswaldo do Valle e o pastor da Igreja Batista da comunidade, Cláudio Guariza.

Quinta, 12 Março 2015 - 09:13

Prefeitura inaugura CID Vila Felipe

O prefeito Rubens Bomtempo inaugurou nesta quarta-feira o novo Centro de Inclusão Digital (CID) da comunidade da Vila Felipe, no Alto da Serra. O CID Aroldo Amâncio foi o primeiro dos 13 CIDs da cidade que serão abertos nas próximas semanas, em meios às comemorações pelos 172 anos de Petrópolis. O Centro de Inclusão Digital da região foi instalado ao lado do Centro de Educação Infantil (CEI) Frei Leão e da Escola Municipal Dr. Rubens de Castro Bomtempo. O espaço conta com 10 computadores e, além de oferecer cursos de cursos de capacitação, será um instrumento para a comunidade acessar serviços públicos.

Ao inaugurar o CID, o prefeito Rubens Bomtempo destacou a importância do espaço para a comunidade. “Esperamos que o Centro de Inclusão Digital seja um polo de referência da população. Ele estará à serviço da comunidade do Vila Felipe”, disse. Para o secretário de Ciência e Tecnologia, Airton Coelho, a implantação dos centros facilita o acesso a serviços, como emissão da nota fiscal eletrônica e agendamento de perícias, entre outros. “O objetivo dos Centros de Inclusão Digital vai além da capacitação. É um espaço para atender as necessidades da comunidade, para aproximar as pessoas do poder público e dos serviços disponíveis por meio digital”, ressaltou. Este foi o 50º CID implantado no município.

O Centro de Inclusão Digital recebeu o nome de um morador do bairro, Aroldo Amâncio. A filha dele Carmem Amâncio participou da solenidade e recebeu flores do prefeito. “É um reconhecimento à memória do meu pai”, frisou. A vice-presidente da Associação de Moradores do bairro, Etelvina Amália, também participou da inauguração e ressaltou a participação da comunidade nas conquistas do bairro.

A partir da próxima semana o município inicia o período de inscrições para o curso de capacitação que será oferecido para os moradores. A intenção é facilitar a utilizar do equipamento. As inscrições serão feitas na própria unidade entre 12h30 e 18h30.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia, está com inscrições abertas para o curso básico de informática que será oferecido no telecentro do novo Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) da Praça Corta Rio, na Posse. As inscrições podem ser feitas até dia 26 de janeiro. Serão abertas cinco turmas, divididas por faixa etária, com nove alunos cada uma. Serão duas turmas por dia nos seguintes horários: das 9h às 10h30 (manhã) e das 14h às 15h30 (tarde).

Este será o primeiro curso oferecido no espaço. Nas primeiras aulas, o aluno terá aulas de introdução à informática. Ao longo do curso, ele aprenderá sobre o sistema operacional Windows, noções básicas sobre computação, internet, segurança e privacidade na rede mundial de computadores e estilos de vida digitais. Há previsão de abertura de novos cursos, com treinamento da Microsoft (Microsoft Virtual Academy), todos com certificação.

É possível obter informações e fazer as inscrições diretamente no CEU, na Estrada União e Indústria, s/nº, na Posse. Informações também pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Sistemas on-line permitem o município dar agilidade em marcação de consultas e exames médicos, facilitar matrículas em escolas e desburocratizar abertura de empresas

Tecnologia também é aliada na fiscalização tributária de grandes devedores e ainda no combate à criminalidade no município

Abrir uma empresa, pedir um conserto de iluminação pública, saber, em tempo real, onde está o ônibus que pretende usar. Todas estas ações já são possíveis com o uso da tecnologia no serviço público. E a meta da prefeitura é oferecer, cada vez mais, acesso do cidadão de forma on-line: mais rápida, claro, mas também eficiente. Segurança, Fazenda, Desenvolvimento Econômico e Educação são algumas das áreas em que o município investiu em tecnologia em dois anos.

Além de novos recursos foi preciso colocar em funcionamento o que não era usado ou estava subutilizado. É o caso da Central de Regulação da Saúde que já existia, mas não operava de forma adequada. Hoje, com a informatização de mais setores e investimento no sistema, ela realmente opera. São mais de 3,4 mil agendamentos por mês via Central de Regulação. E com a Central em funcionamento foi possível reduzir espera por exames e consultas.

O sistema monitora informações sobre leitos e internações para encaminhamento de pacientes em fila de espera, agendamento de cirurgias, transferências e internações tanto nos hospitais do SUS quanto nas unidades credenciadas para o atendimento público no município. Através desse sistema, é possível agendar exames que não constam na tabela SUS e até consultas com especialistas em outras cidades.

“Esse sistema organiza os serviços da rede pública de Saúde, ou seja, a partir dele, a gente consegue dar maior dinamismo para que os pacientes sejam direcionados para consultas, para exames, para internações, tudo seguindo a ordem do paciente na fila de procura por esses atendimentos e também de acordo com os critérios de classificação de risco dele”, explica a secretária de Saúde, Fabíola Heck.

Com essas informações, foi possível organizar diversos mutirões nos últimos dois anos para reduzir a fila de espera por alguns procedimentos –cirurgias pediátricas, urológicas, vasculares, mamárias, exames de endoscopia foram zeradas, assim como a fila de espera para exames da ressonância.

Centro de Inteligência Fiscal otimizou a Fazenda e aumentou arrecadação

A Secretaria de Fazenda possui uma série de sistemas que formam o Centro de Inteligência Fiscal que permite o cruzamento de dados junto a órgãos estaduais e federais (como a Receita Federal) para acompanhamento mais eficiente dos grandes contribuintes e ajuda a apertar o cerco a bancos, cartórios e instituições financeiras.

A informatização ajuda a aumentar a arrecadação do município ainda de outra forma: com a formalização de empresas. O serviço hoje é muito mais rápido e desburocratizado com o “Alvará On-line”. A concessão do alvará, que pode ser impresso, pelo solicitante em casa. Se antes esse procedimento era “manual” e demorava pelo menos 15 dias, agora é possível obter o alvará, em alguns casos, em até 48 horas.

O empresário acessa o Alvará Online pela internet, o próprio site da prefeitura tem o link direto para lá, em poucos passos ele obtém o acesso a informações como CNPJ, Inscrição Estadual, alvará de localização, o protocolo do alvará de funcionamento, do licenciamento no Corpo de Bombeiros, da licença sanitária e da licença ambiental. Tudo de forma simples e rápida, o que torna Petrópolis ainda mais atraente para o mercado, gerando emprego e renda.

Centro Integrado de Operações de Petrópolis

Outro investimento da prefeitura em modernidade tecnológica é o Centro Integrado de Operações de Petrópolis, uma central de monitoramento que reúne as forças de segurança do município (Guarda Civil, Polícia Militar e delegacias) para o combate ao crime na cidade. As 56 câmeras instaladas na cidade permitem o monitoramento em tempo real, 24 horas por dia, de 46 locais diferentes. Em entradas da cidade, os equipamentos permitem monitorar a entrada de carros roubados ou utilizados em crimes.

As câmeras foram fundamentais na prisão quadrilhas responsáveis por assaltos a residências em Itaipava e Pedro do Rio, a um estabelecimento comercial no Retiro, a postos de gasolinas na cidade e também para recuperar um veículo roubado na Cel. Veiga. Também ajudou a descobrir três falsas comunicações de crimes (casos de estelionatos). O caso mais recente foi a contribuição para prender uma quadrilha por “saidinha de banco”. A tecnologia tem se mostrado, a cada dia, um aliado ainda mais importante para segurança da cidade.

Serviços na palma da mão

Hoje, com um celular, o petropolitano consegue, de forma rápida e eficaz, ter acesso ou informações sobre diversos serviços públicos.

O app “SUS Petrópolis” oferece dados sobre localização e horário de funcionamento de todas as 82 unidades da rede de saúde, serviços de emergência como Samu e Bombeiros, vacinas, farmácia e instruções para realizar uma consulta.

Pelo “Vá de Ônibus”, disponibilizado pela CPTrans e pelo Setranspetro, o petropolitano consegue a localização dos ônibus na cidade em tempo real.

Moradores ainda podem usar o “Petrópolis IP” para solicitar serviços de manutenção de iluminação pública e acompanhar o atendimento dos pedidos. O app está disponível para aparelhos com sistema operacional Android.

A Defesa Civil já está desenvolvendo o aplicativo “Alerta Petrópolis”, que vai enviar alertas à população sobre chuvas. E o Procon também trabalha para oferece uma ferramenta permitindo o registro de reclamações de consumidores direto pelo celular.

Monitoramento para evitar evasão escolar

A Secretaria de Educação ainda atuará em conjunto com Saúde e Assistência Social em um sistema integrado que tem como ponto de partida o trabalho para evitar a evasão escolar. Porém, o programa Busca Ativa vai permitir, ainda, ter informações sobre as condições saúde e se a família participa ou precisa de algum benefício social. O ponto de partida são as informações sobre faltas dos alunos, o que vai permitir uma busca dos motivos dessas crianças e adolescentes estarem fora da escola ou em risco de evasão – e assim, poder atuar de forma efetiva para que esse estudante possa permanecer na escola. O programa foi desenvolvido pelo Unicef e técnicos das três pastas já passaram por capacitação para utilizarem o sistema.

A Secretaria de Educação, que já concentra dados de alunos, escolas, profissionais e da própria organização interna no “e-Cidade” – sistema que abriga informações das 182 escolas do município e dos quase 42 mil alunos – também vai informatizar o sistema de matriculas. Um rápido cruzamento de dados vai permitir a matrícula no mesmo instante.

O e-Cidade concentra todas as informações da rede pública. Os próprios diretores das escolas alimentam esse sistema com todo tipo de informação possível dados dos alunos, das turmas, quadro de horários, atividades extracurriculares, notas, fichas de acompanhamento pedagógicos, histórico escolar, entre muitas outras. Dessa forma, a Secretaria possui dados sobre a quantidade de alunos por unidade escolar, desempenho deles e das turmas, frequência nas aulas, a lotação de cada servidor e os horários dos professores, entre outros.

Pagina 10 de 13

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Agosto 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo