O prefeito Rubens Bomtempo anunciou na segunda-feira (1/7), em mais uma reunião com um grupo de jovens manifestantes, que Petrópolis aderiu ao Programa Brasil Transparente. Bomtempo ofereceu espaço para a participação da sociedade no grupo de trabalho formado para a implementação da Lei de Acesso à Informação (LAI) na Prefeitura.

“A participação popular é um grande instrumento da democracia para o diálogo e o acesso à informação. O grupo é muito importante para dar andamento ao processo de transparência às informações públicas do executivo. Precisamos criar e fomentar essa cultura”, afirmou o prefeito ao informar que Petrópolis foi um dos primeiros municípios a aderir imediatamente ao Brasil Transparente.

O advogado Uadi Elias Wider considerou democrática a iniciativa do prefeito: “Estamos passando por um momento cívico de clamor pela transparência. Queremos saber como as verbas estão sendo aplicadas. Essas reuniões com o prefeito atendem o direito do povo de ter proximidade com o gestor e garantem o diálogo para a discussão dos problemas enfrentados pela população”.

A possibilidade de redução da tarifa do transporte público para R$ 2,50 também foi um assunto abordado durante o encontro, que contou com a participação de cerca de 20 pessoas ligadas ao movimento. Bomtempo destacou que é preciso levar o debate para o Conselho Municipal de Transporte (Comutran).

“Sou a favor da redução, mas é preciso estudar muito bem as planilhas do custo do transporte para que o sistema não fique deficitário e desorganizado”, explicou Bomtempo. O grupo vai participar da reunião do Comutran, que acontece dia 9, às 18h30, na CPTrans.

O prefeito também apresentou uma proposta de inclusão digital nas escolas e um novo projeto para os programas Um Computador por Aluno (Prouca) e Programa Nacional de Tecnologia Digital (ProInfo), além dos Centros de Inclusão Digital. Bomtempo quer cumprir o objetivo original dos projetos, que é de cunho educacional, com a utilização de tecnologia e inclusão digital, o que não foi respeitado pela gestão anterior.

Em relação ao déficit habitacional do município, o prefeito informou que já está em andamento a construção de mais de 1,6 mil casas populares na cidade pelo Programa Minha Casa, Minha Vida nos bairros Carangola e Caetitu, onde esta semana um terreno foi desapropriado pela Prefeitura. Bomtempo também citou a recuperação do PAC da Estrada da Saudade, que irá reassentar 164 famílias do bairro e promover uma das maiores intervenções do município.

Sobre as questões de saúde, Bomtempo sugeriu uma visita do grupo ao Hospital Alcides Carneiro e também divulgou que já repassou para o Fundo Municipal de Saúde R$ 54 milhões para a recuperação do setor. A verba de R$ 1 milhão que seria usada no Carnaval serviu para o pagamento do 13º e do salário de dezembro dos trabalhadores do HAC, que estava atrasado, além da compra de insumos.

A primeira universidade pública de Petrópolis teve seu primeiro dia de aulas nesta quarta-feira (25/11). O campus da Universidade Federal Fluminense (UFF), que será inaugurado na próxima sexta-feira (27/11), às 17h, iniciou as atividades do primeiro curso – de Engenharia de Produção – com a presença de 28 alunos, que já se matricularam e compareceram ao primeiro dia do calendário de aulas da universidade. Eles foram recepcionados por equipe de professores da universidade, que explicaram a historia da instalação do campus na cidade – aberto graças à parceria com a Prefeitura – e percorreram todo o prédio com o grupo, mostrando as instalações. Neste primeiro semestre de aulas, a UFF abriu 50 vagas, com seleção por nota do Enem, conforme as regras previstas em edital que contou com mais de 1,4 mil candidatos.

A estudante Karen Romanelli, de 18 anos, se encantou com toda a estrutura que encontrou no novo campus da UFF. “Sempre quis fazer um curso de Engenharia da Produção e me animei assim que soube que o curso seria oferecido pela UFF em Petrópolis. Fiz minha inscrição e fui selecionada. Hoje com o início das aulas, fiquei ainda mais feliz quando vi de perto toda a estrutura montada. Tudo é de altíssima qualidade. Estou muito feliz, pois vou poder desfrutar de tudo o que foi preparado”, comemorou.

O campus da UFF em Petrópolis, montado pela Prefeitura, por meio de convênio com a universidade, é totalmente acessível com rampas e elevadores, tem acesso à internet em alta velocidade com cobertura wireless, conta com auditório, biblioteca, refeitório, quatro laboratórios temáticos, dez salas de aula, secretaria e atendimento ao aluno, coordenação de graduação, pós-graduação e do departamento de engenharia, laboratórios de Física I e II, Química e Informática, três salas de reunião, sala de professores e espaço de convivência.

 

Prefeitura organizou city tour

Para dar as boas-vindas aos alunos, a Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, organizou um city tour para o grupo. Logo após conhecerem o Campus, os estudantes foram conduzidos por guia da Fundação a alguns dos principais pontos turísticos de Petrópolis, entre eles o Museu Imperial, o Museu de Cera e a Casa Santos Dumont, que tiveram a entrada gratuita para a comitiva. “Sabemos que muitos destes estudantes não são da cidade, então organizamos um passeio turístico, para que pudessem conhecer um pouquinho da nossa história, da nossa riqueza cultural”, explicou o prefeito Rubens Bomtempo, que mantém sua equipe à disposição do grupo para informações sobre a cidade.

Marcelo Pereira Fonseca, de 18 anos, que mora em São Gonçalo e foi um dos aprovados no processo seletivo, não conseguiu esconder sua felicidade com o inicio das aulas e com o passeio. “O prédio está pronto e os equipamentos são de primeira linha. Impossível não ficar feliz. A ideia do city tour também foi excelente. Estou de mudança para Petrópolis e, assim, pude começar a conhecer esta cidade tão linda”, disse.

Com carga horária de 3.660 horas, o curso de Engenharia de Produção da UFF, campus Petrópolis, será inovador. A aprendizagem será baseada em projetos garantindo sólida formação científica, tecnológica e profissional. A metodologia integrada e interdisciplinar privilegia o trabalho sob a óptica da sustentabilidade.

O petropolitano Giovane Hammes, de 22 anos, terminou o ensino médio em 2011 e lembrou que há quatro anos esperava por esta oportunidade em sua cidade natal. “Cheguei a ingressar em quatro cursos, mas não era o que eu desejava. Resolvi esperar e valeu muito a pena. Hoje este sonho, que não é só meu, é também de todos os jovens de Petrópolis, está se tornando real. Agora temos uma universidade pública, que é de ponta, e tenho certeza de será referência para todas as cidades do Estado do Rio de Janeiro”.

Evento ocorrerá de 21 a 27 de outubro

Com o tema “Bioeconomia: Diversidade e riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”, a UFF Petrópolis participará da programação especial na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2019. A programação, que será do dia 21 ao dia 27 de outubro contará com palestras, mesas redondas e oficinas. As inscrições poderão ser feitas no site www.agendaacademica.uff.br.

Com 300 alunos matriculados no curso de engenharia de produção, a UFF apresentará, na sede da instituição, localizada no Ciep do Quintandinha, seus programas e projetos de ensino, pesquisa e extensão.

“Este evento busca promover a integração das iniciativas universitárias com a sociedade através das diversas atividades acadêmicas que cada instituto realiza. A Escola de Engenharia de Petrópolis, por meio da sua comissão organizadora, estará realizando diversas palestras, minicursos, treinamentos, atividades lúdicas e artísticas, mesas redondas que, aos olhos da sociedade local, poderá demonstrar as competências e habilidades dos seus professores e alunos”, explica o diretor da UFF Petrópolis, Anibal Alberto Vilcapoma Ignacio.

Confira a programação:

SEGUNDA FEIRA – 21 DE OUTUBRO

14h - 14:30h Abertura

14h30 - 16h Gestão de processos de negócio - Software Bizzagi

14h30 - 16h Desafio Modelo de Negócios sustentáveis

16h - 17h30min minicurso: Excel 

16h - 17h30min minicurso Elaboração de Artigos

17h - 18h Minicurso de Phyton Victor 35p

TERÇA FEIRA – 22 DE OUTUBRO

09h - 10:30h Mesa Redonda: Bioeconomia

10h30 – 11h30 Oficina: Horta com plantas medicinais

10h30 – 11h30 Gestão de processos de negócio - Software Bizzagi

11h30- 13h Agrotóxicos: Vantagens / Desvantagens e seu impacto para os Consumidores e o Meio Ambiente

13h - 14h30 Almoço

14h30 - 16h A complexidade na gestão de grandes eventos esportivos

16h - 17h Bussines Case - ORANGE

17h30 - 19h Comunicação de Alto impacto

QUARTA FEIRA – 23 DE OUTUBRO

09h – 10h30 Importância da biodiversidade no desenvolvimento de fármacos

10h30 – 11h30 Silhuetas em ação

10h30 – 11h30 Oficina de Bordado: Percurso pelos processos de criar formas a partir de linhas

10h30 – 11h30 Oportunidades de estágio: CIEE e Prefeitura

11h30- 13h Qualidade de vida no ambiente de trabalho: contribuição para o desenvolvimento sustentável

13h - 14h30 Almoço

14h30 - 16h Engenharia de Produção: formação acadêmica e mercado de trabalho

16h - 17h Bussines Case - STONE

17h30 - 19h Primeiros passos na carreira

QUINTA FEIRA – 24 DE OUTUBRO

09h - 10:30h Fenômeno e Essência na Investigação Científica: Reflexões Sobre as Políticas de Saúde Baseadas em Evidências

10h30 – 11h30 Oportunidades de negócios e empregabilidade em Petrópolis

11h30- 13h O mundo da consultoria para a engenharia de produção

13h - 14h30 Almoço

14h30 - 16h Processo produtivo de bebidas

16h - 17h Business Case - Excelência Operacional na fábrica brasileira da Pierre Fabre

17h30 - 19h Mesa Redonda - Engenheiros de Produção

SEXTA FEIRA – 25 DE OUTUBRO

Visitas técnicas – Manhã e tarde

Como se inscrever:

1 - Abra em seu navegador o site da Semana de Ciência e Tecnologia no endereço: www.agendaacademica.uff.br

2 - Na barra superior clique na aba Programação

3 - Selecione a cidade Petrópolis dentre as opções e clique em filtrar

4 - Escola as atividades desejadas e selecione a opção inscreva-se aqui e preencha com seus dados

Aplicativos para smartphones se tornam aliados dos petropolitanos 

A evolução da tecnologia e o desenvolvimento de novas ferramentas têm mudado a forma de se locomover da população. Os aplicativos de smartphone, principalmente, buscam auxiliar a mobilidade urbana e o petropolitano pode contar com, pelo menos, quatro deles, de diferentes segmentos, no seu dia a dia: Waze, Vá de Ônibus, DigiPare e Táxi Net Petrópolis. São app disponível em diversas plataformas, cuja CPTrans recomenda o download para que os itinerários sejam mais eficientes, fazendo com que os usuários chegues aos seus destinos de maneira mais rápida.

A tecnologia é uma ferramenta poderosa e os aplicativos se tornaram aliados em diversos segmentos. Na mobilidade não é diferente: temos aplicativos que auxiliam no trânsito, para utilizar o ônibus, chamar o táxi e pagar o estacionamento rotativo, ou seja, eles contemplam áreas importantes e significativas que tornam o trânsito e o transporte melhores para utilização do usuário de transporte público. Além disso, são aplicativos cujo os downloads são gratuitos, ou seja, basta que o usuário tenha internet no seu smartphone para usá-los. 

Confira como funcionam os aplicativos:

Waze -Para auxiliar no trânsito, o aplicativo Waze é o maior aliado. Pelo mecanismo de navegação, ele utiliza a localização do celular para mostrar as rotas mais rápidas até o destino escolhido pelo portador do aparelho. A própria CPTrans manda as alterações de trânsito, como ocorreu durante Bauernfest, para tornar a experiência ainda mais real.  O diferencial dessa tecnologia é que o usuário pode escolher, entre outras opções, chegar no destino pelo menor percurso ou pelo menor tempo. Ou seja, utilizando as condições do trânsito em tempo real, ele pode sugerir rotas fugindo das áreas onde o fluxo é intenso, fazendo com que o usuário chegue mais rápido ao seu destino.

Disponível para: iOS e Android

Para baixar: https://www.waze.com/pt-BR/download/ 

Vá de Ônibus -Para quem utiliza o transporte público, o Vá de Ônibus é uma excelente forma de saber onde o veículo está. O aplicativo permite que o usuário escolha o melhor itinerário para chegar ao destino desejado. Todas as alternativas de viagens são apresentadas, incluindo números e nomes das linhas, eventuais transbordos, distâncias percorridas, trechos a serem percorridos a pé e o valor total a ser pago. Ao fazer sua opção, seja ela por custo, distância, caminhada ou transbordos, o usuário terá acesso a todos os detalhes do percurso, ou seja, um passo a passo entre o local de origem informado e o local onde se pretende chegar.

Disponível para iOS e Android

Para baixar: http://www.vadeonibus.com.br/home 

DigiPare -ODigiPare é a opção para o pagamento pela área sem a necessidade do auxílio do controlador ou uma terceira pessoa. O estacionamento rotativo funciona de segunda a sábado, de 8h às 19h, sendo cobrado de acordo com a área parada (branca R$ 2,50 a hora e azul R$ 3,50 a hora). Após baixá-lo, o usuário poderá utilizar o cartão de crédito para recarregar valores de R$ 5, R$ 10, R$ 50 e R$ 100. Depois disso é só definir a área e inserir o tempo pretendido de utilização. O aplicativo também tem um alarme que avisa quando esse tempo estiver acabando para que o usuário recarregue ou tire o carro daquela vaga.

Disponível para: iOS, Android e Windows Phone.

Para baixar: https://www.digipare.com.br/ 

TáxiNet Petrópolis -Quem precisar utilizar o serviço de táxi no município pode contar com o Táxi Net Petrópolis (Android) e Táxi Cidade (iOS). O aplicativo oferece desconto de 30% em todas as corridas. Ele funciona de maneira inteligente, onde utilização a localização do aparelho que faz a solicitação como parâmetro para medir a distância até chegada do táxi. Ao definir o destino, o usuário pode, ainda, saber de maneira prévia o valor da corrida e o motorista e veículo que estão indo busca-lo, garantindo comodidade e conforto ao usuário.

Disponível para: iOS eAndroid

Para baixar: iOS – entrar na Apple Stores e buscar por Táxi Cidade. Após fazer o download definir TáxiNet Petrópolis.

Android: - entrar na Play Store e buscar por TáxiNet Petrópolis.

A Associação de Moradores do Quarteirão Vila Isabel e do Vale dos Esquilos recebeu esta semana da Prefeitura nove computadores, com mesas e cadeiras, além de uma impressora, armário e lousa. A empresa Tech Cable do Brasil, por meio de um convênio com a Secretaria de Ciência e Tecnologia, já instalou um link de internet no local. Em breve, estará em funcionamento o Centro de Inclusão Digital (CID) que atenderá toda a comunidade da região.

“Os novos CIDs são fruto de um convênio firmado entre o município e o Ministério da Ciência e Tecnologia em 2009, mas a administração anterior não colocou em funcionamento. É mais um convênio que o atual governo conseguiu resgatar e vai beneficiar a população com a garantia da inclusão digital”, afirma o secretário de Ciência e Tecnologia, Airton Coelho.

A presidente da Associação, Názara Pereira da Silva, comemora a chegada dos novos equipamentos: “Agora estamos com um CID maravilhoso, os computadores têm até tela de LCD. Antes, tínhamos computadores antigos, que não funcionavam e não havia internet.”

O CID do Vale dos Esquilos, bem como outros 12 CIDs da cidade, recebeu da Secretaria de Ciência e Tecnologia novos equipamentos e móveis este ano. Os bairros já contemplados por CIDs são: Alto Siméria, Manuel Torres, Vila São José, Pedras Brasncas, Alto da Derrubada, São Sebastião, Quitandinha, Oswaldo Cruz, Oswero do Carmo Villaça, Vila Felipe, Vila Rica e Anápolis. 

A partir desta segunda-feira (23/9), moradores da Vila Rica poderão contar com um Centro de Inclusão Digital-CID em pleno funcionamento. A inauguração do espaço está marcada para 19 horas, na sede da Associação de Moradores, onde toda a estrutura foi montada, e visando favorecer ainda mais a região, será a segunda comunidade beneficiada com o programa Sala do Empreendedor na Comunidade - Secom.

O objetivo é cadastrar profissionais autônomos que trabalham na informalidade, como micro empreendedores individuais, por meio da Lei 7058 - Microempreendedor Individual – MEI. As inscrições começam ainda na manhã de segunda-feira, de 10h às 17h.

Trabalhadores de mais de 400 profissões de diferentes áreas, como manicures, esteticistas, cabeleireiras, serralheiros e mecânicos, por exemplo, terão a oportunidade de se legalizar sem precisar se deslocar do bairro. A ideia é que, com a formalização do serviço, a mão de obra desses profissionais seja utilizada pelo município.

“O prefeito Rubens Bomtempo determinou que seja dada preferência a profissionais do bairro para prestarem pequenos serviços em postos de saúde, escolas e outras repartições públicas”, explicou o secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, lembrando que o incentivo ao empreendedorismo é um compromisso de campanha de Bomtempo. “Estamos inovando em uma política pública importante para o desenvolvimento socioeconômico do município”, completou Patuléa.

No local, será feito o cadastro no MEI com a oferta de serviços como a emissão de alvará e treinamento para a Nota Fiscal Eletrônica. Além da Fazenda, a ação envolve ainda as secretarias de Obras, Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Planejamento, Ciência e Tecnologia, Saúde e Educação.

Pagina 13 de 13

Notícias por data

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo