“Roupa boa a gente doa” irá distribuir peças junto aos usuários do Cadúnico


A Secretaria de Assistência Social está lançando nesta quarta-feira (19.07), uma mobilização para arrecadar roupas e brinquedos para doação. O “roupa boa, a gente doa” contará com um ponto de coleta no Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti, em Itaipava. Após grande mobilização no município para doação de peças de Inverno, a Secretaria vem recebendo roupas para todas as idades e de ambos os sexos a serem destinadas à população que necessita.

O material será distribuído junto às instituições cadastradas no Conselho Municipal de Assistência Social e o excedente será disponibilizado às famílias com Cadastro Único para Programas Sociais – Cadúnico.  A arrecadação poderá ser feita de segunda a sexta-feira, de 9 às 16h no Centro de Cidadania e a expectativa é que na próxima semana já se tenham peças o suficiente para a distribuição junto à população. 

O Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti está localizado na Estrada União e Indústria, 11860, Itaipava, o atendimento está disponível de 9h às 16h.
 

Processo se iniciará por Itaipava a partir de segunda-feira (26.06)

Beneficiários serão agendados por telefone

Começa nesta segunda-feira (26.06), a atualização do Cadastro Único para Programas Sociais (Cadúnico) dos beneficiários que recebem o Aluguel Social pago pelo Governo do Estado e pela Prefeitura de Petrópolis. Há cadastros desatualizados há mais de dois anos e, por conta disso, a Secretaria de Assistência Social está agendando as entrevistas junto às famílias que precisam atualizar os dados. A verificação das informações terá como objetivo principal manter os dados ativos, já que o Cadúnico é pré-requisito para o encaminhamento de candidatos a Programas Habitacionais.

A atualização de dados se inicia por Itaipava e vai até o dia 07 de julho. Na região, há 268 pessoas recebendo o benefício apenas devido às chuvas de 2011 que pagos pelo Governo do Estado. Atualmente, 1.206 famílias recebem os benefícios em Petrópolis.

A Secretaria de Assistência Social está agendando as entrevistas por telefone, para que os beneficiários que necessitam atualizar os dados no Cadúnico, compareçam no Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti, em Itaipava, de segunda a sexta-feira, de 9 às 16h.

Os beneficiários deverão apresentar original dos seguintes documentos de todos que residem no domicilio: carteira de identidade e CPF do titular do benefício e do cônjuge/companheiro; título de eleitor; carteira de trabalho ou contracheque; certidão de nascimento ou de casamento; certidão de nascimento ou RG dos dependentes e comprovante de residência atual.

O Aluguel Social é um benefício assistencial de caráter temporário, instituído no âmbito do Programa Estadual Morar Seguro, destinado a atender necessidades advindas da remoção de famílias domiciliadas em áreas de risco, desabrigadas em razão de vulnerabilidade temporária, calamidade pública ou em razão de Obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), sendo coordenado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), por meio da Superintendência de Políticas Emergenciais (SUPEM).

 A partir de Maio de 2015 o benefício passou a ser pago exclusivamente através de conta bancária, sendo obrigatória a inscrição do beneficiário no Cadastro Único (CadÚnico), ferramenta do Governo Federal que mapeia e identifica as famílias de baixa renda. A inclusão destas famílias no CadÚnico deve ser feita pelo município, para subsidiar a formulação e implantação de políticas públicas que atendam a essa parcela da população, com a comprovação de que possui o Número de Identificação Social (NIS).

 

 

O Cartão Imperial beneficia 678 famílias em Petrópolis.

As famílias assistidas pelo Cartão Imperial, moradoras do Quitandinha, Dr. Thouzet e Duques, devem ficar atentas: nesta quarta-feira (03.05) a prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social, vai iniciar o recadastramento dos beneficiários do programa. Atualmente 678 pessoas recebem o benefício na região e devido ao grande número de cadastrados, a Assistência Social dividiu o atendimento em um cronograma por ordem alfabética. O recadastramento ocorrerá até o dia 08 de junho no CRAS do Quitandinha.

A secretária Denise Quintella explicou que o recadastramento foi dividido para que as famílias possam se dirigir até a unidade com mais tranquilidade e para organizar o processo de atendimento. O objetivo da Assistência Social é recadastrar todas as 5.630 famílias assistidas pelo programa no município.

“Nós dividimos em um cronograma em ordem alfabética para organizar o atendimento. As primeiras pessoas que deverão procurar o CRAS no Quitandinha são as que começam com a letra A, na segunda semana os das letras B e C, e assim sucessivamente. Nós temos ciência que nem todos poderão ir nas datas estabelecidas, então quem não puder comparecer no dia determinado poderá realizar a atualização em outro dia”, explicou.

O recadastramento do Cartão Imperial tem o objetivo de garantir que todos os atendidos estejam dentro dos critérios do programa, ou seja, que comprovem situação de vulnerabilidade social, de insegurança alimentar e nutricional, e estejam devidamente cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

A titular da Secretaria, Denise Quintela, destacou a importância do recadastramento e alerta que aqueles que não se cadastrarem, inicialmente terão o benefício bloqueado. A falta de atualização do cadastro, no entanto, acarretará o cancelamento do benefício.

 “É importante que façamos a checagem dos dados, pois em um ano nós sempre temos que acrescentar novos beneficiados e a única maneira de se garantir justiça social e fazer com que os reais objetivos do Cartão Imperial sejam cumpridos”, explicou.

Como se recadastrar?

A Secretaria de Assistência Social disponibiliza uma equipe para convocar as famílias por telefone. Para fazer o recadastramento, o usuário deve levar documento de identificação, CPF, comprovante de residência, carteira de trabalho ou comprovante de renda, certidão de nascimento dos filhos menores, comprovante de escolaridade e carteira de vacinação dos menores de 10 anos.

Pessoas com deficiência ou portadores de doença crônica devem apresentar laudo ou comprovante de acompanhamento médico. O CRAS Quitandinha está localizado na Rua Alagoas s/n (Ao lado do PSF do Amazonas), o atendimento está disponível de 9h às 16h.

O cronograma de atendimento obedecerá às datas:

  • De 03/05 a 05/05 – Beneficiários com a letra A
  • De 08/05 a 09/05 – Beneficiários com as letras B e C
  • De 10/05 a 12/05 – Beneficiários com as letras D e E
  • De 15/05 a 16/05 – Beneficiários com as letras F, G, H, I
  • De 17/05 a 22/05 – Beneficiários com as letras J, K, L
  • De 23/05 a 26/05 – Beneficiários com a letra M
  • De 29/05 a 30/05 – Beneficiários com as letras N, O, P, Q
  • 31/05 a 02/06 – Beneficiários com a letra R
  • 05/06 a 08/06 – Beneficiários com as letras S, T, U, V, W, X, Y, Z

 “Roupa boa a gente doa” continua recebendo doações de roupas e brinquedos

 

A Secretaria de Assistência Social inicia nesta segunda-feira (31.07), a distribuição de roupas, calçados e brinquedos no “Bazar 0800” que está localizado no Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti, em Itaipava. Será permitido retirar mensalmente um item por membro familiar, bastando o usuário ser inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais – Cadúnico e fornecer o número do NIS.

 

A arrecadação de roupas para todas as idades e ambos os sexos, além de calçados e brinquedos continua na campanha “roupa boa, a gente doa” com ponto de coleta no mesmo local. Após grande mobilização no município para doação de peças de Inverno, a Secretaria vem recebendo muitas peças a serem destinadas à população que necessita.

 

“Será permitido retirar uma peça para cada membro da família, então a mãe que for ao Centro de Cidadania, mensalmente, poderá levar uma roupa, calçado ou brinquedo para cada filho e marido. Basta apresentar o número do NIS junto à administração do local para ter acesso ao bazar”, anuncia a secretária de Assistência Social.

 

A titular da pasta explica que disponibilizou uma pequena sala no Centro de Cidadania para abrigar o bazar e servir como posto de coleta e distribuição das peças.

 

“As campanhas de inverno estão em andamento, são muitos empresários e até secretarias com postos de coleta. Todas as peças estão sendo divididas e distribuídas no Centro Pop, NIS, além das instituições cadastradas junto ao Conselho Municipal de Assistência Social. Agora criamos um espaço para as pessoas doarem e retirarem as roupas e calçados durante todo o ano”, anuncia Denise Quintella que complementa afirmando que muitas peças estão sendo recebidas ainda com etiquetas “Nosso objetivo é que seja algo cultural das pessoas que quiserem doar alguma peça de roupa ou brinquedo tenha um lugar para levar independente da estação”, complementa.

 

A arrecadação e retirada poderá ser feita de segunda a sexta-feira, de 9 às 16h no Centro de Cidadania Desembargador Jorge Loretti localizado na Estrada União e Indústria, 11860, Itaipava.

Encontro apresentará um diagnóstico da rede de assistência do município para criação de políticas públicas

 

Evento ocorrerá nos dias 14 e 15 de julho na FMP/Fase

 

A Prefeitura de Petrópolis, por intermédio da Secretaria de Assistência Social, abriu as inscrições para 11ª Conferência Municipal de Assistência Social que acontecerá nos dias 14 e 15 de julho na FMP/Fase. Os candidatos à ouvinte poderão se inscrever pelo site da Prefeitura até o dia 13 de julho ou pessoalmente no dia do evento. Já os que desejarem ser delegados precisarão se dirigir à sede do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), localizado na Av. Barão do Rio Branco, nº 2846, até o dia 10 de julho. 

O encontro promovido em parceria com o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) tem como objetivo garantir os direitos e o fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social além de buscar a efetividade em um trabalho integrado entre município e entidades Sociais.

A Conferência foi dividida em quatro temas: A proteção social não contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais; a gestão democrática e controle social: o lugar da sociedade civil no SUAS; o acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantia de direitos socioassistenciais e a legislação como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais.

No encontro também serão eleitos os 36 delegados que representarão as propostas do município na Conferência Estadual que ocorrerá ainda neste semestre no Rio de Janeiro. A presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Jaqueline Cleffs reforçou a importância das instituições enviarem os seus representantes.

“O delegado da Conferência tem a atribuição de discutir e deliberar sobre a temática do evento, para isso, o mesmo deve conhecer o tema, os avanços e os desafios que o município deverá alcançar para os próximos anos. O objetivo final é propor políticas públicas para o município. Todos os delegados têm direito a voz e voto, já os ouvintes e convidados têm apenas o direito à voz”, explica Jaqueline Cleffs.

A secretária de Assistência Social reforça a importância de a população participar da Conferência para não só propor as ações de melhorias, mas também conhecer os serviços ofertados pelo município.

 


O Programa Nacional de Acesso ao Mercado de Trabalho (Acessuas), mantido no município com incentivo do Governo Federal amplia a rede de atuação para 2019. Implantado pela Secretaria de Assistência Social, o programa vai contar com a parceria da Secretaria de Desenvolvimento Econômico que viabilizará a inserção dos mais de 500 assistidos ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

A parceria garantirá o acesso de jovens e adultos atendidos pelo Acessuas a uma grade de mais de 100 cursos oferecidos pelo Pronatec. Tendo como uma das metodologias, o ensino à distância com disciplinas e material didático disponíveis on-line, o ingresso aos cursos depende de acesso à internet, o que muitos dos atendidos pelo Acessuas não dispõem facilmente. A partir da parceria a Secretaria de Desenvolvimento Econômico vai disponibilizar aos usuários as estruturas dos Centros de Inclusão Digital (CIDs) das regiões de Itaipava, Posse, Madame Machado, Corrêas e Centro.

Há um ano implantado no município, o programa Acessuas ultrapassou as metas de atendimentos estabelecidas pelo Ministério de Desenvolvimento Social.

A partir da parceria que viabilizará o acesso a mais curso, a estimativa é de um alcance ainda maior de pessoas em busca de uma formação ou qualificação que contribuirá para a inserção ao mercado de trabalho. Em 2018, além das 500 pessoas, entre jovens e adultos atendidos pelas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), foram realizadas palestras e ações com jovens diretamente nas escolas.

Reestruturado há um ano, o Acessuas auxilia as pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), que recebem Bolsa Família, ao ingresso ou retorno ao mercado de trabalho. Desde que foi implantado, os gestores realizam palestras periódicas com os atendidos, em que são orientados e encaminhados para cursos e oportunidades de emprego. Em parceria com o Senai, muitos dos atendidos conseguem bolsas para os cursos de marcenaria, padaria, confeitaria, costura, modelagem, montagem de móveis, pedreiro de alvenaria, entre outros. No Centro de Cidadania, na Rua Souza Franco -  Centro, jovens e adultos ingressam nas aulas de informática.

A estimativa é de que no mês do março, as unidades do CIDs estejam adequadas para receber os alunos. “Esse projeto é fundamental, são novas pessoas que vamos estar incluído, dando oportunidade de capacitação para o mercado do trabalho. O segredo do nosso trabalho está sendo parceria entre as secretarias e programas do governo”, destaca o coordenador dos CIDs, Leonardo Sindorf.

Parceria com o CIEE promove a orientação profissional

O Acessuas também atua em conjunto com o Centro de Inclusão Estudante Empresa (CIEE), que possibilita o encaminhamento para as vagas de emprego disponíveis e inclui os jovens no programa Jovem Aprendiz. Através as reuniões realizadas em grupo são identificados os perfis dos participantes, que são encaminhados para cursos de interesse ou oportunidade de emprego. Com os jovens são dadas orientações profissionais.

“O programa trabalha a motivação para o retorno ao mercado de trabalho. Com as ações desenvolvidas conseguimos trabalhar a melhoria na escolaridade, enfatizamos a importância de ser voltar aos estudos. A partir do acompanhamento, no caso das mães, por exemplo, ajudamos ultrapassarem as dificuldades de conciliar as responsabilidades com os filhos e o retorno ao trabalho. Incentivamos os jovens para que não percam as expectativas do futuro e não desistam dos estudos”, destaca a psicóloga e técnica do Acessuas, Aline Ziziani.

Nova parceria com Centro Técnico Audiovisual visa lazer e  ampliar oportunidades

Em parceria com o Centro Técnico Audiovisual, no Rio de Janeiro, a Secretaria de Assistência Social busca oferecer novas alternativas para as crianças e adolescentes que vivem em vulnerabilidade social ou cumprem medidas socioeducativas, atendidos nos centros de referência de Assistência Social (CRAS) e Especializados (CREAS) do município. Os jovens terão a oportunidade de participar de exibição de filmes com debates, oficinas e atividades diversas ligadas ao campo do audiovisual. Além de lazer, a iniciativa visa apresentar novas oportunidades de vida para os adolescentes assistidos.

Através do Programa Formação do Olhar, o Centro Técnico Audiovisual além de realizar a exibição de filmes, debates e oficinas, abre um leque de conhecimento na área profissional. O projeto apresenta um pouco do outro lado do mundo cinematográfico para os jovens, que vivenciam o que é e como funciona a produção de filmes. A iniciativa visa abrir as portas para que os jovens ampliem as opções de escolhas para as suas vidas.

Através da parceria, a Secretaria de Assistência Social pretende contemplar os jovens em vulnerabilidade social com o objetivo ampliar conhecimento e motivar escolhas profissionais. A parceria com o Centro Audiovisual vai oferecer mais uma alternativa para o desenvolvimento dos menores acompanhados. 

O CREAS atualmente atende cerca de 80 jovens que cumprem medida socioeducativa, que em Petrópolis, por determinação judicial, são praticadas em meio aberto, sem precisarem se afastar do convívio familiar e social. A Secretaria de Assistência Social conta com a parceria com algumas instituições que abrem campo de atuação para que os jovens, em medida socioeducativa, possam prestar os serviços à comunidade conforme determinação. Além das atividades na sociedade, alguns adolescentes devem cumprir a Liberdade Assistida, com acompanhamento de psicólogos, assistentes sociais, pedagogos e educadores que vão avaliar o desempenho dos assistidos.

A parceria com o Centro Audiovisual será mais um campo, mas esse com o intuito de formação e educação. Os jovens interessados serão encaminhados para oficinas e exibição de filmes com duração de um dia.  O projeto já atendeu mais de 250 alunos de escolas públicas, que visitaram as salas de animação, os estúdios de mixagem e edição, a sala de acervo que conta com 20 mil rolos de película cinematográfica.

Ações Estratégicas do programa de erradicação do trabalho infantil ganham apoio da promotoria 

A Secretaria de Assistência Social apresentou junto à promotoria da Infância e Juventude em reunião nesta quinta-feira (14.09) dois programas federais que serão implantados em outubro no município – o Criança Feliz e o AEPETI (Ações Estratégicas do programa de erradicação do trabalho infantil) a fim de buscar apoio da promotoria nas reuniões e formação dos comitês gestores dos programas.

 O município conquistou a verba federal de R$ 45 mil mensais para implantação do Programa Criança Feliz que visa promover o desenvolvimento integral das crianças desde a primeira infância, fortalecer os vínculos familiares e garantir a assistência social, promoção da saúde e estímulo escolar. O programa será implantado em outubro assim como o AEPETI (Ações Estratégicas do programa de erradicação do trabalho infantil) que promoverá ações estratégicas para informar, identificar, combater e responsabilizar as situações de trabalho infantil. Há pelo menos R$ 200 mil retidos em conta da Secretaria de Assistência Social que não foram utilizados pela gestão anterior devido à falta de planejamento de ações do programa. Liberados, os recursos serão investidos para desenvolver o programa. 

A prefeitura assumiu o compromisso de montar um comitê gestor para colocar o plano Municipal de combate ao trabalho infantil para funcionar e conquistou o envio da verba mensal de R$ 8.300,00 para implantação.

O promotor da Infância e Juventude, Odilon Lisboa Medeiros parabenizou a iniciativa do município que vem atuando integrado não só com o ministério público, mas como também entre as secretarias de governo.

“Sozinhos nós não fazemos nada, então com as secretarias integradas nós avançamos juntos. Essas ações são muito importantes, quando o município investe na criança ele investe no futuro do cidadão. Nós estamos à disposição para auxiliar o processo de implantação na formação do comitê gestor”, afirma o promotor Odilon Lisboa Medeiros.

 A Secretária de Assistência Social, Denise Quintella, explica que o Criança Feliz é uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e alcançará 700 famílias que tenham crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). 

“O programa tem previsão para inicio em outubro e iremos definir o comitê gestor para a implantação que irá funcionar em todas as oito unidades do Centro de Referência a Assistência Social (Cras) do município. O apoio da promotoria e do Ministério Público é fundamental para fortalecer as nossas ações no município”, avalia Denise Quintella.

  Já o AEPETI (Ações Estratégicas do programa de erradicação do trabalho infantil) também vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) reúne um conjunto de ações que têm o objetivo de retirar crianças e adolescentes menores de 16 anos do trabalho precoce, exceto na condição de aprendiz que é a partir de 14 anos. O programa exige a frequência escolar das crianças e adolescentes que passam a receber orientação e acompanhamento pela equipe do programa.   

 O promotor da Infância e Juventude, Odilon Lisboa Medeiros explica que em Petrópolis não há casos frequentes de exploração infantil, mas reforça a importância da população denunciar junto ao Disque 100 e realizar o relato anonimamente ou procurar a assistência do Conselho Tutelar ou o Ministério Público.

 “Nós já atuamos em casos de pessoas que utilizam crianças em semáforos para vender balas entre outros utensílios. Mas não são pessoas do município e sim moradores da baixada fluminense que vem a cidade para pedir dinheiro ou vender alguma coisa. O importante do programa de erradicação do trabalho infantil é conscientizar a população a denunciar e não comprar esses itens”, reforça o promotor.

Abordagens a pessoas em situação de rua serão reforçadas até o dia 1º de setembro

Começou nesta segunda-feira (10.06) a Operação Inverno. Até o dia 1º de setembro, as equipes da Secretaria de Assistência Social intensificarão a abordagens a pessoas em situação de rua pela cidade. O objetivo é oferecer abrigo durante as noites de frio intenso. As vagas do Núcleo de Integração Social (NIS), no Alto da Serra, foram ampliadas para o acolhimento da população em vulnerabilidade. Mais 18 leitos foram criados na unidade, que contou com a parceria Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias para a instalação das tendas na área externa do prédio.

As equipes intensificarão as abordagens noturnas por toda a cidade. A Secretaria de Assistência Social realiza um trabalho diário para o atendimento a pessoas em vulnerabilidade. Através do NIS é feito o acolhimento de cerca de 70 pessoas e no Centro de Referência Especializada para População em Situação de Rua (Centro Pop), Rua Souza Franco – Centro, é feito o atendimento aos acolhidos na Operação e a cerca de 130 pessoas que buscam o serviço mensalmente. A abordagem noturna já é uma prática da equipe, que nesta época, reforça a orientação para que as pessoas não durmam nas ruas e se dirijam até o NIS para passar a noite.

Pelos telefones 2242-4554 e 2246-8742 a população pode fazer com o Centro Pop e com o NIS para alertar a existência de pessoas em vulnerabilidade pelas ruas. “A cidade já enfrenta noites de temperaturas muito baixas, vamos intensificar as ações para prestar auxílio à população que estiver dormindo pelas ruas”, destaca o prefeito Bernardo Rossi. Ano passado 1.178 pernoites foram oferecidos na estrutura montada no NIS. No local, além de ambiente aquecido para passar a noite, as pessoas acolhidas receberão lanche à noite, café da manhã e contarão com estrutura para higiene pessoal. 

As abordagens pelas ruas fazem parte da rotina das equipes. Desde o início do ano, 2.109 abordagens foram feitas pela cidade. Durante as ações pelas ruas é oferecido todo o suporte existente no município para a pessoa que quiser, deixe de viver em situação de rua. O primeiro passo é, havendo o consentimento da pessoa, realizar o acolhimento inicial no Centro Pop, onde as pessoas recebem os cuidados básicos iniciais para a higiene e alimentação. Todos os dias, incluindo sábado, domingo e feriados, os usuários recebem alimentação e podem usar o local para armazenar os pertences e tomarem banho.

As pessoas que forem acolhidas durante o inverno para o pernoite, serão orientadas a buscarem atendimento no Centro Pop durante o dia. No local, as pessoas ainda serão orientadas a buscar a reinserção por meio de ingresso ao mercado de trabalho, retorno ao convívio familiar, inserção em cursos profissionalizantes, encaminhamento para a rede de saúde, participação de ações motivacionais, entre outros.

Disque 100 e Família Acolhedora serão os programas divulgados.

A XXVIII Expo Petrópolis vai contar com uma tenda para a Secretaria de Assistência Social apresentar os programas reformulados pela pasta na atual gestão – o Família Acolhedora e o Disque 100. A Secretaria também intermediará o suporte para a população que necessitar da assistência da Vara da Infância e Conselho Tutelar que atuarão no evento em sistema de plantão. O evento começa nesta sexta-feira (28.02) e vai até o dia 07 de maio, com programação variada.

A secretária de Assistência Social, Denise Quintella considera o evento uma oportunidade de levar ao conhecimento do público os programas que tem o direcionamento para o atendimento de crianças e adolescentes.

“Nós iremos trabalhar em escalas de atendimento, nos fins de semana e no feriado de 10 às 20h e, de terça-feira a sexta-feira, de 10 às 18h. Nossa equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) vão apresentar as ações de combate ao abuso e violência sexual contra criança e adolescentes e o família acolhedora o sistema de como ser um voluntário ou uma família para reintegrar crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e negligência dentro do convívio familiar”, explica Denise Quintella.

O objetivo é referenciar a Assistência Social como ponto de partida para àqueles que precisarem de ajuda ou denunciar algum tipo de violência vivida por crianças e adolescentes.

“Precisamos fortalecer esse elo junto à população e nos colocar à disposição para orientar e servir como uma referência para àqueles que precisam de atendimento. Vamos aumentar a divulgação do disque 100, que são meios de denunciar os maus tratos e qualquer tipo de violência junto às crianças e também a atuação dos oito Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) no município”, disse Denise Quintella.

Pagina 62 de 70

Notícias por data

« Fevereiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo