Integração buscará criar mecanismos de prevenção e proteção à população idosa

Garantir a segurança, proteção e os direitos da pessoa idosa foram algumas das metas traçadas entre a Secretaria de Assistência Social e o Conselho do Idoso. No mês em que se celebra o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa – comemorado no dia (15), a Assistência buscará mapear o número de atendimentos de violência a idosos por tipos (psicológica, econômica ou sexual) e região. O objetivo é criar políticas públicas de combate à violência bem como traçar ações específicas de acompanhamento às vítimas e desenvolver ações de conscientização.

Com uma população de 43 mil idosos em Petrópolis, a secretária de Assistência Social se comprometeu junto ao CMDDPI - Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa de Petrópolis a criar um indicador com o número de atendimentos a idosos junto ao CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social e ao CRAS – Centro de Referência de Assistência Social.

.A presidente do CMDDPI, Gabriela Falconi afirmou que a parceria junto à Assistência irá além das comemorações ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa.

“Vejo no governo a vontade de fazer mais pelos idosos, então o Conselho vai trabalhar integrado à Assistência para auxiliar nas ações de benefício à população idosa. Trabalharemos unidos pelo melhor para os idosos”, explica Gabriela Falconi que complementou dizendo que a criação de uma estatística de violência contra os idosos é um desejo antigo do Conselho, que agora será atendido “Era um pleito nosso de muitos anos e agora vamos conseguir ter esse indicador. Com os dados de violência podemos buscar junto às delegacias uma sala especial para atendimento aos idosos com apoio de uma assistente social, assim como ocorre nos casos de violência contra mulher”, disse.

Instituições promoverão evento na Praça da Inconfidência no dia 24

Na ação, lâmpadas queimadas poderão ser trocadas por de LED

A Secretaria de Assistência Social e o Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) firmaram uma parceria para ampliar a assistência à população em situação de rua do município. Nesta quarta-feira (24.06), acontecerá o primeiro evento entre as entidades que, em conjunto com a concessionária Enel, promoverão uma ação de conscientização ao consumo sustentável de energia elétrica além de reativarem o projeto ‘Pão e Beleza – Espaços de Cidadania’ que oferecerá palestras e oficinas para geração de renda.

O encontro ocorrerá a partir das 14, na Praça da Inconfidência, no centro, e proporcionará a troca de lâmpadas incandescentes ou fluorescentes, mesmo que queimadas ou com defeito, por uma lâmpada nova de LED.

A coordenadora executiva do CDDH, Carla de Carvalho, explicou que será realizado um cronograma com todas as atividades da oficina de construção de materiais artístico com elementos descartáveis pela natureza.

“Essa será a primeira de muitas ações junto a Assistência. Vamos fazer um trabalho integrado para proporcionar o melhor atendimento a essas pessoas buscando justamente a ressocialização e o incentivo para que elas deixem as ruas através de um trabalho. Vamos iniciar um cronograma com 40 integrantes e esperamos que os que se interessarem em comercializar as peças possam vendê-las nas feiras de artesanato do município”, disse Carla de Carvalho.

A Enel é a primeira parceira a participar o projeto ‘Pão e Beleza - Espaços de Cidadania’ este ano e proporcionará a troca de 150 lâmpadas comuns pelas de LED que são mais econômicas.

“A pessoa deverá levar uma conta de luz atual, documento de identidade para realizar a troca que será de até duas lâmpadas por conta. Mesmo que a lâmpada estiver queimada ou com defeito nós iremos dar uma lâmpada nova de LED, a Enel buscará dar o descarte correto a elas”, disse Guilherme Freitas, Educador popular do CDDH.

O coordenadordo ‘Pão e Beleza - Espaços de Cidadania’, Sidnei Hãn, disse que ainda haverá panfletagem e orientações a quem se interessar em custear outras ações do projeto.

“O antigo convênio se encerrou no ano passado e estamos em busca de novos parceiros para voltar a oferecer atividades/oficinas de marcenaria, cestaria, história, português, matemática, direitos humanos, capoeira, educação física, educação ambiental e coral. Eram realizadas assembléias periódicas onde os freqüentadores do projeto podiam decidir e interferir na logística do que era oferecido e do que podíamos oferecer, como participantes do projeto, mostrando assim que a efetivação de direitos se dá de forma participativa e democrática”, demonstra Hãn.

720 famílias deixarão de receber o benefício por não se enquadrarem nos critérios do programa

 A Secretaria de Assistência Social está iniciando nesta segunda-feira (12.06) o processo de desligamento dos beneficiários do Cartão Imperial que não atenderam aos critérios de permanência no programa. O recadastramento iniciado no ano passado identificou que 618 famílias não comprovaram a situação de vulnerabilidade social, de insegurança alimentar e/ou nutricional para manter o recebimento de R$ 70,00 mensais.

 A atualização dos dados foi realizada nos bairros Independência, Taquara, Alto da Serra, Meio da Serra e Sargento Boening de junho a dezembro de 2016. Já o recadastramento iniciando neste ano, em Corrêas, irá desligar 102 beneficiários e suspender o benefício de outras 93 famílias ao longo do mês de junho.

O objetivo da Assistência Social é recadastrar todas as 5.630 famílias assistidas pelo programa em todo o município. O processo de recadastramento tem a missão de garantir que todos os atendidos estejam dentro dos critérios do programa e devidamente cadastrados no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

A Secretaria de Assistência Social disponibiliza uma equipe para convocar as famílias por telefone. Para fazer o recadastramento, o usuário deve levar cópia e original do documento de identificação, CPF, comprovante de residência, carteira de trabalho ou comprovante de renda, certidão de nascimento dos filhos menores, comprovante de escolaridade e carteira de vacinação dos menores de 10 anos.  Pessoas com deficiência ou portadores de doença crônica devem apresentar laudo ou comprovante de acompanhamento médico.

Recadastramento continua no bairro Quitandinha

Os moradores do bairro Quitandinha têm até o dia 28 de junho para realizar a atualização do cadastro do Cartão Imperial. É preciso que os 289 beneficiários do programa entreguem a documentação pendente junto ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro. Por ser uma região populosa, o recadastramento iniciado em maio, foi dividido em ordem alfabética contemplando os moradores do Dr.Thouzet, Quitandinha e Duques. Mas das 678 famílias cadastradas apenas 389 realizam a atualização dos dados.

A Secretaria de Assistência Social explicou que aqueles que não conseguiram fazer a atualização devem procurar o CRAS para atendimento. A unidade fica na Rua Alagoas s/n (Ao lado do PSF do Amazonas) e o atendimento está disponível de 9h às 16h.

 

 

Medida visa garantir asegurança dos usuários e aintegridade dos imóveis

 

A Secretaria de Assistência Social instalou nesta segunda-feira (24.07), quatro câmeras e um sistema de monitoramento no Núcleo de Integração Social e no Centro de Referência Especializada para População em Situação de Rua (Centro Pop). Posicionadas em áreas externas e de convivência, o sistema de vigilância mantém a privacidade dos usuários e tem como objetivo garantir a segurança e a integridade deles e dos funcionários.

 

O município realiza de forma constante a abordagem à população em situação de rua. Este trabalho é realizado por educadores sociais todos os dias da semana, em horários diversos. Aqueles que aceitam são levados para o Centro Pop onde eles podem tomar banho, se alimentar e passar o dia. Durante a Operação de Inverno, lançada pela Secretaria de Assistência Social dia 3 de essas pessoas são encaminhadas ao NIS para pernoitar.

 

O NIS conta com uma média de ocupação de 65 pessoas por dia e com 15 vagas em aberto, mas durante o inverno a Secretaria de Assistência desativou a sala de TV para disponibilizar mais 10 leitos extras para abrigar as pessoas em situação de rua durante o inverno. 

 

O coordenador da unidade Willian Feliciano disse que antes da instalação promoveu uma reunião junto aos usuários onde a maioria foi bem receptiva ao novo serviço. “É para a segurança de todos contarmos com um sistema em que tudo pode ser registrado e arquivado. Os nossos usuários receberam bem a noticia e se comprometeram a conservar o equipamento”, disse Willian Feliciano.

 

O Centro Pop recebe em média 70 pessoas por dia, mas durante o inverno esse número já chegou a 150. No local são ofertados diariamente os atendimentos psicossociais, oficinas de artesanatos, roda de música, filmes e conversa, café da manhã e lanche. No almoço são distribuídos tickets de refeição para que os moradores se desloquem para o Restaurante Popular .


O coordenador da unidade João Guerreiro disse que no local as câmeras também foram instaladas nas áreas de convivência, espaço dedicado para as atividades em grupo. “O sistema de monitoramento vem preservar a integridade da unidade, mas principalmente aumentar a segurança dos usuários e equipes”, afirma João Guerreiro.

 

Além de ampliar unidades, agora são nove no município, os prédios em funcionamento serão reformados

A Secretaria de Assistência Social atua para ampliar e melhorar a estrutura dos setores que levam os serviços sociais para as comunidades. Além de mais uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que vai ser inaugurada no sábado (10.08), no Alto Independência, os demais prédios em funcionamento, passarão por reformas. O primeiro a ser contemplado com as melhorias é o do CRAS Quitandinha, que atende em média 250 pessoas ao mês.

As unidades do CRAS do Centro e de Madame Machado são os próximos no cronograma a receber melhorias. Para a reforma da unidade do Quitandinha estão sendo investidos R$ 30 mil e para as demais, a pasta conta com emenda parlamentar que destina R$ 200 mil em recursos para as melhorias nos serviços da Assistência Social. Esse é um serviço e excelência oferecido no município. A prefeitura está atuando para melhorar ainda mais no atendimento à população em risco social.

A reforma no CRAS do Quitandinha está prevista para começar em setembro e não vai impactar os atendimentos. A partir da obra, a unidade passará a contar com mais espaço. Vai ser uma reforma muito importante. Há mais de dez anos a unidade não recebe melhorias e com essas intervenções, a Secretaria de Assistência Social vai conseguir retomar as atividades em duas salas que estavam interditadas.

O prédio passará por reforma no telhado, que tem provocado infiltrações e danos estruturais. A unidade receberá melhorias na pintura e toda a rede elétrica. “Os atendimentos não serão impactados, vamos isolar as áreas que passarão por intervenções e os atendimentos serão realizados nas áreas que não forem afetadas”, explica o diretor do Departamento e Proteção Social Básica, Rodrigo Lopes.  

As unidades do CRAS realizam cerca de 250 atendimentos por mês e funcionam com dois assistentes sociais, um psicólogo e um pedagogo. O programa segue as normas do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). As unidades auxiliam famílias a saírem da situação de risco social. Oferecem o primeiro suporte para o encaminhamento aos serviços públicos e programas sociais. Os usuários contam com orientação para realocação ao mercado de trabalho, reforço na educação, encaminhamento para cuidados com a saúde e melhoria da qualidade de vida.

As unidades são referência para a inclusão dos usuários a benefícios oferecidos pelo Governo Federal, através do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Em Petrópolis, cerca de 29 mil pessoas possuem o registro e são direcionadas a programas como o Bolsa Família, destinado a aproximadamente 12 mil famílias na cidade; e o Benefício de Proteção Continuada (BPC), que está disponível para cerca de 3 mil famílias, entre outros.

"Cidade para Todos" levará os participantes dos grupos de convivência dos CRAS a passeios pela cidade.

Ampliar o acesso à cultura e ao lazer junto à população idosa é uma das metas da prefeitura. Em meio à programação da Semana do Idoso, a Secretaria de Assistência Social lançou o projeto “Cidade para Todos” que levará os participantes dos grupos de convivências dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) a passeios culturais e de lazer pela cidade.

A iniciativa começou pelo CRAS Retiro, que possui um grupo de convivência onde é oferecido palestras, roda de conversa, oficinas de artesanatos, entre outras atividades para idosas da comunidade. Em curto prazo o projeto será realizado nas oito unidades dos CRAS do município.

O passeio do ‘Cidade para Todos’ começou às 9h desta quarta-feira (04.10) pelo Palácio de Cristal, depois o grupo seguiu para a Casa de Santos Dumont, Museu Imperial, Parque Cremerie e Palácio Quitandinha. A psicóloga do CRAS Retiro, Carla Beatriz dos Santos disse que o roteiro foi montado pelas próprias idosas.

“Nossa pedagoga, Simone, faz um trabalho com elas e identificou que muitas não conheciam alguns pontos turísticos. Conseguimos uma parceria com o Instituto Municipal de Cultura e Esporte e com outros parceiros para viabilizar o passeio. Levamos lanche e o almoço será no Restaurante Popular. Quem não pôde vir lamentou, mas nós iremos fazer outras atividades em breve”, antecipa Carla Beatriz.

A moradora da Comunidade São Luiz, Rosângela Regina de Souza, comemorou o lançamento do projeto. Ela explica que alguns pontos turísticos ela visitou pela primeira vez.

“Eu fiquei encantada com a Casa de Santos Dumont, com o vídeo que mostraram da história dele e ainda ganhamos um lápis de brinde. Estou muito feliz, está sendo ótimo o passeio. Eu já conhecia o Palácio de Cristal mas hoje estou conhecendo muita coisa nova”, disse Rosângela Regina de Souza.

Sandra Mendes Nogueira do Quarteirão Brasileiro e Ângela Maria dos Santos Almeida do Atílio Marotti também apoiaram a iniciativa da prefeitura. “Maravilhoso, a van buscou a gente na porta do Cras e nos levou de volta também. Teve lanche, amamos o passeio e não vejo a hora de ter outro”, comemoram.

Atividades da Semana do Idoso acontecem até o dia 16

A abertura oficial da Semana do Idoso aconteceu na terça-feira (03.10) no Terra Santa com homenagem a 100 idosos. A programação contou ainda com a apresentação do Coral Protempore, regida pelo Maestro Paulo Afonso e uma atividade de ginástica, com uma equipe de Educação Física da Universidade Estácio de Sá e uma Tarde de Prêmios, que distribuiu prêmios aos idosos a cada rodada.

As atividades da Semana do Idoso serão realizadas até 16 de outubro, quando encerra com uma Tarde Musical com o grupo Serenata Imperial, na Casa Cláudio de Souza, a partir das 16h30. As atividades continuam já na quarta-feira (05.10) com a Olimpíada da 3ª Idade, que será realizada a partir das 13h, no Centro Esportivo Fábrica do Saber. No mesmo dia, no Terra Santa, será realizado uma Oficina “Projeto Cinema, Memória e Bem-Estar”, com os idosos do Projeto Fórmula do Bem-Estar do Terra Santa, a parir das 14h. Na sexta (06.10), no Restaurante Popular, acontece o Baila Comigo, às 16h. A dança contagia ainda na quarta-feira (11.10), com o Baile da Feliz Idade, às 15h, no Petropolitano.  A série de eventos é promovida pela Prefeitura e pelo Conselho Municipal da Pessoa Idosa.

Palestra, inauguração de núcleo de atendimento e apresentações culturais serão realizadas em dois dias de evento

A Secretaria de Assistência Social e Cidadania inicia nesta quarta-feira (17.05) as ações de conscientização ao Dia de Nacional de Combate à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes com uma reunião com o titular da Vara da Infância e Juventude, Alexandre Teixeira. O objetivo é estabelecer um fluxo junto às assistentes sociais para o atendimento às crianças e adolescentes vítimas de violência sexual.

Seguindo a programação, na quarta-feira às (18.05), às 9h, ocorrerá a inauguração do Núcleo de Atendimento Especializado – Infantojuvenil – NAPE – IJ, anexo ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), na Avenida Dom Pedro I, 410, no Centro. À tarde, a partir das 13h, a Assistência promoverá um evento na Praça Dom Pedro com panfletagem, adesivação de carros e apresentações culturais.

Marcando o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes (18.05), a prefeitura de Petrópolis apresentará o novo tema da campanha de divulgação do Disque 100, desta vez em parceria com o Conselho Tutelar, a “Faça a Diferença #conscientizAÇÃO”.

A atenção à criança e ao adolescente é uma das prioridades do governo. Uma das ações emergenciais tomada pela Secretaria de Assistência Social foi reativar o Disque 100, paralisado desde 2014.

Na reunião com o titular da Vara da Infância e Juventude, Alexandre Teixeira, a equipe de assistentes sociais se atualizará quanto ao fluxo de atendimento às crianças e adolescentes vítimas de violência sexual. Denise Quintella explicou que a ação é uma orientação para a inauguração do Núcleo de Atendimento Especializado – Infantojuvenil – NAPE – IJ, aos fundos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). 

“Faça a Diferença #conscientizAÇÃO” será lançada na Praça Dom Pedro

Na data em que marca o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes (18.05), a Secretaria de Assistência Social e Cidadania promoverá uma ação cultural na Praça Dom Pedro de 13h às 17h onde será lançada a campanha: Faça a Diferença #conscientizAÇÂO. O objetivo é divulgar os números de telefone do Disque 100 e o 125 do Conselho Tutelar que são as linhas diretas para a população denunciar anonimamente os casos de violência. Haverá ainda a apresentação da Banda Marcial da Escola Municipal São Judas Tadeu, Coral do Projeto C3 e Hip Hop, Roda de Capoeira com a Capoeira Imperial.

Encontro apresentará um diagnóstico da rede de assistência do município para criação de políticas públicas

 

Evento ocorrerá também no sábado (15) na FMP/Fase

 

Abordar os avanços da Assistência no último semestre, compartilhar os desafios e a busca pela melhoria nos atendimentos à população serão as diretrizes que nortearão a 11º Conferência Municipal de Assistência Social. Com o tema “Garantia de direitos no fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social” a prefeitura de Petrópolis buscará junto à comunidade sugestões, metas e ações para a criação de políticas públicas. O encontro realizado em parceria com o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) se inicia nesta sexta-feira (14.07) no auditório da FMP/Fase, das 19h às 21h e é aberto ao público.

 

As inscrições para o segundo dia do evento, onde serão realizados os debates em quatro subtemas, poderão ser feitas de 8 às 8h30 no auditório da FMP/Fase. Na ocasião também serão eleitos os 36 delegados que representarão as propostas do município na Conferência Estadual que ocorrerá ainda neste semestre no Rio de Janeiro.

 

O prefeito destaca que a Assistência iniciou a gestão tendo que pagar uma dívida de R$ 200 mil referente ao aluguel Social e auxílio emergência e ainda regularizou o repasse de R$ 363 mil à empresa responsável pelo Cartão Imperial. Em seis meses a Assistência também inaugurou o Núcleo de Atendimento Psicológico Especializado infantojuvenil -  NAPE/IJ, zerou a fila de espera de jovens para cumprimento de medidas socioeducativas e criou um curso de inclusão digital e baile para os idosos.

 

A Conferência foi dividida em quatro temas: a  proteção social não contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais; a gestão democrática e controle social: o lugar da sociedade civil no SUAS; o acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantia de direitos socioassistenciais e a legislação como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais.

 

O encontro promovido em parceria com o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) tem como objetivo garantir os direitos e o fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social além de buscar a efetividade em um trabalho integrado entre município e entidades Sociais.

Na ocasião, também serão eleitos os 36 delegados que representarão as propostas do município na ConferênciaEstadual que ocorrerá ainda neste semestre no Rio de Janeiro.

 

“O delegado tem um papel fundamental, pois é quem discute e delibera sobre a temática do evento a fim de se propor políticas públicas para o município, por conta disso, é de grande importância que as instituições cadastradas no conselho participem e enviem os seus representantes para a Conferência”, convida Jaqueline Cleffs, presidente do Conselho Municipal de AssistênciaSocial (CMAS).
O curso de libras promovido pela Secretaria de Assistência Social capacita 39 profissionais da pasta e da Saúde. Iniciado há um mês, as aulas visam preparar os funcionários das duas áreas para o atendimento à população com algum tipo de deficiência auditiva. A proposta visa garantir maior acessibilidade aos serviços públicos e amplia o trabalho realizado pelo Centro de Interpretação de Libras, que funciona no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) Centro.

A iniciativa visa estender o suporte aos deficientes auditivos que já contam com o trabalho do CRAS Centro, onde é oferecido o auxílio para o acesso aos serviços da rede pública. No local, a população surda recebe ajuda para emissão de documentos pessoais; cadastramento aos programas sociais; consulta de benefícios; interpretação para assuntos jurídicos; auxílio para tratamentos médicos; entre outros. O local funciona como uma central de apoio para os deficientes auditivos.

Com duração de quatro meses, foram montadas duas turmas, com aulas semanais. “Está sendo muito importante. Temos que estar preparados para atender todo tipo de público. Esse curso vai ajudar bastante a nos comunicarmos melhor. Sempre tive vontade de aprender e agora estou tendo essa oportunidade”, conta Vitor Hugo de Oliveira, funcionário do CRAS Retiro.

Suelen Barbosa Lima, funcionária da Saúde, na Vigilância Sanitária, ainda não precisou usar a linguagem de sinais nos seus atendimentos, mas se sente mais segura agora. “Foi aberta essa oportunidade, então estamos aproveitando para nos prepararmos. Acredito que esse curso pode dar uma base, não vamos sair especialistas, mas vamos conseguir atender melhor as pessoas com essa necessidade”, destaca.

Oferecer uma base para o atendimento primário é o que o curso pretende. De acordo com a intérprete de libras do CRAS Centro, Gisele Gimenez Destro Carneiro, a iniciativa vai garantir que a população com deficiência auditiva consiga ter melhor atendimento nos setores públicos. “Esse curso foi criado para preparar os profissionais para o atendimento ao público. Para que ofereçam maior suporte ao surdo”, frisa.

O curso de libras vai expandir a assistência para todas as unidades. A ideia é que ao menos um profissional em cada setor seja preparado para atender o surdo.  A capacitação vai atender a meta do planejamento estratégico da Secretaria de Saúde. A estimativa é contar ao menos com um profissional em cada um dos 92 equipamentos de atendimentos da Saúde.

Projeto ‘Motorista Acolhedor’ visa melhora nas condições de trabalho e de assistência aos usuários da Secretaria

A Secretaria de Assistência Social promoveu nesta segunda-feira (26.02), no CRAS Centro, um curso de atualização para os motoristas da pasta. A iniciativa faz parte do projeto ‘Motorista Acolhedor’ que promoverá ao longo do ano, roda de conversas, palestras, cursos e formação continuada junto aos profissionais de forma gratuita.

No primeiro encontro, 13 profissionais tiveram a orientação de como era aplicada a política de Assistência Social no município, por meio do trabalho desenvolvido junto aos setores da Secretaria. Para Denise Quintella, secretária da pasta, o encontro foi importante para que os motoristas saibam da importância do trabalho deles ao conduzir a equipe ou família para atendimento.

“Os motoristas são fundamentais para nós, pois eles que conduzem a pessoa em situação de rua para o NIS ou Centro Pop, o mesmo acontece com as crianças das Casas de Acolhida ou alguma vítima de tragédia das chuvas. Nossa secretaria lida com pessoas em vulnerabilidade social então eles precisam se sentir parte do processo de acolhimento que é promovido por nós”, afirma Denise Quintella.

 A coordenadora do CadÚnico e do Programa Bolsa Família, Denize Militão, reforça que os motoristas são multiplicadores de informação, por conta disso, quanto mais integrados aos serviços e programas da Secretaria, melhor será a resposta ao processo de trabalho.

“O encontro foi importante para eles tirarem as dúvidas, se informarem e apresentarem as dificuldades deles no trabalho. Eles são nossos multiplicadores de conteúdo, quanto mais bem informados eles forem, melhor será a nossa assistência junto aos usuários. Foi uma roda de conversa importante, pois pela política de Assistência Social, apenas os técnicos são capacitados, mas a secretária resolveu promover a eles também uma formação continuada e pretendemos ter outras ações ao longo do ano”, disse.

O assessor de transporte da Secretaria de Assistência Social, Alex Soares, afirma que a equipe se sentiu valorizada e prestigiada com a iniciativa do ‘Motorista Acolhedor’.

“Essa é uma ação nova, nunca aconteceu na Secretaria e para equipe foi muito importante, pois nos sentimos valorizados e prestigiados. Nosso trabalho pode ir além do que dirigir um carro, muitos hoje vieram trabalhar com uma mentalidade diferente e mais prestativa. Então só temos que agradecer à secretária pelo projeto e esperamos que tenha outra edição logo”, disse.

Pagina 61 de 68

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Outubro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo